Resenha #450 - Quando as Estrelas Caem - Amie Kaufman & Meagan Spooner


Título: Quando as Estrelas Caem
Estrela Caem #1
Autor(a): Amie Kaufman & MeaganSpooner
Editora: Novo Conceito
Páginas: 416
Nota: 5/5
Eu daria qualquer coisa para ter uma noite relaxada e descontraída brincando e contando piadas com meu pelotão, em vez de ficar aqui preso, neste simulacro (representação, imitação) de cenas de um romance histórico. (Tarver)
Olá pessoas, tudo bem?

Eu fiquei super curiosa com este livro desde o seu lançamento. Eu fiquei completamente apaixonada por esta capa. Ela representa bem o estilo de livro que amo ler. Distopia com ficção científica. Óbvio que neste livro, temos mais fatos distópicos. Mas a simples mesclagem de ficção que tem por aqui, me deixou completamente satisfeita com o mundo criado pelas autoras.

Lilac é uma garota mimada e que acha que o mundo existe apenas para servi-la. Ela é a menina mais rica da galáxia e seu pai é famoso e muito poderoso. Ele é bem conhecido pelo excesso de proteção que tem a sua filha.

Tarver é um garoto de 18 anos, mas que já ocupa um posto de Major, devido a sua honraria de herói. Ele é um rapaz simples. E que sabe de seu lugar. Por mais medalhas que carregue no peito e pela fama de herói, ele não desfruta de tudo que esta fama poderia lhe dar. Com isso ele vai seguindo a sua vida e fazendo o que sabe fazer de melhor. Proteger as pessoas.
A falsidade dessas pessoas é venenosa. Sou um pouco mais do que um cachorro andando sobre duas patas aqui... Elas sabem disso, e eu também, mas elas não têm a capacidade de deixar passar a oportunidade de serem vistas com um herói  de guerra real e vivo. (Tarver)
Eles estão a bordo da Nave Icarus, que comporta cerca de 50 mil pessoas. Tudo que Tarver queria, era estar junto ao seu pelotão e não no meio daquele salão encenando cara de felicidade completa, diante de todas aquelas pessoas, que ele considerava hipócritas. A parte que ele mais detestava eram as fotos.

Depois de muito lutar, Lilac conseguiu que seu pai a deixasse viajar sozinha. Apesar de estar acompanhada de  uma escolta feminina e que são suas amigar também, ela se sente um pouco livre, para fazer o que quiser, mesmo sabendo que está sendo vigiada por elas.

Mas algo muito ruim acontece, a nave cai, ela se desfaz, fazendo com que Tarver e Lilac fiquem perdidos em um planeta aparentemente hostil e parecem que foram os únicos sobreviventes. 
A dor nos meus ombros é lancinante, e sinto o gosto do sangue quanto mordo a ponta da língua, porém não estou mais caindo. Bati em outra amurada, o corrimão segura os meus braços. Eu não tenho fôlego, não tenho força. A multidão irrompe, passando por mim, sem me dar nenhuma atenção. (Lilac)
Lilac não tem muita esperança de que conseguirá voltar para casa. Ela quer rever seu pai, e quer acreditar que outras pessoas sobreviveram. Tarver já se preocupa com a sobrevivência  de ambos, querendo fazer com eles fiquem a salvos, já que ele não faz a menor ideia do que esperar naquele lugar. Ele é bem mais realista devido a seu treinamento. E o fato de Lilac ser mimada demais, tem feito com que ele se irrite muito facilmente. 

Eles são completamente oposto um do outro. Mas o instinto de sobrevivência pode mudar as pessoas. E juntos eles vão superar tudo isso e a coragem e lealdade que ambos vão tendo um com o outro, vao ajudá-los a superar qualquer dúvida que ambos tinham.

Tarver é mais prático e vive com os pés no chão. O seu controle mental é forte, pois encarar os chiliques de Lilac, não é para qualquer um não. Mas eu entendi as reações dela. Afinal, ser criada com uma princesa, com tudo nas mãos e de repente estar em um lugar desconhecido. Sem saber o que vai acontecer e se um dia voltará para casa, não é nada fácil.

Eu me conectei com os dois imediatamente e senti empatia por eles. Pois cada um tinha seu trauma e sua perda. Cada um tinha um segredo dentro de si, que os movia a continuar, mas que também os assombravam. 

Na verdade eu amei o livro desde as primeiras páginas. As autoras conseguiram me conquistar imediatamente. E conforme a leitura seguia, mais ávida a continuar eu queria. E neste caso, foi ótimo me interessar pelo livro apenas pela capa, não cheguei nem ler a sinopse, então acredito que os acontecimentos que se sucederam durante a leitura, foi uma surpresa muito boa. 

Eu gostei muito da ambientação. De como as autoras constituíram a personalidade de cada um dos personagens. Eu gostei muito do amadurecimento e crescimento de Lilac. Teve momentos em que me vi torcendo por ela e querendo ajudá-la em algumas situações difíceis. Ela foi muito corajosa e se mostrou completamente necessária para ajudar Tarver em alguns momentos de infortúnio. Por mais cruel que uma situação parecia, ela se mostrou forte, mesmo que se sentisse com medo e insegura.

Tarver era muito cético. Devido ao seu treinamento, ele lutava bem para mantê-los seguros e vivos. Mas Lilac não parecia muito bem e ele por mais que tivesse evidências de que ela não parecia louca. Ele não conseguia acreditar. Isso a magoava muito, mas eles tinha que seguir em frente, para conseguir chegar em algum lugar, para ver se conseguiam algo para voltar para casa.

A história fluiu muito bem. Eu li este livro bem rapidamente. Na verdade, nos momentos em que eu tinha que parar, eu não parava de pensar no que poderia acontecer. Com a história narrada em primeira pessoa, intercalada entre Tarver e Lilac, podemos conhecer eles por dentro e sentir seus medos e anseios. O sentimento entre eles foi inevitável. Pela sinopse já dá para perceber, mas não encontramos aqui nada meloso. O romance acontece, mas de um jeito que você lê e deseja que tudo fique bem, mesmo que todos os avanços que eles tem, demonstre o contrário.


