Resenha #423 - Os Trabalhos Ocultos - Cláudia Lemes


Título: Os Trabalhos Ocultos
Autor(a): Cláudia Lemes
Editora: Amazon
Páginas: 100
Nota: 5/5 - Favorito!

Olá meus amores, tudo bem com vocês?

Hoje foi falar um pouco desse presente incrível que a nossa querida autora Cláudia Lemes, lançou na Amazon recentemente.

Trabalhos Ocultos traz uma coletânea de quatro contos e uma novela, escritos pela autora.

Contos : O Estranho, Feliz Vitima Nova, O Tanatopraxista e Bathory Vive

Novela : Massacre no Acampamento Pornô.

Para a resenha não ficar muito extensa e expor demais a obra, eu selecionei dois contos que eu mais gostei para apresentar à vocês e a novela, mas devo ressaltar que todo o trabalho aqui é incrível, com estórias que nos fazem refletir, extremamente bem estruturadas, e é claro, assustadoras.

Feliz Nova Vitima.

Este é um conto incrível, extremamente forte (algo que é característico na escrita da autora), e ao finalizá-lo e compreender a pegada que ele trouxe, a mente monstruosa do personagem que a Clau criou, me fez parar de fazer a leitura por alguns minutos para poder processar tudo o que eu havia lido.

No conto somos apresentados a Marcela, uma inspetora que tem uma grande missão em mãos, descobrir o desaparecimento de crianças da sua cidade, em um futuro Brasil de 2019 pós-eleições, no qual não existe mais a policia civil. 
Assassinatos políticos na calada da noite, câmaras de tortura para qualquer cidadão "suspeito", estupros em massa promovidos pelos próprios agentes da "lei", um aumento de crimes cibernéticos e crimes relacionados à pedofilia que deixavam Marcela com náuseas. Era um Brasil mais limpo à primeira vista. Debaixo da superfície, a sujeira era tanta que ela colocara a própria arma na têmpora duas vezes só naquele mês.
A quinta criança chamada Daniela desapareceu e eles precisam correr contra o tempo, para que essa criança não seja mais uma vitima da maldade de um pedófilo.

Esse conto é incrível, e pelo pouco que conheço da Cláudia, sei que ela "não dá ponto sem nó", então acredito que ela tenha a intenção de desenvolver mais estórias com a Marcela, ou quem sabe, até mesmo este conto. Se não tiver tido a ideia CLAU FICA A DICA, PORQUE VALE A PENA! 

O Tanatopraxista

Temos nesta estória dois personagens principais: Valentim e Dália.

Valentim é um tanatopraxista, ou seja, ele faz todo o preparo para o cadáver ficar "bonitinho" para seu velório, algo que aliás, a autora desenvolveu como uma verdadeira expert medo dela. 

E ele tem uma quebra em sua rotina diária ao se deparar com seu próximo cliente, a Dália, seu primeiro amor.

Enquanto Valentim prepara o corpo de sua amada, suas lembranças vão para um passado distante, e vemos sua adolescência conturbada, pois ele não se encaixa nos grupos populares da escola, enquanto Dália é o centro das atenções.

Eu já havia lido esse conto no Wattpad, e me questionei algumas vezes, do motivo pelo qual não havia feito uma resenha para ele, pois ele é muito bom. O motivo está aqui, não era a hora certa rs.

Se eu tivesse que resumir este conto em uma só palavra, com certeza escolheria a palavra perturbador.
Trabalhava com destreza, poderia-se até dizer prazer, até finalmente atar os fios, calando a boca de Dália para sempre.

Massacre no Acampamento Pornô.
Estou com um roteiro pronto e encontrei um lugar isolado, não precisamos nem de permissão da prefeitura nem nada ...
Eu iniciei a leitura dessa novela com um certo receio por ser ao estilo Slasher - para quem não conhece o termo é famoso tipico filme americano que aparece um doido ou monstro e mata um grupo de pessoas, como por exemplo clássico : Pânico. 

Mas mais uma vez, a autora acertou em cheio no meu gosto.

Aqui conhecemos Pamela, uma jovem que mora em um trailer com sua avó e seu irmão mais novo, Louie, e vê uma oportunidade de ganhar uma grana e cair na estrada, tendo sua tão ansiada liberdade.

Só para ganhar esse dinheiro ela terá que participar de um filme pornô. 

