Resenha #452 - Deixada para Trás - Charlie Donlea


Título: Deixada para trás
Autor(a): Charlie Donlea
Editora: Faro Editorial
Páginas: 368
Nota: 5/5  
+ 18 anos
A entrevista dessa manhã foi uma conclusão do drama de Megan McDonald e tinha que acabar com sucesso. Não podia incluir nenhum elemento desagradável que ainda perdurasse a respeito daquele verão. Sobretudo acerca de Nicole.
Nicole Cutty sumira. Essa não era uma história de sucesso.

Olá tudo bem com vocês?

Trago hoje para vocês a leitura do ultimo livro que recebi em parceria com a Faro Editorial. 

Faz tempo que estou de olho nesse livro, e tenho visto ótimas resenhas sobre ele e não é para menos ... o livro é realmente ótimo e o Charlie Donlea ganhou vários créditos comigo.

O livro retrata a história de duas garotas sequestradas - Megan e Nicole.

Duas garotas totalmente diferentes, Megan é filha do policial local da Carolina do Norte, é uma aluna exemplar, sonha em se tornar médica, é bem quista por professores e alunos.

Em compensação, Nicole é problemática, rebelde, não se importa em ser conhecida como uma garota promiscua e oferecida e odeia Megan com toda a sua perfeição.

As duas desaparecem no mesmo verão, em meados de agosto de 2016 e após duas semanas de procuras árduas, Megan consegue fugir do seu cativeiro.

Megan se torna a garota mais falada do momento, e após um ano de seu sequestro, lança um livro, onde conta os terrores que ocorreram enquanto era mantida presa e seu livro se torna um best seller.

Mas ... e Nicole? 

Bom, todos se esqueceram dela, menos sua irmã mais velha - Lívia.



Lívia é uma aluna de patologia forense, e todos os dias se prepara psicologicamente para encontrar sua irmã sem vida em uma das mesas frias onde faz autopsias todos os dias. Ela não deixa de estudar arduamente para que quando isto ocorra, ela possa dar um final digno e conclusivo ao corpo de sua irmã. No dia do desaparecimento, Nicole tentou ligar para Lívia, mas acreditando que a irmã mais nova estivesse tendo mais um novo chilique juvenil, não atendeu a irmã, e ela leva essa culpa cravada no peito.
Toda vez que o corpo de uma desconhecida entrava no necrotério, Lívia se perguntava se seria Nicole. Abrir o zíper do saco de vinil preto e dar uma rápida passada de olhos no cadáver era tudo que ela em geral fazia para dissipar o medo.
Até que um dia um corpo com evidências de afogamento aparece em sua sala, e após a autópsia é concluído que a causa do morte não foi por afogamento e sim assassinato; logo,  o rosto do jovem é colocado em todos os jornais, e Livia descobre que ele e Nicole não só se conheciam muito bem, como o desaparecimento do rapaz coincide com a fatídica data em que Nicole sumiu sem deixar vestígios.

E é ai que Livia começa a caçar pistas para tentar encontrar sua irmã, viva ou morta e colocar um ponto final no pesadelo que ela e sua familia vivem, mas que ninguém parece se importar.

O livro é divido em seis partes, que são mesclados no passado onde contam a histórias de Nicole e Megan antes do sequestro, os descobrimentos de Lívia no presente e há capítulos que acompanhamos a rotina do serial killer e suas vitimas, pois sim, existem outras garotas desaparecidas, até mesmo há anos, que estão nas mãos do mesmo sequestrador.

Eu devorei esse livro, e só não o trouxe aqui antes devido a falta de tempo para poder transpor tudo que eu senti lendo-o, eu amei cada palavra, cada capitulo dele. O autor narra com maestria os momentos em que Lívia está em serviço mexendo nos corpos, o que mostrou que o autor tem até uma certa familiaridade com o assunto ou pesquisou muito sobre o tema. Eu amei a Lívia, ela é uma mulher forte, inteligente, astuta e por mais que não seja de demonstrar seus sentimentos, ela lutou bravamente durante todo o livro, para encontrar a Nicole, fora toda a construção do personagem com sua profissão que foram extraordinárias.

