Resenha #272 - Eu Vejo Kate - Cláudia Lemes


Título: Eu Vejo Kate
Autora: Cláudia Lemes
Editora: Empíreo
Páginas: 391
Nota: 5/5
Favorito!

Eu vejo Kate. Ela não me vê.
Uma das dúvidas constantes em relação à minha condição - e a dela - é se ela poderia me ver se acreditasse em mim. Ou se não me ver não é, e nunca foi, decisão dela. (Nathan)

Olá pessoas, tudo bem??
Nossa depois que li este livro, fiquei pensando e pensando em como poderia escrever a resenha. Ainda não consegui me recompor com algumas cenas que ele trouxe. Quando li a única resenha antes de Cláudia vir para a Empíreo, fiquei fascinada pela proposta e jamais imaginei que poderia encontrar algo mais forte, mais cruel de uma forma completamente intimidadora e irreal. Falo da história de um Serial Killer.  

E confesso que da mesma forma que me senti fascinada pela leitura, fiquei completamente sem ação após finalizar. Tem cenas e diálogos que ainda não saem da minha mente. Se o intuito da autora era causar isso, comigo ela realmente conseguiu, me fazendo admirá-la e colocá-la junto com minhas autoras queridinhas nacionais. Cláudia, quero mais de sua escrita!

Kate é uma autora. Ela mora sozinha e do nada resolveu escrever a história de um Serial Killer que morou em sua cidade natal e que foi morto letalmente na prisão. Esse interesse dela em escrever essa história, despertou o espírito do dito cujo Nathan Bardel. Esse fantasma ou espírito de Nathan, começa a ficar fascinado com a ousadia de Kate em escrever sobre ele e a história dá o seu inicio.

Nathan tem uma personalidade forte e muito obscura. A forma como ele descreve suas matanças de maneira casual e despreocupada me deixou atônita e também fascinada com a mente dele, assim como Kate. Ela queria falar dele, sem esconder quem ele era. Ela queria entendê-lo, se colocar no lugar dele, tentar viver as cenas dos assassinatos, para melhor descrevê-lo e confesso que em algumas partes da leitura, acredito que ela realmente conseguiu.

Eu não sei como me sentir sobre isso. Ela está fazendo tudo parecer tão simples. Sou grato por sua motivação, sua dedicação, sua paixão. No entanto, tenho medo de que ela não vá, mesmo depois de toda a sua pesquisa, compreender-me. (Nathan)

Conhecemos o detetive Ryan, que entra nessa história após Kate procurá-lo. Pois foi ele quem descobriu Nathan e o prendeu. Na época ele foi um herói. Hoje ele está afastado de suas atividades, porque como dizem, meio que enlouqueceu. Mas quando você vai se aprofundando na história, você vai percebendo, que não foi bem isso e que a vida desses personagens vão se entrelaçando cada vez mais.

Kate sofreu uma ameaça. Recebeu um bilhete pedindo que ela parasse de escrever este livro. Sua melhor amiga pedia que ela fizesse isso. Ninguém conseguia entender o fascínio dela em escrever aquela biografia. Ela ficou muito assustada, mas mesmo assim resolveu não parar. Quando ela percebeu estava dentro de uma trama completamente louca, onde ela corria perigo e onde um aparente imitador de Nathan resolveu aparecer e novos assassinatos começaram a acontecer. 

As palavras me agarram e me abalam e eu fecho meus olhos e por um segundo, não tenho medo de admitir que rezo para o mundo acabar, para morrer rápido, para o tempo parar ou para acordar, porque algumas realidades são simplesmente demais para vivenciar. (Kate)

Ryan voltou a se envolver neste caso, para ajudar Kate que o procurou, mas também porque ele queria saber quem resolveu copiar este famoso Serial Killer. Nathan ficou indignado com isso. Ele jamais achou que isso fosse acontecer e ficou furioso e querendo saber quem era este que queria imitar de maneira desleixada seus assassinatos. 

