Tag Redes Sociais



Olá, tudo bem com vocês?

Hoje vou responder uma tag divertida que vi no ig @cafe.deletras, que foi idealizado pelo @igmanias_de_leituras (porque corrente de tag pode haahhhahaha)

Twitter - Um livro que você compartilha com todo mundo:

Corte de Espinhos e Rosas, o melhor de fantasia que li em 2018.

Facebook - Um livo que você gostou e foi indicado por outra pessoa:

O Jantar Secreto, do Raphael Montes, inclusive gostei mais do que a pessoa que me indicou.

Tumblr - Um livro que você leu antes antes de fazer o IG e não resenhou:

Amante Eterno, da saga Adaga Negra.

Myspace - Um livro que você tem a intenção de reler:

Amante Eterno, não sei se lerei todos os livros da saga, por mais que eu goste das histórias, não curto sagas longas demais, mas tenho também o Amante Desperto há tempão na estante, e quero aproveitar o gancho.

Instagram - Um livro com capa linda:

Não queria repetir o Corte de Espinhos e Rosas, mas é difícil não pensar nele.

Youtube - Um livro que você gostaria de ver a adaptação para o cinema:

Serei redundante em dizer Corte de Espinhos e Rosas, de novo? Eu sei que os direitos foram comprados, mas também sabemos que isso não quer dizer nada.

Skype - Um livro com um personagem que você gostaria de conversar:

A Naoina, do livro O preço de uma vida, da autora Cristiane Krumenauer (mas tem que levar o Garfield junto).

Essas são as minhas escolhas, e a de vocês, quais seriam?

Até logo!


Resenha #512 - Krystallo - Raphael Fraeman


Lido em parceria com o autor

Título: Kystallo
Autor (a): Raphael Fraeman
Editora: Independente
Páginas: 390
Nota: 4/5 
"Quantas guerras já começaram por conta de um homem estúpido que acredita ter mais poder do que realmente tem?"
Duas grandes potências de Emperon, estão em guerra há mais de 100 anos, países diferentes em recursos e tecnologias, porém lideres extremamente iguais no quesito egoismo e egocentrismo.

De um lado um jovem rapaz chamado Tomé, morador de Econ um pais tecnológico e rico -  Tomé não pode reclamar da vida que possui, mas ele não se sente confortável, e após ser testemunha de um atentado acaba indo misteriosamente parar em um pais desconhecido.
Econ representa o progresso, o futuro, enquanto Opus é o retrocesso, o passado. 
Do outro lado, Gray, moradora de Opus, um pais ditador e pobre, estuda incansavelmente para conseguir ter uma boa colocação e dar uma vida confortável para seus pais, mas é sequestrada no dia do seu aniversário e enviada para um navio.
"Lá em Econ, só os ricos vivem bem, enquanto as ruas são infestadas de sem-teto.
Ambos são peças extremamente importantes para um novo ciclo politico que ocorrerá pelas costas do Governo, mas eles não fazem a menor ideia do que está acontecendo.

Revelações vem a tona, e tanto Tomé, quanto Gray, percebem que foram enganados desde sempre sobre a real história de seus países, um levante está próximo a ocorrer, na tentativa de dar um golpe no Estado, porém talvez esta não seja a melhor alternativa para finalmente ocorrer um tratado de paz.

O livro é intercalado, entre os dois personagens principais, que estão em lugares diferentes e vivendo situações inusitadas, com o minimo de contato possível dentro da história, e também temos alguns capítulos onde os coadjuvantes roubam a cena, e eu particularmente gostei muito deles e da importância deles à causa.

Em relação á diagramação, o livro está em versão e-book, muito bem revisado, o texto está bem centralizado, e a capa é muito bonita.



O livro tem bastante ação durante o tempo todo, porém confesso que não me conectei tanto com o Tomé, como me identifiquei com a Gray, porém eu gostei mais dos coadjuvantes que apoiaram a construção da história do Tomé, com destaque para o Esquadrão Delta, Ricardo e Marian, então no pesar da balança foi uma leitura satisfatória, e para quem gosta de fantasias/e distopia, é uma leitura bacana. Mesmo tendo bastante informação eu achei que autor conseguiu deixar a história bem explicada e com uma mensagem bastante clara, sobre como uma população no geral podem ser prejudicadas com uma péssima escolha nas urnas, como o fanatismo muitas vezes tornam as pessoas cegas, para a corrupção e ao mal caratismo de pessoas que foram colocadas como lideres, e que muitas vezes o novo, pode ser somente mais a ilusão mascarada de esperança. 

Espero que gostem e até a próxima.


Resenha #511 - A vovó chamou o Diabo para a Ceia - Juliana Daglio


Título: A Vovó Chamou o Diabo para a ceia.
Autor (a): Juliana Daglio
Editora: Independente
Páginas: 60
Nota: 4/5 
Ali na pequena sala, na casa velha da família, cercada por paredes desgastadas, fotos velhas e imagens de santos lascados, os Vieira iriam ouvir a última mensagem de Olegna Marcondes Vieira.
Oiee, tudo bem com vocês?

Sabe o espirito natalino que falei ontem, que foi exorcizado? Então ... ele continua fora do meu corpo.

E hoje no dia de Natal trouxe a resenha do novo conto da autora Juliana Daglio, titulado A Vovó chamou o Diabo para a ceia.

Neste conto, temos a reunião de sete membros família Vieira, uma família que como todas as outras, tem seus problemas, fofocas, intrigas e preferências, deste sete, quatro são filhos e três são netos da Sra Olegna, a matriarca já falecida que deixou como último pedido que estes familiares estivessem juntos na véspera do Natal, para assistirem a um vídeo deixado por ela. É um momento de emoção para todos, afinal de contas, depois de morto o parente sempre vira um ente querido, né non?

Mas o que a vovó Olegna tem a dizer, é que neste Natal, haverá um convidado ilustre à mesa, e este convidado é nada mais, nada menos que o Diabo.

