Resenha #266 - Uma Chama Entre as Cinzas - Sabaa Tahir


Título: Uma Chama Entre as Cinzas
Autor(a): Sabaa Tahir
Editora: Verus
Páginas: 432
Nota: 5/5
Favorito!

Quero gritar com ele, mas me engasgo com as palavras. Os Marciais conquistaram terras eruditas quinhentos anos atrás e, desde então, não fizeram nada a não ser nos oprimir e escravizar. (Laia)

Oi pessoal, tudo bem?

Bom, depois que li a Resenha no blog da Kel (Por Uma Boa Leitura), fiquei doida por este livro. Ganhei ele de presente de inicio de ano, de minha my friend Verônica e sempre o quis ler, mas estava me preparando. 

Não sei porque demorei tanto para pegar este livro para ler, mas a leitura fluiu muito rápido e quando percebi o livro tinha chegado ao fim e eu fiquei naquela ressaca muito louca sem conseguir parar de pensar em Laia e Elias. Acho que nada que eu disser nesta resenha vai viabilizar tudo o que senti nesta leitura, todos os acontecimentos que ficaram marcados em minha pele.

Eu já me senti fisgada nas primeiras páginas. Laia, é uma menina erudita, com seus 17 anos e ajuda seus avós nos afazeres da casa e no trabalho. Ela é uma boa moça, mas como todos que moram na vila, vive assombrada com os Máscaras e sempre que há as batidas nas casas, esse temor aumenta disparadamente. Laia tem seu irmão mais velho, ela o ama demais, afinal de contas de seus familiares só lhe restou ele e seus avós, mas aquele dia estava marcado em sua vida para sempre.

Eu me pergunto se isso é real. Se é um pesadelo. É real, Laia. Mexa-se. (Laia)

Os Máscaras chegaram com tudo em sua casa, resultou que seu irmão foi preso e Laia não conseguiu fazer muita coisa por ele, apenas correu quando ele mandou e mesmo assim quase foi pega por um dos Máscaras. Laia fugiu e acabou nos túneis de esgoto, ela precisava se esconder, precisava de um lugar para ficar, mas não sabia para onde ir.  

Ela foi encontrada pelos rebeldes da Resistência nos túneis, eles a levaram para seus esconderijos, a princípio, não queriam que ela ficasse lá, mas mesmo diante de toda a sua insegurança e medo de falar, ela foi firme, pelo seu irmão. Conseguiu barganhar que eles o tirasse da prisão e em troca ela seria espiã infiltrada em Blackcliff.

Laia tinha ideia do que a esperaria lá, mas ela jamais imaginou o que aconteceria, o quanto uma pessoa poderia ser tão cruel, o quanto a maldade poderia ser tão forte em um ser humano, se é que se pode chamar de ser humano alguém que tem prazer em torturar outras pessoas. Só que Laia passaria por tudo aquilo, para tirar o seu irmão da prisão, mas ela não sabia que mesmo todo o sofrimento que poderia passar ali, a sua vida mudaria drasticamente.

Elias, um jovem formando em Blackcliff, ele logo seria um Máscara, ele era um dos melhores alunos. Ele foi escolhido, essa seria sua vida. Ele cresceu sendo treinado e estudando para se tornar o melhor dos Máscaras e sabia fazer isso muito bem.

Apesar de parecer que a vida dele foi cheia de facilidades, Elias era um garoto simples. Ele tinha todas as regalias de um jovem que estava no campo militar, podia ter a garota que quisesse, poderia fazer o que quisesse, mas ele não via as coisas desta forma. Ele odiava as coisas que eram feitas aos escravos. Pois, mesmo sendo escravos, eram pessoas. Só que ele não podia mostrar o seu descontentamento, pois ele vivia com as normas de uma monarquia e essas ordens estavam acima de qualquer suspeita.

Ele insiste que o ditado afia a mente como uma pedra de amolar afia a lâmina. A ponta da espada é o meu sacerdote. A dança da morte é a minha reza. O golpe fatal é a minha libertação. (Elias)

Elias e Laia se conhecem, e a partir deste momento eles descobrem que suas vidas estão interligadas e isso pode ser perigoso para os dois.

Preciso respirar. Esse livro foi tudo!!! Ele foi uma leitura tensa, intensa, brutal e maravilhosa. Não consigo encontrar palavras para descrever tudo o que ele foi.

Essa foi uma das leituras mais top que fiz neste ano de 2016! Sério. Esse livro é tudo e mais um pouco. Sim é uma distopia... é ela no modo mais puro e cru de uma sociedade governante que usa e abusa do poder. A pobreza é intensa. A esperança é reduzida a pó e mesmo assim diante de tudo isso... ainda encontramos pessoas capazes de sorrir.

Laia é uma personagem bem construída e uma menina incrível. Elias me conquistou desde as primeiras páginas, ele é um personagem cativante. Amei os dois. São pessoas de mundos totalmente diferentes e tão parecidos em seus objetivos. Eles são corajosos, inseguros, tem fibra e não tem medo de enfrentar o que tiver que enfrentar para conseguir o que desejam, cada um dentro de seu objetivo.

Sabaa foi perfeita na criação deste primeiro livro. Ele não foi só introdutório. Ele mostrou o lado monstruoso e brutal. Ele foi simples e intenso. Ele foi perfeito. Eu digo para que Leiam! Leiam e leiam.