A partir daí a história se torna frenética e eu simplesmente não conseguia parar de ler. Cláudia não passou 10 anos de pesquisa atoa. Ela conseguiu trazer a mente e a eloquência de um Seria Killer de sua maneira mais dura e sórdida. 

Temos aqui narrativas intercaladas  de Nathan, Ryan e Kate. Assim podemos viajar na mente de cada um e ver o que eles pensam e sentem. Digo que fiquei totalmente perplexa com a mente de Nathan. Jamais tive tanto detalhes de uma mente tão doentia. Nunca tinha lido nada assim, acho que por isso me surpreendi e fui completamente conquistada. 

Cada personagem tinha sua personalidade crível, louca, obsessiva e obscura. Cada um tinha seus fantasmas a quem lutar. Eles ficaram entrelaçados em uma rede de morte, desespero, angústia, medo e redenção. Gente que livro foi este? Acho que nada que eu diga aqui chegará aos pés ao que obra merece e o melhor de tudo isso é que esse talento é nacional. Isso me deixou mais feliz ainda, por ter a honra de viajar em uma trama densa, complexa e louca.

As coisas que presenciei nessa leitura me deixaram arrepiada e desacreditada no que o ser humano pode se tornar. No que ele é capaz. Como ele pode chegar a ser um assassino é um absurdo da situação. Você pode sentir dor de alguém que parece ser inocente e te engana de uma forma que, quando conhece a verdadeira essência, entra em um estado de negação e acha que jamais vai sair. 

Kate foi bem construída. Ela pode parece frágil em alguns momentos, mas nunca vi uma mulher tão corajosa e independente. Por mais que ela escreva o livro sobre um psicopata, ela ainda acredita nas pessoas e confia nelas. Quando ela é pega de surpresa, ela passa por cada coisa, que ela demora a acreditar que aquilo realmente está acontecendo.

Me senti envolvida com cada personagem de uma forma diferente e um deles se destacou pra mim e confesso que fiquei meio traumatizada, porque Cláudia, consegui me surpreender com um desfecho que eu jamais imaginava. Eu cheguei a desconfiar de algo, mas eu também não quis acreditar, achei que fosse jogada da autora, para me fazer pensar que isso poderia acontecer, mas ao mesmo tempo me fazer sentir mal por pensar nisso e no fim ela me trouxe algo bem pior e mais doentio e eu fiquei sem palavras.

Juro que algumas dessas cenas ainda ficam presentes na minha mente. Algumas conversas também. Algumas ações e até a forma como algumas pessoas agem. 

A diagramação do livro está simplesmente linda. O tamanho do livro é um pouco menor do que os normais, mas ele é leve. As folhas são amareladas e a fonte em tamanho médio totalmente confortável para uma leitura rápida. O livro é dividido em partes e os capítulos começam com o nome dos personagens e a folha que dá início a cada capítulo, é preta. É notável o cuidado que a editora Empíreo deu a diagramação do livro, ele ficou lindo demais. A capa retrata exatamente o que se pode esperar da trama.

Se você tem o estômago fraco, essa leitura não é para você... mas se você gosta de thriller psicológico, morte, psicopatia e sobrenatural. Aproveite! Essa leitura deve ser feita o quanto antes. Super recomendo!

Eu sou um mar de sensações. sou feito de raiva e agonia agora, penso em incendiar o apartamento e prendê-los aqui para assarem. (Nathan)

Desejo a todos uma excelente semana!!! Xero no coração de todos!!!


32 comentários

  1. Confesso que não sei se conseguiria chegar até o fim desse livro por causa de alguns detalhes, porém o enredo do mesmo chamou muito minha atenção. Estar na mente de um Serial Killer deve ser bem complexo. Os personagens do livro parecem ser bem desenvolvidos e a narrativa aparenta ser do tipo que prende bastante o leitor. Fiquei bem curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pamela, tudo bem??
      É muito complexo mesmo estar na mente de um psicopata... você enlouquece com os pensamentos e vontades dele... Bardel ficou na minha mente... xero!