O que Pamela não poderia prever é que ao sair de casa bem cedinho no carro de seu mais novo colega de trabalho - Cowboy Hank, seu irmão iria se esconder na caçamba do carro para descobrir aonde eles iriam.

Mas este não é o maior dos problemas, eles resolvem se adentrar na floresta Imperial Pines para poder fazer as gravações do filme em um ambiente mais sossegado e que se encaixava no roteiro do filme, com uma casa alugada que ficava dentro do local.

Mal sabiam eles que aquela casa foi cena de um crime bizarro e contavam-se as lendas que um lenhador assassino rondava por lá.
Os anos de fazenda lhe haviam possibilitado contanto com animais mortos e ossadas, e ele reconheceu o osso de imediato. Não era grande nem grosso o suficiente para ser um fêmur, mas parecia ter o tamanho de um úmero humano.
Eu amei essa novela, e o final também me deixou bastante satisfeita concluindo esta coletânea, mais uma vez reforçando o quanto admiro a escrita desta autora, até mesmo dentro de um universo tão manjado como o Slasher. 



Espero que gostem e até a próxima.




Resenha #422 - Crônicas Capitais (Holzpuppe) - Ítalo Guimarães

Cedido em parceria com a Aberst e o autor

Título: Crônicas Capitais
Holzpuppe
Autor(a): Italo Guimaraes
Editora: Garcia 
Páginas: 179
Nota: 5/5
REEEEEEESSPEITÁVEEEEEELLLLLL PUBLICOOOOOOOO, nós do Seltsam Wal temos o prazer de apresentar, a última noite do Circo de Horrores!
A resenha que trago hoje é de um livro que recebi em parceria com a Aberst - Associação Brasileira dos Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror.

Crônicas Capitais do autor Ítalo Guimarães, é uma releitura do conto de fadas Pinóquio, onde o autor se inspirou para compor o livro, mas conseguiu dar vida nova a estória e a um novo boneco de madeira, só que este se chama Holzpuppe e a forma como ele foi criado, o faz se tornar um monstro.

As semelhanças com o conto de fadas são bem pequenas e só servem para iniciar a história, neste livro, conhecemos Titerius - um aprendiz de marceneiro, na marcenaria de Geppo. Tite sonha em ter um filho, mas é estéril. Por esse motivo ele tem dificuldades de ter relacionamentos, pois nenhuma mulher da pequenina vila onde mora, quer se relacionar com um homem que não pode ter filhos.

Cansado de ser sozinho, Tite resolve construir um boneco de madeira com um carvalho esquecido e jogado na marcenaria. Criar seu futuro filho se torna uma obsessão que o leva quase a loucura. Após finalizar seu trabalho, ele cria um boneco rústico e assustador. 
O rapaz foi até seu local de trabalho, pegou Holzpuppe com todo cuidado do mundo e o levou para vista de seu mestre. Geppo inicialmente se espantou com aquele ser que Titerius trazia no colo, aqueles olhos enormes e aquele sorriso macabro eram de causar certo incomodo, sentiu um arrepio subir pela espinha e por um breve segundo, teve medo daquele boneco.
Mas Tite não satisfeito em ter um filho de brinquedo, resolve levá-lo a uma bruxa, com um feitiço e parte do seu sangue dá vida a seu filho que ele passa carinhosamente a chamar de Holz.

Holz é amável com seu pai, mas tem um temperamento extremamente explosivo. Devido a ser o que é, é proibido se sair de casa, pois sem pai tem medo da reação que ele pode causar nas pessoas, dele machucar alguém, ou ser destruido. Holz tem como sonho igualmente como o boneco de madeira que estamos acostumados a conhecer : ser um menino de verdade.

Um certo dia, sozinho e desolado dentro de casa, assistindo pela janela crianças brincando felizes na rua, Holz recebe a visita de um grilo falante chamado Blaudam, que o dá certeza que pode ajudá-lo a se tornar um menino de verdade, mas para isso precisa que Holz saia de casa e busque uma criança para ele. Holz, o obedece, agride uma criança e a arrasta para dentro do casebre, Blaudam estripa essa criança e após um ritual maligno banha Holz com o sangue do garoto. 

Só que Holz não se torna um menino inteiramente humano. Ele tem parte do corpo de carne e outras ainda são de madeira.

Desesperado Holz resolve fugir com Blaudam e ai meus querido leitores, ocorre toda uma mudança no cenário do livro.

