Resenha #408 - Diário de Uma Escrava - Rô Mierling


Título: Diário de uma Escrava
Autor(a): Rô Mierling
Editora: Darkside
Páginas: 240
Nota: 3/5
Estas são minhas lembranças da época, ou parte do que quero e consigo me lembrar.
Olá pessoas, tudo bem??

Essa foi uma das minhas primeiras leituras de 2018 a qual eu ansiei demais para ler, mesmo diante de algumas resenhas negativas e outras positivas. Eu queria conferir, tirar as minhas próprias conclusões, antes mesmo da autora publicar pela Darkside.

Este é o meu primeiro contato com a escrita de Rô Mierling, acredito que ela tem outros escritos lançados e que adora um terror e suspense. Diário de Uma Escrava, veio  livre, nu e cru. Nele você não encontra firulas, nem ilusão. Aqui a realidade é colocada de maneira direta e reta, sem nenhuma enrolação. Um dos motivos que eu quis ler o livro foi exatamente isso, mas a frustração me bateu forte, quando finalizei a leitura. Não me prendi as partes fortes e densas, isso não me incomoda, só não gosto de um final que mesmo não sendo feliz, poderia ser pelo menos condizente com o que rolou no enredo inteiro. Talvez eu esteja enganada, mas sei lá, esperava algo diferente.

Laura é uma menina que foi sequestrada e jogada em um buraco. Não é algo literal, é fato. Ela está presa, sendo uma escrava. Os dias vão se passando e ela fica presa em sua realidade e sonhos. Ela cria um diário mental onde vai contando os seus dias. Como é tratada e como as coisas vão acontecendo com ela. Laura jamais imaginava que isso aconteceria com ela. Pois quando foi sequestrada ainda muito jovem, tinha sonhos, um namorado e todo um futuro pela frente. Atualmente na vida que ela vem levando, ela não sabe se vai acordar no dia seguinte e o medo, passou a ser seu companheiro diário.
Hoje acordei tarde. Sei que é tarde porque despertei com o corpo todo dolorido e isso só acontece quando durmo demais.Lentamente, vou tentando me levantar. Doem minhas costas, meu pescoço, minha cabeça. Fico sentada, esperando o quarto parar de rodar.
O homem que a jogou no buraco é um cara que é considerado uma pessoa de bem. Este homem é casado, com uma vida sólida. Ele é trabalhador e "leal" a esposa. Mas em seu íntimo ele guarda um segredo de todos. Seu lado psicopata. Estevão percorre as ruas da cidade, observando meninas ainda muito novas e se apossando de suas vidas. Dentro de si, ele sente que elas precisam dele, para que fiquem mais fortes. 

Nesta fantasia criada em sua mente ele destrói vidas, famílias, e deixando para trás um rastro de sangue e morte.
-O que foi agora? Não vai levantar desta cama?
-Preciso de remédios.
-Remédios? Você não está doente. Está é podre, morrendo! Vou te trocar por outra logo, logo.
Laura tinha sonhos, agora sua vida é um constante pesadelo. Ela é abusada sexualmente e mentalmente. Ela chama seu sequestrador de "Ogro", pois o tratamento que ela recebe dele é muito violento. O "Ogro"  a mantém presa nesta casa afastada e ainda alega sentir amor por ela. Que a trata assim por que a ama, que ela precisa disso para se manter forte. Que ela é a única que o entende. Laura só tem um pensamento: fugir. 
Eu não sei mais o que pensar, a não ser que realmente ele é um louco insano, achando que "estou bem". Minha alma está dilacerada, meu corpo violado e meu espírito, que antes era Deus, já não existe mais, perdido nas profundezas do ódio e da morte.
Diariamente ela pensa em várias maneiras de fugir. Como seria sua vida, depois de muito tempo sumida. Como seria recebida por sua família. Seu namorado da época. Será que ele ainda a amava? Será que seus pais entenderiam o que aconteceu com ela? Será que ela ficaria em segurança, após a fuga? Qual o melhor momento para fugir?  

A história em si fluiu rapidamente. Nada muito difícil de entender e os pensamentos de Laura entraram na minha mente e eu fiquei perplexa comigo mesma. Não consigo se quer imaginar cada momento de sofrimento que ela teve. Eu consegui sentir empatia pelos acontecimentos e de alguma forma querer entrar o livro para ajudá-la. 

Mas ela estava sozinha naquele buraco com péssima iluminação, condições de higiene completamente precárias e uma vida de violência sem fim. 

Rô vem com uma história densa e pesada. Ela vem com uma realidade vivida por ai a fora que nós não temos se quer noção do que acontece. Ler este livro, me trouxe um momento de escuridão e de como o ser humano pode ser completamente cruel com o próximo. Um homem aparentemente honesto e bem casado. Esconde um lado obscuro.