      Excluir
  2. Oi Dih!! Caramba, que resenha é essa? Você conseguiu demonstrar tudo que sentiu, e ainda me deixou completamente maluca para começar a ler esse livro já rsrs. Eu já havia lido uma resenha sobre, e desde então ele já se encontrava na minha lista de desejos. Depois da sua opinião, que tanto confio, vou providenciar a compra e a leitura imediatamente.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia... obrigada pela confiança viu fico muito feliz... mas saiba que pode ler, porque é bem do jeito que você gosta... sei que a leitura vai ser boa... eu gostei muito e pensei em você... assim que ler me fala pra gente fofocar... xero!

      Excluir
  3. Gente do céu... Que livro é esse? 😍 sou apaixonadas por esse tipos!
    Você tem que ler Stolen (se não me engano se chama assim kkk)
    O melhor de tudo é que esses autores dão um gostinho pra gente, de como é a mente deles, eu fico fascinada e ao mesmo tempo incrédula kkk é fantástico! Não sei por que mas acho que se eu ler não vou me dar bem com a mocinha...
    O mais surpreendente é que a autora é brasileira 👏👏👏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ester, é claro que vou atrás de sua dica de leitura... adoro!!!! Sim é nacional e a autora é uma pessoa maravilhosa... tive a oportunidade de conhecê-la... só espero que ela não demore a trazer mais livros... haha... Xero!

      Excluir
  4. Não tenho estomago para um thriller psicológico Kkkk serio! Já tentei muitas vezes ler mas não desce, eu paro morrendo de nojo e tentando por tudo em ordem
    Ainda mais com essa historia super esquisita kk do jeito que sou ia tentar romantizar o carinho ai ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ellis.... eu só assistia filmes... mas depois que criei o blog... comecei a ler... confesso que o inicio não foi fácil, mas está no sangue não adianta haha... Xero!

      Excluir
  5. Meu Deus, que livro é esse?!?!?! Eu ainda não conhecia, mas preciso dele agora mesmo! Amo livros com serial killer, e sem brincadeira, o livro já me conquistou só com o primeiro quote que você colocou na resenha. E depois veio a sua resenha e ahhhhhhhh... que quero esse livros!!!!! Já estou indo adicionar na minha estante do skoob e indo pesquisar o preço. Muito obrigada por esse resenha!

    bjs.

    www.ciadoleitor.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi PAtrícia... Uhuuuuu quanta animação adoro!!!!!
      Espero que leia logo e depois me avisa pra gente falar... comentar deste livro é massa... eu e uma amiga lemos praticamente no mesmo tempo... o Watts coitado... não aguentou haha... Xero!

      Excluir
  6. Olá!
    Resenha perfeita, parabéns! Não conhecia esse livro, sendo assim é a primeira vez que leio uma resenha do mesmo. Fiquei fascinada com suas palavras sobre a obra e muito curiosa em relação a esse enredo. Adoro esse gênero literário e mesmo sendo uma leitura forte, quero ler! A capa está bonita e a premissa é muito interessante. Já adicionado a minha lista. Obrigada pela super dica. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Márcia... fico feliz por ter gostado... ainda são poucos os leitores dessa temática... temos que disseminar mais a leitura... espero que não demore a ler... xero!

      Excluir
  7. Olá!
    A cada resenha que leio do livro minha vontade de lê-lo aumenta. Mas a sua resenha me despertou uma vontade ainda maior, principalmente pela maneira como descreveu a trama e maneira que isso mexeu com você.
    Entrar na mente de um serial killer deve ser no mínimo interessante e pelo que pude perceber, a autora conseguiu fazer isso de forma inteligente tornando a história perturbadora.
    Quero muito ler.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline...
      Sim a autora foi perspicaz... afinal foram 10 anos de pesquisa para compor o livro... e sim a leitura tem umas partes perturbadoras... mas que valeram a pena cada leitura... Xero!

