Resenha #437 - A Casa dos Pesadelos - Marcos Debrito

Livro cedido em parceria com a editora

Título: A Casa dos Pesadelos
Autor(a): Marcos Debrito
Editora: Faro Editorial
Páginas: 144
Nota: 4/5 


Prontos para enfrentar seus maiores pesadelos?

Muitos de nós temos medos guardados, que nasceram quando éramos crianças, seja com monstros debaixo da cama, a falta de energia na calada da noite, barulhos estranhos, sombras, vizinhos macabros, tempestades e por ai vai.

Alguns esquecemos com o passar do tempo, outros ficam marcados em nós para sempre, eu por exemplo, odeio escadarias de prédios, porque tinha pânico de descer as escadas do prédio onde morava, só que o meu apartamento era no primeiro andar, então era mais fácil descer dois lances de escadas do que aguardar o elevador que sempre ficava preso por algum vizinho. O problema era que a escadaria - na mente da criança que vus fala, era escura, sinistra e medonha. E eu sempre a descia correndo desesperada com a nítida sensação que estava sendo perseguida.

Hoje em dia eu desço e subo escadas de prédios se for necessário, mas a lembrança do meu medo da infância, sempre vem na mente, e frequentemente tenho pesadelos com a escadarias de prédio, com a mesma sensação de ser observada.

Os medos de Tiago em A Casa dos Pesadelos, também deixaram marcas, só que em seu caso, bem mais profundas. Quando pequeno ele foi passar uns dias na casa de sua avó, e algo ali o assustou a ponto de o deixar desesperado e fazer com ele e sua mãe saíssem as pressas de lá.
Os olhos da criança contemplaram com mais detalhes os aspectos tenebrosos do monstro à meia-luz.(...) Na cabeça enorme, de pele verdosa e enrugada, o rosto tinha a aparência de um cadáver inchado em putrefação, com as órbitas carcomidas pelos vermos que deixaram nada além do vazio das cavidades oculares, fundas e negras.
Dez anos se passaram, e o trauma ainda mexe com Tiago, ele se tornou um adolescente introspectivo, frio e apático, faz terapia para se libertar do medo da fatídica noite assombrada que fez seu coração bater acelerado e para tentar voltar a ser o feliz Tiago de outrora.
Gostaria de afastar as divagações sobre um passado confuso cuja lembrança o torturava, mas via-se indo em direção ao epicentro da tormenta.
E agora mesmo não estando preparado para reviver seus pesadelos, ele será obrigado a voltar para o lugar que ele tanto teme, afinal de contas, tudo passa da sua imaginação fértil e ele precisa superar seus traumas.

Não é?

Tiago volta à casa de sua avó, com sua mãe e seu irmão mais novo, o Bruno um garotinho curioso que tem aproximadamente a mesma idade que Tiago tinha quando foi naquela casa pela primeira vez. Bruno é uma criança frágil, frequentemente tem crises de asma e precisa sempre estar com sua bombinha por perto. Não tarda as lembranças virem à tona para todos e Tiago ser o centro das atenções da pequena família, deixando Bruno assustado com os acontecimentos que o irmão passou.

Tiago começa a sentir sensações estranhas dentro da casa, e agora seu irmãozinho também, mas nem sua mãe e nem sua avó acreditam que possa existir um monstro.

Mas ele existe.
O luar era o único responsável por revelar debilmente os contornos abrigados no breu, tornando indecifrável a bizarra quimera escondida nas sombras.
Há mais um mistério dentro da casa, é proibida a entrada no quarto do avô falecido de Tiago, algo que ele tentou fazer quando criança, gerando um bronca feia da avó, que acredita que esse é o real motivo de Tiago ter inventado a história do monstro, e esse quarto permanece intocado e proibido até hoje.

Tiago se vê responsável por desvendar os mistérios que moram nas paredes da casa de sua avó, a fim de se libertar do medo com o qual convive e que agora pode fazer morada em seu irmão também, mas mal ele sabe que monstros muitas vezes podem ser mais reais do que imaginamos.

A Casa dos Pesadelos, é um livro que pode ser lido tranquilamente em horas, não só por ser uma estória curta, mas também porque o Marcos tem uma escrita que te prende do inicio ao fim, eu achei incrível como ao mesmo tempo que este livro narra uma história basicamente simples, o autor conseguiu escrever de uma forma tão elegante e eloquente, e isso para mim trouxe um grande charme ao livro.

Você não vai querer mergulhar a fundo nos medos do Tiago, você vai simplesmente necessitar desse mergulho. E é impossível não ler este livro, sem sentir empatia pelo personagem, afinal de contas, todos nós guardamos variados medos escondidos dentro dos nossos corações.

Em relação à diagramação, mais uma vez o trabalho da editora foi extremamente caprichado. O livro mescla situações no presente e no passado, e os capítulos que narram o passado de Tiago são em folhas laranjas. As letras são médias e confortáveis para a leitura, e não me deparei com nenhum minimo erro de revisão. Há ilustrações também maravilhosas e assustadoras no decorrer da leitura, que nos ajudam a sermos transportados para dentro da história.


O final do livro foi bastante surpreendente para mim, e estava tão bom, mas tão bom que mesmo chegando em uma conclusão plausível eu me frustei pelo livro ter acabado, porque eu queria MUITO continuar lendo, ou seja, leitura mais que do que recomendada. O Marcos além de ser um escritor extremamente talentoso, é super gente boa (mesmo fazendo pose de mau nas fotos hahahahahaha) e merece todo o sucesso.
- Tem um monstro que mora aqui nesta casa. E eu acho que sei onde ele tá.
Espero que gostem e até a próxima.

8 comentários

  1. Oi, Veronica!

    Adicionando o livro nos desejados agora mesmo! Sou doida por terror, e fiquei super curiosa pra saber o que tanto amedrontou o protagonista, e como ele lidará com a situação agora que está mais velho.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Carol!!

      Que bom que você gostou!! Eu também curto bastante terror. As situações que o Tiago vivenciou com certeza irão marcá-lo para o resto da vida.

      Bjoss

      Excluir
  2. Oi Verônica,
    Gosto de livros que podem ser lidos em poucas horas, estou precisando de algo assim, porque sinto que estou parada nas leituras, rs.
    Meu único problema: a temática, rs. Não é algo que eu goste ou esteja acostumada... Se tentasse ler, seria um desafio, rs.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee

      Uma boa hora para sair da zona de conforto hahahahha. O livro tem a sua parcela de terror, mas é mais voltado para o lado psicológico, eu particularmente não achei assustador.

      Bjos

      Excluir
  3. Oi Verônica!
    Esse livro parece ser muito interessante, fiquei com vontade de ler!

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  4. Oi Veronica, tudo bem? Eu tenho medo de livros com essa premissa, sou medrosa para livros de terror, mas o livro parece ir um pouco além disso. E é bem curtinho, o que com certeza dá pra ler numa tarde de domingo.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Mi

      Pode ler sem medo, ele não é um terror pesado e te prende do começo ao fim!

      Bjos

      Excluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!