Resenha #314 - Felicidade Invisível - Larissa Azevedo


Título: Felicidade Invisível
Um conto da série "Os Guardiões de Crainn Chiara"
Autor (a): Larissa Azevedo
Editora: Amazon
Páginas: 56
Nota:4/5

Eu o estou vendo pela janela.
A forma como ele se mexe de acordo com cada nota da música irlandesa que toca, em alto e bom som, no estúdio de dança é divino. Ele é lindo, mas não é só isso. A forma como ele consegue refletir apenas com o corpo as notas da música é a coisa mais magnífica que eu já vi. E olha que já vi de tudo.

Olá povooo!

Felicidade invisível é um conto paralelo ao próximo livro da Lari, e este conto é especial de natal para os leitores e fãs da autora. E claro para você que ficou curioso!

Confesso que desde que a Lari começou a comentar deste conto eu fiquei extremamente curiosa. Eu quis ler, mesmo fugindo completamente da minha zona de conforto: Por ser tema de natal, eu não curto ler nada desta temática. #mejulguem 

Mas, por ser da Lari que é uma pessoa incrível e que eu amei conhecer pessoalmente, após nossos encontros nos eventos literários da vida, resolvi ler, porque é nacional e sim porque ela me encanta a cada dia que passa.

Maeve é uma guardiã, ela e sua família são descendentes irlandeses e que possuem um raro dom com a magia. Eles guardam a felicidade.

Todos os anos eles coletam os momentos de felicidade das pessoas e armazena numa espécie de globo de vidro e estes globos, são colocados em um enorme pinheiro que representa um final de ano bom, onde possa ser transmitido amor e felicidade para todo o mundo. Isso acontece sempre na véspera de natal.

Nós, somos responsáveis  por armazenar momentos de extrema felicidade em globos de vidro, parecida  com as bolas de natal, que vocês utilizam para enfeitar suas árvores.

Maeve sente-se apreensiva, porque seus irmãos já tem algumas bolas e ela não tem nenhuma e o natal se aproxima a cada dia e ela não consegue capitar um momento de extrema felicidade para colocar em suas bolas.

Tenho apenas sessenta e cinco dias para a véspera de natal. Meus dois irmãos estão  com pelo menos cinco bolas cada um, e eu não consegui nem uma.

Ela conhece Henrique, ela o observa e acompanha seus ensaios. Ele é um dançarino e está próximo de fazer uma grande apresentação. Maeve sente nele momentos de felicidade, mas ainda não é suficiente para ser coletado.

Henrique sofre porque seus pais não aceitam seu gosto pela dança, seu pai acha que isso não é coisa de homem, acha que ele está perdendo tempo. Henrique se forma e consegue a sua independência financeira, somente assim, ele pode realizar seu grande sonho.

O destino de Henrique e Maeve se cruzam e uma grande amizade se inicia. Maeve é uma garota sensível, mas corajosa, ela entende o que deve fazer e faz de tudo para conseguir, mas de uma forma honesta, apenas pensando no bem maior. 

Eu gostei muito da forma como a Lari conduziu o conto. Ela desenvolveu os personagens super bem. Me senti conectada com Maeve de uma forma como se fôssemos amigas de uma vida inteira. O Henrique me cativou pela sua maneira simples. Ele é um rapaz de coração bom, que pensa no próximo e no bem estar das pessoas. Então se encantar com ele é fácil, você sente que convive com ele e pode participar de sua vida, como se realmente fizesse parte dela.

Lari apesar da fantasia, criou personagens reais, com sonhos, desejo de uma vida melhor, independência, pensamentos de um futuro e até faculdade. Todos nós temos esse tipo de sentimento e pensamento certo? 

O conto fluiu de maneira rápida e de fácil entendimento, quando percebi ele tinha acabado e eu fiquei com a aquela sensação de quero mais. Só espero que a Lari não demore muito a trazer mais desta história, que me senti encantada e cativada em continuar lendo.

Eu recomendo demais a leitura, você pode sentir a conexão com os personagens assim que iniciar a leitura. Os capítulos iniciam-se com letras de músicas e quando eu vi Enya, fiquei mais apaixonada ainda. Geralmente não me prendo a Playlist, mas até nisso a Lari conseguiu me prender, eu só posso dizer, que procurem pelo conto na Amazon, pois está com um preço bem acessível e delicie-se.

O pouco que eu o tinha visto, notei o seu bom coração. Não era só a felicidade que ele emanava. Eu conseguia ver sua aura. E ela estava sempre em tons claros.

Xero no coração de todos!!

11 comentários

  1. Oi, Di!
    Eu sou de lua mesmo e tem vezes que gosto de ler temática de Natal, mas tem vezes que nem quero saber.
    Apesar de não conhecer nem a autora e nem suas obras, pela sua resenha eu fiquei com vontade de ler esse conto.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Natal Literário
    Participe da promoção de três anos de Um Oceano de Histórias
    Participe do Sorteio de Final de Ano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu... menina assim que tiver a oportunidade leia... porque o livro é só amor... Xero!

      Excluir
  2. Eu não conheço nada da autora ainda, mas não é por falta de interesse não.
    O conto parece muito legal e exatamente o tipo de coisa que eu gosto de ler, então assim q surgir a oportunidade...

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda....
      Assim que puder leia... pq o conto é muito lindo... Xero!

      Excluir
  3. Oi Di! Adoro as novidades que encontro por aqui. :)

    Ao contrário de você, simplesmente amo essa temática natalina. Só tem um pequeno problema: só gosto de fazer esse tipo de leitura próximo do Natal... Rs...

    Mas vou deixar a dica anotada para o fim do ano, adorei a temática, genial isso de coletar a felicidade em globos de vidro.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Que história meiga! Sabe que lendo assim nem me lembrou natal? Lembou-me muito mais das antigas culturas celtas e pagãs (das quais sou fã e praticante), que inclusive serviram de base para muitas tradições natalinos. Adorei mesmo e espero poder ler tanto esse quanto os demais trabalhos da autora! Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Adoro ler contos, sempre me dá uma relaxada para iniciar outro livro. Ainda não conhecia a autora, e vou dar uma olhadinha no conto dela.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Diana! Tudo bem?
    Não li nada ainda da Larissa, mas ficou bem curiosa bom esse universo que ela criou. Será que dá para ler o conto ser ler o livro anterior? E como assim você não gosta de livros de Natal? Eles são sempre tão fofos...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Oi Dih! Achei linda a premissa do conto, fiquei curiosa para ler. Vi que tem dança, já soma pontos comigo. Ultimamente tenho lido bastante contos e esse vai para minha listinha. Sua resenha foi linda e doce, parabéns! Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Achei muito interessante a dica! Eu adoro ler histórias de autores nacionais e a temática com cultura irlandesa ficou muito legal!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Gosto de contos apesar de não ser minha temática favorita, adorei o post não conhecia a autora e vou atrás dessa obra, despertou meu interesse. Bem legal sua dica. Feliz 2017

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!