Resenha #501 - A Conquista - Elle Kennedy


Título: A Conquista
Autor(a): Elle Kennedy
Editora: Paralela
Páginas: 336
Nota: 4/5
Classificação +18
Resenhas: O Acordo | O Erro | O Jogo
Tá bom, esnobe. Reservada é só uma palavra bonita para esnobe. E, embora não goste muito da ideia de que meus colegas me achem uma bruxa, não tem muito o que eu possa fazer sobre isso. Não tenho tempo nem energia  para conversa fiada, nem para tomar um café depois da aula ou fingir  que tenho alguma coisa em comum com os jovens ricos e elitistas que compõem a maior parte dos alunos desta faculdade.
Olá pessoas, tudo bem?

Hoje eu venho com a resenha de A Conquista, amo esta série de todo o meu coração. Elle conseguiu me conquistar desde O Acordo, então sempre quero ler algo dela. Pois ela tem uma ótima imaginação, para construir uma história forte, mesmo com o teor hot. Fica complicado não ficar viciada em sua escrita.

Para quem ficou curioso, tenho as resenhas dos três primeiros livros lá em cima nos links. Mesmo que a história seja independente, pode correr pequenos flashes de spoilers dos livros anteriores, no decorrer da história, nada que atrapalhe, mas eu aconselho a leitura em sequência. Esta resenha não contem spoilers dos livros anteriores.

Tucker era o mais centrado de todos os jogadores de Hóquei da faculdade Briar. Ele se destacava por ser o mais gentil, sensato e amável. John Tucker é bem diferente de seus amigos mulherengos, ele é um cara tranquilo e quer uma vida sossegada. Quer uma esposa e filhos Quer uma família para que ele possa cuidar. Quer um negócio próprio, um trabalho que ele se empenhe e goste do que faz. E eu gosto muito dele por tudo isso.

Sabrina, é uma mulher decidida. Ela é uma batalhadora e sobrevivente. Não tem muito tempo a perder com distrações. Com seus planos de futuro muito bem elaborados, ela estuda  e trabalha muito para entrar e Harvard, seu maior sonho. Esta idealização a tirará da vida ruim que leva. As dificuldades que passa e por tudo de ruim que já aconteceu em sua vida. Se formar nesta universidade abrirá as portas para uma vida melhor. Ela não tinha tempo a perder com relacionamentos e nem acreditava no amor.

Tucker a calmaria em pessoa, não sabia o turbilhão de sentimentos que iria enfrentar. Sabrina, a mulher interpretada como fria e antipática, não sabia que seus sentimentos iriam passar por vários testes.

Eles se encontram casualmente e quando menos percebem, o destino prepara algo inesperado para as suas vidas, fazendo com que eles se unam e desafiem vários obstáculos, será que estão preparados?

Eu curti muito está história. Fiquei completamente apaixonada pelo Tucker  e sei que não é apenas um personagem, pode existir homens assim em nossa vida real, são raros, mas existem. Ele é um encanto e tem um coração tão grande que me senti em paz em cada página que era narrada por ele. Sabrina também me ganhou. Ela passou por muitas dificuldades e isso a deixou com coragem para enfrentar qualquer obstáculo e lutar vorazmente pelos seus objetivos e sonhos. Por se manter focada no que quer, ela era considerada uma mulher fria e chata, um rótulo mais fácil de se jogar em alguém, que é fechado e tem objetivos bem claros sobre o que quer. 

As pessoas não estão acostumadas com pessoas assim, por isso fica mais fácil julgar e no decorrer das páginas fui conhecendo uma Sabrina, que tinha fortes objetivos, mas que era carente de afeto e  tinha produzido um escudo bem forte, para não cair na ilusão que o amor era para ela.

Ao entrar em sua vida, Tucker, trouxe algo que ela jamais imaginou sentir, pois amar era ser vulnerável. E para ele, amá-la era transformador. Se eu amei O Jogo, posso dizer que este livro também entrou para o meu coração. Nunca imaginei que pessoas tão diferentes pudessem se encontrar e transbordar e torcer para este casal preencheu o meu coração.


As vezes precisamos de alguém do nosso lado, não para nos completar, mas para nos transbordar.

Este livro fechou a série Amores Improváveis com chave de ouro.
Meu sol nasce e se põe no seu sorriso.
Meu coração bate porque o seu bate.
Um xero!

3 comentários

  1. Oi Dih, tudo bem?
    Essa série tem sido bem elogiada na blogosfera.
    Apesar de eu não ser tão fã desses romances hot mais contemporâneos (prefiro os de época), fiquei curiosa com essa trilogia. Parece ter bons personagens!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  2. Oi, Dih!
    Eu amei demais o Tucker, apesar de o Dean ser o meu favorito definitivamente. Eu demorei pra ler um pouco esse último volume, sendo assim não gostei tanto quanto os outros, mas amei a escrita da Elle, ela é maravilhosa!
    Beijo

    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Dih!
    Eu amo demais todos os livros dessa série. Tucker meu bebezão lindo! Gente, ele é o homem perfeito e isso acaba com a gente hahaha
    Beijos
    Balaio de Babados
    Natal Literário 2018: 5 kits, 10 ganhadores. Participe!

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!