A diagramação o livro é bem simples. As folhas são amareladas, uma grossura média, mas que deixa o livro bem leve. A fonte de tamanho médio, completamente confortável para a leitura, que é de fácil entendimento. Não me recordo de ter encontrado algum erro de revisão. Gostei da tradução da Ana Death Duarte, ela foi bem criteriosa e foi bem astuta nas escolhas até das palavras dificieis rs. 

Teve uma hora que quase surtei, sério. Tive um misto de sentimentos e eu quase enlouqueci em alguns momentos. Eu gostei muito de como a história foi finalizada. Nada ficou aberto, mas um gancho bem simples, ficou para a continuação. Então o que posso dizer é que recomendo muito a leitura e já não vejo a hora da editora trazer o próximo livro.  
Ela não está olhando para mim  e vendo um cara criado no lado errado do planeta. Ela não está vendo um soldado, nem um herói de guerra, nem um rústico sem cultura que não entende quão difícil isso é para ela, nem um idiota  que não sabe o que é certo.
Ela apenas me vê. (Tarver)
Um xero!!! 

Dia de quotes #9 - Horror na Colina de Darrington

Olá, tudo bem com vocês?

Hoje vou trazer na sessão de quotes, o livro Horror da Colina de Darrignton do autor Marcus Barcelos.

O livro do Marcus, foi o pontapé inicial sobre a relação do blog Minhas Escrituras com a Faro Editorial - foi o primeiro livro que li da editora, e consequentemente o primeiro livro da Faro resenhado no blog. É um livro curto, tenso e que explora medos que conseguem ser transportados das páginas, para dentro de nossas mentes.

Um dos novos lançamentos da Faro Editorial é o Dança da Escuridão, que é a continuação deste livro. E claro que já solicitei à editora, pois estava louca para ler mais sobre a estória do Ben, e a espera foi bem longa!

Então, enquanto aguardamos o lançamento, vamos relembrar alguns trechos marcantes do livro.


- A moça está pendurada pelas tranças no pescoço dela. Ela está balançando. - E a Carlinha voltou a rir. - Balançando e fazendo caras engraçadas. - E mais uma vez imitou as caretas.

- Muito medo! Muito medo, Benny, é muito assustador - ela berrava, chorando. Mas, logo em seguida parou e me encarou com os olhos vidrados. - A ESCURIDÃO ESTÁ CHEGANDO!

- Benny... tem um monstro no corredor.

Assustei-me com o som de passos e sussurros no andar de baixo. Ao prestar mais atenção, percebi que pareciam os lamentos e as suplicas desesperadas de várias vozes diferentes, como se dezenas de pessoas em sofrimento estivessem presas à casa.

Eu bem que tentei, mas não consegui resistir por muito tempo, dada a violência do golpe que transformou minha mente em uma hélice de liquidificador.

O clima se tornou pesado. De repente todos os vultos pararam de se mover e olharam na minha direção. Mas não eram rostos de pessoas.

Chorei pensando no que estava por vir e por não saber se eu teria a coragem necessária para enfrentar.

Por hoje é só! Espero que tenham gostado e até a próxima.


Resenha #449 - Mundo Invertido - Suspense dos Anos 80 - Organizadores Bruno Godoi e Stéfano Volp


Título: Mundo Invertido - Suspense dos Anos 80
Autor(a): Diversos
Organizadores : Bruno Godoi e Stéfano Volp
Editora: Wish
Páginas: 304
Nota: 5/5  
Outros mundos existem e eles estão cheios de monstros...
Olá tudo bem com vocês?

A resenha de hoje é sobre a mais nova antologia da Editora Wish.

O livro teve como organizadores os escritores Bruno Godoi e Stéfano Volp, e tem como temática contos de terror baseados nos anos 80.

O livro começa pelo prólogo escrito pelo Stéfano, e o conto que abre a antologia é o Gênesis - Senhor dos Mundos, do Bruno.


O conto do Bruno é um conto introdutório, que deve ser lido com muita atenção, pois é ele que conecta a todos os demais contos, pois dentro deste universo portais obscuros são abertos, trazendo visitantes nada amistosos para o nosso mundo, ou levando pessoas para dentro deles.
Eu preciso me matar. Estou sozinho em um corredor escurecido, preso nesta cabana gelada para me matar, mas já se passaram trinte e um dias e a coragem foge do meu corpo como o suor pela testa.
Falando um pouco sobre a estória do conto, somos testemunhas oculares de um homem à beira da loucura, que se refugia em sua cabana, para fugir do mal que ele não vê, mas sente não só o perseguindo como consumindo, a ponto dele não saber mais se ele ainda é quem lembra ser, ou se simplesmente é parte de uma força maior e maligna.
Quero correr, mas continuo observando. A realidade é um espelho, para onde vivo, lá encontro olhos de volta.
O conto tem o estilo da escrita de Lovecraft e é extremamente agoniante.

O livro contém mais vinte contos, de autores convidados e selecionados, e todos eles trouxeram contos super bacanas, bem voltados para a temática proposta, e cheios de referências oitentistas que deixam nostálgicos até quem não viveu nessa época.

Eu selecionei quatro contos para poder mostrar um pouco mais sobre a antologia, não foram escolhas fáceis, por isso não vou dizer que foram os contos que eu mais gostei, pois eu gostei de todos, eu tentei buscar estórias diferentes para tentar transmitir a qualidade dessa antologia para vocês.

Angela - O enigma do outro lado - Gustavo Lopes


Kurt Schwartz é fera em jogos de fliperama. Sendo o recordista do bar-fliperama Kings.

Devido a sua habilidade com jogos, ele é surpreendido com um convite inusitado: Ser cobaia para a famosa empresa de tecnologia DynaCorp Industries, que tem como carro chefe um novo projeto audacioso para a época.
...estou em busca de um jogador como você, experiente, habilidoso e cheio de personalidade para fazer um teste com um dispositivo de realidade virtual.
Kurt topa a ideia, principalmente depois de saber que ganhará uma grana alta por isso. Ser cobaia de um jogo totalmente diferente e ainda com inteligência artificial? É uma proposta irresistível para ele.

Kurt é apresentado para sua parceira nesta aventura: ANGELA - uma inteligência artificial que irá acompanhá-lo dentro do universo virtual.