Perdido, assustado e sentindo dores terríveis, Holz é encontrado por um integrante de um circo, e logo ele se depara com pessoas que não o veem com uma aberração que ele acredita ser, pois todos ali são peculiares. Ele acaba conhecendo um circo que é um show de aberrações.
De dentro das carroças, começaram a sair os artistas integrantes dos shows. Holz via cada um deles e ficava surpreso, todo o medo e receio que guardava em si foi sumindo ao ver aquelas criaturas horríveis, deformadas, horrendas, todas iguais a ele.
Mas Holz tem um sério problema com sua nova transformação, sua parte humana não é por tempo indeterminado. Após alguns dias a carne humana começa a apodrecer e ele fica em um estado lastimável. A única forma de resolver isso? Fazer novos rituais com crianças inocentes para renovar o sangue humano que corre parcialmente em suas veias. Acaba que o dono do circo - Faustus, flagra um dos rituais. E ao invés de ficar horrorizado, vê nisso um verdadeiro espetáculo, digno, de ser apresentado nos picadeiros de seu circo. 

Para mim o grande vilão desse livro foi o Faustus, sim, temos o Blaudam que é demônio que usa o disfarce de um grilo e temos o Holz que é extremamente conivente com todos os rituais para que ele conquiste o que ele almeja. Mas o Faustus é totalmente humano, e ao ver a oportunidade de ganhar dinheiro com a magia negra, não pensa duas vezes em matar.
Faustus aplaudiu aquilo enquanto via Blaudam levar o corpo do bebê a sua boca, torcê-lo como um pano velho e molhado, e fazendo com que um restante de sangue e algumas partes das vísceras caíssem em sua boca.
Holz na verdade foi uma vitima da ganância humana, desde seu pai que usou de bruxaria para dar vida a ele, os demais acontecimentos, ao meu ponto de vista, foram inevitáveis já que ele é um imã para seres malignos, mas Holz tem uma mentalidade infantil e ele possui sentimentos, só que ao mesmo tempo que ele sente amor, ele sente inveja e o mal que habita dentro dele, infelizmente se torna por vezes mais forte, transformando ele no monstro que ele é, nos trazendo a mensagem que nem tudo o que queremos poderemos muitas vezes ter, e que a melhor forma de sermos felizes é nos aceitarmos da forma que somos.
Iria fazer o que fosse preciso para conseguir virar plenamente um garoto de carne e osso, nem que ele tivesse que matar todas as crianças do continente.
Eu gostei bastante da escrita do autor, por mais que algumas cenas tenham sido criadas de uma forma que nos faz revirar o estômago, eu gosto de escritores que não tem medo da reação que podem causar em leitores mais sensíveis (afinal estamos falando de assassinatos de crianças), mas dentro do terror, ao meu ver, tudo pode. E quando mais medonho e cruel, melhor. O Ítalo tem uma escrita bastante fluida, e achei muito criativo a forma como ele desconstruiu totalmente o conto de fadas, dando muita personalidade a sua estória.

Em uma conversa com o autor, ele me revelou que tem a intenção de trazer outros livros de Crônicas Capitais, com outros personagens conhecidos e eu espero realmente que esse projeto do autor ganhe forma.

Em relação à diagramação, eu adorei a capa desse livro, o trabalho foi muito caprichoso. As páginas são amareladas, e as letras um pouco pequenas, mas não deixam de ser conforta´veis para leitura. Eu me deparei com alguns erros na revisão, mas nada muito grave.



Enfim, eu recomendo a leitura deste livro e espero ler outros livros do autor em breve.

Espero que gostem e até a próxima resenha.


Resenha #421 - A Mediadora - A Terra das Sombras - Meg Cabot


Título: A Mediadora
A Terra das Sombras
Autor(a): Meg Cabot
Editora: Galera
Páginas: 288
Nota: 4/5
Eu sou a mediadora.
Olá pessoas, tudo bem??

Um dos meus projetos deste ano é reler alguns livros. Sim, porque foram livros que me preencheram em algum momento e outros que são de séries, que preciso terminar, mas como fiquei muito tempo sem ler as continuações, prefiro voltar do inicio. 

Com a série A Mediadora, eu li em PDF há muitos anos. E meu sonho era ter os livros, quando os comprei, quis lê-los, quase que imediatamente, mas só depois que saiu o sétimo livro em 2016 que resolvi realmente pegar a série, demorou um pouco, mas estou aqui.

