Resenha #316 - O Menino Feito de Blocos - Keith Stuart

Livro cedido pela editora.

Título: O Menino Feito de Blocos
Autor(a): Keith Stuart
Editora: Record
Páginas: 378
Nota: 4/5

**Resenha por Verônica Nielsen**


Olá pessoas, tudo bem com vocês?

Hoje vou apresentar a minha primeira resenha, publicada oficialmente em um blog, e obviamente que não poderia deixar de ser o blog Minhas Escrituras. Quem acompanha, o blog há bastante tempo, talvez lembre que eu participei de uma coluna aqui, chamado Bibliotecas pelo Mundo, porém acabei me distanciando das publicações, mas agora voltei para ficar! 

Essa resenha ficou enorme! Desculpem assustá-los logo de cara,mais é praticamente impossível falar pouco desse livro. Confesso que quando fui apresentada a ele, fiquei receosa na leitura, afinal iria começar as minhas resenhas oficiais, com um livro que é TOTALMENTE, fora da minha zona de conforto. Porém, a curiosidade e a dinâmica do livro me motivaram a lê-lo e a leitura fluiu facilmente, o que me fez ver que preciso sair mais vezes da minha zona literário de conforto (será que é só na vida literária? kkk).

O livro é narrado em primeira pessoa, pela visão do Alex, que recentemente foi expulso de casa, pela sua esposa Jody, devido ele ser extremamente distante da família (o que já é complicado em qualquer família), mas na deles há um diferencial que se chama Sam.

Sam é o filho de oito anos de Alex e Jody, e foi diagnosticado com o quadro de autismo, e é uma criança que tem grandes dificuldades de socialização, com um temperamento bastante instável, indo da calmaria de um pôr do sol, a violência de um furacão em segundos.

Comecei a ver o autismo como uma espécie de espirito maligno, um poltergeist, um demônio. Ás vezes parece mesmo que estamos vivendo dentro de O Exorcista. Há dias que eu não me surpreenderia se a cabeça do Sam começasse a girar 360 graus e ele vomitasse uma gosma verde pelo quarto durante o giro. Pelo menos eu poderia dizer "Está tudo bem, é só autismo ..."

Alex tem grandes dificuldades em entender o Sam, e por muitas vezes eu senti raiva dele, pois ele transmitia um certo descaso com sua família. A Jody a cada dia se mostrava mais cansada e até mesmo deprimida com tudo que estava acontecendo com eles, e a forma do Alex "resolver" a situação era fugindo. (E sim, se eu fosse a Jody teria colocado ele pra fora também). Alex sabe que precisa mudar, mais ele simplesmente não sabe como, e os traumas do seu passado, mostraram ser um grande empecilho.

E é óbvio que estou longe de estar bem. É óbvio que não tenho estado bem há muito tempo.

Até que um dia, o Sam ganha um Xbox, e começa a jogar um jogo chamado Minecraft, e Alex vê ali uma abertura para se aproximar do filho, pois o jogo libera em Sam, estímulos de desenvolvimento nos quais ele está em atraso (algo comum em crianças autistas). Ele fica mais comunicativo, e mostra o quanto ele é uma criança inteligente, capaz e perceptiva. E o Alex começa a jogar junto com ele, e descobre que o Minecraft não vai ajudar somente o Sam, vai ajudá-lo também.

Somos nós mesmos dentro de cavernas e caminhando por planícies verdejantes sob o brilhante sol quadrado. É como se tivéssemos nos libertado de nós mesmos.

Esses momentos pai,filho e MInecratf, acabaram se tornando, a minha parte favorita do livro, pois foi narrado como se eles realmente estivessem dentro do jogo, trazendo uma certa fantasia para a leitura. 

Eu gostei tanto que cheguei a baixar um jogo similar no playstore para entender melhor sobre esse jogo, e isso realmente me ajudou a visualizar melhor estes momentos.

O Menino feito de Blocos, é um livro lindo. Carregado de drama e conflitos, mas também é engraçado e me peguei por muitas vezes rindo com ele, e nos faz refletir muito sobre a vida. 

Os demais personagens que envolvem a história, são extremamente cativantes (principalmente o Dan). 