A mensagem do vídeo é macabra, todos morrerão até a meia noite, e eles precisam descobrir quem dentro deles está sendo morada do mal. E nisso, máscaras caem no dia em que a hipocrisia natalina teria que imperar.
Amo e odeio vocês, meus filhos.
Tenham uma boa morte.
O conto está disponível, em versão digital, está muito bem diagramado e bem revisado, e a capa é essa lindeza que vocês estão vendo.



Eu gostei bastante da narrativa da Ju, o conto é instigante, como também tem um humor negro delicioso, e o ar de mistério me remeteu aos livros da Agatha Chrstie, só que ao invés de descobrirmos neste conto quem é assassino, precisamos sacar as artimanhas do maligno.

E você? Será que escaparia?
Dois cadáveres jaziam sobre as camas de solteiro no quarto principal. A maldição estava selada.
Espero que gostem e até a próxima.

Resenha #510 - Noite Natalina - Organização Lorhan Rocha


Título: Noite Natalina
Organização : Lorhan Rocha
Editora: Skull
Páginas: 182
Nota: 4/5 
... sugiro que leiam este livro apenas com os olhos , porque aqui estão palavras fortes de conjuro demoníaco que, caso pronunciadas, podem ser capazes de atrair a presença indesejada daqueles que caminham nas trevas.Desejo a todos uma Noite Natalina inesquecível (Trecho extraído do prefácio e escrito por Marcos Debrito
Olá, tudo bem com vocês?

Hoje é um dia especial, para muitos que estão lendo esta resenha. Em uma casa enfeitada com luzes piscantes, é dia de encontrar pessoas queridas, reencontrar parentes distantes, sentir o aroma daquela comida especial que não comemos todos os dias e cear à espera das badaladas da meia noite, abraçar pessoas e ver crianças felizes abrindo seus presentes de Natal, que estavam aguardando ansiosamente seus donos embaixo de uma bela e enfeitada arvore de Natal.

Mas se você passa por tudo isso, e está aguardando ansiosamente pela noite de hoje, desculpe estragar seus planos, mas tenho provas descritas neste livro, que podem fazer com que a sua noite de Natal, se torne um show de horrores.

Afinal teve a audácia de dizer que Papai Noel é um bom velhinho? Ou que duendes são seres do bem e divertidos? Muitos misturam esses seres com o dia conhecido mundialmente chamado como o aniversário de Jesus Cristo, mas acabam misturando a data com outras crenças, pois o Natal se é celebrado muito antes do nascimento de Cristo, e antes de ser chamada de festa cristã, era conhecida como uma festa pagã - realizado no solstício de inverno, e neste antologia vemos seres antigos requerendo seu espaço correto no mundo.

A coletânea contém 17 contos, e eu me surpreendi bastante com alguns contos nesta antologia, que confesso que li com expectativas baixas, como também outros contos não achei que mereciam estar na antologia, inicialmente temos um belo prefácio escrito pelo Marcos DeBrito, e eu encontrei contos regados de terror, vingança, sangue, morte e tragédias (Nossa Verônica, onde está o seu espirito natalino? Desculpa gente, mas eu o exorcizei !!)

Em relação à diagramação, a capa do livro é macabramente bonita, antes de cada conto temos a biografia do autor, as páginas são amareladas, o livro é leve, e as letras são de um tamanho confortável para leitura, infelizmente neste livro encontrei bastante errinhos de revisão, não atrapalharam a leitura, mas estão bem perceptíveis. 



Contos em destaque:

  • Meninos maus não ganham presentes - Henrique Morais
  • O último presente - Daniel Henrique
  • Um velho conhecido - Ruy Galvão
  • A ultima ceia - Gustavo Lopes
  • A Vingança Natalina - Jhonatas Nilson
  • Um desejo Concedido - Helô Delgado
  • Comporte-se - Gustava Paiva

Espero que gostem, e mesmo que duvidem, desejo a todos um ótimo Natal!

Dia de Quotes #16 - Cadê meu pai - Bruno Godoi



Olá, tudo bem com vocês?

Aproveitando a "onda" natalina, hoje a minha indicação é um livro leve, que consegue ser triste e divertido ao mesmo tempo e que se passa às vésperas do Natal.

Cadê meu pai, conta a história de duas crianças muito pobres que moram com sua mãe no interior de Minas Gerais, para distrair seus filhos da doença que a definha cada dia mais, ela incentiva as crianças com pistas para eles procurarem o pai, que sequer chegaram a conhecer, e assim vão se aventurando pela cidadezinha e conhecendo pessoas que vão lhe trazendo ensinamentos que levarão para a vida toda.

- Memórias é o nosso bem maior ... E contou a história que se passa numa pequena cidade do interior de Minas Gerais, tão pequena que a gente grande a chama de Cidadezinha.

- Que mãe fica sem comprar remédio e deixa os meninos com fome?
- Que pai foge para a cidade grande atrás de mulher com dinheiro?
- Nem pão molhado para dar pro pardal tem.

- Tenho certeza que a mamãe vai ficar feliz quando a gente achar o papai. A doença dela vai até sarar ... Ouvi as vizinhas falando que é doença da cabeça que dói o corpo.

A mãe dormiu cedo. Tentou ao máximo segurar as caretas, o jeito foi entrar para as cobertas, escondendo o rosto.

Meu querido, ela não tem culpa disso. Sua mãe, mais do que ninguém nesse mundo está lutando contra a coisa ...

No fim somos todos com espinhos. E a maior especialidade nossa é reconhecer, comer a torrada e dar as mãos. Porque no fim, o que importa é a torrada, não a parte queimada, muito menos os espinhos.

Espero que gostem e até a próxima.



Resenha #509 - Uma Chance a Mais - Ângela Aguiar


Título: Uma Chance a Mais
Autor(a): Ângela Aguiar
Editora: Sollo Editorial
Páginas: 214
Nota: 3/5
No desespero da saudade... palavras um dia foram ditas. E com o passar dos anos, ainda doem ao serem escritas... Na esperança de superar um amor... A eternidade nunca será capaz de aliviar tanta dor.
Olá pessoas, tudo bem?

