Resenha #397 - Cartas no Corredor da Morte - Paula Febbe e Cláudia Lemes


Título: Cartas no Corredor da Morte
Autor(a): Paula Febbe, Cláudia Lemes
Editora: Amazon
Páginas: 77
Nota: 5/5 (Favorito)
Então vamos começar do começo? Você me mostra o seu e eu te mostro o meu. Me fale, em detalhes, sobre sua primeira vitima. E prometo te contar da minha.
Olá, tudo bem com vocês?

Gente, hoje eu vou falar desse livro que me marcou muito por sua escrita forte, impactante, nauseante, revoltante, emocionante (haja tantos "antes" hahahaha), mas antes de tudo SENSACIONAL.

Já era óbvio para mim antes de ler esse livro que iria amá-lo (porque é impossível não amar algo escrito pela Cláudia), mas dessa vez foi diferente porque eu também li algo escrito pela Paula Febbe, e a união dessas duas escritoras é algo tão bom, mas tão bom que mesmo amando a leitura eu tive dificuldade de transmitir em palavras os meus sentimentos por essa estória e demorei para poder compor essa resenha.

Em Cartas no Corredor da Morte, somos apresentados a dois psicopatas que resolvem trocar cartas em presídios distintos. Johnny Love de dentro do presidio Ribernd, Tennessee e Steve Gurniak no presidio de San Quentin State Prison.

O projeto surgiu do afloramento da amizade das duas autoras, onde a Cláudia propôs a Paula que elas trocassem cartas desempenhando o papel de assassinos no corredor da morte. Cláudia sendo Johnny Love e Paula, Steve Gurniak. As cartas foram trocadas por e-mail, de uma maneira orgânica e ao final se tornou esse livro que só de lembrar, me deixa toda arrepiada.

O primeiro a dar o passo é Love, ele resolve mandar uma carta para Steve após ver seu julgamento pela tv, se apresentando como um fã do "currículo" mórbido que seu parceiro de crime tem, em busca de um apoio a quem entende ao fundo a sua alma perturbada, talvez por solidão, talvez por identificação ou quem sabe pelo simples fato de Love ter encontrado em Steve uma forma de saciar sua fome pela morte.
Se quiser conversar com alguém que entende suas preferências, para não enlouquecer ai dentro, é só responder essa carta, colega! Ass Johnny Love
Steve não demora a responder a carta, e de cara ele mostra ser um cara extremamente irônico, respondendo com uma demasiada alegria, por sentir seu ego elevado, devido a outro assassino admirá-lo. O Steve é o personificação dos psicopatas que gostam de fama, que seu nome apareça na tv e gosta de ter seguidores apreciando o seu show de horrores. Ele assume com orgulho seus crimes e não se vê como um criminoso, e sim, como um herói.
Todos entenderam tudo errado e me fizeram parecer uma aberração, quando tudo o que eu sempre tentei fazer foi uma limpeza. (Steve)
E com isso os assassinos começam a trocar confidências, que incluem abusos na infância e adolescência, relacionamentos nocivos e é claro crimes. Tudo relatado de uma forma bem detalhada e bem chocante. 

Em certo momento eu me senti assistindo a uma partida de xadrez, onde os assassinos começam sutilmente uma disputa ao tentar se engrandecer em crimes e traumas, e mesmo distantes tentam dar uma rasteira um no outro. Eu me coloquei diversas vezes no lugar das autoras porque ao mesmo tempo que elas toparam uma desafio enorme, escrever da forma que elas escreveram deve ter sido algo delicioso. 
(Steve)
Ficou curioso sobre mim por causa das prostitutas que matei ou pela menina que fugiu? Estranha essa curiosidade sobre minhas mortes.
Pelo jeito você prefere homens. 
Mas por mais monstruosos que esses dois caras sejam, ver tudo o que eles passaram, principalmente na infância me fez sentir muita dó deles. O abuso que eles sofreram não justificam seus crimes, mas em compensação não deve ser fácil superar as memórias que eles guardam no fundo da mente, e é revoltante saber que a fonte de inspiração para compor essa estória foi derivado de pesquisas reais, aonde seu pior inimigo, podem ser pessoas comuns ao olhos de todos, mas que escondem dentro de si uma grande podridão.
(Love)
Quando você mata alguém, o grito mudo da pessoa ecoa em algum lugar, em algum lugar dentro de você. E no minuto final, em que tudo se cala por completo, as vitimas conseguem ouvir os últimos suspiros umas das outras. Elas ouvem. Elas ouvem tudo assim que você as mata.
Cartas no Corredor da Morte é um livro de 77 páginas extremamente intenso. Ele não é um livro digamos fácil de ser digerido, por tratar cenas fortes de abusos sexuais, torturas, e até mesmo zoofilia, ou seja, se você não é acostumado a esse tipo de leitura, fique preparado porque ele vai te chocar, mas você vai terminá-lo com uma satisfação tão grande, pois ele te arrebata de uma maneira que por mais palavras que eu tente colocar aqui nesta resenha, não serão suficientes para enaltecê-lo da forma que ele merece. 

Só posso dizer que no decorrer da leitura o que eu mais pensava era "Mas e no final? O que vai acontecer?" e quando chegou nos 90% desta leitura... minha gente... eu quase gritei dentro do ônibus hahahaha. Eu me emocionei muito, a ponto de não conter as lágrimas dentro dos olhos e a minha emoção foi devido a felicidade que eu senti com o desfecho dessa história, pelo orgulho que eu senti dessas duas autoras tão talentosas e criativas.

E por favor Cláudia e Paula FAÇAM ISSO NOVAMENTE !! ESCREVAM OUTRO LIVRO O MAIS BREVE POSSÍVEL. Pois vocês fazem uma dupla fantástica.

O livro está disponível somente em e-book pela Amazon, está com um preço super acessível e eu recomendo muito essa leitura.

(Love)
Não há um dia que se passe sem que eu me pergunte o que fiz da minha vida. E se cheguei a ter chance de ser algo diferente do que me tornei.
Espero que gostem e até a próxima resenha.

3 comentários

  1. Olá,

    Parece ser um livro bem intenso e pesado.
    Fico feliz que tenha gostado da leitura e da junção das autoras.
    Mas acho que é um pouco pesado para eu ler no momento.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Muito boa resenha, e o peito cheio de orgulho por vocês terem gostado do livro. Obrigada, meninas, como sempre, pelo apoio <3

    ResponderExcluir
  3. Uau! Parece ser um livro realmente bem impactante, achei a ideia super original, fiquei bem interessada!

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!