Suzannah, está de mudança, ela saiu de Nova York, para morar no sul da Califórnia junto com sua mãe e sua nova família. Agora ela tinha um padrasto e irmãos. Ela iria começar em uma nova escola. Mas, ela não era uma garota comum. Suzannah era uma mediadora, ou seja, ela fala com mortos. Seus fantasmas. Isso não é spoiler, porque já tem na sinopse.
Suponho que posso ser maluca para algumas pessoas.
Ser mediadora para ela nunca foi fácil, ainda mais quando era criança. Ela falava com qualquer morto. Independente de como morreu. Suzannah é uma adolescente  com seu casaco de couro, botas de combate e um humor caustico. Ela não dava mole, e apesar de ser uma mediadora, fora do comum, ela atingia seu objetivo que era ajudar as almas penadas a encontrar seu caminho de luz. 

Neste primeiro livro: A Terra das Sombras, a vida de Suzannah nos é apresentada, desde a sua mudança. Ela não gosta de prédios antigos, pois quanto mais antigo são os prédios, a possibilidade de alguém ter morrido neles é das grandes.

Quando Suzannah está a caminho de sua nova casa, descobre que ela é centenária e isso a deixa enjoada. Ela está assombrada, mas de um jeito positivo, se é que isso existe, pois o fantasma que habita aquela casa, é um bonitão que nada faz para assustá-la e sim o contrário, tenta se aproximar. Tenta conversar, mas ela não está receptiva, na verdade Suzannah o expulsa de lá sem nenhuma delicadeza, mas não deixa de perceber as feições do moço.
Não era justo, não era mesmo. Os mortos não deviam ter aquela pinta do Jesse, recostado ali na minha cama com o sol entrando de lado e ressaltando suas feições perfeitas...
Os problemas de Suzannah não está somente em sua nova casa, mas na escola também. Lá, o espírito de uma garota problemática paira e deixa não só ela, como o Padre Dominic em apuros.Esta garota ameaça a segurança de todos na escola e cabe a Suzannah com suas habilidades para salvar seus amigos e professores da fúria terrível desta assombração com grandes poderes.

Nossa reler este livro foi uma excelente aventura, pois Suzannah é uma Girl Power. Ela é desbocada e não é fresca. Ela é corajosa e insegura também. Ela sabe o que é e não foge da raia, vai encarando as coisas sem medo. Ela é poderosa e não deixa se abater com os obstáculos, ela vai lá e os enfrenta. Eu amo esta personagem, a Meg conseguiu me conquistar demais neste livro com ela.

Falar de Jesse, sem dizer que ele é um dos meus primeiros crushes da vida, seria o mesmo que guardar este comentário somente pra mim haha. Mas ele, não é um simples fantasma. Ele está naquela casa há bastante tempo e nunca imaginou encontrar uma garota com a personalidade de Suzannah, ela o deixava intrigado e seu instinto de proteção era grande demais e isso deixava Suzannah irritada, porque ela era completamente independente. 

O livro foi bem desenvolvido, mesmo com suas poucas páginas. A história não é parada em nenhum momento e sempre tem um acontecimento para nos surpreender e nos prender. Eu recomendo demais este livro. E não vejo a hora de relembrar a próxima leitura.


A diagramação deste edição é bem simples. Se não me engano é a 17º  e ela tem folhas brancas que pela primeira vez, não me incomodaram tanto, pois a leitura foi rápida e fluiu muito bem. Encontrei alguns erros de revisão, que não atrapalham a leitura. A fonte é de tamanho médio e confortável aos olhos. 
Não é sempre que eu dou de cara com um fantasma que também é uma graça, mas aquele cara...caramba, ele deve ter sido uma coisa quando vivo, pois ali estava ele morto e eu já queria adivinhar como eram as coisas por baixo da camisa branca que usava, bem aberta, mostrando um bocado do peito, e até um pouco do abdômen. Será que fantasma também faz abdominal? Era o tipo da coisa que eu nunca tivera oportunidade - ou vontade - de explorar até então.
Este livro faz parte do #Desafio12mesesliterários do mês de Fevereiro - Aniversariantes do mês. A minha escolha foi a linda Meg Cabot.

Um xero!!!

Resenha #420 - Lilian e Gregório e a Segunda Chance - Denise Flaibam

Cedido em parceria com a autora.

