Resenha #336 - Anjo Mecânico - Cassandra Clare


Título: Anjo Mecânico
As peças infernais
Autor(a): Cassandra Clare
Editora: Galera
Páginas: 392
Nota: 5/5

O anjo não era maior do que o dedo mindinho de Tessa, era uma minúscula estatueta de bronze com asas metálicas dobradas, não maiores do que as de um grilo. Tinha um rosto delicado de metal com pálpebras fechadas e forma crescente e mãos cruzadas sobre uma espada na frente.
Finalmente comecei a ler As Peças Infernais, depois de tanta demora -o que me arrependo profundamente- comecei a ler este livro viciante e entrei novamente no mundo dos Caçadores de Sombras.

Só que este livro é diferente, porque ele acontece anos antes da série Os Instrumentos Mortais, para quem já leu toda a série, vai recordar dos sobrenomes e perceber um pouquinho algumas famílias e alguns integrantes principais que compõem a obra perfeitamente. 

Confesso que eu tive medo de não curtir a história, mas Cassie é Cassie e não deixa seu leitor viciado na mão. E eu amei cada página que li, como eu gostei dessa história, como foi bom ver o lado do antes de tudo, o que posso dizer é que já quero logo pegar meu Príncipe Mecânico.

Tessa Gray está com seus 16 anos e, mesmo parecendo uma pessoa muito frágil, se mostra alguém de uma coragem que traz brilho aos olhos. Ela precisa cruzar  o oceano para chegar à Londres Vitoriana e encontrar seu irmão mais velho Nathaniel. Infelizmente com a morte de sua tia Harriet, ela se vê sozinha e quando recebe a carta de seu irmão com a passagem rumo a Londres, não pensa duas vezes e vai.

Tessa passa a viagem inteira sonhando como será sua vida em Londres ao lado de seu irmão, que parece muito bem de vida e poderá ajudá-la inicialmente, pois ela é ainda uma moça e precisa desta proteção. Mas, as coisas não saem como ela imaginava, pois ao desembarcar, ela é sequestrada pelas irmãs Black e Dark. Tessa se vê obrigada a ceder, porque no momento do sequestro, descobre que seu irmão está em cativeiro também e ela precisa salvá-lo.
As irmãs já estavam lá, como sempre, sentadas atrás da enorme escrivaninha. Coloridas como de costume, a sra. Black usava um vestido rosa-salmão vibrante e a sra. Dark, um vestido azul-pavão. Sobre os cetins coloridos brilhantes, os rostos eram como balões cinzentos e vazios. Ambas usavam luvas apesar do calor.
Ainda em seu cativeiro, Tessa descobre que não é tão humana como sempre acreditou que seria, ela tem um poder peculiar e que foi desenvolvido sob pressão pelas irmãs sombrias, afim de impressionar, seu futuro marido: O Magistrado.

Só que Tessa não permanece presa por muito tempo, pois logo ela é resgata por Caçadores de Sombras e  fica abrigada no Instituto de Londres. O esconderijo de Tessa agora, a protege parcialmente, pois depois de fugir das irmãs sombrias, o Magistrado fará qualquer coisa para tê-la em seu poder, afinal, o poder de Tessa é bem incomum e ele a quer a qualquer custo. E utilizará de forças além do esperado, com a ajuda de máquinas estranhas e humanoides.
-Peço desculpas por isso. Não é sempre que trazemos alguém do Submundo para o Instituto, ou alguém que não seja Caçador de Sombras. Representa um grande risco para nós. Tínhamos que ter certeza de que não era perigosa.
Prepare-se porque nesta leitura acontece de tudo e você não fica parado em nenhum momento, pelo contrário sua mente viaja com a mesma frequência dos acontecimentos.

Mais uma vez Cassie me surpreendeu com suas histórias e o mundo dos Caçadores de Sombras e tudo que os constituem. Desta vez temos uma mocinha nada comum, que parece indefesa, mas é dona de um grande poder e o melhor que ela é do submundo, isso me preencheu de maneira absoluta, porque se fosse o contrário, já ia achar tudo muito semelhante ao inicio de Os Instrumentos Mortais e ficaria frustrada. 

O enredo te prende do início ao fim e você se vê viciado em tudo que acontece, imagina-se até nas batalhas e lutando com eles. 

Eu gostei muito do universo criado por Cassie, nesta época vitoriana, onde as mulheres vestiam vestidos lindos, mas as caçadoras de sombras, podia usar calças e entre personagens desagradáveis, podemos encontrar, personagens tão queridos e se apegar a eles. Mas, Cassie não é tão boazinha, ela mata, ela machuca e nos faz sentir o pesar e a alegria em que os personagens passam no decorrer da leitura.

Não quero falar de alguns personagens, porque posso contar algum spoiler para quem ainda não leu, mas amei todos os que apareçam, desde os humanos que possuem a visão de ver Os caçadores de Sombras, como os protagonistas e os secundários, pois todos foram bem desenvolvidos e cada um com sua personalidade que faz você amar, odiar ou sentir só desprezo. Só preciso citar um que eu amo e que não adianta, porque onde ele aparecer, eu sempre vou querer falar dele que é o Magnus. Ele é perfeito e eu adoro seu jeito de ser e encarar as coisas. #prontofaleidemais


A diagramação do livro, apesar da capa ser cheia de brilhos (efeito holográfico) é simples. As folhas são amareladas e a fonte em um tamanho médio, completamente confortável e de fácil entendimento. Encontrei raríssimos erros de revisão, então nada atrapalhou a leitura, apenas comecei e quando percebi, finalizei querendo muito mais. Devido o tempo em que comprei o livro, alguns brilhos já saíram da capa, mas nas orelhas eles permanecem firmes e fortes rs.

