Resenha #255 - A Lente de Marbury - Andrew Smith

Livro cedido pela editora

Título: A Lente de Marbury
Autor (a): Andrew Smith
Editora: Gutenberg
Páginas: 286
4/5

Do lado de fora está o universo, pintado de roxo-escuro, enfeitado de planetas, cometas e estrelas. Então você abre e vê a Terra e, quando esta se abre, vemos Marbury, um lugar que se parece com este mundo, exceto pelo fato de que as coisas horríveis de Marbury não são difíceis de ver. Todas elas estão pintadas bem na superfície, ao alcance dos olhos.

Somente após finalizar a leitura é que dei uma olhada na parte de cima da capa e percebi que este Andrew escreveu outro livro que pretendo ler e quero muito (Minha Metade Silenciosa). Sempre tive vontade de conhecer a escrita do autor. Quando saiu este lançamento fiquei tão interessada, mas precisamente por causa da capa que ao meu ver é bem chamativa. E como eu tenho sérios problemas em escolher livros por capas, queria demais esse livro.

Nem me liguei no nome do autor e fiquei bem contente em saber que depois que li o livro e gostei finalmente, tinha conhecido a sua escrita. 

Durante toda a leitura me senti em um livro de suspense, porque as coisas eram misteriosas a todo o tempo e acredito que por se tratar do primeiro livro, ainda teremos muitas respostas para as perguntas que ficaram. Eu fiquei com dúvidas sobre algumas questões, mas isso não me atrapalhou em nada a leitura. Aliás a história foi bem interessante, até bem mais do que eu esperava.

É como uma daquelas bonecas russas que você abre e tem outra, aí abre de novo e tem mais uma. E cada peça se torna algo diferente.

Conhecemos Jack, um garoto de 16 anos que morava com seus avós e tinha um melhor amigo o Conner. Jack é um garoto inseguro e nunca ficou com nenhuma menina, ao contrário de Conner que já tinha ficado com várias garotas e sempre tentava fazer com que seu melhor amigo aproveitasse isso tão bem como ele. Mas a amizade deles ia mais além. Eles se conhecem desde que usavam fraldas, então a amizade dos dois era como se fossem irmãos.

Conner resolve fazer uma festa em sua casa e Jack termina bebendo demais. Ele ficou zonzo e precisava de ar, então começou a sair da casa e a caminhar na rua. Então, após sentar em um banco por não aguentar caminhar, um entranho se aproxima dele e oferece carona. Jack a principio não aceitou, mas o cara insistiu e ele terminou cedendo. 

Por estar fora de controle por causa da bebida, ele agia de maneira quase inconsciente, até aceitar uma água que esse estranho lhe oferecera. Jack foi sequestrado nesta noite.  Ele foi dopado e o que aconteceu durante o sequestro, somente lendo o livro. 

Minhas mãos estão livres. Eu sento e esfrego meu tornozelo. Parece que estou preso por um daqueles lacres grossos de plástico que a polícia usa. 

O que posso dizer foi que Jack conseguiu sair, isso não é spoiler porque está na sinopse do livro, mas a sua vida jamais seria a mesma após o sequestro. Jack fugiu e foi parar na casa de seu melhor amigo, contou-lhe tudo o que aconteceu, ele estava assustado e depois de tudo o que rolou as férias em Londres,  seria mais do que bem vinda. Jack iria primeiro e Conner iria encontrá-lo depois, mas enquanto estava lá perdido em seus pensamentos e tentando esquecer o que havia acontecido, Jack percebe que está sendo seguido e não sabe se isso é real ou não, até que encontra seu perseguidor no mesmo pub que ele.

Jack fica a assustado e tentar enfrentar o perseguidor, acha estranho que ele sabe o seu nome e fica mais maluco, quando este vai embora e lhe deixa um estranho óculos. Quando Jack o coloca, entra em um outro mundo, completamente controverso ao seu. Ele está ferido, uma garoto tenta ajudá-lo, tudo está um caos e ele se vê perdido sem saber o que é real e o que não passa de sua imaginação.

Peguei os óculos e me sentei na cama. Eram muito antigos e frágeis. Tinham hastes metálicas douradas, delicadamente trabalhadas com fios entrelaçados e pequeninos altos-relevos pintados de preto. As lentes pareciam ser bem mais pesadas que o normal, como discos de rocha cristalina.

