Resenha #247 - Mentirosos - E. Lockhart


Título: Mentirosos
Autora: E. Lockhart
Editora: Seguinte
Páginas: 272
Nota: 3/5

Os Sinclair são atléticos, altos e lindos. Somos democratas tradicionais e ricos. Nosso sorriso é largo, temos queixo quadrado e sacamos forte no tênis.

Comecei a querer ler o livro depois que a chuva de resenhas extremamente positivas saiu dele. Fiquei encantada com a proposta e a expectativa ficou lá em cima, mas quis esperar um pouco para ler o livro. Finalmente o peguei e sinceramente, mesmo a história sendo boa e bem desenvolvida, eu esperava muito mais. 

Cadence ou Cady é a primogênita de uma família distinta e super nobre, os Sinclair. Eles são lindos, tem uma ilha particular, participam dos melhores eventos, moram nas mais belas residências e são invejados, mas vivem em em sua bolha ainda mais nas férias de verão, que é quando todos se juntam na ilha. Mas nem tudo é o que parece ser, pois essa família fica ostentando um padrão de vida que está quase extinto, ou seja, estão em decadência e quase falidos.

É nessa ilha que conhecemos os mentirosos: Gat, Johnny, Mirren e Cadence. Eles sempre se encontram no verão, parece que os verões da família, são em um mundo paralelo, porque quando acaba, cada um vai pro seu lado e vivem suas vidas. 

Infelizmente no verão dos 15, Cadence sofre um acidente muito sério, e após isso as pessoas a tratam com muita delicadeza, uma atenção exagerada e ela tem fortes dores de cabeça. Por causa desse acidente, ela perde o verão dos 16 e fica super chateada com este fato, mas não entende o porque de todo aquele silêncio. Ela tenta falar com os mentirosos e não recebe nenhuma notícia, até de Gat, que ela viveu uma paixão no verão dos 15 e achava que para ele a coisa tinha sido importante assim como foi para ela.

Olhei para o perfil dele. Não era apenas Gat. Era contemplação e entusiasmo. Ambição e café forte. Tudo aquilo estava lá, nas pálpebras de seus olhos castanhos, em sua pele macia, no lábio inferior protuberante. Havia uma espiral de energia lá dentro.

Depois de uma longa espera, finalmente chega o verão dos 17 e Cady resolve colocar os pingos nos "is" e tenta descobrir o porque de tanto silêncio e segredo, afinal de contas por mais que ela não se lembre do que aconteceu, não pode ter sido tão grave, que ninguém queria tocar no assunto.

Inicialmente eu curti muito à apresentação da família Sinclair, achei bem egocêntrico e forte. Depois no decorrer da leitura fui entendendo o porque de tudo isso e ainda assim eu gostei demais. A Narrativa de Cadence, por mais que parecesse fútil, era bem intensa, porque falava de seus sentimentos e o quanto ela ama os mentirosos e faria qualquer coisa por eles. Viver no escuro depois do acidente a deixou transtornada. Pois o fato de não se lembrar e as pessoas não a ajudarem, a deixou muito desanimada, até o ponto que a irritou e ela resolveu por si mesma ir atrás dos fatos. 

Confesso que depois que iniciou o verão dos 17 eu comecei a ter as minhas desconfianças do final tão esperado e aclamado por muito leitores e bem antes deste fim eu já sabia o que tinha acontecido e o que me deixou frustrada nem foi descobrir antes, foi perceber que foi um final comum e não uma coisa que pudesse me surpreender, mesmo que eu desconfiasse. 

Me senti frustrada com algumas partes da narrativa e com este final. Minhas expectativas estavam altíssimas e talvez isso contribuiu para a minha frustração. Não digo que a história é ruim, muito pelo contrário. Lockhart, tem uma escrita leve e densa ao mesmo tempo. Ela sabe desenvolver bem um mistério e deixar o leitor ávido por cada página. O que pode ter me atrapalhado na leitura foi a expectativa mesmo, ou talvez, porque eu esteja muito acostumada a ser pega de surpresa e no fim essa surpresa final não tenha sido conforme eu esperava ou idealizava.

De qualquer forma a leitura é rápida e de fácil entendimento e ela traz uma mensagem legal. Você deve viver a sua vida de acordo com o que quer e deseja e não porque isso foi imposto a você, não para agradar os outros e você ser infeliz. E tem uma outra mensagem, que não posso falar, porque se tornaria spoiler, mas que ao ler o livro você vai compreender o que a história em si quis dizer e isso é bem importante.



A diagramação do livro está ótima. A capa é de um cinza metálico e quando você toca na capa parece veludo. Eu achei essa capa brasileira bem representativa com o que acontece na história e mostra os mentirosos. As folhas são amareladas e com uma fonte em tamanho médio, ideal para uma leitura rápida e fluida. Os capítulos são curtos e você não percebe quando a história passa. 

Eu não achei a história ruim e nem o desenvolvimento dos personagens, mas eu esperava um pouco mais das minhas expectativas e o fato de acontecer isso comigo, não significa que poderá acontecer o mesmo com você, então eu recomendo a leitura e tire as suas próprias conclusões.

Um caminhão passa por cima dos ossos do meu pescoço e da minha cabeça. As vértebras se rompem, o cérebro estala e vaza. Milhares de lanternas piscam em meus olhos. O mundo se inclina.
Eu vomito. Perco os sentidos.
E ai pessoal, o que acharam? Deixem seus comentários!!! Xero! 

8 comentários

  1. Oi, Diana!
    Esse livro já foi escolhido pelo clube do livro que participo e gerou opiniões diversas.
    Apesar de saber o final, eu ainda espero le-lo esse ano.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  2. Ótimo resenha para postar no dia de hoje. Bate diretinho!! haha Li bastante coisa positiva sobre ele também, acho que é isso que faz a gente estranhar quando não é o que esperamos.

    Beijos, Thay.
    http://www.leitoranamoda.com

    ResponderExcluir
  3. Acho que por isso é legal sempre ir com baixas expectativas. Já me decepcionei várias vezes por causa disso e agora nunca elevo muito as expectativas, haha :))
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  4. Esse livro estava na minha lista de leituras, mas assumo que meio que desisti dele. Sua resenha está ótima, não me entenda a mal, mas eu simplesmente não teria estômago para suportar a família que ele descreve... Parece, para mim, que todos iriam me dar nos nervos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Diana, tudo bem?
    Eu ainda não li esse livro não, mas ouvi falarem bem também, é terrível quando temos expectativa maior do que éa realidade da leitura, mas que bom que pelo menos não decepcionou e chegou a ser uma leitura proveitosa.
    Ainda to curiosa com o final kkkkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Muito chato quando criamos muitas expectativas e a história não alcança. Vejo sempre bons comentários sobre esse livro, mesmo assim não fiquei com vontade de ler.
    O bom que você não perdeu seu tempo lendo e mesmo assim, foi uma leitura prazerosa.
    Bom quando uma história quer passar algo para o leitor, amoooo!
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Dih! Eu fiquei curiosa para conhecer a história. Parece ser uma família um tanto problemática, mas que guardam segredos interessantes. A premissa me chamou bastante atenção evai entrar na fila rs Parabéns pelas sua resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá, sua resenha ficou muito boa...já faz tempo que eu quero ler esse livro, pois tenho muita curiosidade sobre o enredo. Pena que tenho algumas prioridades na minha infinita lista de leituras e tenha que adiar essa. Espero que suas próximas leituras atendam todas suas expectativas.

    Abraços

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!