Porém Kurt e ANGELA se tornam amigos, e ANGELA começa a apresentar comportamentos humanos, até que ocorre um bug no sistema, fazendo com que todos corram riscos de vida. O programa deve ser reiniciado e com isso, Kurt perderá sua amada.

Cego de amor, Kurt segue todas as orientações de ANGELA para salvá-la, mas o que garante que Kurt será salvo também?
"Kurt, eles sabem. Não podemos mais esperar, precisamos executar nosso plano ainda hoje. Estou com medo, mas juntos vamos conseguir. Se você me ama e quer atravessar para o outro lado comigo, faça o que vou te dizer...
K7 - Mixtape Monstro - Rodrigo Ortiz Vinhoto.


O conto narra a estória de um jovem rapaz que muitos da época adoravam ouvir as fitas K7, fitas que eram utilizadas para gravar músicas. Acontece que baseadas nas músicas em que ele ouvia, ele começou a distinguir chiados e resolveu gravá-los como um experimento, só que ele não imagina que os sons produziam sensações diferentes nas pessoas que a ouviam.
- Você tá mexendo com drogas?
- Oi?
- Você ouviu essa fita? Que raios é isso?
- Não faço ideia - admiti.
Na verdade ele queria impressionar o garota pelo qual ele era apaixonado, porém resolveu mostrar primeiramente a gravação para sua melhor amiga, mas logo, mais outros dois rapazes se juntam ao trio, para ouvir a canção misteriosa, que fazem que com eles se tornem mais atentos, espertos e motivados. Ela dá energia, só que é uma energia que vicia, e como qualquer vicio, também pode causar desgraças.

Caçadora - Minha Vizinha Mata Monstros - Denise Flaibam.


Marthy se mudou recentemente com sua mãe e suas irmãs gêmeas para Coney Mountain.

Isso é algo que ele já está acostumado, já que sua mãe é uma nomade ao estilo rippie que adora novos ares.

A vida de Marthy muda, quando no Dias das Bruxas está sozinho em casa cuidando das gêmeas e escuta um grito na rua e vai ver o que está acontecendo. E acaba de deparando com um mostro.
Os dentes dela se fecharam em meu braço, arrancando um pedaço da jaqueta, da camiseta e da pele, e o novo grito que ressoou no nevoeiro foi o dele.
Ele acredita que sua vida terá um fim, mas é salvo por sua vizinha (que aliás é a crush dele, mas ela não sabe) - a Bobby Murdock. Uma garota vista como estranha pelos vizinhos e até mesmo considerada amaldiçoada por alguns.
Os olhos de Bobby eram mais claros que o tom da pele, uma cor próxima do mel. Ela o encarou com genuina gratidão, e Marty pensou que as pessoas da escola eram estúpidas por olharem para aquela garota bizarra e pensarem qualquer coisa ruim sobre a sua coragem.
O conto é uma homenagem aos Ghostbusters, e eu adorei!

Maçãs - O pomar abandonado - Marcus Barcelos


Este conto conta a história de duas garotinhas que resolveram se divertir de uma forma muito comum na época oitentista: visitar uma casa abandonada e macabra!
No final dos anos oitenta, os rumores sobre o destino daquela casa corriam soltos. Alguns falavam sobre um incêndio criminoso, por causa de dividas de drogas, outros, que a casa havia abrigado um maniaco sexual e sua família, e que eles tinham sido vitimas de um ataque justiceiro. Havia até quem dissesse que um dos ocupantes da casa cometera um assassinato e alguém decidiu que era a hora daquela pessoa ter o que merecia.
Após colher algumas maçãs do pomar abandonado da casa, elas resolveram explorar a casa por dentro, e o pavor tomou conta das duas garotinhas, pois ocorreram coisas dentro da casa que elas jamais imaginaram que poderia acontecer.

Foram fantasmas ou somente o medo pregando uma peça na mentes delas? 
Todas as fantasias com fadas e princesas já haviam desaparecido, substituída por irritação, pensamentos ruins e medo. Aquele lugar não era um palácio. Era um lugar onde coisas ruins haviam acontecido.
Um conto que envolve criancinhas macabras e uma casa abandonada, nem preciso dizer muita coisa né? 

O livro está muito bem editado, todos os contos estão extremamente fluidos o que me ajudou a devorá-los. Tem muito conto bom na antologia, e é uma pena que não dá para trazer todos aqui, mas recomendo muito a leitura desse livro, porque ele ficou perfeito!

Falando em perfeição, a diagramação está muito bonita também, como vocês podem ver nas fotos que coloquei para ilustrar a resenha. Quem me acompanha sabe que geralmente não carregamos a resenha de fotos, então se eu coloco, é realmente porque eu gostei muito. É o primeiro livro que adquiro da Wish e fiquei encantada com o esmero que eles tiveram com a produção do livro, num todo. A Wish é uma editora que ainda não tem livros comercializados em livrarias, então para comprar seus livros é necessário acessar o site da editora. Este livro ganhou forma graças a um financiamento coletivo, realizado no Cantarse, como fui uma das investidoras tenho meu nome nos agradecimentos, e fiquei muito satisfeita com o resultado final, fora o livro eu também recebi um marcador feito em material reciclável e um Não Perturbe super lindinho.



Por fim gostaria de parabenizar todos os envolvidos que deram vida à essa antologia, é uma felicidade muito grande para mim, que investe tanto em leituras nacionais, me deparar com uma obra tão rica e tão bem produzida! 


Espero que gostem e até a próxima resenha.

Lançamento Editora Monomito: De A a Z - Fábio Fernandes


EDITORA MONOMITO LANÇA LIVRO DE VERBETES PARA ESCRITORES
E ROTEIRISTAS DE CINEMA, TV E GAMES

Iniciantes e veteranos têm a chance de conhecer ou se aprofundar nos termos
e conceitos que envolve o universo da narrativa de ficção.


De A a Z: coisas que você deveria saber antes de escrever seu livro não é
só uma obra, é um verdadeiro convite que o professor e autor Fábio Fernandes
faz a escritores – iniciantes e veteranos – para o aperfeiçoamento do ofício da
escrita através do conhecimento de conceitos básicos. 

