Resenha #362 - Inesquecível - Jessica Brody


Título:  Inesquecível
Autor(a): Jessica Brody
Editora: Rocco
Páginas: 336
Nota: 4/5 

Oiê, tudo bem com vocês?

Trago mais um lançamento, e este é da linda Editora Rocco.

Caso vocês queiram uma leitura diferente, de tirar o fôlego e com grandes revelações vocês estão lendo a resenha certa!

A começar, um certo dia eu cheguei em casa e encontrei um pacote da Saraiva na minha cama e pensei: -Eu comprei livro e não me lembro!

Ao abrir o pacote, me deparei com esse livro (que eu queria muito e estava rezando para ganhar de cortesia do Skoob - afinal eu sou brasileira e não desisto nunca !! hahahaha) 

Na verdade foi um presente surpresa de aniversário que chegou bem depois do meu aniversário rs, da minha amiga Kátia Cristina, que com a ajuda da Di escolheu esse livro para mim!! Vou repetir o que falei na época: Meninas podem conspirar pelas minhas costas para me dar mais presentes - eu não ligo ❤❤

Uma menina é encontrada desacordada, nos destroços de um horrível acidente de avião. Ela é a única sobrevivente e não se recorda de absolutamente nada... nada mesmo.

Por ter lindos olhos violeta, ela começa a ser chamada por Violet e fica famosa, por ser considerado um milagre estar viva e sem nenhum ferimento.

Violet sofre do que os médicos consideram, uma amnésia severa. Ela não só não lembra quem ela é e de onde veio, como não se recorda do sabor dos alimentos, de aparelhos tecnológicos, de como se veste um sutiã e até mesmo de sentimentos como amor, raiva e medo. E isso foi um detalhe bastante angustiante para mim no livro, que me causou muita empatia pela personagem, pois o vazio e a confusão mental que ela sentia, com certeza era algo horrível.
Os exames, porém, não podem dizer meu nome. Não podem dizer de onde venho. Onde moro. Quem é minha família. Nem mesmo minha cor favorita.
E é ainda quando está hospitalizada que Violet recebe a visita de um rapaz. Ela está grogue de medicamentos e não consegue exatamente entender o que ele fala, mas ela consegue captar que ele alega conhecê-la, o quanto está preocupado com ela e o quanto quer tirá-la daquele lugar, porém da mesma forma que ele aparece, ele some, a deixando bastante intrigada.

Já fora do hospital, Violet segue para a casa de seus pais adotivos, pois como tem dezesseis anos, ela tem que ter guardiões e passa a sofrer um grande ataque da mídia, que como sempre em prol de grandes manchetes nos jornais, a faz perguntas que ela não sabe responder e cria duvidas sobre em quem ela deve confiar.

E será que ela pode confiar em alguém? Qual será o significa da palavra confiança?

E quando está no carro, ela vê o rapaz novamente.

Quem é ele? Será que realmente ele a conhece? Ou será que é mais um curioso querendo chegar perto da nova celebridade do momento?
De algum modo, cada lembrança em meu cérebro conseguiu me abandonar, entretanto, é de seu rosto que aparentemente não consigo me livrar. 
Aproveitando-se de algumas saídas que Violet faz, para poder comprar roupas e começar a redescobrir o mundo, esse rapaz consegue interceptá-la. Diz conhecê-la que ela na verdade se chama Seraphina, mas que gosta de ser chamada de Sera, e que ele se chama Lyzender, mais ela gosta de chamá-lo de Zen, que eles se amam e que ela corre grande risco de vida, pois há homens maus atrás dela.

Violet... ou melhor Sera, sente uma grande atração por esse rapaz, porém não consegue confiar nele, mas no fundo ela sabe que realmente é diferente por razões que nem ela consegue entender.
Portas de carro não caem sem motivo. Estou começando a achar que existe algo de estranho nessa menina.
É ai que então Sera, mesmo estando perdida no mundo resolve descobrir quem é e de onde veio. Porém o que está por detrás de tudo é muito maior do que ela imaginava,  e me deixou bastante surpresa nesta leitura.
- Eu sou humana?
Inesquecível foi uma leitura bastante interessante e fluída, eu gostei muito do desenvolvimento da história, ela em alguns momentos fica um surreal muito real. Para quem não sabe, esta é uma história sci-fi, então ao mesmo tempo que ela tem um estilo de fantasia, nada que acontece nesse livro, não é algo que um dia possa realmente acontecer com a nossa humanidade. E a história da Sera me deixou muito impressionada, pois ela é uma peça de xadrez de algo muito maior.

Falando um pouco da Sera, eu gostei bastante da personalidade "quebrada" da personagem. Ela é audaciosa, mesmo nos momentos de insegurança, inteligente e rápida. Toma atitudes erradas por ser movida pela impulsividade, mas não podemos julgá-la por tentar.

A parte do romance entre ela e Zen a meu ver deixou um pouco a desejar, não achei o casal tão interessante assim. E achei demasiadamente exagerada a repetição na narrativa da autora em falar o quanto a Sera é bonita, ao final eu entendi o motivo dessa enfatização, mais achei desnecessária.

Em relação a diagramação, a capa tem a metade de um rosto, envolto por símbolos que me remetem a um labirinto, só que este labirinto tem diversas saídas - será que você está escolhendo a saída correta?
As páginas são amareladas, as letras são de tamanho médio, bastante confortável para a leitura e não localizei erros de revisão.


Este livro faz parte de uma trilogia, e os direitos foram adquiridos pelo cinema, mais não encontrei maiores informações sobre isso na internet, então teremos que aguardar as novas noticias.
Talvez algumas coisas simplesmente não possam ser apagadas.
Espero que gostem e até a próxima resenha!


7 comentários

  1. Oi, Verônica!
    Não sei por que insistem em fazer romances onde podem explorar outras coisas...
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos do blog A Colecionadora de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee Lu

      Concordo com você, o romance é bastante visado no livro, sem necessidades. E a história é super interessante.

      Bjosss

      Excluir
  2. Oi Verônica, ainda não conhecia esse livro, mas não é muito meu estilo de leitura preferida
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Não conhecia esse livro, sinceramente, estou bem por fora dos lançamentos de YA... Mas achei a premissa da história interessante e a capa é muito convidativa também. Vou pesquisar mais e procurar outras resenhas para ver se me interesso mais e acabo fazendo essa leitura.
    Bjss

    ResponderExcluir
  4. Oi amore,

    Algo que muito me instigou nesse livro é essa capa, que lindeza hein!
    Que delícia receber um livro de presente.
    Adorei a resenha e já anotei a dica por aqui, parece ser muito bom.

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  5. Oi.

    Conheço esse livro, ja tinha visto por aí, mas nunca procurei saber muito sobre ele. Acho a capa muito bonita e estou bem curiosa com relação ao conteúdo do livro. Parece ser uma boa leitura.

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!