Título: Lilian e Gregório e a Segunda Chance
Autor(a): Denise Flaibam
Editora: Amazon
Nota: 5/5 

Olá, tudo bem com vocês?

Ano passado, trouxe aqui a resenha de Mônica e Enzo e Todos os Dias (Resenha), da autora Denise Flaibam. Mais uma vez a autora me deu um voto de confiança e fechamos uma parceria para fazer a leitura de Lilian e Gregório e a Segunda Chance.

O livro não é uma continuação, acontece que no livro da Mônica (vou abreviar para não fica repetitivo people), em certos momentos vemos a forte ligação que ela tem com sua irmã, Lilian. A Mônica está passando pela fase de seu primeiro amor e sente falta da sua irmã que está em outra cidade, no primeiro semestre da faculdade.

Por mais que a estória da Lilian tenha sido secundária, a autora fez uma excelente gancho que neste livro foi desenvolvido para entendermos alguns de seus comportamentos e os motivos que o ocasionaram.

A história é narrada em dois tempos, passado e futuro.

No passado, Lilian inicia o primeiro semestre em Engenharia Civil, na cidade de Rouxinol. Ela se vê em uma vida nova, onde mora em uma república e tem como seus grandes amigos, Samara e Apolo. Um certo dia, ligeiramente podre de bêbada Lilian esbarra em um tímido rapaz chamado Gregório e se sente atraída por ele logo de cara.
Apaixonada? Como vou saber que sentimento é esse? Não parece cedo demais pensar uma coisa dessas? Foram o quê? Algumas semanas de convivência? Quem eu sou agora, Bella Swan?
Gregório é um rapaz encantador, extremamente reservado e educado. E ainda por cima canta e toca violão minha gente pacote completo. E só gosta de música boa. Se eu crushei nele, quem dirá a Lilian. Mas o amor deles dura pouco tempo, e ambos saem magoados.

Vemos também a dificuldade da Lilian em se adaptar ao curso que ela escolheu, de enfrentar os obstáculos que a vida adulta traz e como ser sincera com uma família que por mais unida que seja, é em alguns aspectos bastante rígida e a vê como a filha exemplar, algo que ela está cansada de ser.

No futuro, vemos o desenrolar do novo curso que uma Lilian mais madura e dona de si escolhe, e as adaptações em sua família ao seu novo estilo de vida, a recuperação do término com Gregório e os motivos que fizeram com o relacionamento deles desandasse.
A presença dele ainda está em mim, nas lembranças e nos momentos e nos toques que rememoro conforme deixo alguns bloqueios caírem.
Lilian se sente culpada pelo término, e ainda não esqueceu Gregório. Ambos estudam na mesma faculdade e é impossível não esbarrarem um no outro, principalmente vivendo em uma cidade pequena. Cabe aos dois decidirem se as feridas do término ficaram marcadas, impossibilitando que o ocorra uma segunda chance para os dois.
Os cabelos estão mais curtos, a barba está feita. Seus olhos claros são um poço de sentimentos infinitos e eu quero tudo aquilo de volta, todas as emoções de uma vez só.
Esse é o quarto livro da Denise que eu leio, e ela nunca me decepciona. Eu acho incrível a facilidade que ela tem para desenvolver personagens, que sempre dos principais aos coadjuvantes são cativantes. Fora os cenários e ambientações que ela cria no decorrer da leitura. Qualquer dia quando eu estiver dentro do ônibus passo do ponto hahahahahaha.
Corações se quebram por diversos motivos, e nem todos eles são grandes coisas. Às vezes você diz a coisa errada na hora errada, e isso basta para causar um grande dano.


Lilian e Gregório e a Segunda Chance é um romance delicioso, que te transporta para um mundo repleto de personagens apaixonantes e marcantes.

Espero que gostem e até a próxima resenha.
...Você nunca foi sombra de ninguém, Lilian, sempre foi a própria estrela.

Lançamentos de Março Faro Editorial

Olá pessoas, tudo bem???

Hoje eu venho com os lançamentos deste mês da Faro. Confesso que Rio Vermelho entrou na minha listinha só pela capa haha.