A partir daí não posso falar mais nada, porque se não posso comprometer a graça da história e não quero fazer isso. O que posso dizer é que me vi presa neste livro, como jamais imaginei que fosse acontecer. Até mesmo quando estava trabalhando começava pensar em Jack e no que ele estava vivendo. Ele estava muito confuso. As coisas aconteceram em sua vida de forma tão rápida e inesperada que sinceramente achei que ele fosse enlouquecer.

A leitura do livro em alguns momentos foi bem densa. Jack tem pensamentos tortuosos e inseguros. Ele tem medo e coragem ao mesmo tempo. Sua cabeça de menino está perdida. Ele tem medo, está assustado e não sabe o que fazer em boa parte da leitura e ler isso é bem angustiante, porque a vontade que me deu foi de segurar em suas mãos e dizer que tudo ficaria bem e mostrar a ele a realidade das coisas, para acalmar seu coração.

Eu considerei o livro de suspense, porque embora, com o tempo os fatos eram contados, Marbury foi um mundo misterioso para mim. Eu fiquei me sentindo presa em tudo que acontecia e tentava entender o porque daquilo tudo. Se tudo era real ou imaginário. Se aquilo realmente estava acontecendo. Fiquei pensando, e tentando colocar minhas ideias no lugar, porque parecia que eu estava na mente de Jack sentindo tudo o que ele sentia. 

Eu gostei muito da narrativa, pelo simples fato de ser um menino narrando em primeira pessoa, quase não encontro isso nos livros e eu gostei, mesmo que fosse um adolescente com os hormônios a flor da pele. 



A diagramação do livro está ótima. A capa é maravilhosa, retrata muito bem o Jack e as lentes. A fonte é de tamanho médio e os capítulos são curtos, fazendo com que a leitura flua de maneira rápida. Não encontrei erros de revisão, mas uma coisa me incomodou durante a leitura, embora eu entenda o propósito delas. Algumas frases foram bem repetitivas, principalmente quando era fatos que aconteciam com Jack, como se fosse uma voz falando em seu pensamento. Acho que elas foram exageradas, mas tirando isso eu simplesmente amei a história.

Neste livro encontramos a força de uma amizade, o que os amigos são capazes de fazer um pelo outro. A base da família. A confiança conquistada e em que realmente podemos confiar. Temos drama, desespero e a vezes um pouco de insanidade, uspense e algumas cenas fortes. Eu gostei, adorei a escrita do autor e claro quero ler mais história dele e principalmente a sequência deste livro. 

Nunca andei sobre um lago congelado. Só consigo imaginar como seria - enfrentar a possibilidade de a qualquer momento afundar os pés entre pedaços afiados de gelo e ficar submerso em águas escuras, lutando contra o frio, tentando enxergar, contorcendo-se para achar o caminho de volta à superfície e temendo que tudo aquilo aconteça novamente nos próximos passos.

Espero que tenham curtido e deixem seus comentários, gostaria de saber o que acharam do livro e se pretendem ler. Desejo uma excelente semana a todos!!! Xero!


20 comentários

  1. Olá! Eu super curti essa capa e já de cara compraria pela capa (sou dessas também kkkkkk). Mas gostei dessa parte do sequestro também, a premissa parece ser interessante e bom de ler....a capa tem uma cara de steampunk, me chamou a atenção
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi, Di!
    Do Andrew, eu só tentei ler Selva de Gafanhoto e odiei. Por isso, fiquei na dúvida se era o mesmo autor.
    Eu também quero ler Minha Metade Silenciosa.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o autor, mas já deu pra ver que você gosta e curte a escrita dele. Este livro me pareceu ser suspense tb, devido ao modo como as coisas na vida do garoto são confusas e envoltas em um mistério. Achei interessante essa parte dos óculos,que mostra um mundo totalmente diferente. Fico me perguntando até que ponto vai a realidade do personagem... Será que ele ainda está no mundo real? Será que há um mundo real?? Oh meus deuses!!! Preciso ler!

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo certo?

    Amei a capa, mas algo na sinopse não me pegou. Amei a maneira como você apresentou o livro, mas algo não me fez desejar ardentemente ler esse livro. Acho que vou deixar passar essa indicação.

