Resenha #268 - A Morte de Sarai - J. A. Redmerski


Título: A Morte de Sarai
Série: Na Companhia de Assassinos
Autora: J. A. Redmerski
Editora: Suma de Letras
Páginas: 255
Nota: 5/5

**Resenha por S.M.**


Olá, pessoal. Tudo bem? Hoje trago para vocês a resenha do livro: A Morte de Sarai. Uma agradável surpresa pois, J. A. Redmerski escreveu uma história totalmente diferente de seus livros: Entre o Agora e o Nunca e Entre o Agora e o Sempre. Não que eu tenha gostado menos dos primeiros, porque sempre falei que são os Tops para mim, mas porque a escrita da autora é fantástica nessa série sobre assassinos. 

Para quem leu os livros dela, poderá se surpreender com o enredo. E para quem não leu, vale a pena dar uma chance. Para quem não gosta de romances, está aqui uma série que vai deixar vocês de queixo caído. Tem romance? Sim. Mas, nada meloso e profundo. Mesmo porque, a própria autora já pede que façamos a leitura sem esperar pra encontrar essas características durante a narrativa.

A narrativa de A morte de Sarai me surpreendeu totalmente. Abri o livro esperando uma coisa. Encontrei outra: ação, sangue, fugas e etc. E para dizer a verdade, não achei que gostasse tanto desse gênero, mas percebi que gosto. E quanto mais sangue, melhor. (Risos)

Quando Sarai vê Victor, um assassino profissional em seu cativeiro, no México, sabe que essa poderá ser sua única chance de sair dali com vida, pois seu sequestrador jamais permitirá que saia dali viva. Só que ela não o conhece, claro. Mas, ela desconfia que ele é americano, pelo porte, pelos traços. E por isso acha que Victor a ajudará. Porém, o que um assassino profissional irá ganhar com isso? É contando com uma ajuda duvidosa que Sarai planeja sua fuga e a coloca em pratica. Só que por essa ela não esperava:

-Loção de Manteiga de cacau, hálito quente, suor...

Tchanannnnn!!! Sarai pensava que seria fácil, maaaaaaasssss... É descoberta logo de cara. E sua vida correrá um grande perigo.



Essa história encanta por sua narrativa crua. Há muito sangue, morte e me peguei varias vezes dentro de diversas cenas. É de extrema realidade. Parece até que sinto o cheiro do perigo que ambos correm. Sarai não sabe se o assassino a entregará de volta a Javier, seu sequestrador por anos. Afinal, assassino tem coração? Tem sentimentos? Ao que tudo indica, não. E não pensem que um belo par de seios irá dobrar Victor ao meio. Ele é imune aos encantos da garota.

Será?

Sarai teve uma vida difícil, vendo e vivendo em situações de extrema crueldade. Será ela capaz de ser uma pessoa normal e viver em sociedade se conseguir fugir? Será que ela conseguirá sair imune a tudo ou se tornará como seus sequestradores? Será que o medo a ronda de vez em quando ou não? E é o próprio assassino quem pergunta sobre isso. E sua resposta é:

Eu tenho medo de tudo. Do que o amanhã vai trazer e de não estar viva para viver. Tenho medo que Javier ou qualquer um entre por essa porta e me mate enquanto eu durmo. Tenho medo de nunca levar uma vida normal. Nem sei mais como é ser normal.

Taí uma história diferente. Eu nunca li nada parecido.

Sarai quer de toda forma seduzir o tal Victor para que este a ajude em sua fuga, mas ela já percebeu que com ele não tem conversa. Aliás, Victor fala pouco e age muito.

Vivendo em meio à tantas coisas ruins, será possível ser diferente deles? É isso que veremos em A morte de Sarai. Não esperem por uma história de redenção ou coisa parecida. Dizem que os opostos se atraem. Mas e se os lados forem iguais?

Victor quer que Sarai fique fora de sua vida. Por motivos óbvios, né? Afinal ele é assassino e nada irá mudar isso. Mais ela quer deixar isso pra lá? E ele quer isso mesmo?

-Sarai, escute com atenção. Se escolher ficar comigo, saiba que você pode morrer (...) eu não sou seu herói (...) não sou sua alma gêmea. (...) você não deve confiar em ninguém.

