Resenha #279 - Cidade do Fogo Celestial - Cassandra Clare


Título: Cidade do Fogo Celestial
Autor (a): Cassandra Clare
Editora: Galera
Páginas: 531
Nota: 5/5
Favorito!

Erchomai. A palavra tocou algum ponto da mente de Jace com a delicadeza de uma pena e o fez estremecer. Ele viu uma asa de anjo, arrancada do corpo, estirada numa poça de sangue dourado.
Estou chegando.
Ainda sem palavras para falar do desfecho deste livro. 
Eu amei. Cada página. Cada linha, Cada pontuação. Cassandra é a minha diva. Ela é simplesmente demais!

Que desfecho! Ela me fez derramar algumas lágrimas, devido alguns acontecimentos que enquanto eu lia, eu não acreditava que aquilo estava realmente acontecendo, mas ela soube me acalmar e depois me deixar nervosa haha. Eu amei cada sensação que tive. Não é atoa que essa série é uma de minhas preferidas de todos os tempos da minha vida!

Tentarei não entrar no enredo para não contar spoiler, porque qualquer coisa que eu diga pode acabar o brilho do desfecho para quem já vai ler este livro. 

Eu gostei do rumo para onde Cassandra direcionou meus queridos personagens Jace, Alec, Clary, Isabele, Magnus e Simon. Claro que adorei o desfecho dos personagens secundários presentes em toda a trama. Os personagens que foram essenciais para a evolução do enredo e os personagens novos que foram inseridos, que vi como gancho para as outras séries da autora.

Quando comecei a ler o livro, tive que parar, porque simplesmente não conseguia continuar, não conseguia encarar que a série estava chegando ao fim. Depois de um tempo percebi que a Cassandra simplesmente não iria deixar o teor dos Instrumentos Mortais morrer e trouxe as Peças Infernais em Paralelo e agora a Dama Da Meia-Noite.

Gente que leitura, eu sei que já falei isso várias vezes nesta resenha, mas eu simplesmente não consigo parar. Jace continua com seu jeito sarcástico e com seu amor incondicional pela Clary. Ele continua forte e tomando decisões incríveis e se colocando em primeiro lugar, para não deixar as pessoas que ama na berlinda. Ele toma decisões necessárias em momentos de muita tensão, mesmo que as vezes meta os pés pelas mãos.

E os Nephilim... nós tendemos a amar de forma muito avassaladora. Apaixonar-se uma única vez e morrer por amor. Meu antigo tutor costumava dizer que os corações dos Nephilim eram como os corações dos anjos: sentiam todas as dores humanas e nunca se curavam.

Clary conseguiu me cativar ainda mais neste último livro. Ela mostrou a bondade que tem no coração e forma como sempre vê o lado bom das pessoas, mas jamais deixou de agir com coragem e de acordo com seus princípios. Ainda mais quando se trata de Jace e seu melhor amigo Simon. Acho a amizade deles incrível, perfeita!

Simon é um dos meus personagens preferidos, depois de Jace e Magnus. Eu adoro o jeito dele atrapalhado... e querendo fazer algo para ajudar. Ele demonstrou muita bravura neste livro e me arrancou lágrimas, achei que isso nem iria acontecer, mas ele conseguiu me emocionar muito com suas atitudes e tomadas de decisões.



Isa e Alec continuam cada um com a sua personalidade, mas algumas descobertas os deixam enfurecidos e eles tomam certa atitudes que nos faz pensar. Mentiras não são nada boas, eu prefiro sofrer com a verdade do que me irritar com as mentiras. Esse negócio dos pais mentirem ou qualquer outra pessoa com a desculpa que foi para proteger é algo muito sério, porque a verdade pode demorar e quando ela vem, traz muito sofrimento e pode causar desastres.

Magnus. Ai meu Magnus. Quem tem dúvida sobre um pouco de sua vida, ainda que não tenha lido o livro dedicado a ele, pode ficar tranquilo que temos algumas revelações sim e são muito boas, pelo menos foram para mim, porque só queria ler o livro dele, quando terminasse essa série, então em breve eu venho falar um pouco mais de meu querido. Mas confesso que sofri com ele neste final, sofri mesmo.



A diagramação do livro está bem simples. Infelizmente eu tive o azar de ter este ultimo livro sem a parte holográfica de brilhos, mas depois de passar quase 6 meses (porque sou dessas) resmungando por essa falha, eu já estou de boa. Mas é bem injusto porque todos os meus livros tem brilho menos este. As folhas são amareladas, a fonte de tamanho médio pequeno, não sei se existe esse tipo de fonte, mas só consegui colocar desta forma. Encontrei uns raros erros de revisão, mas nada que atrapalhasse a leitura.