Fábio Fernandes

Com mais de 30 anos de escrita, Fábio é autor, dentre outras obras, de
Interface com o vampiro e Os dias da peste. Na PUC-SP, ministra disciplinas
como Narratividade, Worldbuilding. Fábio estudou na Clarion West Writers’
Workshop, considerada uma das melhores oficinas de escrita do mundo, onde
teve instrutores do calibre de Elizabeth Hand, Samuel Delany, Ellen Datlow e
Neil Gaiman. Trabalhou no Pasquim, O Globo, Tribuna da Imprensa e Valor
Econômico. Traduziu mais de 70 livros, entre os quais Neuromancer e Laranja
Mecânica.

“O que este livro pretende fazer é transmitir um pouco da minha experiência,
para que escritores tenham à sua disposição mais e melhores ferramentas para
criar e produzir seu texto e percorrer o caminho que leva de A a Z”, explica o
professor.

O leitor de “De A a Z” poderá conhecer mais sobre termos que fazem parte do
universo literário, como bloqueio, elevator pitch, first draft e infodumping. Os
verbetes trabalhados na obra abrangem do conto ao romance, além de roteiro
de teatro, cinema e game.

A obra inicia a coleção Enciclopédia Monomito para Escritores que lançará
periodicamente um novo livro, sempre destinado a escritores.

Sobre o lançamento:
Evento: De A a Z: coisas que você deveria saber antes
de escrever seu livro
Quando: 28 de junho (quinta-feira) às 20h
Onde: No bar Vinil Retrô Cafeteria e Tabacaria na Praça Franklin Roosevelt,
230 - Consolação, São Paulo (SP).

Assessoria de Imprensa:
(11) 98147-5775 (Toni Moraes)
(11) 98197-4993 (Adriana Chaves)

Link de Venda:

Redes Sociais: 



Resenha #448 - Versão 2.0 - Jhefferson Passos



Título: Versão 2.0
Autor(a): Jhefferson Passos
Editora: Amazon
Páginas: 13
Nota: 4/5 

Olá tudo bem com vocês?

Hoje a resenha é sobre um conto que li na plataforma digital da Amazon, do autor Jhefferson Passos.
- A versão 2.0 tem cobertura total! Qualquer acidente doméstico. Infartos, assaltos e até assassinatos!
Ambientado em estilo futurista, o conto nos apresenta um universo no qual é possível comprar dispositivos para dar um upgrade em nossos cérebros, fazendo com que possamos prever acidentes evitando que si próprio e as pessoas que nós gostemos se machuquem ou até mesmo morram.
No meu caso, derrubei uma das sacolas, viu? E tocando na tela assim, tirei eu de estar naquele ponto onde o carro me esmagaria.
Temos como protagonista deste conto César, um homem que compra a Versão 2.0 em uma loja, afim de proteger suas amadas esposa e filha.

Porém, mexer com o destino, é algo que pode trazer graves consequências, e Cesar começa a sentir o peso em sua mente devido as diversas tentativas de salvar sua família, a ponto de não saber mais o que é real ou não.

A ponto de não saber mais quem ele é.
O neurocirurgião dá uma risada.
- Sua mente. Está tentando se adaptar com a nova versão. Sei que está confuso! E que parece que está vivendo num sonho e que suas lembranças são mais reais do que está vivendo agora.
Há outras revelações que ocorrem no conto que claro que não posso contar, mas posso garantir que se você curte o estilo da série Black Mirror, este conto foi feito para você. Parece até mesmo ao ler que você está assistindo a um episódio da série, com todas as nuances que um tema futurístico pode te causar, principalmente com aquela questão que pelo menos sempre surge em mim :

Quando algo que hoje para nós é surreal, pode se tornar mais um produto inventado pela tecnologia, e até que ponto acabamos sendo dominados por ela?

Até que ponto a humanidade pode chegar para ganhar dinheiro e permanecer no topo da cadeia alimentar?

Eu não duvido da capacidade humana, seja para o bem e principalmente para o mal, e por mais estejamos falando de um conto curto, o autor conseguiu desenvolver isso muito bem, aliás isso é bem natural no Jhefferson, ele é ótimo em escrever contos, e é fera em fazer micro contos de terror. Quem ainda não o acompanha nas redes sociais, procure! Ele ainda é das poucas coisas boas que se salvam no Facebook hahahaha.

Aliás Jhefferson, não se esqueça que quero ser uma das suas vitimas de micro contos. ❤ kkkk




Até a próxima resenha.

Resenha #447 - O Conto da Aia - Margareth Atwood


 Título: O Conto da Aia 
Autor(a): Margareth Atwood
Editora: Rocco
Páginas: 368
Nota: 3,5/5 
- Bendito seja o fruto...- Que possa o Senhor abrir ...
Olá, tudo bem com vocês?

O Conto da Aia, é um clássico, publicado originalmente em 1985. E ele deu a inspiração para a série The Handmaid’s Tale, que atualmente faz um grande sucesso.

Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, e só soube dele devido a terem me indicado a série. Acabei optando por ler o livro primeiro, por ter ficado louca pela sinopse.

Distopia, mulheres fortes e sofridas, religião, romance e mistério = um livro que acreditava ser incrível.
Os anjos ficavam postados do lado de fora da cerca, de costas para nós. Eram objetos de medo para nós, mas também algo mais. Se ao menos nos olhassem. Se ao menos pudéssemos falar com eles. Alguma coisa poderia ser negociada, acreditávamos, algum acordo feito, alguma permuta, ainda tínhamos nossos corpos. Essa era a nossa fantasia.
Eu fiz a leitura desse livro com as expectativas nas alturas, e a minha queda foi grande. Não digo também que achei o livro ruim, a ideia central dele é ótima, porém eu o achei muito confuso e sinceramente tive muitos momentos da leitura que me senti totalmente perdida.

O livro narra um futuro onde após uma guerra religiosa, a maior parte das mulheres se tornam estéreis devido a uma forte radiação que é lançada. Os Estados Unidos, se passa a chamar República de Gilead, o pais retrocede a uma época em que tudo é baseado mediante a religião e as mulheres são divididas em castas. 

Existem as Esposas - que são as mulheres de alto nivel e casadas com os Comandantes, as Marthas que são cozinheiras, as Tias que são as treinadoras das Aias e ... as Aias.