Uma coisa que eu sei e cada vez que leio algo deste tipo, é a certeza de que não conhecemos o coração de ninguém. E que podemos ser facilmente enganados por uma imagem. Infelizmente não há como viver sempre desconfiado, mas podemos ficar de olhos e observar. Não há como saber quem é bom ou ruim 100%, mas podemos ficar atentos aos detalhes e jamais viver na ilusão de que não acontecerá do nosso lado ou com a gente. Essa foi mais uma lição que fiquei alerta e conversei com minha filha sobre isso. Essa meninada fica muito tempo na internet e confiam facilmente em qualquer pessoa que se aproxima e por mais que tentam se demonstrar espertos, são pegos. Quanto aos nossos filhos, sempre teremos que estar em alertas.

O livro foi intenso, tive vários tipos de sentimentos e embora em alguns momentos não gostei de umas partes, os momentos finais me deixaram frustrada. Talvez porque eu esperasse algo da personagem e não a atitude que ela tomou. Claro que eu não sinto na pele tudo que ela passou e mesmo estando conectada com ela, eu esperava um pouco mais dela.  Então por isso que me senti assim.


A diagramação do livro é uma beleza a parte. É linda demais. Percebe-se todo o cuidado com que a editora teve em trazer uma coisa forte e impactante. O livro por si só é uma beleza pra se ter na estante. As folhas são um pouco grossas, mas o livro é bem leve. A fonte de tamanho médio e as bordas do livro mescla em cores azuis, lilás e rosa. A capa é dura e quando você abre, tem um desenho de uma borboleta. Só percebi um errinho simples de revisão, nada que atrapalhe a leitura.





Para ler este livro você tem que ter o estômago forte e não ter nenhum tipo de pudor, porque ele é bem intenso. 
Como posso expressar o que estou sentindo agora? Medo? Tristeza? Alegria? Euforia? Essa saída pode ser a minha salvação, mas também a minha morte.

Este livro faz parte do Desafio 12 Meses Literários e que o mês de Janeiro seria ler um livro nacional. 
Este livro também faz parte da minha TBR de leitura deste mês, onde minha mãe sorteou como livro nacional.

Me digam, qual livro mais forte vocês leram ou que mexeram demais com seus sentimentos?
Um xero!

12 comentários

  1. Oi Diana,

    Acho que esse livro não para mim pelo tipo de história, apesar da capa ser linda, acho que não seria uma leitura que me agradaria. Mas fiquei feliz em conhecer um pouquinho mais dele.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jess,
      Eu te entendo perfeitamente. Eu já estou acostumada com livros de temas pesados, mas nem todo mundo tem vontade de ler algo com toda esta densidade. Xero!

      Excluir
  2. Oi Diana, tudo bem?
    Eu tenho um pé atrás com esse livro por toda a polêmica que rolou envolvendo plágio e blablabla, e porque ele surgiu no BR bem na época que o ápice dos livros/fanfics do Wattpad eram na vibe do "me apaixonei pelo meu sequestrador/torturador" e foi impossível para mim conseguir separar uma coisa da outra. O livro talvez seja bem diferente da imagem que criei na minha mente, e pela sua resenha ele provavelmente é, mas realmente não consigo desassociar isso, o sentimento negativo em relação a ele é bem forte. :/

    Att.,
    Eduarda Henker
    Queria Estar Lendo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Duda, esse negócio de plágio só soube depois que postei a resenha, sério. Não sei em que mundo eu estava que não soube deste babado. Eu quis ler, porque antes mesmo de ir para a Darkside eu tinha muita curiosidade, mas apesar de ter gostado do início da história e até me prendido, porque a leitura foi rápida. No fim terminei a história bem frustrada. Xero!

      Excluir
  3. Oie
    Apesar de achar o livro interessante, confesso que não me interessa muito, acho que é o assunto. A edição está linda mesmo.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A edição arrasa, vale a pena ter esta belezura na estante, mas não adianta comprar se não vai ler não é mesmo?? Xero!

      Excluir
  4. Que demais encontrar um livro com essa temática na literatura brasileira. Fora que a diagramação, realmente, é de tirar o fôlego! Eu não conhecia a história e fiquei interessada, apesar do que você falou.

    Beijo!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol, a diagramação é mesmo um arraso, a história é bem tensa, mas algo que infelizmente acontece em muitos lugares e apesar da nossa tecnologia e com a gama de informações que temos por ai,ainda o número de sequestro é alto. Xero!

      Excluir
  5. Oi Diana, eu não li pq eu realmente não tenho estômago, a trama parece super forte e pesada mesmo, mas que a edição é linda, isso é!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante<a

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi, é bem pesada mesmo, tem que estar acostumada com leituras fortes... mas a edição é perfeita!! Xero!

      Excluir
  6. Oii Diana, morro de vontade de ler esse livro, pelo que li da sua resenha já vou ter que ir preparada porque não parece ser um livro bobinho né , quero ler em breve, gosto de livros intensos que me tiram da zona de conforto.
    -Beijos,Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol, realmente o livro é bem tenso e sem firulas, esteja preparada e com a mente bem aberta, porque a autora não brinca em serviço rs. Xero!!

      Excluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!