Faro Editorial lança suspense ganhador do Daily Mail Bestseller Competition.
Um thriller psicológico que vai te fazer questionar até que ponto a maldade humana pode nos enganar.
Será que realmente toda pessoa é inocente até que se prove o contrário? Será que não somos capazes de distinguir a maldade no ser humano? Será que o amor pode mudar tudo? Será que uma condenação injusta pode mudar o caráter das pessoas? E se você acredita na inocência dele e o ama tanto assim, porque está com medo dele agora? Dennis Danson foi condenado a morte aos 18 anos acusado de assassinar diversas garotas em sua cidade, Red River. Mas algo nesse caso estava estranho e muitas pontas ainda estavam soltas: onde estavam os corpos das outras garotas desaparecidas? Por que algumas provas que comprovavam que Dennis não estava ligado aos crimes foram ignoradas? Será que eles haviam condenado um inocente e deixado um serial killer de mulheres à solta? Ou será que Dennis era mais culpado do que se imaginava? Com todos esses fios soltos, a história de Dennis despertou o interesse de diversas pessoas, e por mais de 20 anos ele foi o assunto mais falado de diversos fóruns, campanhas encabeçadas por celeridades, discussões jurídicas sobre a condenação, livros, séries de televisão e documentários que esmiuçavam tudo o que se sabia sobre o caso das garotas de Red River, porque algo ali não estava claro. Samantha era uma mulher comum. Uma professora da Inglaterra entediada com a sua vida que descobriu no caso Dennis Danson uma distração. Depois de um rompimento difícil, Sam participava dos debates sobre o caso Danson na internet, e por um motivo que ela não sabia explicar, Dennis era inocente, e ela precisava ajuda-lo. E o que começou com uma simples curiosidade, evoluiu quando Sam e Dennis começaram a se corresponder. E o que antes era uma espécie de compaixão se tornou amor, e Sam se viu largando tudo na Inglaterra para ajudar Dennis a provar sua inocência nos Estados Unidos. Mas o que parecia ser um conto de fadas, começou a ganhar traços de filme de terror quando Dennis é solto e ele e Sam voltam para a cidade onde tudo aconteceu, Red River. E talvez tudo que ela pensava sobre ele, agora seu marido, possa estar errado. Será mesmo que tudo não passou de uma falsa acusação? Talvez ela morra com essa dúvida, ou com a verdade...

***


Novo livro do economista Marcos Silvestre ensina como fugir das ciladas financeiras na hora de comprar ou investir.
“Prosperidade Radical” apresenta de forma simples e didática 30 atitudes que farão o seu dinheiro valer mais, seja poupando ou comprando.
Existe um ditado popular que diz “Dinheiro não cresce em árvore”, e para nós brasileiros que estamos enfrentando uma longa crise que tem afetado diretamente o bolso de todas as famílias, esse ditado é praticamente uma lei de sobrevivência. Mas acontece que muitas empresas se aproveitam desse slogan para oferecer “oportunidades imperdíveis” que na verdade são grandes armadilhas financeiras. E foi pensando nisso que o economista Marcos Silvestre decidiu ensinar o caminho para fugir dessas pegadinhas financeiras, para aprender a fazer melhores negociações e, claro, aplicar seu dinheiro de forma mais rentável.  A Faro Editorial lança em março “Prosperidade Radical – 30 atitudes inovadoras para fazer seu dinheiro render mais”, do economista e especialista em finanças pessoais, Marcos Silvestre. Uma das características mais marcantes do professor Marcos é explicar de forma simples e didática como usar o seu dinheiro da melhor forma, e nesse livro ele vai ensinar tanto como gastar de forma mais consciente quanto como economizar e investir de maneira mais rentável. Com exemplos muito práticos, esta novíssima obra revela as principais armadilhas por trás da propaganda que envolve o tentador universo do consumo e dos investimentos, fornecendo vários caminhos que habilitarão você a fazer escolhas mais inteligentes: o que é fundamental saber para comprar levando-se em conta o custo-benefício, como investir em diferentes modalidades de aplicações com segurança e ganhar sempre, e entender como as coisas funcionam, desde as chamadas "ofertas irrecusáveis" aos "investimentos imperdíveis", e saber reforçar sua posição de negociação para extrair maior vantagem de suas compras e escolhas financeiras. Seu dinheiro não nasce como grama: já que é tão duro ganhar, você precisaestar muito atento na hora de gastar e de aplicar. Este livro revela, de forma surpreendente, o que outros só mencionam... mas não explicam!
Redes  Sociais:
| Site | Facebook | Instagram | Youtube | 

Um xero!