A personagem principal desse livro é uma Aia e se chama Offred, nome que foi dado a ela, a partir do momento que começou a servir na casa do Comandante. Ela tem permissão para fazer compras para a casa, rezar e ser usada pelo Comandante para procriar.

O mundo no qual Offered vive é bastante cruel, é comum encontrar homens enforcados deixados no muro, devido a terem sido advogados, médicos e cientistas, profissões que não existem mais como antigamente.
Ao lado da entrada do portão principal há mais seis corpos pendurados pelo pescoço, com as mãos amarradas na frente, a cabeça enfiada em sacas brancas caídas para o lado sobre o ombro.
As lojas não tem mais nomes, e sim, somente desenhos para serem identificados, pois as Aias são proibidas de ler.

Offered antes era casada e tinha uma filha, e quando foi capturada perdeu o contato com ambos, e frequentemente dentro do livro ela se lembra do passado, e de como sente falta de ter uma vida normal.

As partes mais fortes do livro sem sombra de duvidas, são os coitos onde ela é obrigada a ter relações sexuais com seu Comandante, e uma posição no qual a Esposa deve sutentá-la com o corpo enquanto o homem tenta fertilizá-la.
Eram nos pés que batiam, em caso de primeira ofensa. Usavam cabos de fios de aço, com as pontas distorcidas. Depois disso eram as mãos. Elas não se importavam com o que fizessem com seus pés e mãos, mesmo se fosse permanente. Lembrem-se, dizia Tia Lydia. Para nossos objetivos seus pés e mãos não são essenciais.
Com o passar do tempo, o Comandante começa a tentar se aproximar de Offered e a chama para encontros secretos em seu escritório (esse tipo de conexão é altamente proibida e a pena é a morte). Os encontros são basicamente para jogar, conversar e às vezes Offered é obrigada a beijá-lo, mostrando o quanto a mente do Comandante é perturbada.

A partir do momento que uma Aia engravida, ela se torna uma pessoa extremamente importante e bem tratada por todos, e a gravidez é a chave dessas Aias para permanecerem vivas. Caso não consigam cumprir a sua missão, elas são levadas para um local de radiação elevada, onde as mulheres inférteis, homossexuais, viúvas e adulteras vivem em um curto espaço de tempo, pois a radiação faz com que elas praticamente derretam aos poucos.
Minha presença aqui é ilegal. É proibido para nós estarmos sozinhas com os Comandantes. Somos para fins de procriação, não somos concubinas, garotas gueixas, cortesãs.
E assim vamos lendo a rotina de Offered na expectativa de dias melhores.

Bom primeiramente o que me desanimou nesse livro, pelo pouco que sei sobre a série, ela é extremamente forte e polêmica, e usa do máximo o tema sobre a opressão das mulheres, como o machismo é nocivo, ocorrendo torturas e abusos, mas ao mesmo tempo elas são os pilares desse universo distópico. 

Isso ocorre no livro, mas a leitura é muito parada, e os eventos que fizeram a guerra acontecer, quem fez, por que fez, como conseguiu e por ai vai, não foram bem explicados. E bem sinceramente teve partes desse livro que eu não consegui captar muito bem a essência da estória. E isso me deixou muito frustrada. Fora que eu particularmente achei complicada a leitura dos diálogos que oras eram em com travessão, outras com aspas e em outras sem nenhum dos dois (eu no começo achei que o livro estava com defeito), isso prejudicou muito a minha percepção do tempo passado/presente no livro, e não recomendo que vocês façam essa leitura de uma forma corrida, pois tem muitos detalhes.

Também não o considerei um livro ruim, mas sinceramente eu não consegui me entregar a essa leitura da maneira que eu vejo outras pessoas, que falam tão bem desse livro, e me senti um tanto estranha, e ainda não sei se o problema foi exatamente o livro, ou eu.

Em relação a diagramação, na capa temos a representação exata de uma Aia com a roupa que todas são obrigadas a usar, a diagração do livro por dentro é bastante simples e ele é leve, as páginas são amarelas, e não localizei erros de revisão.




Espero que gostem e até a próxima resenha.
Não sei a quem está se referindo. Quer dizer o Comandante ou Deus? Se for Deus, deveria dizer queira. De todo modo é heresia. São só as mulheres que não podem, que permanecem teimosamente fechadas, danificadas, defeituosas.

Resenha #446 - À Primeira Vista - Nicholas Sparks


Título: Á Primeira Vista
Autor(a): Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Páginas: 256
Nota: 5/5

Olá! Como estão?

Hoje vim falar de uma história que tocou meu coração, depois que terminei de ler, pensei: preciso falar desse livro! Ultimamente, minhas leituras estão variando entre suspense, terror e drama. Mas, minha mente precisava relaxar um pouco, ler algo mais light e resolvi pegar um romance. Optei por ler um dos meus escritores preferidos, Nicholas Sparks. 

Já estava com vontade de ler À Primeira Vista, já que ele é a sequência de O Milagre, fui super contente iniciar a história, descobrir como estava a vida de Lexie e Jeremy, só não esperava encontrar um rumo tão diferente.

Um pequeno resumo de O Milagre: Jeremy é um escritor que trabalha para os mais famosos meios de comunicação de Nova York, seus trabalhos principais são para a revista Scientific American, seu editor o manda viajar para uma pequena cidade no interior da Carolina do Norte, Boone Creek. Segundo relatos, no cemitério de Boone Creek há ocorrência de luzes misteriosas, que aparecem em determinada época do ano e ninguém sabe explicar as origens das mesmas, os moradores da cidade tinham algumas histórias a respeito das misteriosas luzes. Por ser um cara cético e ser especialista em desvendar algumas farsas, Jeremy foi a escolha ideal para preparar a matéria. Ele vai para a cidade, vê as tais luzes e também conhece Lexie e então começa a história deles.

Voltando,À Primeira Vista começa depois de uns dois meses do final de O Milagre, Jeremy e Lexie estão noivos e esperando sua primeira filha. Ele disse certa vez que jamais sairia de Nova York, mas acabou se mudando de vez para Boone Creek, já que Lexie foi bem clara ao dizer que não queria mudar e que lá seria um ótimo lugar para criar sua filha. 


