Resenha #291 - O Corvo - Um Livro Colaborativo

Livro cedido pela editora

Título: O Corvo - Um Livro Colaborativo
Autor (a): Vários!
Editora: Empíreo
Páginas: 328
Nota: 4/5

Um breve momento de espera é cortado pela voz que novamente se faz ouvida, fazendo com que a realidade outra vez pareça palpável. Passos confiantes rumo ao que outros ouvidos distinguiriam como um grasnar. A voz que não se ouve é como música que acalanta a alma. (Conto: Acalanto)

Não sei como resenhar esse livro maravilhoso! Comecei a leitura dele despretensiosamente, afinal, eu não sou conhecedora profunda de Poe. #mejulguem.

Quando esse livro saiu pela editora, fiquei muito tentada em ler, porque se trata de contos de terror e melhor um livro completamente nacional com 60 autores e 15 ilustradores. Foi um projeto lindo e que me senti honrada em ler. 

Claro falar de cada conto não vai dar muito certo, mas quero dizer que gostei muito de lê-lo, pude viajar em vários temas dentro do terror inspirados no poema "O Corvo" do fodástico Edgar Allan Poe. 

Conversando com a minha #diva Cláudia Lemes, autora de um dos contos do livro, cheguei a conclusão que vou falar de alguns contos que mais gostei e me identifiquei. Porque neste livro tem muitos ou quase todos os contos foram bons e me encheram os olhos.

Gostei muito do conto O estranho caso do "Sempre lá" de Andrei Simões, pois ele foi simples, mas cheio de intensidade. Quando eu comecei a ler... não consegui parar... achei o conto bem escrito e cheio de revelação, foi ai que já me senti conquistada. 

O conto Reciclo canto de morte do Leo Wazlawick, foi um dos que mais preencheram os olhos. Gostei muito da forma como ele escreveu o texto... a impressão que tive, foi que ele estava ali, recitando e eu ouvindo com toda a atenção do mundo.

Eu fiquei admirada com o conto A mais bela carta de suicídio do Bruno Cassandri Nishida, ele foi tão conciso na descrição detalhada da narrativa, que senti empatia pelo personagem e quis muito segurar em sua mão e não deixá-lo fazer aquela loucura, mas cheguei em um ponto que parecia que eu queria embarcar na loucura junto com ele. 

O ar viciado é denso como maus pensamentos. Invisível, mas assustadoramente presente. -Angustiar o cintilar reflexo no papel entorpece? Ou precisar marcá-lo com minha dor que me faz fechar os olhos? (Conto: A Mais Bela carta de Suicídio)

Claro que eu não podia deixar de amar o conto da minha #diva Cláudia Lemes, Os corvos da Torre de Londres. Eu achei um máximo... a Cláudia, mais uma vez conseguiu me surpreender... ela tem um um jeito próprio de escrever e prender o leitor, que fica difícil desvencilhar da leitura. Eu li o conto duas vezes, porque sou dessas que quando gosto, sou capaz de ler até a lista de supermercado da pessoa rs. Neste conto, conhecemos o menino Edgar, que após escutar uma história, decidiu forjar a própria morte, para chamar a atenção de sua mãe... como sabem, nem tudo sai da forma como queremos e algumas coisas acontecem e fica a pergunta: teria Edgar, conseguido chamar a atenção de sua amada mãe?

Mas em minha humilde opinião o melhor conto de todos foi Versos Malditos, do João Alfredo Alvarenga. A narrativa em primeira pessoa, foi crucial, para me prender, para me hipnotizar e porque não me encantar? Amei. Ele foi perfeito! Ele foi bem escrito. Ele foi tudo o que eu poderia amar em um conto desse estilo. João, nos envolve no decorrer da narrativa, faz com que a gente se envolva, e faz no sentir como se fizesse parte dos pensamentos do personagem, que grita... que se perde e que divaga como se fosse Poe. Ele se sente Poe... ele acha que escreveu seus escritos. Ele sente como se estivesse lá. Não posso falar muito, mas digo, leiam!!! Porque vale super a pena.

