Resenha #240 - Despertar: A Bandeja - Lycia Barros


Título: Despertar: A Bandeja
Autora: Lycia Barros
Editora: Arqueiro
Páginas: 240
Ano: 2014

**Resenha por S.M.**


Olá, pessoal. Tudo bem com vocês?
Hoje venho trazer minhas impressões sobre o livro: Despertar: A bandeja, da autora nacional, Lycia Barros. 

Confesso a vocês que já comprei esse livro fazia uns meses, porém após ler, me arrependo amargamente de não tê-lo feito antes, pois foi uma agradável leitura. Sim, quem pensa que se trata de um livro de autoajuda está enganado, mais uma coisa digo: me fez refletir muito sobre o perdão sobre, os caminhos que muitas vezes achamos que é o certo e depois acabamos por perceber o quão enganados estávamos, sobre o valor da amizade e do verdadeiro amor. 

Bom, vamos ao que interessa?

Angelina é uma jovem que acaba de completar seus 18 anos e está indo para a faculdade dos seus sonhos: Literatura. Moradora de Petrópolis, a jovem terá que se mudar para o Rio de Janeiro, pois conseguiu passar em uma universidade publica. Angelina é a única menina da família, e sempre fora acostumada a ter tudo em mãos, desde que obedecesse aos pais e fizesse por onde receber as recompensas, o que para a garota não fora nada difícil até então. 

Após muitas lágrimas e recomendações, seu pai a deixa na república da faculdade, onde a jovem irá morar com uma garota que mal conhece: Michele. Essa por sua vez é o oposto de Angelina. Muito bagunceira, beberrona, descompensada de tudo. Mas, não se engane, essa garota irá ser um ponto firme na vida de Angel. Como pode isso? Às vezes, nem tudo que é errado pode ser tão certo e vice-versa. 

Logo em seu primeiro dia como aluna, Angelina esbarra num homem lindo e maravilhoso assim que sai do toalete, espalhando suas coisas para todos os lados. A garota se vê deslumbrada por tanta beleza. 

Seu nome? Alderico, mais conhecido como Rico. Sem saber quem ele era, a garota sai reclamando de tudo para ele, inclusive da falta de compromisso dos professores, que a essa altura já haviam faltado bastante para o primeiro dia de aula. 

Rico a leva até a sala onde ela terá a próxima aula: 

- Como é mesmo seu nome?
- Angelina. -Esse é só seu primeiro dia. Realmente alguns professores são assim, mas não são todos, você vai ver.
- Bem, Vamos ver o que me espera. Tomara que não seja mais um idiota querendo que todo mundo se apresente de novo.

Ai, ai. Ela mal sabia com quem estava falando. 

Rico entrou na sala e se posicionou onde? Na mesa do professor. A garota quase teve uma sincope quando percebeu onde o cara estava. A princípio ela achou que fosse um veterano ali para passar um trote nos calouros, mais não era. E a partir daquela aula a sua vida mudou da água para o vinho. 

O professor deu sua aula mais não tirava os olhos da garota. Para ela o que um homem como aquele podia ser? Um modelo internacional? Sim, mas nunca um professor universitário. 



Ao longo da semana, Angelina começou a ter fantasias sobre Rico. A amizade dos dois foi se transformando em algo mais sólido e em determinado momento, a garota se viu apaixonadamente perdida pelo seu professor. Até aqui, tudo bem. Mas, o mundo de Angelina se torna apenas, Rico. A garota esquece seus princípios, os ensinamentos que aprendeu desde criança, sua família, abandona seus amigos por esse homem que já tem seus 27 anos. Ele se torna o centro de suas atenções. A monopoliza de todos os lados. 

Eu particularmente não me importo com idade, mas vejam só: uma garota nova, que nunca namorou antes, encontrar um deus grego perdido assim, dando mole pra ela, alguma coisa tem de errado. Mas ,a paixão cega qualquer um. 

Angelina passa a ver o mundo apenas sob o prisma de Rico, respira e vive o seu professor. Nem aos fins de semana quer ir à casa de seus pais. Em determinado momento, a garota se entrega de corpo e alma ao bonitão. Para ela, tudo estava perfeito. E mesmo tendo pontos escuros, a garota não enxerga nada além do homem lindo que está ao seu lado. 

O fim do semestre chega, Rico terá que ir para a Alemanha visitar os pais. A garota quase morre de tristeza, pois apesar de combinarem se falar todos os dias pelo Skipe, Rico nunca deu nem sinal de fumaça. 

Numa das Noites em que estava desanimada, sua mãe convida Michele para ir à sua casa.  Lembram-se dela? Pois bem. É Michele que a informa sobre Rico ter uma noiva. Pronto. Basta isso para o mundo da garota desabar de vez. Como assim? Noiva? Mais eles não estavam o tempo todo juntos? 