Hoje eu venho com mais uma resenha nacional. Ultimamente tenho olhado meus livros no Kindle e tenho visto alguns romances poucos conhecidos em nossas redes de autores e tenho lido histórias clichês que adoro e boas. Amo romances, leio muito rapidamente e adoro a variedade com que as histórias são contadas.

Elena entrou na faculdade e logo no primeiro dia passou uma vergonha daquelas. Caiu das escadas e ficou ali sem saber o que fazer, pois ouvia risos e piadinhas, até que um rapaz se aproximou e a ajudou a se levantar e foi extremamente gentil com ela. Felipe, um rapaz de boa família, que também estudava direito e tinha um futuro promissor. Os dois se apaixonaram e viveram uma belíssima história de amor. Até que por obra do destino, Elena perdeu tragicamente  seu porto seguro e ela se fechou completamente para amor. Na verdade, ela não queria mais ninguém. Queria apenas se formar, trabalhar e seguir.
Minha vida não poderia ser mais perfeita, o verdadeiro conto de fadas. No entanto, o final não foi feliz e, sim, uma fatalidade que me arrastou pela escuridão por anos.
Mas na vida, podemos achar que controlamos 100% de nossos sentimentos, mas isso não é verdade. Pois ao longo dos anos, Elena só focava no trabalho e não queria saber de mais nada e nem de ninguém. Até sua melhor amiga dizer que naquele ano iriam sim comemorar o seu aniversário e foi neste dia que Elena conheceu o Igor Lins. De uma forma também bem inusitada, ela caiu em seus braços e ele imediatamente se sentiu arrebatado por aquele olhar.

Só que Elena por mais que se sentisse atraída por Igor, não queria reconhecer esse sentimento que nascia, porque ela havia se fechado para isso, não acreditava que era direito seu ser feliz. Não queria trair o amor que ainda sentia por Felipe, então não pretendia se deixar levar por nada que Igor pudesse lhe oferecer, mas até quando ela iria resistir?

Eu fiquei bem satisfeita com a história, mesmo que em alguns momentos, achei que a autora correu um pouco na narrativa. Gostaria que ela tivesse desenvolvido melhor a paixão que nascia ali entre Elena e Igor. Achei muito brusco ele já insistir que ela era importante pra ele, na primeira vez que a viu. E achei mais rápido ainda ele já estar tão apaixonado por ela.

De qualquer forma é um romance bem gostosinho de ler, que mostra superação e esperança de que nem tudo está perdido, e que em um momento completamente inesperado, você pode encontrar a chance de ser feliz novamente, basta acreditar, deixar o sentimento fluir e se entregar. 


Uma chance a mais é um romance simples. Ótimo para leitura após uma ressaca literária das brabas. Adorei conhecer a escrita da Ângela e espero poder ler mais algo dela algum dia. 
Os sintomas são claros. O coração grita alto. Não sei mais o que fazer, para não deixar isso acontecer...
Um xero!


Suas Escrituras - Descabeludo - Henrique Gouveia

Olá pessoas, tudo bem?

Hoje eu venho com mais um texto do meu querido amigo Henrique Gouveia, O Kin é uma pessoa maravilhosa e que escreve textos incríveis e ainda é músico, fotógrafo, editor, mágico, ama crianças, livros e cachorros. O conheci no meio literário e a amizade foi crescente, é uma pessoa que admiro pra caramba, além de ser um pai maravilhoso!!! Ele tem uma família linda!!!

Sem mais delongas, contarei da onde surgiu este texto. Eu postei uma foto no meu stories no IG pessoal e logo em seguida veio um texto falando de nossos cachos, porque ele também tem uns cachos rebeldes rs. Então este texto é para todos nós que temos cachos que as vezes tem vida própria e agem como se fossem andar sozinhos por ai rs. 

Foto de Nicole R.

Descabeludo,
por Henrique Gouveia.

Meus cabelos de Medusa
Cobras caindo na blusa
São apenas cachos
Provas de que não me encaixo
O negócio aqui é mais embaixo...

Tudo enrolado
Abaixo da espiral de caderno
Sonhos de paz, presságios de inferno
Detestando o calor
Adorando o inverno..

Cabelos de anjo
São José do Ranço
Não sei se me lanço
Ou fico no chão esticado
Diferente do meu cabelo que só fica bem enrolado...

Não tem lado
Do jeito que é
Sempre foi
Sempre será
A nuvem preta
Disparando relâmpagos esverdeados
Para todos os lados...

Em todos os cantos fico calado
No eco dos encaracolados
Na contramão de tudo
Está bom pra quem não se arruma nunca
Gosto de ser descabeludo!

Para curtir mais alguns textos que o Kin compartilha nas redes sociais, sigam ele no seu IG @kingouveia7, apesar de ser pessoal, ele fala sobre tudo.

Se você tem um texto, poesia, frases inspiradoras de sua autoria e queira dividir com o blog e os demais leitores, podem me enviar um e-mail, que irei postar com os devidos créditos. E-mail: diana.canaverde30@gmail.com. Assunto: Suas Escrituras.

Um xero!


Resenha #508 - Stalker - Tarryn Fisher

Livro cedido em parceria com a editora

Título: Stalker
Autor(a): Tarryn Fisher
Editora: Faro
Páginas: 256
Nota: 5/5
Eu faço suposições demais, sabe? Minha mente é feito um computador com milhares de janelas abertas ao mesmo tempo. Tenho uma inteligência superior, é por isso. Gente muito inteligente pensa o tempo todo, a cabeça está sempre tomada por pensamentos brilhantes.
Olá pessoas, tudo bem??

Hoje eu venho com mais uma resenha da super parceria que temos com a linda da Faro e a autora da vez é a minha querida Tarryn. Eu já conhecia a sua escrita desde de Fuc*k Love e queria ler mais algo dela. E a prova disso que a mulher pode sair de um romance envolvente para um thriller bem instigante. 

Após um aborto instantâneo, fig ficou super mal com a perda e quando vai a cartomante, sai de lá acreditando que a alma de sua filha será reencarnada. Então ela passa o seu tempo observando as crianças brincando nos parques. Ela acha que fazendo isso reconhecerá a alma de sua filha em uma daquelas crianças.