Embarquem na trilogia As Peças Infernais, até mesmo você que não leu Os Instrumentos Mortais, a história é maravilhosa, te prende, tem aventura, um pequeno teor de romance, mas a relação de amizade é forte e a certeza de que muitas vezes você pode se pegar prendendo a respiração. Eu amei, simplesmente amei!!!! 
-Seja como você for fisicamente - disse ele -, homem ou mulher, forte ou fraco, doente ou saudável, tudo isso importa menos do que o que há em seu coração. Se tiver a alma de um guerreiro, você é u guerreiro. Independentemente da cor, da forma, do tom que a envolve, a chama do lampião permanece a mesma. Você é essa chama.

Xero no coração de todos!!!!!
**Apoiem os influenciadores literários**

16 comentários

  1. Oi, Dih!
    Eu quero muito ler essa trilogia, mas sinto que meu encanto por esse mundo da Cassandra diminuiu um pouco.. Se fosse alguns anos atrás, eu já tinha devorado!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu, eu amei a leitura, não consigo me desencantar da escrita da Clare. rs. Xero!

      Excluir
  2. FINALMENTE VOCÊ LEU !!!!! hahahahaha

    Eu ainda não sei se amo mais Peças Infernais ou Instrumentos Mortais, confesso que terminei de ler o Peças (Com o Princesa Mecânica), em pé, dentro de um ônibus lotado e com lagrimas nos olhos, e só percebi que a leitura havia me causado enjoo com fechei o livro e desci do ônibus.

    LÊ OS OUTROS LOGOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há eu disse que ia ler sua boba!!!
      Vou ler o segundo em Abril. Pode deixar. Fiquei apaixonada né... kkkkkk

      Excluir
  3. Olá, tudo bem?
    Nunca li nada da autora, nunca me chamaram muito a atenção.
    Gostei da sua resenha, mas vou passar a dica.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ray, é uma pena que não pretende dar uma chance a leitura, a hist´ria é incrível, mas é questão de gosto mesmo haha, mas ainda acho que irá mudar de ideia.

      Excluir
  4. Olá tudo bem?
    Vejo muitas pessoas falarem bem dessa série que todo livro leva a palavra mecânico. Eu até acho isso bem interessante e leria por esse fato. É talvez eu seja um pouco peculiar. Mas vamos falar da resenha? Eu adorei a resenha, achei bem detalhada e a forma como você descreveu a história com tanta paixão e dedicação me fez querer ler a trilogia logo, mesmo nunca tendo lido nada da autora.
    Já anotei a dica aqui.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila,
      Fico muito feliz por ter gostado da resenha, isso é um ótimo incentivo para continuar... a trilogia se chama Peças Infernais: Anjo Mecânico, Príncipe Mecânico e Princesa Mecânica. Boa leitura"!!

      Excluir
  5. Menina, depois de ler sua resenha é que me toquei que esse livro se passa no século XIX e com certeza têm elementos steampunk! Só percebi isso quando você falou das máquinas e humanoides, como sou desligada! kkkkkkkkk
    Olha, confesso que também tenho um certo medinho de não gostar dessa nova série, mas pretendo dar uma chance e reler todos os livros de Clare em ordem cronológica, deve ser incrível! =)

    ResponderExcluir
  6. Eu li toda a coleção IM e ainda tb não tive tempo de começar as Peças, parcerias consomem nosso tempo! To até me maldizendo por conta disso! Uma coisa você tem razão, Cassie é Cassie, eu já esperava uma boa história, mas o que você mostrou é de arrepiar. Larguei meus parceiros em 3, 2, 1...

    ResponderExcluir
  7. Oi Dih! Amei sua resenha! Então, tentei ler Instrumentos Mortais, mas não curti a história. Tentei duas vezes e não consegui! Gosto da premissa de Anjo Mecânico, tenho bastante vontade de ler. Espero não me decepcionar, pois gostei do que você mostrou na resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Dih!
    Não tenho vontade de ler essa série, infelizmente. Já conheço a escrita da autora e não simpatizo muito com ela, pois acho que ela cria muitos rodeios onde não precisa.
    Gostei de ter lido sua resenha e de você ter curtido a leitura. É uma pena dizer isso, mas vou deixar essa dica passar.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Por ser fantasia, infelizmente não farei essa leitura, pois sagas assim nunca me convencem, além de serem vários livros, o que me cansa um pouco. Mas adorei sua resenha e espero que você leia os demais volumes!

    ResponderExcluir
  10. Eu nunca li nada da autora, mesmo ela sendo um sucesso, por isso gostei muito da sua resenha. Pois deu pra perceber que a Cassandra não brinca em serviço não, fora que a história parece eletrizante. Me deu até vontade de ler Instrumentos Mortais - mesmo sendo outra série de livros.

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?

    Confesso que depois do 4 livro d primeira série da Cassandra, perdi um pouco (muito) do interesse por esse universo criado por ela, e parei de ler. Por esse motivo nunca li As peças infernais, mas, lendo a sua resenha, deu até uma vontadezinha. Eu não sabia que a história se passava em épocas mais remotas e isso me chamou a atenção. Obrigada pela indicação!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Olá!!!
    Ganhei o box dos instrumentos mortais e estou louca pra ler, sempre ouvi falar muito bem da escrita da autora, e depois de assistir a série me convenci de que tenho que ler esses livros!!

    Beijokas

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!