Resenha #269 - Obsidiana - Jennifer L. Armentrout


Título: Obsidiana
Saga Lux
Autor (a); Jennifer L. Armentrout
Editora: Valentina
Páginas: 320
Nota: 5/5

Olhei para a pilha de caixas no meu quarto novo e desejei que a internet já tivesse sido instalada. Não poder acessar meu blog literário desde a mudança era como ficar sem um braço ou uma perna.

Olá pessoas, tudo bem com vocês?

Hoje eu venho com  mais uma resenha e confesso a vocês que amei escrevê-la espero fazer jus a tudo que li... porque me diverti, sorri e sim me apaixonei.

Eu quis muito este livro desde o seu lançamento e também após ler algumas resenhas positivas e até um pouco negativas. Eu não costumo fazer comparações entre um livro e outro, exatamente para não ter frustrações. Ideias semelhantes todos tem, até porque temos uma gama de histórias por ai. Então, quando busquei ler o livro, não pensei em nada que pudesse assemelhar ele a outro já publicado, por isso a minha leitura foi maravilhosa e eu adorei o enredo proposto pela autora. 

Katy com seus 17 anos, mora junto com a sua mãe e elas se mudam para uma cidade pequena. Katy fica contrariada, mas entende porque sua mãe resolve mudar de ares. Afinal ela perdeu seu marido e Katy um pai amável para o câncer e a vida das duas não ficou tão fácil após isso e elas claro, estão tentando se recuperar da melhor forma que podem.

Katy é uma leitora voraz, tem um blog literário (senti uma grande empatia por ela, porque será?) e ama tudo o que faz. Morando nesta vila, ela descobre que tem vizinhos adolescentes que nem ela e por insistência de sua mãe resolve fazer amizade com eles. Quando Katy aparece na porta de seus vizinhos não é bem recebida pelo rapaz, que tinha uma beleza hipnótica de tão lindo, mas não podia abrir a boca, porque ele era extremamente grosseiro e tratava Katy muito mal e ela não conseguia entender porque isso acontecia e o porque ele a tratava assim. Ao contrario desse cavalo, a irmã dele era um doce de menina e gostou de Katy logo de cara, assim solidificando a amizade das duas.

Abdômen tanquinho. Perfeito. Totalmente palpável. Não do tipo que eu esperaria encontrar num garoto de 17 anos, que é o quanto imaginava que ele tivesse, mas longe de mim reclamar. Longe de mim falar, também. Fiquei só encarando, mesmo sem querer.

Mesmo assim Daemon (é como se chama o vizinho delícia), o irmão casca grossa, não queria que sua irmãzinha Dee, ficasse perto de Katy e muito menos tivesse essa amizade que ela parecia gostar tanto.

Katy não conseguia entender porque toda essa agressividade vinda de Daemon, que era lindo, sexy e tinha olhos verdes que a fazia perder o ar. Mas, sua grosseria incontrolável já estava a irritando de maneira que ela o rebatia na mesma moeda. 

Com o tempo Katy foi percebendo que algo estranho rondadava eles, não era possível eles serem absurdamente bonitos, rápidos e pareciam que até sabiam o que ela pensava, fora que Daemon era controverso, uma hora a tratava que nem lixo e outras raras vezes demonstrava um pouco de carinho, mas mesmo assim Katy começou a desconfiar. E após um acontecimento que ela quase perde a vida o segredo dos vizinhos vem a tona. Na sinopse do livro, já diz quem eles são, mas eu não vou contar aqui, fica para a sua curiosidade.

Eu tinha mesmo muito mais a dizer e fazer, mas reuni o que me restava de dignidade, dei as costas e marchei de volta para a minha casa, sem dar a ele o prazer de ver como estava zangada. Eu costumava evitar todo tipo de confronto, mas esse cara conseguiu ligar meu interruptor de barraqueira como ninguém.

Eu gostei muito da narrativa, eu gosto deste tipo de história, romances assim me chamam muito atenção e nem quero saber se já li tantos outros com a mesma premissa... e daí? A história de faz diferente, mesmo com todo ambiente escolar, a menina que algumas vezes fica indefesa. Não ligo. A história tem que me conquistar de alguma forma e essa me conquistou não vejo a hora de ler o segundo livro que já foi lançado pela Valentina.

Os personagens são bem simples, não tem como resenhar este livro e não falar de Daemon e Dee, além de Katy é claro que narra o livro sobre sua perspectiva dos acontecimentos. 