O Keith Stuart, demonstrou um enorme envolvimento e autonomia em sua escrita, já que sua maior inspiração para escrever, foi seu filho autista, da mesma idade do Sam e que também teve um grande desenvolvimento, após começar a jogar o MInecraft.

O autismo é uma versão amplificada e muito centrada de como todos nos sentimos, das ansiedades que todos temos. A diferença é que o restante de nós esconde tudo sob camadas de negação e de condicionamento social.

Imagem enviada pela Verônica


Em relação a diagramação, a capa é simples mais bastante bonita, sendo azul até por dentro e condiz muito com o Sam, as folhas são amareladas (o que eu gosto), mas são grossas (o que particularmente não gosto, pois acho que deixa o livro pesado), as letras são grandes, porém em várias páginas do livro as letras ficam bem mais escuras do que outras, isto não atrapalha em nada a leitura mais é perceptível, e não localizei nenhum erro de revisão grave.

(...) A felicidade é um bem intangível. Não se pode figurar em nenhum projeto educacional ou empresarial - nem em nenhuma planilha. Não se pode ser distribuída por meio de subvenções governamentais. Não está disponível na TV a cabo por um baixo custo mensal (...). Se a felicidade fosse assim, todos a teríamos. Assinaríamos um plano de felicidade on-line. Faríamos o download e instalaríamos o aplicativo da felicidade. O preço não seria um problema. Pagaríamos qualquer coisa por ela.

Enfim agradeço a todos que leram esta resenha até o final, espero que gostem!
Até mais!

30 comentários

  1. Olha eu aqui ����, como já disse espero que gostem e querendo dar alguma opinião fiquem a vontade. Obrigada Dih mais uma vez pela confiança, é uma honra para mim poder voltar a publicar nesse blog lindo ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai miga sua louka.... amei a sua resenha... e saber que gostou de participar quero-te sempre aqui por perto... te adoro!!! <3

      Excluir
  2. Olá, eu achei a premissa desse livro maravilhosa, adorei a sua resenha e já anotei a dica, um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ebaaa, fico feliz que tenha gostado e espero que você goste do livro tanto quanto eu!

      Excluir
  3. Olá amore,
    Ai esse livro já está em minha lista de desejos – futuras aquisições, parece ser lindo!!!
    Parabéns pela nova fase, que venham muitas e muitas resenhas!
    A história de SAM me chamou muito atenção por conta de sua resenha amore.
    De fato concordo que a resenha esteja um pouco extensa, mais está muito boa parabéns!
    Beijokas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que você tenha gostado, e que ela tenha te estimulado a leitura. Bjokas

      Excluir
  4. Parabéns pela resenha, ficou muito boa!!!
    É a primeira resenha que leio desse livro, e se antes ele me chamava a atenção, agora eu estou loucamente querendo lê-lo hahaha.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bárbara que bom que vc gostou da resenha. Espero que goste do livro também! Bjos

      Excluir
  5. Olá Veronica, tudo bem?

    Primeiramente, Parabéns pela resenha! Está fantástica e consegue prender o leitor. Faz um tempo que estava pensando em ler esse livro, agora tenho certeza que lerei!

    Beijos,

    Gnoma Leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Alice,tudo bem e você?

      Fico super feliz que você tenha gostado da resenha,a ponto dela de motivar a ler o livro. Espero que ele te toque da mesma forma que me tocou. Bjuss

      Excluir
  6. Oi Verônica, que ótima resenha parabens pela volta.
    Adorei o livro, adorei mesmo quero muito ter essa experiência que você teve.
    Espero ter a chance de ler e entender um pouco mais sobre essa doença tão comum e difícil de lidar.
    Beijuh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Renata! Realmente os pais do Sam e o Sam, passam por uma luta diária, que só com muito amor e paciência podem ser amenizados. Obrigada pelo seu comentário.