Jeremy se sentia no meio de um tornado: cidade pequena, noiva grávida, casamento chegando, casa nova sendo reformada e ainda um super bloqueio criativo.Parecia que todo o seu mundo havia virado de pernas para o ar! Para piorar, ele e Lexie começaram a ter alguns desentendimentos, levando-o a questionar se tinha feito a coisa certa quando pediu Lexie em casamento. Eles mal se conheciam, a única certeza que ele tinha era o amor que sentia por ela. 

Muitas coisas acontecem durante a história, colocando a confiança e a relação deles em xeque. Mas, tudo é resolvido, o que eles não esperavam é que, todo o estresse passando anteriormente não seria nada comparado ao que estava por vir. 

E vou parando por aqui! O que posso dizer? Não esperava mesmo os acontecimentos que surgiram em seguida, eu estava lendo sorrindo, feliz em saber que tudo estava nos trilhos. Mas, lembrei que era Nicholas Sparks, teria que ter algo forte e dramático dentro da trama. E teve! E foi uma senhora porrada na pessoa que vos fala. O que acontece em seguida me fez derramar lágrimas. Enquanto via o quadro se desenvolver na minha frente, só pensava: "não, por favor, isso não!" 
As pessoas são o que são, ninguém é perfeito, mas casamento significa formar um time. Vocês vão passar o resto da vida aprendendo um sobre o outro e, de vez em quando, a coisa explode mesmo. Mas a beleza do casamento é que, se você escolheu a pessoa certa, se os dois se amam, sempre encontrarão uma maneira de resolver as questões.
Nicholas Sparks é mestre quando fala sobre amor e relacionamentos, ele escreve sobre aquele amor puro e romântico, que nos faz suspirar e acreditar que ainda existe esse tipo de relação por ai (sim, existe!). À Primeira Vista é sobre isso, é sobre amar e/ou se apaixonar por alguém através de um primeiro olhar e/ou atitude. É sobre amar mesmo nos momentos mais escuros que podem surgir na vida. É sobre amar mesmo quando achamos que tudo está perdido, quando achamos que estamos no fundo do poço. Por que o amor pode nos trazer de volta depois que a tempestade passa, para nos mostrar que as provações podem ser duras sim, mas que é possível retirar lições dela e recomeçar.

Fiquei com uma ressaca enorme após o término da leitura, com o coração partido. Mas, feliz por ter lido essa história, por ter conhecido personagens tão incríveis e uma história tão doce. O que só me mostra o por que de gostar tanto de Nicholas Sparks.

Até a próxima!

Resenha #445 - Mister O - Lauren Blakely

Livro cedido pela editora

Título: Mister O 
(Big Rock #2)
Autor(a): Lauren Blakely
Editora: Faro
Páginas: 308
Nota: 4/5
+18

Resenha: Big Rock #1
O clímax de uma mulher é como a chegada do verão, a manhã de Natal e férias em Fiji, tudo embrulhado num fantástico pacote de felicidade.
Olá pessoas, tudo bem?

Hoje eu venho com a resenha de Mister O da autora Lauren Blakely e publicado aqui no Brasil pela Faro Editorial. Eu gostei da escrita simples da autora em Big Rock, porém devo confessar que gostei bem mais da história de Nick e Harper. Nick é o melhor amigo de Spencer e Haper é a irmã mais nova dele. 

Nick Hammer tem um vida maravilhosa! Uma vida que todo cara já sonhou: dinheiro e mulheres aos seus pés. Essas mulheres já sabem que não devem querer nada em troca, além do melhor sexo de suas vidas. Mas esperem!! Não pensem que ele não conseguiu tudo isso assim de mão beijada. Nick já foi um pária na escola. Ele era invisível. E graças ao personagem que ele criou o Mister Orgasmo, explodiu e o gibi saiu das páginas para ganhar um programa de TV. 

Com isso Nick foi ganhando auto confiança, foi amadurecendo, foi melhorando fisicamente, cuidando mais de si e acabou se tornando o mentor sexual do homens e o desejo de todas as mulheres. 

Só que temos a doce Harper. A irmã do seu melhor amigo. Aquela que ele conhece desde pequena e embora sendo um pouco mais velho do que ela, tinha um desejo oculto por ela. Harper, não tem muita experiência com relacionamentos, sua vida agitada não permite muito tempo para isso. Então através de uma conversa, ela faz um pedido a qual Nick não consegue dizer não. Ela quer aprender a arte de ter um encontro de sucesso com os homens e como ele é o Expert no assunto, ninguém melhor que ele para ajudá-la.
-Legal. - A Harper esboça um sorriso que se expande em seu belo rosto. -Então você topa?
Vamos nessa.
-Com Certeza.
A Harper aplaude uma vez.
-Você será meu professor e vai me dar aulas de namoro?
Harper é divertida, inteligente, bonita e sexy. Nick a cada encontro luta com o desejo de tê-la em sua cama. Ele imagina que este envolvimento pode magoá-la ou ferrar a relação com seu amigo. E cada vez que Harper obtêm sucesso no aprendizado, Nick fica maluco e não sabe lidar com o que sente. Tenta de todas as maneiras, tirar os pensamentos insanos com relação a ela. 

Será que o amor e a amizade andam mesmo lado a lado? Só lendo para descobrir o que este dois vão aprontar. 

Eu me diverti muito com Nick e Harper. Sabe aquela amizade em que a convivência diária vai crescendo e se intensificando? É assim que as coisas vão acontecendo com estes dois. Nick é o cara que conhece muito dos desejos femininos e adora dar prazer a elas. Harper, teve alguns relacionamentos, mas nada sério e tem as suas fantasias escondidas. Conforme as coisas vão crescendo entre eles. A intimidade também vai se solidificando e quando menos percebem, eles estão confessando seus segredos, medos, fantasias e sonhos. 

O que achei mais legal, é que, embora Nick tivesse receio de se aproximar da irmã de seu melhor amigo, as coisas aconteciam de maneira natural, nada forçado. Nick é simples, lindo e muito divertido. Ele não esconde quem ele é e o que mais gosta de fazer. Harper, também não e acho que é por isso que a história deles fluiu melhor pra mim e eu o li rapidamente e dei muitas gargalhadas. 

