Resenha #250 - Super-Heróis Marvel: Guerras Secretas - Alex Irvine

Livro cedido pela editora
Título: Super-Heróis Marvel: Guerras Secretas
Autor: Alex Irvine

Editora: Novo Século
Coleção: Marvel Comics
Páginas: 352
Formato: livro
Classificação: 2.0

Os Vingadores (Capitão América, Gavião Arqueiro, Mulher-Hulk, Homem de ferro, Thor, Vespa, Hulk e Espectro), o Quarteto Fantástico (Coisa, Tocha-Humana e Senhor Fantástico), os X-men (Professor Xavier, Noturno, Colossus, Wolverine, Vampira, Ciclope, Tempestade e Lockheed – o dragão de estimação da Kitty), Magneto e Homem-Aranha, de repente se encontram em uma nave espacial. Os heróis acabam de serem abduzidos e não entendem porque estão ali, quem está por traz disso ou porquê alguns integrantes não foram levados também. Esperem... Magneto, herói??? O quê ele está fazendo ali? O que está acontecendo? E simplesmente do nada, aparece outra nave...

— Sinto que há outros humanos lá... nossos inimigos.
— Quem? – Steve perguntou [...]
— Kang, o Conquistador. Gangue da Demolição. Homem Absorvente. Doutor Octopus. Homem Molecular. O Lagarto. Doutor Destino – Xavier ia relacionando lentamente, enquanto concentrava seus poderes telepáticos. — Talvez... mais alguns. Alguma coisa... outra mente... os está protegendo da minha investigação psiônica.
[...]
— E por falar em lutas – o Coisa disse – Concordo com Wolverine. O que este traste está fazendo aqui em vez de estar com nossos camaradas do outro lado? – Ele apontou para Magneto, que estava afastado do restante dos heróis. [...]
— Eu também estou me perguntando por que fui jogado no meio de tipos como vocês – Magneto retrucou.







Agora vamos imaginar que vocês são os heróis e aí eu pergunto: O quê vocês fariam se tivessem sido abduzidos, na nave em que vocês estão há um vilão, a outra nave está cheia de vilões se aproximando e ainda o universo ao seu redor está sendo destruído para criar algo novo? Bem, agora vocês já sabem o que estava rolando na cabeça desses heróis.

Destruam seus inimigos, e todos os seus desejos serão realizados!

Qual é o seu maior desejo? Será que você está realmente ciente dele? E o que nossos heróis mais desejam? Quais deles são realmente sinceros quanto a isso?

Para começar, preciso deixar claro que não gostei da história e tenho algumas ressalvas quanto à edição. Entretanto, entendo o quanto essa obra foi e ainda é importante para o Universo Marvel e, por isso, espero que vocês pesem essas informações antes de dizer não ao livro.

A ideia de escrever essa história não foi nada além de uma jogada de marketing. Na época, a Mattel iria lançar os bonecos da Marvel e queria uma história que reunisse a maior quantidade possível de personagens. Inclusive, o nome da obra veio de uma pesquisa feita pela Mattel com as palavras que mais chamam a atenção das crianças (“War” = Guerra e “Secrets” = Segredo/ Secreta). Apesar da motivação inicial ter sido puramente comercial, essa obra abalou os alicerces do Universo Marvel e abriu precedentes para muitas outras histórias.

Cada herói tinha sua revista periódica (nos EUA) e em determinado momento todas as histórias terminaram com algo em comum: os heróis observando algo estranho acontecendo. Daí vinha a história única da “Guerras Secretas” na qual os heróis vão para outro universo. Quando os periódicos voltaram, a história corria após os fatos de Guerras Secretas. Ou seja, em algum momento seria imprescindível ter lido “Guerras Secretas”, não importando qual personagem estava acompanhando (alguns heróis tiveram isso mais cedo, outros mais tarde).




Apesar de todo alicerce e possibilidades que essa obra deu para o Universo Marvel eu não gostei do que li. A leitura ficou perdida, a personalidade de alguns heróis foram deixadas de lado ou se perderam no meio do caminho. O dragão da Kitty apareceu no começo e no fim da história, onde ele se enfiou durante toda a trama? Ele estava lá por um motivo, certo? Qual foi? E olha que ele foi lembrado por outros personagens em diversas passagens! Até alguns poderes deixaram de existir ou foram esquecidos de propósito na trama, um exemplo é o poder da Vampira de drenar o poder alheio e utilizá-lo.