      Excluir
  7. Oiii
    De início, preciso confessar, não me interessei muito pelo livro. Pensei que seria alguma história bem YA que não curto muito, mas descobri que o livro é sobre um garoto que tem autismo e suas batalhas diárias. Precisamos de mais livros com conteúdos inspiradores e emocionantes assim.
    Bjoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thamires tudo bem? A principio eu tive a mesma sensação que você, mais a história tem cenas tão marcantes e reais, que acabaram me incentivando a leitura e tem uma mensagem maravilhosa!!
      bjuss

      Excluir
  8. Acho a capa desse livro simples mas bonita. Já vi várias resenhas dele, todas positivas como a sua, mas não me interessei pela leitura. Acho que por estar cansada na presença do Minecraft nos livros. Claro que nesse tem o diferencial dele melhorar o relacionamento entre um garoto autista e seu pai, mas nem assim fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Ju, tudo bem? Eu nunca tinha lido nada relacionado ao Minecraft, então este ponto para mim foi novidade. Este livro como citei no começo da resenha, é um livro totalmente fora da minha zona de conforto e te confesso que se não fosse um livro de cortesia de editora, não haveria resenha no mundo que faria comprá-lo kkk,mais ele acabou sendo um grande presente, para finalizar minhas leituras de 2016!!

      Bjuss

      Excluir
  9. Não gostei muito desse Sam, que cara desligado! Mas, apesar disso parece ser um livro bem fofo. Vou colocar na minha lista de leitura, obrigado pela indicação.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Alessandro tudo bem?

      Os autistas são pessoas com grande dificuldade de aprendizado, comunicação e socialização. E costumam a viver em um mundo dentro da própria mente deles, por isso eles realmente tem essa personalidade "desligada", mais são extremamente perceptivos e inteligentes quando atendidas suas necessidades especiais. O livro mostra bastante isso.

      Bjokas

      Excluir
  10. Olá! Eu adoro este tipo de história sobre problemas da vida real, que não é tão longe da realidade e nós sabemos que tem pessoas vivendo as mesmas situações nesse exato momento, me interessei bastante pela história e já vou marcar o livro como "Quero ler". Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jonathan tudo bem?

      Concordo com você, e o livro mostra bastante essa luta diária, até mesmo porque o Sam é uma criança bem violenta quando contrariada.

      Espero que goste do livro, bjokas

      Excluir
  11. Dica anotada com sucesso, um novo livro a minha lista.

    ResponderExcluir
  12. Oi Dih, tudo bem?
    Recebi esse livro mas ainda não tive a oportunidade de ler, a fila tá graaaaaande! Mas estou muito curiosa, e acho a temática mega interessante. Como professora, é impossível para mim não me interessar por uma história em que a tecnologia ajuda uma criança a se desenvolver.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nina tudo bem?

      Eu entendo sobre filas grandes kkk, espero que você goste.

      Bjuss

      Excluir
  13. Olá, gostei da premissa do livro, um tema interessante, vou adicionar a lista de leitura, dica anotada já beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, ele realmente é lindo.

      Uma ótima leitura para você!!

      Excluir
  14. Oi Di e Verônica, suas lindas, tudo bem?
    Não acredito que o autor fez referência ao Minecraft!!! Eu conheço, tem um canal no youtube muito famoso, fui lá conferir. E o jogo realmente pode se tornar viciante depois que você começa. Agora que entendi o título do livro, foi por isso, risos... Nossa, não sabia que eo autor tinha um filho autista e que passou por uma experiência real com ele e o jogo. Sabe, independentemente de ser real ou não, a mensagem de que podemos sempre encontrar um jeito de nos conectarmos é linda, hoje as pessoas estão ficando cada vez mais distantes uma das outras. Ele não ter desistido do filho me tocou. Não conhecia o livro, mas agora não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  15. Oi Cila tudo bem?

    Leia sim, e depois me conte o que você achou.

    Bjusss

    ResponderExcluir
  16. Oii, tudo bem?

    Me interessei muito. Eu fiz curso de Jogos Digitais na faculdade e muitas pessoas não sabem que jogos podem ajudar em muitos casos, e que são usados para treinamento, é muito triste. Nunca tinha escutado falar desse livro, mas ele fez a junção de duas coisas que eu amo, de uma maneira que pode levar muito conhecimento as pessoas. Quer ler, rs!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabrielly

      Pelo visto ele tem tudo para fazer você se encantar pela história como me encantou!

      Que você tenha uma ótima leitura!

      Bjoss

      Excluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!