Resenha #280 - Os Bons Segredos - Sarah Dessen

Livro cedido pela editora

Título: Os Bons Segredos
Autor (a): Sarah Dessen
Editora: Seguinte
Páginas: 408
Nota: 5/5
Favorito!

Não se tratava de uma pergunta de verdade, embora soasse como tal. Eu tinha percebido isso desde a primeira vez que nos reunimos lá, nas mesmas circunstâncias. Era um comando, uma ordem. O "por favor" era só uma formalidade.
Olá pessoas, tudo bem?

Nossa ainda respirando para resenhar esse livro. Eu o  achei tão profundo e simples ao mesmo tempo, que não sabia exatamente o que sentir com a finalização da leitura. Só o que sei, foi que Sarah me conquistou de vez. Quando li o meu primeiro livro dela Just Listen, eu gostei e fugi completamente de minha zona de conforto.E agora, quero ler mais escritos dela.

Quando veio este livro para leitura. Não pensei duas vezes e o quis, mas não sabia bem o que esperar. O que o título queria me dizer, então comecei a ler. E fui completamente atraída pela história. Pelos personagens. Enfim, por tudo!

Sarah tem uma forma tão simples de escrever, que a impressão que dá é que ela está ali, em nossa frente, conversando conosco e inserindo a história na conversa. É possível sentir, os pensamentos da narradora, como se fossem seus. É possível ter empatia, pelos personagens secundários, bem escritos e desenvolvidos. 

Como não entrar de cabeça e mergulhar na profundidade da mensagem que ela nos quer passar? Como não conseguir sentir, os sentimentos, que ela nos transporta para refletir? Ela simplesmente causou tudo isso em mim. E continuo sentindo, pensando e absorvendo.

Sidney, tem 16 anos. Como ela se descreve: ela é uma sombra. Porque seu irmão, é o melhor. A quem seus pais dão atenção, mesmo com todas as bobagens que ele faz. Ela fica se sentindo jogada para escanteio. Como se não existisse. Como se nada que ela fizesse fosse importante o suficiente, para ser notada, porque Peyton, seu irmão. Sempre seria o centro das atenções e tudo seria somente pra ele.

Estava acostumada a ser invisível. As pessoas raramente me viam e, se viam, nunca me olhavam de perto. Eu não era radiante e encantadora como meu irmão, linda e graciosa como a minha mãe, ou inteligente e dinâmica como minhas amigas. Mas essa é a questão, Você sempre acha que quer ser notada. Até ser notada.

Só que depois de tantas inflações e loucuras. Peyton, causou um acidente. Ele voltava bêbado de uma festa, e infelizmente atropelou um garoto. Como consequência, o garoto ficou paralítico e não voltaria a andar. Peyton foi julgado e foi preso. Aquilo abalou as estruturas da família. A mãe de Sidney, quase enlouqueceu, ela seria a que mais sofreria com a prisão dele. 

Só fico me perguntando. Naquele momento tomei consciência de que minha mãe jamais seria capaz de responsabilizar Peyton pelo acontecido. O laço entre eles era forte demais, apertado demais para enxergar a razão. Como se alguém merecesse ser atropelado e ficar paraplégico. Durante dias depois disso mal consegui olhar para ela direito.

Sidney, percebeu que não aguentaria permanecer em sua escola, onde todos a conhecia: como a irmã de Peyton. Isso logo se viraria contra ela, e claro, acreditariam, que ela poderia ficar igual a ele. Então ela pediu para mudar de ares e sua mãe a matriculou em uma escola mais simples. A Jackson. Lá era grande, tinha muitos alunos e pessoas completamente diferentes das quais estava acostumada na Perkins Day. 

Sidney, queria recomeçar em um lugar que ninguém a conhecesse como sombra de seu irmão. Ela sempre foi a invisível, parecia, que estava errado estar ali. A história realmente começou, quando ela foi na Seaside, uma pizzaria, mais simples, da qual ela costumava frequentar. Encontrou um garoto no balcão, atendendo e fazendo os recheios das massas, com um livro aberto do lado. Conheceu Layla. Que tinha acabado de terminar o namoro, mas era uma garota super alegre e divertida.

Elas iniciaram uma amizade. E Sidney, foi descobrindo as simplicidades da vida e um entendimento familiar, embora louco, mas com muito amor. Ela conheceu a família de Layla, e começou a gostar de todas as descobertas que vivia. 

Na verdade em minha visão de leitora. Sidney começou chatinha, mas cresceu, se desenvolveu e me conquistou. Ela começou a história sendo uma garota medrosa e passiva. Terminou uma garota forte e... não poderei mais contar para não perder a graça da história.

O que posso dizer, foi que amei tudo que li e encontrei. Sarah soube moldar perfeitamente bem os adolescentes retratados aqui, com seus medos, anseios, inseguranças, crescimento e porque não um bom grau de maturidade.

Sidney, foi uma personagem que foi me conquistando aos poucos. Ela foi se desenvolvendo e descobrindo algumas coisas da vida, que seria importantes para seu crescimento como pessoa. Ela me mostrou que quando queremos e somos capazes, podemos fazer o que quisermos. Podemos mostrar para as pessoas, que estamos ali e que não precisamos estar com tantos medos e inseguros.