      Excluir
  8. Oi Dih.
    Achei a trama bem interessante! Não consigo imaginar como é a mente de um serial killer e, mesmo tendo estômago fraco, fiquei com muita vontade de ler esse livro. Já tenho 2 suspeitos de quem possa ser o assassino imitador rsrs
    Kate, Nathan e Ryan parecem ser ótimos personagens e adorei a ideia da narrativa ser feita pelos três. Assim é possível conhecê-los melhor.
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  9. Olá, Di. Estou de cara com sua resenha! Primeiro, eu sempre quis ler algo que fosse sobre sociopatia e seriais killers. Acho a história fascinante, envolvente, até porque estudar a mente deles é algo que me deixa afoita por mais conhecimento. Eu amei tudo na história. Acho que em livros assim o fator suspense é o que mais pensa e quando temos um possível assassino no meio, tudo fica ainda melhor. Quem poderá ser? Se não bastasse, somos intercalados para as diversas mentes que estão entrelaçadas na história e o que eu mais gosto é saber cada detalhe sádico dos assassinatos que foram cometidos. O fato de ser nacional deixa tudo melhor e mais envolvente. Vou anotar aqui para ler depois. Valeu a dica!
    Beijo.
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Não tinha ouvido falar desse livro ainda... e realmente, tenho estômago fraco e não consigo acreditar em certas coisas que o ser humano é capaz de fazer... mas ao mesmo tempo fiquei muito curiosa e quero ver essa história, ver tudo o que a Kate sofre e ver a maldade do fantasma.
    Beijos.

    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. Uii! (medo)
    Olá Diana,
    Menina só de ler a resenha já me arrepiei, imagine a leitura do livro!! To passada! Deixa vê se entendi, o Nathan morreu, e a presença dele no livro é em espirito? Se sim, to mais passada ainda! o.O
    Ano passado eu li um thriller psicológico e gostei, mas não era assim tão forte...
    Quem sabe num dia, heim!! ;)
    um abração

    ResponderExcluir
  12. Olá!!!
    Esse livro é pra mim com certeza...
    Adoro esse tipo de literatura, sou do time que quer entender o que se passa na cabeça dos seriais killers... Adorei sua resenha, me deixou com gostinho de quero mais...
    Lindo blog
    Beijuh
    http://curaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Como é a minha leitura atual, então só li os dois primeiros e os dois últimos parágrafos do seu post, pra evitar spoiler. Pra mim, no início ele ficou meio arrastado, mas a partir da página 156, o livro deu uma baita guinada, agora não largo mais!!

    ResponderExcluir
  14. Oi Di, sua linda, tudo bem?
    Di, o que foi isso? Simplesmente caí, chocada, sem palavras!!! Sua resenha está fantástica!!!!Eu simplesmente devorei seu texto!!! Eu sou fascinada pela natureza humana, por isso, um dos temas que mais gosto é justamente Serial Killer. Mas confesso que é um tema que me dá medo, entrar na mente de uma pessoa como essa é encarar o mal em uma forma muito sombria. Não conhecia esse livro, acredita? Mas adorei que o fantasma dele voltou, isso foi diferente. Estou mega curiosa para descobrir quem o está imitando. E confesso, que do jeito que você falou, eu vou arriscar: é ela!!! Impossível sair daqui não desejando ardentemente, loucamente esse livro!!!! Amei sua resenha!!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  15. Ei, Di!
    Sempre vejo resenhas positivas desse livro, um livro que me conquistou só pela capa. Com uma premissa espetacular, daquelas que eu adoro, eu me amarro, não vejo a hora de te-lo em minhas lindas mãozinhas! Saber que as cenas são realistas e os personagens bem construídos só me faz ficar ainda mais ansiosa para ler! Espero poder matar a ansiedade logo, logo! ;)