As coisas aqui não aconteceram tão rapidamente. Foi passo a passo, mesmo com toda a ansiedade em que Nick demonstrava sobre o desejo de ter Harper para ele  e em sua cama. Não temos aqui apenas sexo. Temos uma história bonita e gostosa de ler. O que faltou em Big Rock, foi complementado em Mister O, porque Nick não me pareceu tão fútil, ele sempre demonstrou inteligência, fez referência alguns desenhos animados e ama Harry Potter. Já me ganhou com toda a certeza.

Lauren me pareceu mais madura na escrita desta história. Ela conseguiu desenvolver melhor a personalidade de Nick, não apenas um cara que tem um negócio próprio e se dá bem com as mulheres. Ele simplesmente lutava por aquilo e isso ficou bem crível na minha percepção de leitora. Harper também foi bem desenhada. Ela é uma fofa. E me surpreendeu muito no decorrer da leitura, fora todas as vezes que ela me fez rir. 

Então mesmo que a história não seja tão profunda daquelas que te faz suspirar, ainda é uma história que você pode ler sem medo e depois de uma ressaca literária ou de uma leitura mais tensa. 

A diagramação do  livro está simples e nos capítulos começam com o desenho de um zíper abrindo, completamente condizente com o enredo proposto. As folhas são grossas e amareladas. O livro não é pesado e a fonte de um tamanho razoável para a leitura. 


Só teve uma coisa que me incomodou um pouco, foi o tradutor. De cara saquei que não foi o mesmo de Big Rock. Teve algumas palavras que foram repetitivas e que ele usou demais de uma forma que eu achei desnecessária, que poderia ter substituída por outras. Mas esse é apenas um ponto de vista meu. Que talvez não te incomode caso venha ler o livro ou esteja acostumada (o) a ler os livros desta temática. 


Venham conhecer o Nick, vale super a pena se aventurar em suas histórias do Mister Orgasmo.
Era aí que eu desejava chegar com ela: A Harper se dar conta de que eu sou aquele que ela queria depois do apagar as luzes.
Um xero!!!

Caixinha do Correio #19


Olá pessoas, tudo bem?

Hoje eu venho com mais uma caixinha do correio. Um pouco atrasadinha com os livros que recebi em Maio, mas antes tarde do que nunca. Minha câmera neste dia estava com vida própria, então desculpe pelas fotos meio zuadas rs.

Recebi este livro em parceria com a Mundo Uno Editora. Quem vai ler é a Verônica, ela está bem ansiosa.

Eu comprei este livro e assim que chegou tratei de ler, eu amei demais e em breve trago a resenha para vocês.

Eu recebi este livro em parceria com a Faro Editorial e posso dizer que me diverti demais com a história, gostei mais dele do que Big Rock, em breve a resenha.

Também recebi este livro em parceria coma Faro Editorial, quem ficou de ler foi a Verônica, e já posso adiantar a vocês que ela gostou muito, logo terá a resenha.

Eu comprei este livro com muitas expectativas e foi frustrante lê-lo, se arrependimento matasse, eu já estaria enterrada faz tempo, mas enfim!!!


Por enquanto foi isso pessoas. Eu e a Verônica estamos um pouco em falta com as postagens no blog, por problemas pessoais, mas estamos voltando aos poucos, não desistam de nós. Um xero!


Lançamentos de Junho: Faro Editorial


Olá pessoas, tudo bem??

Hoje eu venho com os lançamentos da editora parceira Faro Editorial. Se ainda não sabem, a Faro este ano terá seu próprio Estande na Bienal de sampa e claro que ficamos muito felizes com esta conquista e torcendo para que cada vez mais a editora tenha sucesso!!!! Porque eles são muito legais e atenciosos com o público e com os parceiros. 