Até que uma menina chama a sua atenção, quando brincava com a sua mãe. Fig ficou um tempão observando as duas, mas aquilo não foi o suficiente. Ela passou a segui-las e quando finalmente teve  a oportunidade, comprou uma casa ao lado de Jolene. Assim ela poderia ficar mais perto da garotinha que ela tinha certeza ser sua filha encarnada, mas não era só isso que Fig buscava, ela queria mais. Ela queria a vida que Jolene tinha e aos pouco foi se inserindo na vida daquela família. 

Jolene super receptiva envolveu Fig em sua vida e na sua rede de amigos mais próximos. Fig foi conhecendo a rotina do casal, da criação da menina e ela queria muito mais. Ela queria tudo igual a Jolene, desde os objetos de decoração da casa, até a cor do cabelo.

Nossa fiquei impressionada o quanto a mente de Fig trabalha sem parar, a mulher é louca e tem uns pensamentos completamente insanos, e eu fiquei chocada como ela narrava as coisas como se fossem tão naturais, como ir ao mercado e comprar pó de café, ou melhor chá rs.
Sempre me agradou a ideia de estar condenada. Além do mais, estar morrendo cria uma perspectiva, um objetivo. As pessoas dizem que você é forte e acreditam nisso, como se tivesse sido minha escolha desenvolver um câncer que na verdade eu nem tinha.
O livro é narrado pelos três personagens: Fig, Darius Jolene. Dividido em três partes. Isso eu achei super legal, porque enquanto eu lia a parte de Fig, tentava imaginar o que se passava na cabeça deles.

Darius me impressionou. Tarryn, conseguiu construir uma personalidade forte e sociopática rs. Eu fiquei admirada com a maneira dele de pensar e como diagnosticar a Fig. 

Jolene, é aquela típica mulher boa que pensa no bem das pessoas e que quer sempre ajudar. Não vê tanta maldade nos outros. Prova disso, que sua personalidade foi bem trabalhada pela autora e por mais que as evidências estivessem em sua cara, ela ainda acreditava que as coisas poderiam melhorar.


Foi uma história e tanto! Bem construída e desenvolvida e ainda que eu não tenha curtido tanto o final que foi dado, acho que foi surpreendente toda aquela perseguição obsessiva por tomar a vida do outro. Então os convido a se surpreender também. Porque esta história promete vários pensamentos insanos. Muitas vezes me peguei falando sozinha tentando entender o que se passa na mente de Fig que foi sem nenhuma dúvida, a melhor personagem deste enredo viciante.
Me senti rejeitada. As pessoas não gostam de ouvir a verdade, elas se agarram a seus conceitos e tudo o que se desvia disso causa incômodo.
Um xero!

Resenha #507 - Zeus - Sergio Mattos



Título: Zeus
Autor (a): Sergio Mattos
Editora: Independente
Páginas: 13
Nota: 4/5 
Então enfim eu estava diante de Zeus.
Olá tudo bem com vocês?

Hoje trarei para vocês a resenha de mais um conto do autor parceiro Sergio Mattos, chamado Zeus.

Em poucas páginas, conhecemos um homem que tem suas desconfianças confirmadas, e resolve se vingar com a benção de Zeus, que é a única testemunha ocular de seus atos,  ou será que Zeus seria na realidade o seu cúmplice?

Mais uma vez eu adorei a narrativa do autor, tanto que eu o devorei em poucos minutos. A história foi extremamente bem construída e estruturada, navegando por uma mente doentia que só precisava de um gatilho para revelar a sua verdadeira personalidade e seus reais talentos.

Em relação à diagramação, o livro está disponível em e-book, e vocês podem encontrá-lo na plataforma digital da Amazon, o e-book está bem formatado, sem espaçamentos ou erros na revisão, e a capa é extremamente condizente com a história.


Convido à todos a mergulhar nesta história, e por Zeus, tenham um bom apetite... ou melhor dizendo... uma ótima  leitura !!
Eu começaria um pedaço de cada vez.
Até a próxima.


Resenha #506 - O Conto do Coronel Fantasma - Larissa Brasil

Lido em parceria com a Aberst

Título: O Conto do Coronel Fantasma
Autor (a): Larissa Brasil
Editora: Independente
Páginas: 20
Nota: 4/5  
- Sou uma mariposa, feia e cega, em busca de luz, mas só há escuridão. Deus parece um politico em época de eleição, promete, promete, mas nunca cumpre.
Olá, tudo bem com vocês?

No último sorteio realizado pela nossa parceria Aberst, me foi designado a leitura de O Conto do Coronel Fantasma, da autora Larissa Brasil.

Um fato curioso, é que eu já estava determinada a ler todas as obras ganhadores do primeiro Prêmio da Aberst, e o conto da Lari era o primeiro que tinha escolhido para ler, seria uma mera coincidência ou o Coronel Fantasma deu uma ajudinha?

A Larissa foi a ganhadora do prêmio Autor(a) Revelação, mas ai podem ter certeza que ela não precisou da ajuda do Coronel para ganhar, o conto dela realmente é muito bom, e falarei um pouco sobre ele agora.

Dita está passando por uma fase bem complicada de sua vida, já perdeu suas esperanças, expectativas e principalmente sua fé, e em um de seus momentos de devaneios pensando quais passos tomar para tentar dar a volta por cima, recebe a visita inesperada de uma assombração extremamente famosa na cidadezinha onde mora.

O Coronel Fantasma é uma lenda, que ela escuta histórias desde sempre, mas jamais imaginou que poderia ser verdade, e pior, o Coronel quer a ajuda dela para poder descansar em paz, mas ela não faz a menor ideia de como conseguir resolver a sua vida, quem dirá ajudar nos problemas de um morto!

O livro está em formato digital, e vocês podem encontrá-los na Amazon. Está muito bem revisado, centralizado, a capa é bastante simples, mas bem condizente com a proposta do conto.


