Resenha #283 - O reino das vozes que não se calam - Carolina Munhóz & Sophia Abrahão

Livro adquirido pela resenhista
Título: O reino das vozes que não se calam
Autoras: Carolina Munhóz & Sophia Abrahão
Editora: Fantástica Rocco
Páginas: 288
Formato: livro
Classificação: 4.0
Se você encontrasse um lugar onde todos a aceitassem...
Seria capaz de abandoná-lo?

Sophie é uma garota ruiva demais, magra demais, “na dela” demais, com um visual estranho demais, tudo nela é “demais”, por isso acaba chamando a atenção por onde quer que passe, infelizmente sempre de uma maneira negativa.


Desde sempre ela sobrevive ao bullying, na família era porque não era linda como a mãe, na escola por todos os atributos físicos e rumores infundados que a galera tinha sobre ela. Sofrendo horrores com olhares e indiretas (as vezes bem diretas mesmo!) Sophie ia vivendo um dia por vez, sempre se perguntando porque não poderia ser feliz.
— Eles chamam você de “graveto”? — perguntou a mãe aflita, de repente.
— Tem coisas piores. — Sophie riu, o que era melhor do chorar.
— Por exemplo?
— Ah, sei lá! Mumm-Rá, The Walking Dead, Olívia Palito, E o vento levou, professor Girafales, louva-a-deus, desentupidor de pia, bandeira de pirata…



Mas o pior estava por vir, quando Sophie começa a perder confiança nas poucas pessoas que amava e - que até então - acreditava que a amavam também. A partir daí sua vida vira uma montanha russa com mais quedas livres do que subidas, o único momento em que se sentia feliz, era quando estava no Reino – o único lugar no qual era amada de verdade. Esse era o único lugar em que queria estar afinal de contas, como Sophie poderia desejar ficar perto de sua família ou de sua melhor amiga quando eles estavam lhe apunhalando pelas costas?

Não sabia qual era a pior parte da história. Gastar seu tempo em uma festa em que não era bem-vinda, aguentar o frio batendo nas pernas para agradar a amiga – e quem sabe algum menino – ou ver seu suposto pretendente atracado com a loira mais escultural do colégio. Provavelmente, a descoberta de que a amiga planejava forçar o rapaz a ficar com ela era pior. Sophie perguntava-se como Anna tinha conseguido ser tão baixa.

Por que não posso ser feliz?
Por que não posso ser feliz em algum lugar?
Naquela noite, ao se jogar na cama com o rosto manchado e o corpo tenso, aconteceu a mudança. Em um instante, ela chorava de vergonha. No outro, não se encontrava mais em seu quarto.
Fora para em outro lugar.

Foi interessante conhecer o mundo de Sophie, ter acompanhado sua trajetória nos dois mundos permitiu entender o porquê algumas pessoas fazem determinadas escolhas, ou como elas acabam vivendo em seus mundos internos para fugir da realidade. Mesmo não concordando com essas escolhas (tanto na vida real quanto na fictícia) eu as entendo e não as julgo mais.


A edição está linda: a capa com detalhes brilhosos e alto relevo, a contra capa em cor única e forte sem desenhos ou qualquer outro detalhe. As páginas são amareladas, a fonte e o espaçamento são médios. O charme dessa edição está nos arabescos contidos na primeira página de cada capítulo e junto com a numeração de cada página, isso deixou a obra mais bonita e delicada.

Observação: Essa história continua em O Mundo das Vozes Silenciadas (não coloquei a sinopse, pois ela tem spoilers do primeiro volume) e junto com esse título foi lançado o livro de colorir chamado O Reino Secreto.













Recomendo para quem gosta de: literatura nacional e fantasia.

Não recomendo para quem não gosta de: literatura infanto-juvenil ou ficção.

Pessoal, gostaram? Deixem seus comentários, se já leram essa obra e o que acharam dela, etc.

Não esqueçam de participar do Top Comentarista de Agosto!



11 comentários

  1. Olá flor, tenho lido críticas muito ferozes a respeito desse livro, que por ter sido escrito a quatro mãos ficou muito superficial no quesito depressão (que é um tema de fundo), e exatamente por isso fiquei ainda com mais vontade de ler. É complicado pessoas que não sofreram ou não tem contato com essa doença poderem discorrer sobre ela, ou até mesmo opinar sobre, pois a depressão tem vários estágios, mas achei que é válido sim. A capa é bela.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Já conhecia a capa e a premissa desse livro, mas resenha é a primeira vez que leio. As capas são bem bonitas. Gosto de livros com um tema mais infanto-juvenil e fantasia, melhor ainda. Não sabia que era nacional. Se tiver oportunidade, vou querer ler. Gostei muito da sua resenha. Beijos e obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ninah.
    Essa capa é mesmo um amorzinho <3 e isso é inegável.
    Tenho os dois livros na estante que deixei na casa da mamis, mas até hoje não criei coragem pra pegá-los pra ler.
    Sua resenha até me deu vontade de conhecer mais a fundo essa história, mas creio que ficará mais pro final do ano.

    Confissões de uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  4. OIiii

    Acho essa capa linda de morrer, as cores, a cena, tudo ficou maravilhoso.
    Amei a resenha, olha, ja li resenhas negativas desse livro e várias criticas, é bom conhecer uma opinião diferente apontando outros pontos que eu não conhecia ainda e explicando bem a história.
    Não é uma leitura que eu busco agor,a ams não descarto ler mais pra frente.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Ganhei esse livro há pouco tempo.
    Mas está bem abaixo na minha listinha de leituras.
    Confesso que tenho interesse em conhecer a obra, mas tenho outros livros na frente rs
    Mas a história parece ser boa. Sua resenha me deixou curiosa.
    A e a capa? MARAVILHOSA né? <3 rs
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. Confesso que achei que o livro se tratava de outros assuntos, porém gostei da resenha e de conhecer um pouco mais do livro.
    Tenho interesse em ler ele um dia.

    ResponderExcluir
  7. não gosto de livros escrito por 2 autores, acho que perde a essência( opinião minha). A temática do livro é boa: bulling, consequências de nossas atitutes e desiçoes. Mas, no momento não me interessou

    ResponderExcluir
  8. Olá. Minha prima ganhou o livro e disse que amou, mas eu ainda não me interessei muito porque não gosto muito de fantasia como gostava antes, então sempre fico com um pé atrás. Mas a capa é realmente linda!!
    Abraços, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  9. Oiie,
    Gostei muito da resenha, confesso que o livro não me interessava muito, mas estou começando a mudar de ideia, gostei de termos uma protagonista que sofre bullying, pois essa é a realidade de muitas pessoas hoje em dia e é algo que se deve ser falado, e eu amo fantasia, creio que irei gostar e também amo dar chance a livros nacionais, e realmente a capa é linda.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  10. Oi tudo bem..
    Ainda nao conhecia o livro ,mas confesso que nao me chamou atençao,a historia nao me prendeu,mesmo por se tratar de um problema tao comum que e o bullying e é sempre bom conhecer o problema,mas ainda nao me atraiu..
    Um abraço e muito sucesso :)

    ResponderExcluir
  11. Achei legal a fantasia dele, parece ser bem boa de ler e acho que é bem feito. Faz até pensar. Ainda mais pelo que a garota passa por ser "demais" em tudo. Deve ser tenso :S
    Pra quem quer um nacional e desse gênero é uma boa dica. As capas também são bem chamativas, adoro as cores. E até livro de colorir tem!

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!