Resenha #239 - Halo - Alexandra Adornetto

Livro adquirido pela resenhista
Título: Halo
Autora: Alexandra Adornetto
Trilogia: Halo - vol. 1

Editora: Agir
Páginas: 468
Formato: Livro
Classificação: 4.5

Esse livro faz parte da Maratona Literária 2016 Minhas Escrituras de março: ler ou reler uma trilogia.

Antes de mais nada preciso dizer... Não sou fã de romances, leio apesar de não me sentir envolvida. Entretanto, porém, todavia, não foi isso que aconteceu, mergulhei nessa história, ri, me emocionei e chorei enquanto lia cada página, não imagina que eu pudesse gostar tanto dessa leitura e torço para que os próximos possam ser iguais ou melhores do que esse.

Gabriel, Ivy e Bethany são seres divinos que vieram a Terra, mais precisamente para Venus Cove, com uma missão: ajudar as pessoas a reencontrarem a fé, a irmandade, o respeito e amor ao próximo. Esses irmãos são anjos disfarçados de humanos, enquanto Gabriel (o mais velho) será o professor de música a Bethany (a caçula) irá ser aluna na mesma escola em que Gabe dará aula. Já Ivy irá auxiliar a comunidade como pode para que eles possam tocar os corações residentes dessa pequena cidade.

Gabriel e Ivy são experientes, fortes e distantes da humanidade, já Bethany é o extremo oposto, essa será sua primeira vinda a Terra, seu corpo é frágil como o de um humano e sua alma sempre esteve muito próxima da humanidade, sentindo tudo com uma intensidade típica dos seres humanos, agora ela terá de passar por inúmeras experiências na pele humana, e esse é o maior medo de seus irmãos, pois eles sabem que no fundo ela é o anjo que tem o coração e a alma mais parecida com a de um humano e talvez ela possa colocar tudo a perder.

Acontece, que eles estavam certos, essa proximidade não fez nada bem para ela, pois agora ela está irremediavelmente apaixonada por um humano, algo que já é proibido aos anjos. Será que ela colocará tudo a perder por uma paixonite aguda? Ou será que isso já fazia parte da sua missão, se apaixonar e sofrer por amor?
A trilogia: Halo (vol.1), Hades (vol.2) e Heaven (vol.3)

Essa história não é apenas um simples romance, ela nos faz pensar sobre nossas atitudes e motivações, será que fazer o que é certo pelo motivo errado é melhor do que não fazer nada?

Uma das palavras mais frustrantes da linguagem humana, até onde sei, é amor. Tanto significado atribuído a essa única palavrinha... As pessoas falam nela livremente e a todo tempo, usando-a para descrever seu apego a bens materiais, bichos de estimação, destino de férias e comidas preferidas. Às vezes, numa mesma frase, empregam essa palavra também para a pessoa que consideram mais importante em suas vidas. Isso não é absurdo? Não deveria haver outro termo para descrever uma emoção tão profunda? [...] mas eu achava espantoso como os humanos podiam permitir que outra pessoa de apoderasse de seu coração e sua mente. Era irônico como o amor podei despertá-los para os milagres do Universo e, ao mesmo tempo, fazer com que toda a sua atenção se voltasse de um para o outro. 

A leitura é fluída, gostosa e nada monótona, em meio aos momentos de tensão temos descargas de comédia simples e ainda um romance a moda antiga em uma realidade no qual o amor e o sexo são banalizados. Bethany e Xavier são um casal perfeito em meio a suas imperfeições, o encontro de suas almas é especial e o leitor consegue perceber a veracidade e intensidade dos sentimentos de cada um.

Sacudi meus pensamentos. Não foi por isso que eu fora enviada à Terra. Prometi a mim mesma que, daquele dia em diante, não pensaria mais em Xavier. Se eu o visse por acaso, o ignoraria. Se ele tentasse falar comigo, daria respostas superficiais e me afastaria. Resumindo: eu não permitiria que ele tivesse qualquer efeito sobre mim.

Nem preciso dizer que o plano foi um completo fracasso. 

Apesar do romance há um suspense quando as forças das Trevas começam a se mexer e a tensão aumenta na trama. As descrições são detalhadas, mas apesar de minha ânsia para seguir na leitura não foi torturante passar por elas, tirando claro, nas páginas finais, aí qualquer descrição era sufocante devido a necessidade de saber o que vinha a seguir.

O Céu não era fácil de descrever. Vez ou outra, alguns humanos captam um vislumbre dele no recôndito dos seus inconscientes e se pergunta rapidamente o que aquilo significa. Tente imaginar uma vastidão branca, uma cidade invisível, sem nada material à vista, mas ainda assim, a cena mais bela que poderia imaginar. Um céu como feito de ouro líquido e quartzo rosa, uma sensação de força, de leveza, aparentemente vazio, mas mais majestoso do que o palácio mais imponente da Terra. Isso é o melhor que consigo fazer quando tento descrever algo tão inefável quanto meu antigo lar. 