    Beijos,
    Bel Góes

    ResponderExcluir
  5. Olá Di,

    interessante o livro, mas algo nele não me pegou. Não sei definir bem o que é, mas algo simplesmente não casa comigo.

    Bom, posso dizer que não é a sua leitura do livro porque dela eu gostei, a maneira como você apresentou a história é bem legal.

    Bel Góes

    ResponderExcluir
  6. Nossa, olhando a capa eu jamais esperaria que o livro tem essa premissa e se não tivesse lido a sua resenha eu perderia uma grande história. Por tudo o que você falou eu me senti instigada a ler esse livro e desvendar os mistérios finais, saber o que vai acontecer com o Jack e também acompanhar o desenvolvimento de toda a trama.

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Eu ainda não li o livro, mas comprei o meu exemplar e estou aguardando receber. Estou muito curiosa com essa trama, e estou com uma alta expectativa quanto a trama, e pelo que puder notar, é ótima. Eu só li um livro do autor, e gostei bastante da narrativa, espero gostar desse também.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Olá , tudo bom ?
    Sua resenha foi maravilhosa , mas mesmo assim não me senti atraída pelo livro :( passo a dica ! Mas parabéns pelo blog !
    Obs : A capa é maravilhosa

    ResponderExcluir
  9. Eu também tenho muita curiosidade de conhecer a escrita desse autor, que vejo ser bem elogiada. Adorei a premissa desse livro, com vários elementos que chamam a minha atenção. Espero ler o livro em breve e curtir bastante a leitura dele.


    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura - Participe do top comentarista de maio, serão dois ganhadores!

    ResponderExcluir
  10. Oiee, ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre o livro e fiquei bem curiosa para conhecer esse garoto e esse novo mundo apresentado por ele. Espero poder lê-lo também, amei a resenha e a indicação.

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá Diana!!!
    Mulher eu lia sua resenha e sentindo a parte tensa do livro toda, só pela resenha já estava tensa pelo Jack.
    A capa é bem chamativa e acaba que bate o olho logo de cara.
    Adorei sua resenha e quem sabe um dia leio o livro pois fiquei curiosa o/

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    confesso que nunca li nada do autor, mas fiquei bastante curiosa com esse livro. Amo histórias de amizade e família. Só não sei se iria curti muito, essas frase repetitivas que você citou na resenha!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  13. oi

    sabe aqueles livros que compraríamos pela capa? esse é um deles! adorei essa capa, e sua resenha me deixou bem curiosa quanto à obra, vai pra lista com certeza!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi, Di
    Fiquei fascinada pela capa, achei super interessante
    Não conhecia o livro e gostei bastante da sua resenha, mostrando essa história tão maravilhosa.
    Fiquei curiosa com os mistérios finais e saber o que vai acontecer com o garoto.
    beijos e obrigada pela dica

    ResponderExcluir
  15. Oi Di, parece que foi realmente fisgada pela leitura, hein? Confesso que se fosse pela capa eu jamais escolheria ler esse livro, me pareceu uma fantasia bem louca. Mas você dizendo que é mais mistério me encheu de curiosidade.
    Beijocas e Parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
  16. Olá Diana, não conhecia essa obra e curti sua resenha. Gostei da premissa e vou anotar a dica!

    Abraços

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    A sua resenha está ótima, porém o enredo não despertou em mim aquele desejo de ler a obra no momento.

    ResponderExcluir
  18. Adorei a capa! Também sou dessas que, às vezes, compra pela capa! hahaha
    Fiquei super curiosa com o rumo dessa história, o que é real e o que é imaginação! Você me deixou com muita vontade de ler! hahahaha
    Beijo

    ResponderExcluir
  19. Olha que coisa, eu não daria nada por essa capa! Mas gostei da premissa do livro, leria o livro, certamente. Muito boa a sua resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  20. O livro é muito bom. Espero que tenha continuação, quero saber o que acontece com os outros garotos encontrados (Ben e Griff). Eu já tinha lido a série A torre negra e o Talismã e a Casa Negra de Stephen King, que tem a mesma premissa de mundos paralelos.... Até a série de Philip Pulman, que começa com a Bússula de Ouro fala de mundos paralelos, só que a diferença é que neste último os personagens transitam pelos mundos e nos primeiros existem cópias dos personagens em mundos sobrepostos. Enfim, o livro Marbury é dez!!!!!!

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!