Resenha #415 - A Oportunista - Tarryn Fisher


Título: A Oportunista
Autor(a): Tarryn Fisher
Editora: Faro Editorial
Páginas: 256
Nota: 4,5/5

Olá galera, como vocês estão?

Eu conheci este livro em um evento que ocorreu da Faro Editorial aqui em São Paulo, no ano passado, que foi o Tour Mulheres Poderosas, e fiquei muito interessada nesse romance (algo raro hahaha). Houve um sorteio da trilogia completa no dia e obviamente eu não ganhei , mas o coloquei na lista de livros de Natal que sempre faço com a Di, e esse foi um dos livros que ela escolheu para me presentear.
Eu sou Olivia Kaspen, e quando amo alguma coisa eu a arranco de minha vida.
O livro é narrado pela Olivia, que em um certo dia se depara com um antigo amor do seu passado, Caleb. Reencontrá-lo faz despertar o amor que ela sente por ele, mas que tinha tentado esquecer. O relacionamento deles acabou com muitas mágoas de ambos os lados, mas o jeito impulsivo da Olivia, fez com que ela saísse pior na história.

Olivia cria coragem e resolve puxar assunto com Caleb, e ele engata em uma conversa superficial e estranhamente amigável com Olivia, e acaba, por fim, contando a ela que sofreu um acidente recentemente e não lembra de nada de seu passado.

E é ai então que Olivia vê a oportunidade de tentar recuperar o amor de sua vida.
Eu enrubesço e decido que jamais contarei a verdade a ele. Mais cedo ou mais tarde ele irá se lembrar e essa farsa toda irá desmoronar a minha volta como um castelo de cartas ao vento. Por enquanto eu o tenho de volta e vou me agarrar a essa situação até o último momento.
Mas Caleb atualmente está noivo de Leah, uma mulher que é páreo duro para Olivia, pelo simples fato que as duas lutam com garras e trapaças, sem medo das consequências de seus atos.
Nós somos iguais. Nós duas estamos dispostas a vender a alma para garantir a nossa felicidade. Amamos o mesmo homem. Disputamos um feroz cabo de guerra pelo direito de possui-lo. E ambas temos culpas a serem pagas.
O livro é mesclado com passado e presente, onde podemos entender o começo o relacionamento de Olivia e Caleb, o quanto a Olivia ultrapassa limites para mantê-lo ao seu lado, como se torna obsessiva e os motivos para o término. 
Era impossível tentar ficar longe dele. Ele era o meu crack.
Este livro não tem um lado certo, é um romance que fala de pessoas cheias de defeitos, que por mais que tentem ficar longe uma das outras, acabam talvez por causa do tal do destino, se cruzando novamente, se envolvendo em mentiras e jogos sujos e não dão o braço a torcer. Todos se acham donos da razão, e se acham no direito de brincar com as pessoas que estão ao seu redor, incluindo-os neste redemoinho de sentimentos que é esse triângulo amoroso.

Eu gostei muito do livro, exatamente por não haverem personagens perfeitos, pois assim, o livro se torna mais humano e próximo do nosso dia-a-dia. Mesmo ocorrendo situações que sabemos que são erradas, a Tarryn trouxe tanta leveza na narrativa, que a Olivia se torna muito engraçada. 

A Oportunista nos faz refletir sobre até onde somos capazes de ir pelo amor, mesmo que ele seja corrosivo. E se será que realmente vale a pena lutar por ele. Por muitas vezes eu na verdade vi mais a Olivia tendo um sentimento de posse pelo Caleb que ela confunde com amor. E nitidamente ela perde uma grande parte da vida dela, criando uma fixação por um cara que não a merece, só que ela também não merece ele. 

Porém, também sabemos que se for levar isso para a vida real, é muito fácil julgar, como também, é difícil se livrar do maldito sentimento.
Se essa obsessão tomava conta de mim agora, o que aconteceria se eu realmente o tivesse? Eu ficaria tão extasiada por estar com Caleb que o simples fato de ser sua namorada satisfaria todas as necessidades da minha existência?
Em relação à diagramação, como sempre a Faro fez um belo trabalho na produção deste livro, na capa temos a representação da Olivia e tenho certeza que a personagem tem esse mesmo olhar fatal. As folhas são grossas e amareladas, as letras são de um tamanho confortável para leitura. Eu passei por alguns errinhos de revisão, mas nada que atrapalhasse na leitura.


Como citei no começo desta resenha, este livro faz parte de uma trilogia, que chama Amor e Mentiras, onde vemos o ponto de vista de cada personagem principal, no segundo temos A Perversa, que retrata a visão dos fatos pela Leah (e eu tô doida para ler, porque essa mulher é um demo), e O Impostor que retrata a visão do safadinho do Caleb.

Como podem perceber pelos títulos, esse trio disputa quem presta menos hahahahaha.
Corações partidos, lágrimas e arrependimentos me ligam a ele.
Espero que gostem e até a próxima!

2 comentários

  1. Oi, Verônica!
    Então cada livro da trilogia é a visão de um desse triângulo, é isso mesmo produção? Interessante...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Lu, no segundo temos a história do relacionamento da Leah e do Caleb, com a Olivia atormentando, e no terceiro vemos a visão do Caleb, sendo amado por duas malucas sem saber com qual quer ficar kkkkk

      Bjos

      Excluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!