Lembram-se daqueles pontos escuros dos quais falei? Então. Eles apareceram e se acenderam. 

Entre idas e vindas, chega o momento em que ela terá de lidar com Rico. Esse por sua vez, pede perdão, diz que a ama e conta tudo, Angelina cai novamente em seus braços. Só que agora o relacionamento está mais tumultuado, e a garota sabe lá no fundo que isso está fadado ao fracasso, mas não quer aceitar que os ensinamentos que teve com seus pais já estão martelando em sua mente e gritando: perigo. Durante seu relacionamento com Rico, a garota tem vários sonhos, onde sete homens estão com bandejas nas mãos e cada um deles oferece algo à ela. 



Angelina começa a ficar incomodada com esses sonhos e sabe que está fora da Doutrina em  que fora criada. Sua vida é Rico, mais em contrapartida, esqueceu-se de Deus, sua família e seus amigos. Será que um amor que te suga até a alma é realmente a alegria que pensamos ter? Será que podemos nos contentar com apenas momentos de felicidade que logo se tornam tristezas? Pois bem, Rico a decepciona de várias maneiras possíveis e inimagináveis,  mais será através dessas decepções que a garota amadurece. Apesar de sofrer muito, aos poucos Angelina percebe-se mais forte. Não porque do nada ela se torna uma mulher de verdade, mas porque  haverá vários  amigos em seu caminho que a ajudará a enfrentar suas tormentas, principalmente Michele.  E com esses amigos ela descobrirá o verdadeiro amor. Aquele que não pede nada em troca, simplesmente ama. O amor caridoso e capaz de tirar todo o sofrimento de seu coração. 

Haverá dias em que a jovem se verá perdida, mais será esse verdadeiro amor que a trará para a luz, para o caminho certo. Confesso que torci muito pelo casal, mais isso durou pouco. Como pode o amor ser sofredor? Não pode. 

Amor significa doação. Não uma coisa doentia. 

Rico também tem suas mudanças com o passar do tempo, mas será que ainda terá o amor de Angelina? 

Será que ainda vão ficar juntos? Sim, de certa forma sim. Ele se mostra arrependido e que a ama verdadeiramente, mas tudo tem seu preço. E ele terá de pagar. 

Bom, deem uma chance à leitura do livro. Lycia Barros tem uma escrita fluida, em que o leitor se vê envolvido de maneira única na leitura e no enredo da história. 

Só posso dar meus parabéns para a autora e Dizer: para essa história dou 5 estrelas. 

A fonte usada é bem nítida, as folhas são amarelas e isso torna a leitura bem agradável. Isso para mim vale muitos pontos. Não gosto de letras miúdas, pois tona a leitura bem cansativa. 

Bom, espero que gostem da resenha e ainda mais da história. 

Beijos e até a próxima. 

S. M.


6 comentários

  1. Oie, li esse livro em e-book ainda e te confesso que não gosto muito dele, acho um livro bem previsivel. Mas por outro lado Lycia cresceu muito na escrita.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Oi Diana!
    Adorei a capa do livro e a história me deu água na boca! Adoro romances desse tipo, fico realmente querendo saber o que acontece com os personagens e se a mocinha perdoa o "príncipe encantado", mesmo depois de um tempo sem ele entrar em contato.
    Uma história boa para entrar na minha lista de leitura. Valeu a dica!
    Beijos.

    Karla Samira
    www.pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ola Daiana lindona amei o livro falar sobre perdão adoro esse tema, sempre deixa uma leveza na leitura, gostei da premissa do livro e o tema abordado der amores em excesso e muito centralizado, fiquei curiosa com a escrita da autora, já li muitos elogios a seus livros, sua resenha me encantou. Dica mais que anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  4. Oie tudo bem, confesso que não tinha me interessado nesse livro, li algumas resenhas bem positivas, mas faltou empolgação na leitura. Gostei da resenha que aponta pontos importantes sobre ele, o que pode levar a ler em uma oportunidade. A capa é fofa! Bjkas

    ResponderExcluir
  5. oi, tudo bem?
    Sempre vejo resenhas positivas sobre esse livro, mas até hoje não animei de ler. Mas gosto de histórias que falam sobre perdão. E é mesmo uma delícia um livro nos surpreender positivamente e superar nossas expectativas
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá

    Eu tenho vontade de ler outro livro da autora, esse eu não conhecia, gostei da premissa, livros assim são previsíveis,mas o importante é a forma que a autora vai conduzir a história e nesse caso pela resenha ela fez muito bem,vou colocar na minha lista.

    Bjss

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!