Para quem se considera medroso para leituras que incluem fantasmas, fiquem tranquilos, o conto não é de terror, é um conto regionalista, bem voltado para os chamados “causos” contados pelos mais velhos, e é até mesmo divertido, e por isso montei essa foto mais colorida e delicada. Ele me remeteu as tantas e tantas histórias que li da coleção Vaga-lume, durante a minha adolescência, e a mensagem que o conto transmite é que nunca percamos a nossa fé, pois podemos encontrar as respostas das nossas preces onde menos se espera.

Espero que gostem e até a próxima.


Resenha #505 - No Ritmo do Amor - Britainy C. Cherry


Título: No Ritmo do Amor 
Music Street #1
Autor(a): Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Páginas: 336
Nota: 5/5
Tecnicamente, eu não o vi - eu o senti primeiro, senti sua música tocar a minha pele. Os acordes e o compasso do saxofone me deixaram completamente arrepiada. O jeito como as notas dançavam pelo ar, de uma forma tão perturbadoramente linda, fez com que aquilo tudo parecesse mágica. 
Olá pessoas, tudo bem??

Hoje eu venho com mais um livro da minha querida #diva Brittainy C. Cherry, devo dizer que mais uma vez ela conseguiu me tocar profundamente com uma história carregada de emoções e densidade. Ela trouxe um tema muito forte como o Bullying e relacionamento abusivo.

Cherry para quem ainda não conhece é a autora de Sr. Daniels e a série Elementos: O Ar que ele Respira, A Chama dentro de Nós, O silêncio das Águas e A Força que nos Atrai. Esses são os mais conhecidos, eu sempre recomendo a leitura de seus livros, pois ela sempre traz temas importantes e da maneira mais crível possível. Ela consegue nos fazer refletir sobre muitas questões e faz com que conheçamos, as coisas de uma forma nua e crua, sem firulas e de uma maneira que se envolver é a única coisa que conseguirá fazer. 

Jasmine no auge de seus 16 anos, não sabia o que era liberdade. Mas ela nasceu para brilhar. Desde muito cedo é uma cantora nata. Desde sempre ela sabia que veio ao mundo para ser famosa. Sua mãe sempre disse isso. Sua vida se resumia em estúdios, aulas de dança, canto e vários testes para ser a #diva da música. 

Ela não tinha tempo para nada, nem ir para escola. Estudava em casa. Aquilo a deixava frustrada, pois ela queria ter contato com outras pessoas de sua idade. Mas sua maior paixão mesmo era cantar Soul. Aquilo deixava a sua pele arrepiada, pois era o melhor som que ela poderia ouvir e cantar.

Só que Jasmine não reclama, ela quer a todo custo fazer com que sua mãe sinta orgulho. Ela quer que a mãe a olhe com amor. Que ela possa sorrir a cada apresentação, por isso, faz tudo que ela pede. 

Elliott é um ser único, que vive com a alma atormentada. Cada dia que passa, é uma batalha a ser vencida. Elliott é um garoto também de 16 anos, mas muito tímido e franzino. Ele sofre Bullying e cada dia um pior que o outro por conta de sua gagueira e sua aparência, mas mesmo assim ele tenta superar cada dia. A música trouxe luz para seus dias mais escuros. Com ela, ele viaja e se solta transbordando amor e paz. Com a música ele pode ser o que quiser. 

Jasmine consegue finalmente que sua mãe a deixe estudar em uma escola. Ela se sente muito feliz, por finalmente fazer algo que tanto queria, além de cantar Soul. Ela gosta de estar por perto de pessoas da sua idade, com as mesmas angústias, sentimentos e dilemas. Porém, o que a deixa triste é a maldade que anda lado a lado com a sua felicidade em estar na escola. 

Ela odeia ver o garoto mais encantador da escola sofrer tanto Bullying nas mãos dos valentões e para ela é questão de honra tentar defendê-lo com tudo que estiver ao seu alcance ou até além dele. Aos poucos, os dois vão se aproximando e a amizade vai sendo criada. Ela vai florescendo. E eles vão descobrindo que tem muito mais em comum além do amor pela música. 

Ela acredita que não merece ser amada. Ele acredita que o amor existe. Ela gosta de Soul, ele gosta de Jazz. Ambos são almas atormentadas e cada um em seu mundo de tormenta. Ambos amam a música e gostam de externá-la. Eles são opostos que se atraem. 
-Sem querer ofender a sua mãe, mas essa é a co-coisa ma-mais idiota que já ouvi. A música não é algo que você vê, e sim algo que você sente. Música não vê cores. Ela transcende estereótipos. 
Eu não sei bem o que falar deste livro. Nossa fiquei completamente desidratada. Aqui vi que a educação dos filhos não só na escola que se tem, ela começa de casa. Vejo muitos questionamentos a este respeito. Mas sinceramente, eu como mãe posso dizer com propriedade que os filhos são reflexos do que eles veem desde muito pequenos. Cabe aos pais darem os ensinamentos essenciais. Mas infelizmente aqui vemos muitos olhos fechados. Vemos os dois lados da moeda e não cabe a nós julgar. Claro que jamais devo generalizar, porque as vezes filhos com tendências cruéis, por mais que tenham pais amorosos, podem se desvirtuar mesmo assim. Enfim, é uma discussão para outro momento.

Cherry conseguiu me conquistar mais uma vez. Ela trouxe um enredo forte, mas que ficou limpo com a música. Se eu gostava de Soul e Jazz, passei a dar mais valor ainda. Mesmo diante do caos, a música pode salvar, ela pode fazer com que nossas batalhas diárias, fiquem mais relevantes, e possamos fechar os olhos e ficar em paz.

Elliott com tudo que tem passado sem merecer nada daquilo, era um garoto doce, que tinha muito amor no coração e era preenchido pelo o amor que a música trazia para a sua vida. Eu fiquei completamente encantada por este personagem. O quanto ele tinha motivos para ser a pior pessoa, mas não, ele transbordava amor. E mesmo depois da tragédia em que viveu, mesmo se fechando completamente, eu ainda o amei por todos os motivos do mundo ou motivo algum. Ele foi um personagem que me trouxe paixão e amor a vida que tenho. Me fez refletir nas minhas reclamações as vezes exageradas e exaustivas. Ele me ofereceu a mão e cuidou de mim literalmente. Melhor personagem do ano pra mim até agora. 