    ResponderExcluir
  16. Oiii
    Não conhecia esse livro, mas achei mto legal a forma que a história foi conduzida.
    A única coisa que me deixa um pouco desanimada, é a descrição das cenas, eu sou meia chata pra essas coisas e medrosa também rs
    Gostei bastante da sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi Diana!
    Adoro esse tipo de trama. E thriller psicológico me prende bastante, simplesmente não consigo largar. O fato do livro ter morte, psicopatia e sobrenatural, só me deixou ainda mais empolgada.
    Gostei muito do fato do livro ser narrado por vários pontos de vistas, e em especial o do Nathan, já que deve ser algo muito interessante e ao mesmo tempo bem perturbador de se ler.
    Com certeza esse livro vai pra lista de desejados ;-)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Oiee, leio muita coisa bacana sobre o livro, assim como a sua resenha e até fico curiosa, mas sou medrosa miga e o coração aqui acho que não aguentaria não.Será? Mas se tiver oportunidade quem sabe, já que estou pensando em dar chance a livros mais pesados e até os de terror esse ano.E esse acho que me deixaria mais perturbada e medrosa do que sou, senhor, só lendo sua resenha fiquei imaginando que cenas perturbadoras seriam essas.

    bjs

    ResponderExcluir
  19. Olá Diana, pela sua resenha o livro parece ser ótimo mesmo. Adoro o gênero, obras sobre assassinatos e investigações despertam muito meu interesse...adorei conhecer um pouquinho mais dessa história e ainda mais de saber que é uma obra nacional.
    Já anotei a dica!

    Abraços

    ResponderExcluir
  20. Nossa, não imaginava a profundidade desse livro, pois a capa achei bem sem graça, mas ao ler a resenha fiquei fascinada e curiosa pela história, parece ser bem empolgante. Quero lerrrr

    ResponderExcluir
  21. Olá Diana, eu tinha visto essa capa nas redes sociais, mas nunca tinha parado para ler a respeito dele, e fiquei fascinada com a sua resenha, por que é o tipo de genero que adoro em livros, fiquei muito curiosa para saber o que vai acontecer, dica adicionada na lista. Bjs

    ResponderExcluir
  22. Vejo tanta resenha boa dele que fico só na curiosidade pra saber se é tudo isso mesmo. Não deu pra ler ainda =/
    E é muito boa a história pelo visto, os personagens tem muita personalidade e sentimentos, coisas e situações com que se identificar e simpatizar. São bem feitos.
    Também tem essa parte dos "absurdos", de coisas que fazem e você fica bestificado com até que ponto uma pessoa pode chegar. É bem impactante pelo jeito.

    ResponderExcluir
  23. Eu que digo: Que livro é esse!
    Eu nem li e já to sentindo um orgulho enorme da autora!
    Pelo que você escreveu, a obra está incrível, já quero ler haha
    E não conhecia esse livro, a resenha me envolveu de uma forma muito boa, preciso saber o final desse livro!

    ResponderExcluir
  24. Oi!
    Faz um tempo que li uma resenha desse livro e fiquei bem interessada nessa, mas lendo essa resenha tenho que ler, adorei, esse é um gênero que gosto muito e a Cláudia Lemes parece conseguir prendeu o leitor ao longo da leitora fiquei bem curiosa para saber mais sobre essa historia e adorei saber que é um livro nacional, se tiver oportunidade irei ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  25. Amo tanto seriados quanto livros no estilo suspense investigativo. Pesquisar, aprofundar-se, escrever biografias ou tentar entrar na mente de um Serial Killer é definitivamente um jogo perigoso, mas que dá ótimas histórias, ah isso dá.rs
    Gostei do livro, vou procurar para ler.

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!