Resenha #426 - Rio Vermelho Amy Lloyd

Cedido em parceria com a editora

Título: Rio Vermelho
Autor(a): Amy Lloyd
Editora: Faro Editorial
Páginas: 276
Nota: 4/5
Finalmente, o corpo de Holly Michaels foi encontrado. Suspeitaram de tios, padastros e homens solitários. Imaginavam um monstro, um psicopata que tinha os ossos das garotas enterrados sob cimento em seu porão, que guardava as pulseiras delas penduradas num prego em seu armário. 
Olá, tudo bem com vocês?

Hoje a resenha é sobre um dos mais novos lançamentos da Faro Editorial, titulado como Rio Vermelho da autora Amy Lloyd.

Eu estava louca por esse livro, desde que a editora divulgou a sinopse, o que aumentou ainda mais após saber que o livro já foi premiado e se tornou rapidamente um dos mais vendidos na revista Veja!

Rio Vermelho é um trhiller psicológico, que conta a estória de um casal peculiar: Dennis e Samantha.
É estranho que as pessoas saibam tanto a meu respeito. Acho que elas sabem mais de mim do que eu mesmo.
Dennis está preso há mais de vinte anos no presidio de Altoona, nos Estados Unidos, pelo assassinato de uma garota de onze anos, chamada Holly Michaels e é o principal suspeito do desaparecimento de outras garotas, que nunca foram encontradas. Porém nunca existiram provas contundentes que Dennis seja o assassino frio e cruel, mas mesmo assim, com fracos indícios ele foi preso aos seus dezoito anos, deixando em choque a cidade de Red River, com uma população mundial dividida.

Ao longo desse tempo, Dennis sempre teve o apoio de Carrie, uma grande amiga que é responsável por um documentário de crimes reais e faz um grande sucesso. Dennis tem diversas pessoas que o apoiam e pedem que seja aberto novas investigações, pois acreditam fielmente que ele é inocente. Inclusive artistas como Angelina Jolie e Johnny Deep apoiam à causa.

E também tem a Samantha.

Sam mora na Inglaterra e é obcecada pela história de Dennis, já assistiu documentários, leu livros, sempre acessa fóruns na internet dos apoiadores de Dennis, e resolve lhe escrever uma carta mostrando o carinho que tem por ele e quanto torce para que ele seja solto. Para a surpresa de Sam, Dennis a responde. Uma amizade entre cartas é formada, até se tornar um relacionamento. E com o apoio de Dennis, Samantha vai ao encontro de seu amado, deixando para trás seus amigos, trabalho e família.

Entre carinhos e juras de amor, separados pelo vidro da sala de visitas, Dennis pede Sam em casamento e ela aceita. Se tornando noiva de um dos criminosos mais conhecidos da história e precisa ter forças para superar todos os obstáculos que terá que enfrentar para viver esse amor.

Afinal de contas Dennis é inocente. Não é?
- Bem, na verdade, sou amiga de Dennis. Se bem que estou mais para namorada.
(...)
- Não há assassinos na Inglaterra que você possa namorar?
Uma reviravolta ocorre no caso de Dennis, e encontram o verdadeiro assassino de Holly Michaels, sendo assim Dennis é libertado, mas a causa do desaparecimento das outras garotas continua um mistério não resolvido. 

Sam e Dennis, descobrem que são casados, mas não tem a menor intimidade, e para a decepção de Sam, Dennis é extremamente fechado até mesmo para fazer sexo com ela. Contudo ele se torna em pouco tempo uma celebridade, dando entrevistas, sendo convidado para ser garoto propaganda de marcas, pois é extremamente bonito, recebe presentes carissimos e cheques de artistas, fora o processo milionário que ganhou do Estado por sua erronea prisão.

Samantha ama seu marido e acredita ser amada por ele, mas ela é uma mulher que tem uma auto-estima baixíssima. É carente, ciumenta e tem dificuldades de acompanhar a rotina de estrela que seu marido tem. Ela sofre o controle de Dennis sobre seus gostos e modos, com os olhares acusatórios do marido, e logo  mais, com comportamentos impulsivos que começam a assustá-la, fora as saídas furtivas na madrugada que ele garante que é para fazer atividades físicas.

Mas, mesmo assim Sam é feliz. Até que motivos de força maior fazem com que eles tenham que voltar para Red River, vivendo na casa que Dennis cresceu. Uma casa velha, destruída e cheia de pichações contra Dennis. E  não demora para acontecer motivos para fazer a policia bater na porta deles.
O lugar estava em pior estado do que na última vez em que Sam esteve ali. No pouco tempo em que a casa permaneceu vazia, desprotegida, as paredes brancas descascadas foram pichadas com palavras em letras enormes, em vermelho - "ASSASSINO", "MATADOR DE CRIANÇAS".
Mas se Samantha confia nele, então por quê ter medo? Não é mesmo?
- Ei - Dennis sussurrou -, eu só estava brincando. Você está bem?
- Não. - Sam olhou para ele e se afastou.
- Não imaginei que você iria pirar desse jeito - ele disse, como se fosse culpa de Sam.
- Eu te pedi para parar! Eu estava gritando!
- Garotas gritam. - Dennis deu de ombros, num gesto de indiferença...
E Sam começa a refletir sobre suas escolhas.
De repente, Sam se sentiu muito só, como se o homem com quem se casou nunca tivesse existido e tivesse acordado para uma vida que não reconhecia, no meio de uma história que não entendia.
Em relação à diagramação, como sempre, à editora fez um trabalho extremamente caprichado, e a cada dia que passa fica mais difícil utilizar elogios sem ser redundante. Minha quota de vocabulário está chegando ao fim e serei obrigada a usar os sinônimos nas próximas. Tô rindo, mas é de nervoso hahahaahaha.



Eu li esse livro, o tempo inteiro desconfiada, e o devorei em poucos dias, a autora tem uma narrativa extremamente fluida, e conduziu com maestria todo o decorrer da história, trazendo um final impactante, satisfatório e audacioso. 

Rio Vermelho é um livro que vai te surpreender pelos fatos e decisões tomadas dentro dele, e ele te mostrará que uma relação pode nascer da forma mais abstrata, mas ao mesmo tempo ser extremamente oriunda. 
É algo que forasteiros nunca entenderão, porque não estavam aqui, não conheciam as famílias como nós e não conheciam Dennis. Não como ele era então, antes de vocês o tornarem o que ele é agora. Antes de ele aprender a se mostrar como presa, e não como o predador.
Espero que gostem e até a próxima.

1 comentários

  1. Oi, Verônica!
    Eu vi algumas publicações no insta sobre o livro, mas não tinha lido nenhum resenha ainda. Ele parece bem interessante. Estou numa vibe meio suspense ultimamente (mesmo que eles me deixem extremamente ansiosa auhsuahsuhas) e já tô colocando no carrinho pra ficar de olho no preço.

    bjs
    Queria Estar Lendo

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!