No mais só devo dizer o quanto amo essa série, o quanto ela me mostrou que uma amizade é importante. Que quando podemos confiar em alguém e temos esse retorno a sensação é incrível. Acreditar no amor, da forma como eu vi o de Jace e Clary só trouxe mais paz ao meu coração. Sim vemos o lado da maldade e de como o ser humano pode ser cruel, quando é movido pela inveja ou pelo descaso. As pessoas tem seu lado bom e ruim e depende de cada um para que lado escolher aflorá-la.

Não falei do Sebastian, mas mesmo eu o odiando, mesmo que eu tenha desejado sua morte, ele foi um vilão magistralmente desenvolvido e bem escrito. Cassandra arrasou na criação dele.

Não sei mais o que dizer, eu simplesmente amo e isso não se explica apenas se sente não é mesmo?

O turbilhão no interior do Portal foi quase um alívio. Clary foi a ultima a passar pela entrada reluzente, depois de os outros quatro avançarem, e permitiu que a escuridão fria a levasse como água, puxando cada vez mais para baixo, roubando o ar de seus pulmões e fazendo-a se esquecer de tudo, menos do clamor e da queda.

Então gente, finalizei essa série, satisfeita e feliz. Passei por vários sentimentos, mas consegui, uma coisa posso dizer sem medo. A Cassie é a mulher. Espero que tenha curtido, xero no coração de todos!

 Participem do top comentarista, estamos no finalzinho, mas ainda dá tempo!



9 comentários

  1. Oi, Di!
    Dessa série da Cassandra, eu parei de ler em Cidade de Vidro. Eu gostei daquele final meio aberto...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi, Diana!
    Já faz um tempinho que finalizei essa série. Mas conheço bem esse sentimento que você está sentido agora. Adorei o amadurecimento dos personagens principais e a interligação entre todas as histórias da autora, além de ser surpreendida por inúmeros detalhes especiais e emocionantes. É impossível não amar esse final.
    Com certeza, é uma das minhas séries preferidas. Agora só falta ler Dama da Meia-Noite e matar um pouco a saudade desse mundo criado tão magistralmente pela Cassandra Clare.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. oooi, Di
    tudo bem?
    Muito bacana sua resenha! É bom demais quando uma série tem um bom desfecho e a trama é bem conduzida.
    Olha, acho que você gostou desse livro, hein? haha
    Eu prefiro as capas sem brilho, não sei, acho que fica melhor para olhar para elas.
    Eu já tentei ler esta série, mas não tive sucesso. :\

    SIGA BIO-LIVROS | Página | Produtos Natura | Magazine Você

    ResponderExcluir
  4. Olá, Diana.
    O último livro que li foi o quarto e depois parei por ali. Pretendo continuar, mas não sei quando. Gostei da sua análise da obra e dos personagens. Fiquei feliz pela melhora da Clary; isso me anima um pouco. Ela é uma personagem que não me desce muito bem.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de julho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Que linda e apaixonante sua resenha! Amo essa série e Cassandra Clare. Estou finalizando a leitura de Cidade de Vidro e adoro os personagens e o enredo. Muito ansiosa para continuar a leitura de todos os livros. Que bom saber que você gostou da finalização da série, mais motivada fiquei! Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Esse livro foi um balde de emoções e infelizmente li num péssimo momento e não pude curtir tanto. Mas ele foi muito bom. Achei um desfecho bonito e cada personagem tomou um rumo tão satisfatório! Simon foi o destaque. Por um segundo achei que iria acabar em lágrimas, mas ahh, a autora não acabou comigo. Até o Seb teve um final que deu um nó no coração! Magnus e Alec, senhor, que fofo! Doida pra ver as novas histórias com ele e espero que apareça os dois lá, mais da saga ou algo assim. Clace foi fofo, um final bom com esses dois também. Ela é mesmo A autora. Nossa, essa mulher é uma inspiração em forma de autora. Com ela é "Leitor satisfeito ou seu dinheiro de volta." =P

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Faz um tempo que li esse livro e adorei, também gostei muito do rumo que a Cassandra deu para os personagens pois quase nunca gosto dos finais dos livros ainda mais das series que passei tanto tempo acompanhando mas ela conseguiu um final perfeito na minha opinião para a serie As Peças Infernais e esse eu gostei de como ela terminou principalmente por os finais de alguns personagens que ficaram em aberto ela fechar em outras series !!

    ResponderExcluir
  8. Oi Dih.
    Eu li esse livro no mês passado e amei! A Cassandra é mesmo uma diva e Os Instrumentos Mortais é uma das minhas séries favoritas.
    Gostei bastante dos desfechos que ela deu para os personagens, a aparição de outros de Pecas infernais e a deixa para a nova trilogia.
    Vou sentir muita saudade de Jace, Clary e Magnus!

    ResponderExcluir
  9. Conheço essa série, mas ainda não chamou minha atenção para a leitura desse livro.

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!