As páginas são finas e amareladas com letras de tamanho médio e com pouco espaçamento entre as linhas, o que causa um pouco de desconforto ao ler em movimento. Não encontrei erros, o que me deixou surpresa e a capa produziu um fascínio em mim que às vezes fico olhando para ela e relembrando a história, essa capa representa muito bem o romance do casal.

Para quem recomendo? Para quem curte literatura infanto-juvenil, anjos, relações humanas e romance

Não recomendo para: quem não goste de literatura estrangeira, demônios e perdas.




12 comentários

  1. Quando vi o título eu pensei que seria uma resenha sobre o livro daquele jogo chamado Halo hahah Tenho um amigo que adora, aí fiquei com isso na cabeça, rs.

    Mago e Vidro
    | Sorteio DamnedGirls | NOVE livros pra você!

    ResponderExcluir
  2. Li essa trilogia a bastante tempo...
    Achei o enredo muito bom, uma história de fantasia com romance entre anjos e humanos.. Vou confessar que sou meio esquecida e não lembro 100% da história, mas o pouco que lembra já me faz ter um carinho grande por ela.. rsrs

    ResponderExcluir
  3. Oiee ^^
    Mesmo não gostando muito de histórias sobrenaturais, decidi dar uma chance para essa trilogia, e até que gostei bastante desse primeiro volume, mas não me animei para ler os outros, então desisti *-* Ri e me emocionei um pouco com "Halo", assim como você, mas o início do segundo livro não me prendeu :/

    ResponderExcluir
  4. Olá flor, adorei sua resenha, parabéns! Quero muito ler essa série, pois a temática muito me atrai. Comprei já faz algum tempo e preciso começar logo.

    Super beijo

    ResponderExcluir
  5. Eu vi a capa da trilogia (que é linda alás) em vitrines e prateleiras, mas é a primeira resenha sobre o livro que leio. Nunca me interessei em ler, justamente por saber que era mais um romance envolvendo anjos, e tb por não ser muito fã de romance. Mas lendo seu texto e estes trechinhos que você escolheu... Sinto que saí perdendo! :(
    bjin!

    ResponderExcluir
  6. Oi Ninah! Sempre vejo essas capas por aí nas redes sociais, mas nunca havia me interessado. É pq não sou muito chegada a essa história de anjos e demônios haha. O único que li nesse tema não me agradou tanto. Me dizem pra ler Fallen ou Hush Hush, e fico meio que com pé atrás. Esse Halo me pareceu ser leve, divertido... uma boa indicação mesmo. Recomenda para quem quer começar a gostar desse tema? Haha olha la, quem sabe começo por ele. Beijos da Sa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabrina, tudo bem? Primeiramente, obrigada pelo comentário e sinceramente não sei esse seria o mais indicado, depende muito do estilo que você curte. Anjos e Demônios são um tema muito complexo e dificil de se começar, então comece por sua zona de conforto e quando estiver se sentindo bem parta para outros títulos Ex. se você gosta de romance indico "Halo" e "Beijada por um anjo", ambos tem muito romance e mistério, sendo que o último possui alguns momentos mais apavorantes que o 1°. Agora se você curte mais ação, mistério e suspense já indicaria "Instrumentos Mortais" da Cassandra Clare.

      Espero ter ajudado, um abraço
      Ninah Leal

      Excluir
  7. Oi Ninah! A capa é linda! Já li esse livro é achei a história bem doce. Fiquei bastante encantada com a ternura entre o casal...Um bom livro, beijo

    ResponderExcluir
  8. Oi Ninah!
    Eu tenho certo pé atrás com histórias com anjos, os dois livros que peguei com essas temática não consegui nem terminar, eram ruins de doer a alma...
    Mas fico feliz que esse tenha não só te surpreendido como te grito sorrir e chorar.
    Quem sabe mais pra frente tento ler de novo.
    Beijocas.

    ResponderExcluir
  9. Oiie, se fosse outro dia eu dispensaria o livro, mas a sua resenha me deixou com uma vontade imensa de ler rs. Vou adiciona-lo aos desejados e ler assim que possível.
    Parabéns pela resenha, eu amei os trechos escolhidos.

    ResponderExcluir
  10. Ninah!!!
    Esse livro está no meu kindle há um bom tempo!! Comprei pela capa, mas com as responsabilidades ele acabou ficando de lado!
    Essa é a primeira resenha que leio dele, e meu deus, perdi tempo demais hahhahahahha amei a resenha, preciso ler ele para ontem!

    Beijokas

    ResponderExcluir
  11. Oie!

    Já vi essa trilogia pela net, mas nunca tive oportunidade de lê-la e acabou caindo no esquecimento, até agora. E apesar de ter visto "a cara" dele por aí, nunca tinha lido nenhuma resenha. Amei a sua, e me deixou bastante curiosa para conhecer a história esses irmãos e saber se ela vai resistir a paixão pleo humano. Já vou caçar o livro para adquirir. rs

    Beijos!

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!