Bom, posso dizer que A morte de Sarai é uma leitura eletrizante, chocante em muitas partes, mas eu gostei muito. Não chocante é pouco, mas muito. Super recomendo e preparem-se, pois muitas emoções virão. Será que Sarai vai seguir o conselho de um assassino? Seu lado mais obscuro falará mais alto? Afinal, assassinos são assassinos e ponto. Então, leiam e sintam-se a vontade na Companhia de Assassinos. Uau!!!



Grande beijo e espero que gostem da resenha e fiquem curiosos para ler A morte de Sarai. Em breve teremos a resenha sobre o segundo livro da série: O Retorno de Izabel.

Beijocas, pessoal.

S. M.


9 comentários

  1. Olá, que bom que gostou do livro. Eu já baixei ele depois que fiquei sabendo da série porque é totalmente diferente daquilo que costumo ler, acho que vale a pena arriscar. Amei a resenha, a narrativa envolta de suspense e a capa que é linda.
    Abraços.
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Olá Diana, tudo bem?
    Obrigada por sua visita e comentário lá no blog. Gostei do seu cantinho e já estou seguindo aqui e nas redes sociais.
    Gostei muito da sua resenha. Eu também me surpreendi muito com a escrita da autora, pois até então só tinha lido Entre o Agora e o Nunca. Que por sinal gostei. Realmente o livro é uma ótima pedida para quem curte o gênero e também para pessoas como eu que gostam de se jogar em gêneros diferentes de vez em quando.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi S.M. e Di, suas lindas, tudo bem com vocês?
    Pois é, eu já vi várias pessoas dizendo que é cru mesmo, achei que seria um pouco pesado e a princípio não queria ler essa história, pois acreditei que iria me fazer mal. Mas até que um dia pessoas que se sentiam como eu deram uma chance ao livro e não se arrependeram. Desde esse dia estou louca para ler, vai entender? Risos.... O que achei incrível é justamente ele ser um assassino, essa questão que você levantou é o que mais me intriga: será que ele é capaz de amá-la, mesmo sendo quem ele é? Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  4. Esse livro me surpreendeu muito! Quando eu fiz resenha dele, muitos comentários diziam que não se interessavam por ter esse tema, por saber que ela era mantida como escrava sexual e tal. Mas eu disse que tbm valia a pena ler, o romance como vc disse não é meloso. Ainda bem rs. Esse livro é muito bom! Acho que o pessoal devia deixar de lado os "(pre)conceitos" sobre o livro e ler. Ai sim dizer se é bom ou não. Bjos.

    ResponderExcluir
  5. Desde o lançamento que sou louca pra ler esse livro. Acho a premissa empolgante, o temperamento da protagonista soberbo e toda resenha que leio só me confirmar que estou perdendo um livraço! É justamente o fato de não ser um romance meloso, mas ter muita ação, sangue, que me faz sentir atração pelo livro. Adorei a forma como montou a resenha, os quotes encaixaram perfeitamente! bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá, gostei bastante da resenha, a capa também é bem atraente, mas confesso que o gênero não faz meu estilo, e por isso acredito que não lerei essa obra tão já...mas quem sabe um dia. Vou anotar a dica!

    ResponderExcluir
  7. Olá Di!
    Não sabia que era a mesma autora de Entre o Agora é o Nunca! Sou apaixonada por essa duologia Hahhahaha, bom assim como você descobri há pouco que livros com sangue são bons e legais hahah então por esses dois motivos, ele vai para a minha lista! Ainda não sabia do que se tratava o livro e confesso que amei sua resenha, super misteriosa!!

    Beijokas

    ResponderExcluir
  8. Olá Diana! Esta me pareceu uma história bem interessante! Não é um gênero que eu curta muito, mas adorei a forma como você nos apresentou. Espero poder lê-la algum dia! =D

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Daí do céu, eu estou com esse livro na minha lista desde o lançamento, amo livros com enredo tão chocantes e só mesmo tempo alucinantes.
    Depois dessa resenha reacendeu a vontade de ler ele com urgência, que maldade!!!
    Eu fico imaginando que mals bocados a Sarai não deve ter vivido nessa obra, to louca pra ler, culpa sua!
    Agora eu tenho que encaixar ela no meio das parcerias kkkk
    Beijos e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!