Katy é uma garota simples, perdeu  o pai e mora com mãe. Aliás as duas tem uma relação maravilhosa e achei isso super legal neste enredo. Ela confia em Katy e demonstra a todo tempo seu carinho e o quanto quer vê-la feliz e sim ela dá vários empurrões para Katy se aproximar de Daemon, essas mães são fogo.

Daemon... tenho uma verdadeira queda por caras marrentos... ele é assim e mesmo ficando odiosa com ele inicialmente, (pela forma que ele trata Katy), depois eu quis muito que ele fosse real e viesse para a minha casa. Ele é tudo de bom. Lindo, carinhoso, marrento, arrogante e sabe o que quer mesmo com todo o seu segredo.

Dee... ela é uma fofa... sério qualquer pessoa adoraria tê-la como amiga. Ela é super auto astral, se entrega a amizade e fala as coisas que vem a cabeça. Eu adoraria poder conhecê-la.

Eu curti muito ler esse livro, claro que não é uma história de arrancar suspiros e te deixar com uma ressaca literária, mas é um livro para um bom entretenimento, ainda mais depois de uma leitura mais pesada.

Jennifer, construiu personagens legais e eu me senti como se fizesse parte da turma. Katy tem pensamentos típicos de uma adolescente de sua idade e isso deu mais veracidade à personagem e o melhor é que ela não é uma garota fresca, pelo menos eu não achei.

A construção do ambiente foi interessante, porque o lugar onde eles moram existem lendas que ajudam o entendimento do leitor e tem tudo haver com o que eles são. 



A diagramação do livro está bem simples. A capa retrata Daemon lindamente e os raios atrás dos personagens da capa tem tudo haver com a história. As folhas são amareladas e fonte de tamanho médio. Encontrei alguns raros erros de revisão, mas nada que atrapalhe a leitura.

Bom eu recomendo demais a leitura, para quem gosta de romances com um quê de ficção científica e sobrenatural. Venham se deliciar lendo Obsidiana.

Xero no coração de todos!!

Parei perto de uma das mesas vazias e dei um suspiro de felicidade. Sempre fui capaz de me deixar levar pela leitura. Os livros são uma válvula de escape necessária, à qual sempre recorria sem pensar duas vezes. 

8 comentários

  1. Oi!Já li várias resenhas deste livro e confesso que a premissa não me atrai.
    Não sou fã de ficção-científica, também. Então desta vez vou deixar a dica passar.

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. OI Diana, sabe que li também resenhas positivas e negativas e até que a sua foi positiva, mas acho que você vai gostar mais do segundo livro pelo que li algumas pessoas comentando. Eu não tenho interesse na saga por enquanto pelo estilo e porque tenho outras mil leituras na frente, mas eu acho legal a premissa dele.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Dih
    Alguns personagens marrentos nos conquistam mesmo, né? Mas não é todos...
    Também não ligo se leio um livro com uma premissa manjada. Mas apesar de todos os elogios eu confesso que não tenho vontade de ler o livro.
    Mas gostei da resenha e é uma ótima dica para quem curte esse tipo de livro.

    ResponderExcluir
  4. Diana suas resenhas são sempre uma delicia, sempre leio de forma descontraída e sinto como se você estivesse ao meu lado me falando suas impressões sobre a leitura. Assim como você também não me preocupo se uma história parece ou não com outra, se ela for envolvente e bem contada é o que importa. Percebi que essa é assim. Agora que o segundo saiu fiquei mais animada a iniciar essa série. Valeu pela sugestão. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  5. OOi
    Também não me importo que um livro se pareça com outro, super me identifico com o que disse em relação as semelhanças. O que importa é como as coisas são colocadas.
    Conhecia o livro más se eu não me engano essa é a primeira resenha, parece ser mesmo muito bom. Espero ter a oportunidade de lê-lo.
    Obrigada pela dica!

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu também não me importo sobre as semelhanças dos livros, desde que, é claro, seja perceptível a peculiaridade de cada um!
    Desde que li a primeira resenha, fiquei curiosa quanto ao livro, e sem dúvidas tenho bastante vontade de iniciar a leitura! Agora a vontade está ainda maior! Sem dúvidas vou ler assim que tiver a oportunidade!
    Beijos,
    Déia
    Own Mine

    ResponderExcluir
  7. Estou louca para ler esse livro, uma amiga me indicou e disse que vou adorar esse livro, a premissa é bem inusitada e foi exatamente isso que chamou a minha atenção. Bjkas

    ResponderExcluir
  8. Eu gostei bastante desse livro,concordo com você,não é uma leitura arrebatadora,mas é bem gostosa,com personagens legais e envolventes. Sua resenha me deu até saudade dessa turma.

    bjsss

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!