Jasmine é uma garota atormentada pelo relacionamento abusivo de sua mãe. E por mais que as vezes eu achasse que ela não tinha voz. As coisas que ela fez para tentar defender o Elliott , me fez repensar em sua personalidade. Ela tinha um coração bom, só era carente de afeto. Ela vivia atribulada com todas as frustrações que sua mãe jogava em cima dela e a obrigava fazer coisas que ela não queria, mas que ela tinha que fazer, porque queria agradar a mãe e queria que ela se orgulhasse, mas sentia lá em seu íntimo que poderia ser uma batalha perdida.


Um livro carregado de sentimentos intensos. Acontecimentos densos. Que eu fiquei completamente viciada em todo o seu desenvolvimento. Li muito rapidamente e já sinto saudade dos personagens. 

Encontramos aqui relações verdadeiras de amizade, de confiança e de amor, mesmo diante de toda a complexidade do caos. Se você curte este tipo de tema. Este livro é para você. Se você gosta da escrita de Cherry, leia!

Desculpe pela resenha imensa rs, mas não cheguei nem perto do que senti diante de toda esta leitura. 
A única coisa que você realmente consegue controlar é a própria alma. E, com o tempo, somos nós que descobrimos o que faz o nosso coração bater.
Um xero!!

Resenha #504 - A Batalha dos Mortos - Rodrigo de Oliveira


Cedido em parceria com a editora

Título: A Batalha dos Mortos (As Crônicas dos Mortos #2)
Autor (a): Rodrigo de Oliveira
Editora: Faro Editorial
Páginas: 312
Nota: 5/5 ❤


Olá tudo bem com vocês?

Hoje vou falar do segundo livro, da saga A Crônica dos Mortos, titulado como A Batalha dos Mortos, do autor Rodrigo de Oliveira

Meses se passaram e Ivan, juntamente com sua esposa Estela, criaram uma fortaleza que abriga diversas pessoas, do novo mal que habita a Terra : os mortos vivos. Tudo está perfeito, na medida do possível, mas o estrago feito no mundo é gigante, e conhecemos novos personagens à partir deste livro, que serão extremamente importantes para a construção desta história.

O foco muda para um quartel dominado por bandidos, onde o sádico líder Emmanuel, escraviza pessoas para manter o local em ordem, fazendo com que o local se torne um campo de concentração, pessoas são torturadas, mulheres são agredidas e estupradas constantemente e Isabel, uma das moradoras do local, consegue com muito esforço escapar para tentar pedir ajuda para libertar as pessoas que estão à mercê desse monstro, principalmente seu amado, o Carlos, conhecido como Canino.
Ela não desistiria. Isabel não tinha autorização para desistir.
O destino de Isabel cruza com de Ivan e Estela, que dão morada à ela, e ela os conta os horrores vivenciados no quartel. E mais, Isabel possuir dons impressionantes. Ivan, mesmo prevendo os riscos da empreitada, mais uma vez coloca sua empatia na frente de tudo, e junto com sua esposa e centenas de homens, armam um plano que consideram infalível para destruir o reinado de Emmanuel, mas elas não contavam com a inteligência e perspicácia desse homem, e o que parecia extremamente fácil se torna praticamente impossível.
- Veremos. Vou mandar matar uma criança dessa vez. - Emmanuel sacou o rádio que trazia consigo.- Está bem. - Ivan, por sua vez, apanhou o rádio que trazia à cintura e ordenou. Franco atiradores em posição. Matem dois homens para cada refém assassinado.
Sobre a diagramação, temos mais uma vez os zumbis estampados na capa, eu acho esse livro pesado comparado a outros da editora, as folhas são amareladas as letras são de um tamanho normal, e se me recordo bem, encontrei somente um errinho durante a revisão.




Neste livro, os zumbis são deixados de lado, para mostrar o quanto a maldade humana pode ser o pior inimigo que podemos enfrentar, e o confronto para salvar pessoas, faz com que sentimos na pele quais decisões teríamos que tomar, em uma situação como a que estes personagens vivem. A história também nos apresenta um personagem extremamente importante para esta saga, e percebemos que tudo ficará pior do que já estava, e o final definitivamente te obriga a dar continuidade nesta história, que me cativou muito e se tornou uma das minhas favoritas. A escrita do Rodrigo é maravilhosa, rica em detalhes, tensa e os capítulos finais te fazem prender a respiração. Sem sombras de dúvidas é uma leitura mais do que recomendada por mim.

Espero que gostem e até a próxima!


Resenha #503 - A Herdeira da Morte - Melinda Salisbury


Título: A Herdeira da Morte
Autor(a): Melinda Salisbury
Editora: Fantástica Rocco
Páginas: 320
Nota: 3/5
Ouço gritos, mesmo quando não há prisioneiros. Eles vivem dentro de paredes como fantasmas, ecoando entre nossos passos, sob a caserna que abriga a Sala de Narração e o dormitório dos guardas. É nas profundezas do castelo que eles esperam pelos momentos de tranquilidade.
Olá pessoas, tudo bem?

Hoje eu venho com a resenha de um livro sorteado pela TBR de livros estrangeiros, confesso que foi muito bom tê-lo sorteado, porque desde que eu o ganhei em um sorteio dos eventos da vida, eu quis lê-lo. Fiquei completamente apaixonada pela capa e pela premissa interessante, mesmo com um pouco de banho de água fria que tive no decorrer da leitura, ainda assim deu uma compensada rs.

Twylla tem apenas 17 anos e vive em um castelo, mas mesmo que esteja noiva do príncipe, não é membro da corte. Na verdade Twylla, com aquele seu jeito frágil de ser, era um carrasco. Com apenas um toque, ela matava. Por conta disso, ninguém se aproxima dela. Nem mesmo seu noivo com o sangue real e que é imune ao seu toque, evita a sua companhia.

