Resenha #299 Olhos de Lobo - Rosana Rios

Obra cedida pela editora

Título: Olhos de Lobo
Autora: Rosana Rios
Editora: Farol Literário
Páginas: 440
Formato: livro
Classificação: 5.0


Essa resenha não possui spoilers do volume anterior: Sangue de Lobo (resenha aqui)




Sinopse:
Erich ergueu-se e saltou para a frente, de volta à mata.
Nunca soube quanto tempo durou aquela fuga com a perna ferida, a mata se tornando mais escura e densa e o arfar da fera seguindo-o, farejando seu sangue, apertando o cerco. Só sabia que precisava prosseguir, ir para longe, afastar o lobo da cidade.
De súbito, pisou em falso numa pilha de folhas que ocultava uma fissura no chão.
E despencou de bruços dentro de um grande buraco.
Cuspiu terra e detritos, enquanto a dor aguda na perna tirava o seu fôlego. Virou-se e se deixou ficar, de costas, no fundo da depressão. Podia enxergar o luar brilhando sobre os troncos e galhos das árvores, que formavam uma cúpula sobre o bosque.
Tentou erguer-se: os seus braços arderam e não obedeceram.
Pensou em pedir ajuda, mas sabia que ninguém viria. Estava sozinho, morreria sozinho.
A criatura parou no alto do buraco e examinou sua presa caída, impotente. Os olhos de lobo brilharam de novo. E os dentes se arreganharam num riso de triunfo.

Uma agente federal é convocada a Porto Alegre para resolver um possível assassinato em série, no qual as vítimas apresentam os lóbulos de suas orelhas cortadas e tiro na nuca. O que elas tem em comum além do mesmo assassino? Serem descendentes de imigrantes alemães e possuírem um fotografia antiga de seus parentes longínquos.

O interessante do livro é que ele não se prende apenas a essa série de crimes em Porto Alegre, ele vai mais longe, para outros países e até para um passado muito distante, onde tudo começou. Foi muito importante a revelação sobre os fatos que culminaram na infecção de Leonor com o Fator L e fiquei em êxtase com o envolvimento dos Irmãos Grimm na história, simplesmente fantástico.


A autora mandou absurdamente bem, só tenho elogios para essa trama, que tem diversas reviravoltas e descobertas que me deixaram de queixo caído. O ápice foi descobrir as identidades que o assassino e seu lobo de "estimação" usavam, foi genial. A leitura foi super agradável, cheia de mistério e suspense do jeito que eu gosto. Não imaginava, mas ela superou o primeiro volume!

As páginas são amareladas, com fonte média e espaçamento entre as linhas é pequeno. Felizmente, encontrei apenas um erro.
 — Vamos, meu tesouro - disse, ao apagar e luz e deixar a sala carregando a cestinha. — Vamos para casa.
Para quem recomendo? Todos, principalmente para quem curte mistério, suspense e literatura nacional.

Para quem não recomendo? Para quem não curte os itens acima, seres fantásticos e assassinatos.

Pessoal, o que acharam? Deixem seus comentários.


1 comentários

  1. Oiii Ninah

    Nao conhecia essa dualogia, e tem uma pinta bem interessante, fico feliz de saber que é cheio de reviravoltas e prende bem o leitor, nunca li nada ambientado em Porto Alegre e só esse fato já me chama a gritos para dar uma oportunidade à essa leitura assim que possível.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!