Outro ponto negativo é que para você não ficar muito perdido durante a leitura, seria bom conhecer as obras anteriores da Marvel, pois são muitos heróis e vilões ao mesmo tempo. E outra coisa que também confundiu, foi o uso dos nomes verdadeiros dos personagens e não apenas os seus codinomes.

Obs. O parágrafo abaixo se refere a tradução oficial dos quadrinhos no Brasil e a editora Novo Século nada pode fazer quanto a isso.

Homem Absorvente (risos)
Gente, sério! Preciso desabafar ... Quem vai adaptar os nomes dos personagens para o português precisa tomar um pouco mais de cuidado. Homem Absorvente? Juro que sempre que o nome dele aparecia eu via (um homem fantasiado de absorvente, sério, é grotesco!!!). Essa é uma tradução feita ao pé da letra e que condiz com os poderes dele, entretanto no país de origem do personagem, o companheiro feminino possui outro nome e aí não há esse tipo de assimilação, mas aqui no Brasil ficou muito estranho 



A edição da Novo Século foi cheia de altos e baixos. Adorei os detalhes como as ilustrações da capa interna, nas páginas de cada capítulo e as bordas pretas em todas as páginas. Contudo, houve um festival de erros como: travessões indicando pausa nas falas quando esta não terminou ainda, ou a Vampira está falando e a próxima fala é “Você e a Vampira” – você quem? Além de quatro páginas com a impressão borrada.

Outros títulos da coleção Marvel Comics

Recomendo para quem goste de: Marvel e ficção.

Não recomendo para quem não goste: dos itens acima, de literatura norte americana ou de histórias com super heróis.

Pessoal, o que acharam? Deixem seus comentários.


7 comentários

  1. Poxa, que pena que nao curtiu. Eu quero muito ler esses quadrinhos de heróis pra ficar por dentro de tudo. So li mesmo um do Batman quando é criança. Da Marvel ainda nenhum. Sou daquelas que vai querer colecionar haha. Adorei a resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Adorei a sua resenha, deu pra entender como culminou pra guerra e tals.
    Confesso que não aguentei e cai na risada com seu desabafo sobre o nome do Homem Absorvente e concordo plenamente com você - risos.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Oi Ninah, sua linda, tudo bem?
    Eu estou passada, não sabia que uma história pudesse ser feita dessa forma, com o intuito comercial. Colocar um novo que chamasse a atenção das crianças, tudo bem eu entendo, eles sempre agem de acordo com o público alvo. Mas criar a história em si, só para vender os bonecos, nunca ouvi falar nada parecido. Quando ao enredo, que pena que pecou em alguns aspectos e não lhe agradou. Percebi que todo mundo vai precisar ler essa história, mas no meu caso, precisarei das outras antes, caso contrário ficarei perdida, risos... Gostei muito da sinceridade da sua resenha, que ficou ótima, bem argumentada!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ninah!
    Confesso que sou uma pessoa perdida quando o assunto é mundo Marvel, e esses posts ajudam muito pelo menos pra mim, consigo me achar um pouco mais e boiar menos nos filmes Hahahhahahhaha

    Beijokas

    ResponderExcluir
  5. Me deu uma nostalgia agora, li essa saga no início dos anos 90 quando ainda era um adolescente e gostei muito. Algumas cenas ainda estão frescas na minha memória: uma delas é quando jogam uma montanha (isso mesmo uma montanha inteira!) nos heróis e o Hulk, o Colossus e o Thor seguram elas nas costas para os outros não serem esmagados, os detalhes ficaram muito reais e perturbadores.

    Obrigado pelas lembranças e pela resenha,

    Abçs

    ResponderExcluir
  6. Oi Nina, gosto muito de quadrinhos, já li um monte do Hulk, homem aranha, mas esses novos ainda não, aliás ando por fora até dos filmes super badalados da Marvel, gostei muito da sua resenha, importante ser honesto como foste.
    Agora eu ri muito da tua imaginação, pois me ocorre a mesma visão quando o nome é estranho, imagino literalmente kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Próximo será o homem tampax....kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk brincadeira.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Poxa, que pena que você não gostou. Eu não sou muito fã de HQs, porém, acho triste quando tem tantos erros assim na história. A Novo Século, aliás, tem um histórico de revisão de péssima qualidade, o que é uma lástima, em se tratando de uma grande editora brasileira.

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!