Eu gostei muito de Mac, o irmão de Layla. Ele é a prova viva de quem quer corre atrás e consegue. Ele me mostrou que quando tomamos uma decisão, temos que estar prontos para sustentá-la e seguirmos em frente até o fim. Sem arrependimentos, sem desvios. Além de ser um menino doce, carinhoso e um verdadeiro sonho. Fiquei apaixonadinha. Ah meus 17 anos!! (suspiros) rs.

Todos os personagens são cativantes e tem seu encanto. Sarah trouxe pessoas com vivências reais. É como se eu tivesse vivendo tudo aquilo. Nada parecia irreal. As coisas aconteciam numa simplicidade intensa e acolhedora. 

Todos aqui foram pontos importantes para que a história se desenrolasse e me prendesse de uma forma, que eu realmente não conseguia e nem queria parar, queria mais muito mais. Nas partes finais, fui pega de surpresa, com algumas lágrimas escorrendo na minha face, com uma demonstração de coragem e amizade, que só me fez refletir e pensar nas coisas que são realmente importantes pra mim e o que eu quero carregar comigo. 



A diagramação do livro é simples. As folhas são amareladas, fonte em tamanho médio. A capa e o título, totalmente condizente com a história. É possível sentir tudo a flor da pele e se deliciar cada momento em que a história passa. Eu senti junto com Sidney. Senti medo, insegurança, dúvidas, carinho, amizade, paixão e o principal, paz dentro de mim, pelo o que sou e no que posso me tornar melhor,por mim.

Eu recomendo muito essa leitura, para quem curte dramas adolescentes, reflexão, crescimento, relação familiar. romance e muito mais. 

Família não é igual. Cada uma tem sua particularidade. Cada uma tem a sua essência e o modo de ver as coisas. Ninguém é pior ou melhor. Mas mesmo com toda a sua diferença, sabemos que o amor pode prevalecer e neste sentido, todas são iguais. Eu vi aqui uma transformação. Vidas sendo construídas e reconstruídas. Recomeços. Aprendizados e auto defesa. Preciso parar porque já exagerei. Eu simplesmente amei e favoritei.

Obrigada a editora Seguinte, pela oportunidade de ler este livro e me apaixonar pelos personagens, história e principalmente pela escrita de Dessen. <3

Quando nos vemos diante da coisa mais assustadora, só queremos voltar atrás, nos esconder no nosso lugar invisível. Mas não podemos. É por isso que o importante não é apenas sermos vistos, mas ter alguém que nos veja também.

Espero que tenham curtido pessoal e desculpe meu exagero no tamanho da resenha. Acredito que nada do que eu disse aqui, conseguiu transportar tudo o que eu queria e senti com a leitura. Eu realmente amei! Xero!



8 comentários

  1. Oi, Di!
    Já vi resenhas tanto positivas quanto negativas sobre esse livro. Fora que eu tinha uma opinião totalmente diferente. Por esse motivo, eu ainda vou lê-lo algum dia.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi, Di. Que resenha linda! Todo mundo está falando coisas maravilhosas sobre este livro e desde que o vi pela primeira vez, fiquei com aquela vontade louca de conhecer mais sobre a obra.
    Beijos, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  3. Oi Diana!
    Essa sua resenha foi muito inspiradora. Deu pra notar o quanto esse livro te conquistou.
    Não li nada da autora, mas são tantos elogios aos livros dela que fiquei com vontade de conhecer.
    Parece ser uma envolvente, reflexiva, fácil de ler e de amar. Uma das coisas que mais me agradou, foi saber que apesar da Sidney ser um pouco passiva, ela passa por um processo de crescimento no decorrer da obra.
    Quero muito ler esse livro, cada resenha que leio a vontade aumenta mais.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    Muito bonita e motivadora sua resenha. Nunca li nada da autora e a premissa desse livro, sinceramente, não me chama muito a atenção. Mas por tudo que você citou, fiquei curiosa pela mensagem do livro. Talvez venha a ler. Obrigada. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Ahh caramba. Tá dando vontade de ler! E achei que não leria por ter me decepcionado com outros dela. Mas esse parece ser tão bem abordado, acho que profundo mesmo e os personagens são cativantes, passam por coisas bem reais...Acho que seria fácil de me identificar ou simpatizar. Talvez seja um dos melhores livros da autora...
    Acho que vou acabar lendo.

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Ainda não li nada da Sarah, mas vejo as pessoas elogiarem tanto sua escrita que estou bem curiosa para ler algo da autora, gostei muito dessa historia e como a autora trata de temas tão importante com certeza a historia parece ser bem complexa mas com um enrendo simples e do tipo que acaba nos fazendo refletir, adorei essa capa e se tiver oportunidade quero ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  7. Oi Dih.
    Também li Just listen e adorei! A escrita da autora é maravilhosa.
    Adoro ler histórias onde se acompanha o amadurecimento dos personagens. Parece que Syd passou por várias coisas e ainda bem que ela encontrou uma outra família para apoia-la. A família de Amanda parece ser incrível.
    Espero ler o livro em breve.

    ResponderExcluir
  8. A capa é linda. Amei a descrição do livro sobre as folhas, é tão difícil a gente saber dessas informações. Amei.

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!