A Megan tem uma participação mais passiva no livro, devido a um motivo considerável: ela ficou a maior parte do tempo do cativeiro dopada por uma substância quase letal chamada Cetamina, e ela passa por sessões de hipnose para tentar relembrar exatamente o que aconteceu e até mesmo como conseguiu escapar, e é quando outros corpos surgem com a mesma substância encontrada em Megan, que Lívia começa a ligar os pontos e compreender que as coisas podem se tornar maiores e piores do que ela imaginava.
As fotos, Livia esperava, transportaram-no para a mente do homem que levara aquelas garotas. O homem que talvez tivesse levado sua irmã. O monstro que continuava por ai, quem sabe tramando o sequestro de outras jovens. Que possivelmente enterrara muitas outras, cujos corpos se achavam à espera de serem descobertos por outros praticantes de jogging e seus cachorros.
Eu achei a psicologia do assassino em questão um tanto curiosa, ele obviamente é um serial killer e isso não é um segredo no livro, mas eu fiquei na dúvida se ele é exatamente um psicopata ou um psicótico (ou os dois). Devido a ele ser extremamente intenso, e se mostrar dentro da sua mente doentia, apaixonado pelas garotas que ele prendia. No livro por várias vezes, foi falado que ele só queria ser amado e como ele não conseguia da forma normal, ele aprisionava as meninas na vão esperança que elas se apaixonassem por ele. 
Em seguida, amarrou-a no lado oposto do recinto, para que pudesse consertar a cama em paz sem medo de ser atacado. Por fim, o pior de tudo: ele a puniu. Era o que mais odiava fazer.
Mas uma coisa é certa, o cara é definidamente um monstro, cruel e sádico. A identidade do assassino, foi escondida até as partes finais do livro, e até um certo ponto eu não desconfiei de quem fosse o culpado, e achei bem satisfatória a revelação, mas como eu gosto muito do tema, senti falta de ter um desenvolvimento dos motivos que fizeram o personagem trilhar o caminho que ele escolheu, para concluir com o fechamento de sua participação no livro, mas isso não reduziu de forma alguma na minha satisfação com a obra do autor.
Ele foi até a parede oposta da janela e apontou a lata para o concreto. Com tinta preta, pintou um grande "X" ao lado de um "X"anterior, cujas linhas pretas grossas tinham escorrido pelo concreto cinza, secando em lágrimas congeladas de tinta.
Em relação à diagramação, temos aqui um formato mais sombrio e sóbrio criado pela Faro Editorial, as páginas são grossas e amareladas, as letras de um tamanho médio, a revisão e a edição do livro como sempre estão ótimas.



A narrativa do Charlie é bastante simples, o livro é fácil de ser interpretado, pontos que também devem ser dados ao tradutor do livro. Mas a forma como autor construiu os cenários fez com a evolução do livro, fosse gradual, porém dinâmica, e eu me vi presa querendo loucamente saber o que ia acontecer e eu torci muito pela Lívia e até mesmo pela Nicole, por mais insuportável que o personagem fosse, pois não pensem que por ela estar desaparecida vocês irão sentir empatia por ela a todo o momento, porque não vão.

O tema principal da trama foi muito bem abordado, que foi o desaparecimento misterioso de jovens, algo que acontece e muito até hoje no mundo inteiro, e tantas e tantas vezes sem resolução ou em sua grande maioria infelizmente com finais tristes. E dói muito saber que o que as vitimas do livro sofreram, acontece no mundo real, com mulheres, adolescentes e crianças, até mesmo em maior proporção, e fica no ar a questão de até quando ainda seremos vitimas de seres humanos que se acham no direito de brincar com a vida de pessoas inocentes.

Até a próxima.



4 comentários

  1. Oie
    O enredo é muito bom, parece ser uma leitura instigante e curiosa.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Verônica, tudo bem? Eu vi essa foto maravilhosa no insta, e claro que corri pra ler sua opinião sobre a obra.
    Eu amei esse livro, fui completamente surpreendida, e adorei principalmente a construção das personagens.
    Beijinhos
    http://pausaparapitacos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee Bianca

      A diferença do tamanho da resenha lá, para aqui e gigantesca né? kkkkk Sem sombra de dúvidas é um dos melhores livros que li esse ano também.

      Bjoss

      Excluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!