Mas a rainha, tem grandes planos para a Deusa encarnada  e quer acabar com todos os seus inimigos. Twylla não sabe desses planos malignos, ela vai seguindo as regras, pois tem um dom dado pelos deuses  e é muito agradecida por ter sido levada de um futuro a qual ela não suportaria viver, para morar no reino. Inicialmente as coisas foram maravilhosas, ela estava encantada com as roupas e principalmente a comida. Era grata a rainha por tudo que ela tinha feito por ela e seguia as regras sem pestanejar ou questionar. Mesmo se sentindo enclausurada, seguia tudo o que era pedido e os respeitava demais. Sabia o que aconteceria, seu futuro estava todo planejado com o príncipe e logo estaria casada com ele. Ela seria uma rainha.

Só que nem tudo fica tão ruim assim para ela. Com a chegada de um novo guarda, uma amizade nasce e um amor floresce. Ele está perto dela em todos os momentos e mesmo com seu jeito tempestuoso, Twylla consegue acalmá-lo de uma forma que ele fica muito surpreso.

Será que ela conseguirá se manter fiel a seu reino ou abandonará tudo em nome do amor arruinado que ela acredita que seja a solução para uma vida feliz e livre?

Eu achei que fosse gostar muito mais da leitura, confesso que inicialmente eu estava bem empolgada, afinal era a premissa de uma história. Mas, no decorrer da leitura, fui desanimando, porque além de nada acontecer, a própria protagonista me pareceu uma pessoa muito fraca de mente e até de coração. Sinceramente. Ela parecia uma sombra de todos e não tinha voz e nem lutava muito para ter. Como o livro é narrado em primeira pessoa, conseguimos saber todos os pensamentos e sentimentos  e ela por mais que pense que pode reagir em algumas situações e se impor, não faz e abaixa a cabeça para tudo e isso me irritou um monte de vezes.

Eu achei que o enredo foi desenvolvido, mas não muito bem estruturado. Só lá pelas partes finais é que a história deu uma guinada e uma revelação foi colocada à mesa, mas mesmo assim Twylla continuou passiva. Não vi reação desta menina para quase nada.

Lief, o seu novo guarda, era esperto e muito ágil, ele cuidava muito bem da segurança de Twylla e a amizade deles foi crescendo, mas sinceramente não sei o que ele viu nela, porque se apaixonou, pois na minha opinião ela não tinha atrativo nenhum.

O príncipe era bem submisso a sua mãe, mas por suas costas queria um governo completamente diferente do que aquele autoritário e perseguidor que sua mãe governava. Só que quando voltou ao reino e se encontrou com sua futura esposa, a questionava sobre ela esconder a própria voz e muitas vezes ela não sabia o que responder a ele. Porque só baixava a cabeça e seguia as ordens impostas a rainha.

Ela foi um pouquinho melhor, quando assumiu seus sentimentos por Lief, mas mesmo assim não mudou em nada meu pensamento sobre ela. No fim, não desisti da leitura, porque li algumas resenhas que falavam sobre o final ter sido bom e realmente não foi ruim, mas não pretendo continuar com a leitura dos demais livros, finalizei por aqui. Pretendo ler outra história da autora, dar mais uma chance a sua escrita.

Mas digo, que para quem gosta muito de fantasia, este enredo pode ser interessante para você. Talvez seja por isso que não me apeguei a história ou a personagem, sei lá rs. Sempre digo, se ficou curioso, leia e tire suas próprias conclusões.


A diagramação da editora está boa. A capa é uma beleza a parte e completamente condizente com o que é proposto. Porém, as letras pequenas me atrapalharam, por diversas vezes tive que parar a leitura, porque minha visão doeu ou porque um lugar tinha a claridade razoável, o que não acontece com outros livros com fontes medianas e escuras.
No ultimo instante, antes de atravessar o portão, o príncipe se vira e olha para mim. Mais uma vez seu olhar me deixa paralisada. Durante três batimentos cardíacos subitamente violentos, nos entreolhamos, depois ele se volta para o castelo, me deixando trêmula por dentro.
Um xero no coração! 

Parceria Nacional - Sergio Mattos

Olá, tudo bem com vocês?

Hoje venho anunciar mais uma parceria fechada, dessa vez com o autor Sergio Mattos.

Recentemente eu fiz uma resenha de umas das obras do autor, do conto Uma Noite de Insônia, e o blog  foi um dos selecionados para entrar no time de parceiros do autor.

Sem mais delongas, vamos conhecer mais sobre o autor, e sobre seu ultimo lançamento na Amazon.


Sergio Mattos. É autor de histórias de horror e suspense. Dentre seus trabalhos, estão os contos de suspense e horror, publicados em inúmeras antologias, como Noah, Et's não existem só na televisão (lançados pela editora Illuminare), O Horóscopo (lançado na antologia zodíaco), O vampiro do Leblon (lançamento em 2018 pela editora coerência), A morte não se atrasa (lançamento em 2018 na antologia, 31 contos assombrados, da editora Rouxinol). O corpo que fala (Editora Illuminare). Uma noite de insônia, será relançado em Contos Policialescos da editora Anansi Books. Além de outras plataformas como a Amazon com o conto O dia em que Gordon se foi e O Abismo,  primeiro romance lançado na Amazon.

E aproveitando que o gancho, segue a sinopse do ultimo lançamento do autor.

Até onde você é capaz de ir por vingança?
James Collins, foi o fenômeno da literatura americana, seu rosto estampava jornais e revistas, após se tornar um Best Seller mundial, mas dessa vez terá seu rosto estampado nos jornais, não devido a um novo livro e sim por uma tragédia que o fará seguir por um caminho de auto destruição em busca de vingança. "Quando perceber não será você a se alimentar de vingança, mas ela a se alimentar de você. "
Espero que gostem e até a próxima!

Resenha #502 - A Garota dos Pesadelos - Kendare Blake


Título: A Garota dos Pesadelos #2
Autor(a): Kendare Blake
Editora: Verus
Páginas: 266
Nota: 2/5
Gostaria que ela não tivesse feito isso. Há uma sensação instantânea  de estarmos sendo observados, como se a luz tivesse acabado de revelar todos os nossos segredos.
Olá pessoas, tudo bem?