Pra mim valeu a pena cada  página que eu li. Eu senti como se estivesse lá. Muitas vezes quis segurar na mão de Laia e abraçá-la fortemente. Dizer que as coisas melhorariam, mas talvez eu estivesse lhe dando uma esperança inexistente. Eu quis gritar para Elias, dizer que ele estava fazendo o certo e que eu confiava nele e sei que ele iria conseguir o que queria, mesmo que tudo dissesse não. Essa leitura me surpreendeu... me emocionou... me prendeu e eu não consigo esquecer deles nem por um segundo, mesmo lendo outros livros... sabe aqueles personagem que parecem tatuados em sua pele? Laia e Elias foram pra mim e já faz um tempo que um enredo não mexe comigo desta forma.



A capa do livro é bem simples, mas eu a acho linda demais. Temos Laia e Elias sendo bem representados de forma simples. A narrativa do livro é intercalada entre os dois e podemos sentir seus pensamentos e vivenciar tudo que eles passam. O livro apesar de muitas páginas não é pesado. As folhas são amareladas e a fonte de tamanho médio. A leitura é de fácil compreensão e flui de maneira rápida e intensa.

Esperem todos os tipos de sentimentos nesta leitura... esperem amor, amizade, lealdade, crueldade, ambição, omissão da sociedade, pobreza, luta e tudo mais um pouco. Soube que o livro vai virar filme, então imaginem só o que esperar!

Eu me empolguei um pouco, mas nada do que eu disse aqui chega aos pés do que você pode encontrar na leitura dele, então eu recomendo que leiam e tirem suas próprias conclusões.

Que voz devo escutar? A da espiã ou a da escrava? A da lutadora ou a da covarde? Achei que as respostas a essas questões seriam fáceis, mas isso foi antes de eu aprender o que é ter medo de verdade. (Laia)

Xero no coração de todos!!!! 

11 comentários

  1. Olá, Diana! É tão bom ver sua animação em relação a um livro. Não sou fã de distopias como você bem sabe, mas gostei muito da premissa desse livro. Os personagens principais são diferentes e bem construídos e assim a obra já me cativou por completo. Vou anotar aqui o nome e ler depois!
    Abraço grande!
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Diana, sua intensidade ao falar sobre o livro é notório, e isso é super empolgante. Eu não conhecia o livro, mas fiquei super contente em saber de sua existência rs. A premissa me atrai muito, e saber que a trama é fluida, aumentou a minha expectativa. Dica anotada!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Tão bom quando um livro consegue nos prender tanto a ponto de chegarmos na última página com uma dorzinha no coração por ter acabado, né? Poucos livros me deixaram assim, o que me deu mais vontade ainda de ler Uma chama entre as cinzas. Sempre ouço falar muito bem e adoro livros que não dão tantos sentimentos assim. Ah, e já que vai virar filme, preciso correr e ler logo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Di!
    Parece ser uma distopia muito bacana! Gostei da premissa, tem ação, aventura e um bocado de romance, sem deixar o livro cansativo. Também gostei muito da capa: simples mas bonita e pelo que li combina com o enredo. Agora tô na dúvida sobre quem é a chama: Laia ou Elias? XD Obrigada pela indicação! beijo!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Diana
    Amo ler as suas resenhas empolgadas, você consegue demonstrar como amou muito o livro e como vibrou com cada virada de página.
    Uma pena que não gosto muito de livros nesse gênero, mas estou aqui pensando, estou contagiada com tudo que vc escreveu e quem sabe eu mude de ideia rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Adorei sua resenha, ficou ótima mesmo. Já quero ler este livro. Parece bem interessante meeesmo, e parece que você adorou. Em breve, quem sabe eu compro. Beijooo

    ResponderExcluir
  7. Oi Dih! Amei sua resenha! Amo distopias e fiquei realmente curiosa para ler esse livro. Parece ser bem intenso e de fisgar mesmo o leitor, fiquei feliz com sua empolgação, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Di, também amei esse livro! Nem tenho muito o que dizer, só que foi uma leitura extraordinária para mim e fico feliz que tenha se apaixonado também. É incrível ver o quanto o Elias e a Laia têm em comum mesmo pertencendo a mundos tão diferentes... acredito que o filme vá ficar maravilhoso!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Oi Di! Que resenha é essa, fofa?
    Caraí tu quer me quebrar?
    Eu fiquei louca de vontade de ler esse livro e nem o conhecia!
    Amo distopias, principalmente essas que são tão intensas e cheias de reviravoltas, onde destinos que você nem imaginava são interligados.
    E pior de tudo que essas distopias tem um Q de verdade muito grande, por isso amo esse gênero.
    Vou ficar de olho aqui para ver a resenha dos próximos livros.
    Mas com certeza já foi para minha lista!

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas não curti muito essa premissa. Não sei, essa capa não me atraiu muito, mas enfim, pra quem curte o gênero, com certeza vai amar!!

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Já conhecia o livro e estava bastante curiosa para lê-lo. Porém, eu ainda não tinha visto nenhuma resenha dele e fiquei bastante contente e curiosa com a sua. A história parece ser maravilhosa, já que vc leu em pouco tempo e falou tão bem dele.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!