Encontrei-me, por horas, ali, obcecado com aquela obra de Poe, li e reli o original e a tradução, repetida vezes... E, a cada nova leitura, descobria algum aspecto novo contido no texto. Não lembro em que momento eu adormeci, apenas me recordo de que, em dado instante, a leitura se tornou vivida e real, e eu não mais estava em meu quarto, mas em uma floresta, cercado por árvores sombrias. (Conto: Versos Malditos)

Este livro é muito completo. temos alguns nomes conhecidos de nossa literatura nacional como: André Vianco, Bruno Godoi, Cláudia Lemes, Danilo Barbosa e entre outros. Temos contos de vários tipos, de terror, horror, suspense, romântico e até hot. Inspiração é isso. É juntar vários autores que amam Poe, que de alguma forma o admira, gostam de sua escrita e resolvem homenageá-lo. Eu curti demais ler cada conto e me fascinar com cada ilustração. O livro está lindo. A editora Empíreo está de parabéns pelo excelente trabalho. 



A diagramação como citei um pouco acima está linda. As folhas estão amareladas. Fonte em tamanho médio e confortável a leitura. Encontrei alguns erros de revisão, mas poucos e que não atrapalharam em nada na leitura. Para quem curte inspirações e contos, esse livro é a indicação perfeita!!!!

Eis algumas das ilustrações que mais gostei. Em uma delas tem um autografo... claro que não perdi a oportunidade de conhecer o ilustrador na bienal e tietar um pouco!

Ilustração: Mariana Marangoni

Ilustração: Diana Daniela Gallese

Ilustração: Eduardo Seiji

Espero que tenham curtido pessoal. Deixem seus comentários e me digam se pretendem ler... se já conheciam o livro. Desejo uma excelente semana a todos!!!! Xero!



7 comentários

  1. Oi Dih!

    Eu fiquei encantada com esse livro na bienal, vc sabe... mas os preços estavam tão altos que resolvi deixar passar.

    Adoro contos e fiquei curiosa com sua resenha, espero ter a chance de lê-lo um dia, mesmo tbm não sendo conhecedora de Poe... rsrsrsrssrrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Ainda não havia conhecido este livro, muito bacana a proposta dele, e pelo visto a maioria dos contos são interessantes, sem comentar nas ilustrações. Acho contos algo bom de se ler ainda mais este que são vários. Este não é um gênero que sou acostumada a ler, mas amo contos, então se tiver oportunidade sem dúvida me lembrarei da tua resenha! beijoo♥

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho me sentido muito atraída por contos ultimamente, embora ainda sinta aquela vontade de ler mais sobre a história quando ela finaliza. Poe é uma lenda, e nunca li nada dele, e ver um livro que trata sobre, acho que me agradaria muito. Vou pesquisar os preços em breve. Gostei da sua resenha.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Diana,
    Eu amo Poe e a escrita dele, e gosto de tudo relacionado ao autor, desde livros até filmes inspirados por sua obra, e esse livro me chamou muito a atenção, e sua resenha me deixou ainda mais curiosa para ler essa obra que homenageia esse grande autor. Já entrou para minha lista de desejados.
    Beijos ♥
    http://www.pequenosvicios.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá. Sou fã de Poe, mas ainda não tive o prazer de ler muitas de suas obras. A capa desse livro está fantástica e as ilustrações, mais ainda. Amei sua resenha e fiquei mais certa de que vou gostar dessa obra. Adoro contos e nesse gênero, ainda mais. Obrigada por essa super dica, na lista, com certeza. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Não sei muito sobre POE, mas achei o projeto lindo, por ser nacionais nesse edição maravilhosa, só não leria por ser terror, mas talvez quando eu tomar coragem leia, já que o conto A mais bela carta de suicídio do Bruno Cassandri Nishida me chamou a atenção.

    ResponderExcluir
  7. Oi..
    Nao conhecia o livro e nunca li livros de contos e apesar de adorar livros com ilustraçoes e a dica ser bastante boa ,nao me interessei pelo livro e deixo pra quem realmente goste..
    Um abraço e muito sucesso :)

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!