Desde que li Anna Vestida de Sangue, primeiro livro desta duologia, fiquei ansiosa para saber o desfecho, mas a leitura deste livro, foram páginas e mais páginas de frustração e uma leitura bem arrastada. 

Para quem  leu o primeiro livro, que no final deixou algumas pontas soltas, como gancho para esta continuação e gostou, nesta sequência, Cas vem com alguns pesadelos após os últimos acontecimentos  e sempre com Anna, ele acredita que ela precisa de ajuda, como se ela não estivesse em paz.

Cas é um caçador de fantasmas, e eu amei conhecê-lo no primeiro livro e toda a sua narrativa em primeira pessoa, mas neste livro, foi excruciante acompanhar seus pensamentos egoístas. Sério, pensa em um personagem que caiu muito no meu conceito e que me irritou demais. 

É compreensível tentar entender seus lamentos e suas crenças, mas transformar toda a história, por conta de seu egocentrismo, foi demais pra mim.

O que Kendare acertou no primeiro livro, pecou neste segundo. Foi um muro de lamentação, e não sei porque não desisti, mas várias vezes me deu esta vontade durante a leitura, acredito que fui vencida pela minha curiosidade, mesmo que a leitura tenha se arrastado por quase dois meses. Fiquei lendo outras coisas, quando esta me deixava desanimada.

Bom essa é a minha opinião pessoal, quanto a leitura, sempre aconselho que o leitor leia para que tire a sua própria conclusão, o que não foi bom pra mim em determinado momento, pode ser para você.

Claro que o livro tem seus pontos fortes e as partes finais até que compensaram um pouco a frustração de toda a leitura. Mostrou que amigos que são amigos estão com você independente do que te aconteça, até em seus momentos de extremo egoísmo. 

Os amigos de Cas, são leais e lutaram com ele em todo os momentos do livro, mesmo quando ele não merecia que eles estivessem lá para ele. Isso suavizou um pouco toda a trama, que se encerrou fechadinho e até que eu gostei de como ficou.


A diagramação da Verus está simples, mas bem feita. Eu gosto da capa, ela representa bem o que esperar da história. Infelizmente a história não funcionou tanto pra mim e minha frustração, foi exatamente essa, altas expectativas, por conta do primeiro livro e caí na maldição do segundo. Faz parte rs.
Parece impossível que alguém possa querer passar seus últimos momentos neste lugar , e eu me pergunto se o bosque os atrai para dentro  com falsas brisas e luz solar, vestindo uma máscara de paz, se é todo um amaldiçoado sistema de raízes e galhos caçando as pessoas como uma aranha. 
Um xero!!

Dia de Quotes #15 - O Vale dos Mortos - Rodrigo de Oliveira



Olá meus amores, tudo bem com vocês?

Como estou lendo o segundo do livro da saga As Crônicas dos Mortos, resolvi trazer quotes do primeiro livro - O Vale dos Mortos.

Relembrando como tudo começou, após a visita do planeta Absinto, no dia 14/07/2018, o planeta Terra mudou, pessoas desmaiaram e acordaram transformadas em mortos vivos. Ivan e Estela, um casal com dois filhos se deparam com pessoas enlouquecidas atacando uns aos outros e precisam se salvar e salvar seus filhos. E a força que esse casal possui, meus amigos, é admirável.

Vamos para os quotes

"Foi quando, sem nenhum aviso, o espetáculo mais bizarro da Terra teve inicio. Centenas de pessoas caíram estateladas no chão, quase simultaneamente. Homens, mulheres, crianças, idosos, seguranças do shopping, faxineiras, lojistas, balconistas das lanchonetes. Algo em torno de oitenta, talvez noventa por cento dos presentes foram acometidos por um mal repentino."

"Lentamente, pessoas das mais variadas idades, cores e classes sociais despertaram daquele transe macabro. Mas, daquele momento em diante, tudo o que elas eram, conheciam, amaram e odiaram ao longo de suas vidas estava perdido para sempre."

"Quando Lula a agarrou pelos cabelos e mordeu sua jugular com violência, a presidente gritou de agonia, sem que ninguém aparecesse para ajudá-la."

"Por sua mulher, por seus filhos, pela sua própria vida, ele tinha que derrubar aquele demônio."

"-Eu te amo ... - falou Estela, com o rosto colado ao de Ivan.
-Eu também te amo. Vamos sair daqui.
Em seguida, eles saíram para o meio da praça, cada um puxando uma criança com uma das mãos e empunhando uma arma com a outra.
A sorte estava lançada."

"-Não tenho medo de lutar contra mil feras. Tenho medo mesmo é de pensar no que vai acontecer com os que eu amo se eu não tentar. E por mim, o reinado dessas criaturas começa a desabar a partir de agora."

Espero que gostem e até a próxima.

Livros lidos até a página 100 #38 - Krystallo - Jornadas para além das fronteiras




*Primeira frase da página 100:

Tomé não passou muito tempo na vila de Stae. O resto do Esquadrão Delta, já estava esperando junto com o carregamento.

*Do que se trata o livro?

Dois países estão em guerra há mais de 100 anos, Tomé é morador de Econ e Gray moradora de Ópus. Porém ambos são raptados e levados para fora de seus países e começam a descobrir muitos segredos escondidos por detrás desta guerra.

*O que está achando até agora??

O livro é bastante interessante, na realidade eu já passei bem mais da página 100, mas como ando lerda para ler fantasias, resolvi trazer um pouco sobre a leitura, enquanto não a finalizo.

*O que está achando da protagonista?

Os protagonistas são bem jovens e ainda estão tentando entender a sua real importância dentro das mudanças históricas que estão acontecendo. Os capitulos são intercalados e minha favorita é a Gray.

*Vai continuar lendo?

Com certeza.

*Melhor quote até agora:

Fala como se nós fôssemos melhores só por termos nascido aqui. Tratar diferente só por conta do pais de nascimento é descriminar. É segregar.

*Última frase da página:

Novas instruções em breve.

Espero que gostem e até a próxima!!