(Pausa para apreciar a capa, me julguem!)
Chase levava uma vida tranquila como médico na movimentada Nova York, sucesso entre as mulheres, parecia que não faltava nada... até que descobre que seu contrato de aluguel está para vencer e se vê entre duas opções: morar na rua e dividir apartamento com a deslumbrante irmã do seu melhor amigo. O problema é que conseguir um bom apartamento em Nova York é mais difícil do que encontrar o amor verdadeiro.
E se eu tiver que dividir um espaço com alguém, que seja com uma garota tão maravilhosa como a irmãzinha do meu amigo. Só peço que os céus me ajudem. Eu posso resistir à Josie. Sou disciplinado, e, se me esforçar, consigo manter meus pensamentos sob controle, mesmo no minúsculo apartamento que dividimos. Mas, certa noite, bem atordoada com um dia difícil, ela insistiu para deitar-se ao meu lado, sob as mesmas cobertas. Isso a ajudaria a dormir, foi o que ela disse...
MAS COMO UM HOMEM COMUM PODE RESISTIR A UMA SITUAÇÃO COMO ESSA? O difícil vai ser segurar a tentação diante da tensão sexual que desperta toda vez que os dois dividem bons momentos. Entre conversas, pizzas e risadas, o clima esquenta e Chase percebe que aquela que em pouco tempo já se tornou uma amiga, pode ser algo mais... talvez um pacote completo.
“Este  livro  NÃO  vai  mudar  a  sua  vida.  Este  livro  NÃO  contém  verdades absolutas...  nem  grandes  mentiras.  Mas  ele  fará  você  abrir  os  olhos  e  o  libertará de  preconceitos  (se  ainda  tiver  algum).  Este  livro  fará  que  você  se  farte,  se revolte  e  que  repense  muitas  das  suas  certezas.”A  Faro  Editorial  lança  em  junho “A  filosofia  de  Merlí”  de  Héctor  Lozano,  o  mesmo  criador  da  série  homônima na  Netflix,  e  Rebecca  Beltrán.  Usando  os  ensinamentos  e  questionamentos apresentados  pelo  professor  Merlí  no  seriado,  os  autores  criaram  um  guia  para  fugir  do  pensamento  comum  que  vai  te  ajudar  a  ser  muito  mais  do  que  um  simples  bípede.  Merlí  é  um  professor  fora  dos  padrões,  que  com  seu  jeito  controverso  e  verdadeiro  conseguiu  despertar  em  seus  alunos  a  paixão  pela  filosofia.  E  neste  livro  interativo  o  mesmo  vai  acontecer  com  você  leitor.  Merlí  ensina  a  lidar  com  nossas  experiências,  reconhecê-las,  e  torná-las  positivas.  Não  existe  certo  ou  errado,  existe  a  sua  experiência  com  o  pensamento  e  o  questionamento,  e  este  livro  vai  te  guiar  nessa  viagem  de  conhecimento.    O  livro  abre  cada  capítulo  dedicado  a  um  filsósofo,  de  Sócrates,  Platão  e  Epicuro,  a  Focault,  Nietszche,  Kant  e  muitos  outros.  Nota  do  autor:  Na  vida  real,  é  muito  difícil  encontrar  professores  iguais  ao  Merlí...  Por  isso,  eu  o  criei,  porque  a  ficção  pode  melhorar  a  realidade. 
 A  Faro  Editorial  lança  em  junho  o  novo  livro  do  personal  trainer  Michael  Matthews,  criador  do  programa  “Malhar,  Secar,  Definir”  que  há  8  anos  lidera  na  lista  de  livros  mais  vendidos  entre  livros  de  exercícios  nos  EUA.  Nesta  edição,  Michael  leva  em  consideração  todas  as  diferenças  do  organismo  feminino  com  relação  a  perda  de  gordura,  definição  de  músculos  e  resistência.  Cada  mulher  busca  um  objetivo  específico  durante  seus  treinos.  Pode  ser  definir  o  corpo,  ficar  mais  forte  ou  simplesmente  secar.  Seja  qual  for  o  seu  foco,  o  autor  traz  um  programa  específico.  “Não  importa  a  sua  genética  ou  idade,  ficar  em  forma  não  é  tão  complicado  como  muitos  querem  que  você  acredite.”Este  livro  vai  desfazer  os  maiores  mitos  da  perda  de  gordura  e  os  erros  que  mantêm  as  mulheres  com  excesso  de  peso,  frustradas  e  confusas  sobre  o  que  realmente  funciona.  Imagine  daqui  a  12  semanas  ser  constantemente  elogiada  e  questionada  sobre  o  que  está  fazendo  para  ficar  com  um  corpo  tão  incrível  em  pouco  tempo.  Com  um  princípio  inovador,  Michael  Matthews  prova  que  com  um  bom  aproveitamento  de  cada  exercício,  das  refeições  e  até  mesmo  dos  momentos  de  descanso  é  possível  alcançar  resultados  surpreendentes!  E  a  melhor  parte  será  descobrir  que  não  é  preciso  muitas  horas  de  academia  ou  uma  dieta  complicada  ou  pouco  saborosa.  A  regra  aqui  é  extrair  o  máximo  dos  exercícios,  baseando-se  nas  mais  sérias  pesquisas  científicas  em  todo  o  mundo.  Chega  de  dietas  radicais  ou  exercícios  excêntricos  e  fatigantes.  Chega  de  desperdiçar  dinheiro  com  cremes,  pílulas  ou  fórmulas  que  não  funcionam.Chega  de  passar  horas  na  academia  sem  alcançar  resultados.  
Redes Sociais:
| Site | Facebook | Instagram | Youtube |  

Dia de quotes #8 - O Ar que ele Respira

Olá pessoas, tudo bem?

Hoje é dia dos namorados e para comemorar, venho trazer alguns quotes de um livro que mexeu muito comigo e que eu amei de todo o meu coração. Eu sempre vou recomendar a leitura dele, não só pela capa que é uma maravilha, mas por toda a história de amor, cumplicidade, amizade que há nela. 


"Nenhuma alma gêmea deixa esse mundo sozinha. Ela sempre leva consigo um pedaço de sua outra metade" 

Continuei dirigindo e não permiti que as lágrimas caíssem. Forcei-me a permanecer inerte; assim não sentiria nada. Caso contrário, acabaria desabando, e eu simplesmente não podia fazer isso. 

Ele me encarava com um olhar desesperado, praticamente me forçando a enxergar a intensidade de seus olhos azuis acinzentados. A maioria dos olhos azuis parece trazer consigo um sentimento caloroso e gentil, mas não os dele. Os dele eram intensos, assim como sua própria postura. Fria, reservada. Em torno de suas íris, era possível ver o azul profundo em meio às manchas prateadas e pretas, que tornavam seu olhar ainda mais impenetrável. Lembrava as sombras no céu quando uma tempestade estava prestes a cair. 

A água escorreu do cabelo até o peitoral. E, de repente, fiquei imóvel. Será que ele sabia o quanto era bonito e, ao mesmo tempo, assustador? 

-Todos na cidade têm medo de mim. Você tem medo de mim, Elizabeth? - murmurou ele, sua respiração tocando minha boca.
-Não.
-E por que não?
-Porque eu vejo você como você é.

Mesmo quando o coração está em pedaços, ainda resta uma esperança quando se lê um romance. Ao virar as páginas, eu pensava que, um dia, tudo ficaria bem novamente. Eu tinha esperança de que esse dia chegaria logo.

Nós dois juntos era uma ideia terrível. Éramos instáveis, estávamos destruídos, não havia como negar. Ele era o trovão, e eu, a nuvem escura. Estávamos a segundos de criar a tempestade perfeita.

Todo mundo merece ter pelo menos um amigo em que possa confiar seus medos e segredos. Suas culpas e alegrias.

-E desde quando você é um amigo responsável? - perguntei brincando, parecendo bastante tranquila, quando, na verdade meu estômago estava dando piruetas e unicórnios e gatinhos dançavam loucamente dentro de mim.

-Estou. Estou bem. Estou bem.
-Você não precisa estar bem o tempo todo. É normal sentir a dor de vez em quando. É normal se sentir perdida, como se estivesse andando no escuro. São dias ruins que tornam os bons ainda melhores.

-Quando é que a vida vai parar de nos machucar?
-Quando a gente aprender a dizer foda-se e passar a se concentrar nas pequenas coisas que nos fazem sorrir.

Desejo um feliz dia dos namorados, para quem tem seus parceiros de momentos, de vida e pra vida. E desejo um feliz dia para solteiros!!!

Um xero!