Resenha #226 - Yasmim - Helena Solon


Resenha: Yasmin
Autora: Helena Solon
Formato do livro: E-book
Editora: Tribo das Letras. 
Ano: 2014
Páginas: 253


**Resenha por S. M.**



Olá, pessoal. Como vocês estão? Espero que bem. 

Hoje venho trazer para vocês a resenha de um livro digital que, já havia comprado há mais de um ano e meio. Não havia tido tempo para lê-lo. Resolvi ler ontem (talvez quando a resenha sair, não seja mais ontem rs) e trago minhas impressões, que para dizer a verdade, não estão beeeeeem digeridas ainda. 

Não costumo deixar livros pela metade, mais confesso que esse eu tive vontade de fazer isso, mas perseverei e li. 

Bom, Yasmin é uma mulher de 26 anos que, sofre um acidente e acaba perdendo a memória. Ao acordar após 15 dias em coma, a bela morena descobre que não lembra de nada e ninguém. Seu médico, Dr. Brayan, isso mesmo, BRAYAN, garante à ela que tudo voltará ao normal rapidamente, porém os dias vão  se passando e nada da memória de Yasmin voltar. 

Brayan vai à delegacia e após alguns dias, os familiares da mulher a encontram e ela não os reconhece, mas não sei nem dizer como, Yasmin sente repulsa por seu noivo Igor e o maltrata bastante. Sim, a pessoa tem  gênio forte, mimada ao extremo. Mesmo sem lembrar, olha que estranho!!!! Vai ver é o sexto sentido feminino. Vai saber. 

Enfim...

Nos poucos dias em que conhece Dr. Brayan, a bela morena acaba se apaixonando por ele. Mas esse lance não irá durar por muito tempo, uma vez que, já está  fora do hospital e morando com seus pais, Yasmin descobre que o doutor a traiu. ela não o perdoa e parte pra outro assim, rapidinho.

 Isso porque estava apaixonada. 

Vamos lá. 

Nesse interim, Yasmin conhece Marcus, um belo homem com seus 33 anos. Além de arquiteto, o belo ainda é modelo. E assim, logo de cara a convida para sair. Tipo: ontem ela estava apaixonada por Brayan e hoje, já está de olho em Marcus. Pra mim não dá. Além de ser uma história repleta de mímimis e blá-blá-blás, esse vai e vem de homens me deixa confusa. Fora que a autora coloca muitos detalhes, que em minha opinião, são desnecessários para o desenrolar da trama. 

Então... Yasmin acaba se apaixonando por Marcus e tem uma relação estranha com o arquiteto, tipo: ela não tem vida sexual com ele, mais morre de ciúmes até que ele pose para fotos. É uma enrolação danada esses dois. 

Um belo dia ela o questiona como  se alivia sexualmente e o que ele responde me deixa indignada: 

Saio pelo menos duas vezes na semana com garotas para me aliviar. 

PQP!! Eu afogava o danado na pia da cozinha. Meu namorado saindo com outras?

#SQN

Então... do nada ela resolve que vai ter vida sexual com ele. Até aí, beleza, mas adivinhem? Ela leva outro par de chifres!!! Uiiii. E faz o quê?

Resolve terminar mesmo o amando. Aí, adivinhem de novo?

>

>

>

Encontra outro homem!!! Dessa vez o nome do belo é Alessandro. Um juiz que já a convida pra sair assim de cara. Tudo a mesma coisa. 

Posso dizer algo? Vou dar 2 estrelas para essa história, pois esperava algo que me cativasse, há muitos detalhes desnecessários como por exemplo: fui ao shopping e passei na loja, comprei abajur porque blá-blá-blá e tal. É quase como se fosse um diário e acabou tornando a narrativa cansativa. 

As coisas acontecem tão depressa que não sei nomear meus sentimentos em relação ao livro, só sei que esperava mais. A trama  não me prendeu e quase parei de ler. 

Na boa? Sou fã de autores nacionais, mas tem histórias que não vão. Não dão liga. E eu gosto de me envolver com os personagens. Yasmin tem 26, mas é tão malcriada que parece ter 15. 

A capa é bem bonita, mas se fosse impresso o livro, não o compraria, pois passa a impressão de ser uma história delicada, o que não é o caso. (pelo menos a capa que eu tenho em E-book). 

Yasmin é nome de flor, só que essa daqui pode se considerar um espinho. Eita mulher mal educada. Não gosto de muito blá-blá-blá e mimimis, vocês sabem, né?

Não aguento que fiquem dizendo: meu bem, querida, meu amor, minha isso, minha aquilo. Há momentos e personagens para isso. Mas poxaaaaaaa!!!! Todo eles a chamam de querida, meu bem, meu amor. Já nem sabia quem era quem. 

A autora que me perdoe. Talvez eu possa até gostar de outros livros dela, mas Yasmin não foi uma narrativa legal. Ah, e a memória da flor, ops... Yasmin? Bom, não vou dar spoilers aqui. Só sei que rola tanta coisa que a memória da mulher fica em terceiro plano. E no meu ponto de vista, a autora deveria ter explorado mais esse detalhe como também há um mistério girando em torno do tal ex-noivo, Igor. 

Confesso que logo no início já havia suspeitado de algo, mas a autora não explorou tanto esse assunto, o que me fez pensar: esse livro fala de romance, certo? Só que fala mais é de idas e vindas do que qualquer outra coisa. 

Isso deixou a leitura bem cansativa. 

E é isso. 

Bom pessoal, espero que gostem da resenha e saibam que esse é o "meu" ponto de vista. Talvez vocês possam ler e gostar. Não sei. Cada um sabe do seu senso crítico. 

Beijos e até a próxima.

S. M.


17 comentários

  1. Oi, Diana!
    Gente, que história hein... Logo naquele quote do cara lá , eu tinha largado sem medo de ser feliz.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mulher de Deus!!! Eu afogaria ele sem medo de ser presa. Kkkk.

      Excluir
  2. Não conhecia esse livro mas segundo sua opinião ele me pareceu superficial e com uma protagonista volúvel e vazia. E como vc destacou a questão da perda da memória ficou quase esquecida e me parece que a personagem começou a viver guiada pelos instintos sem se preocupar em se redescobrir. Enfim não gostei do enredo, mas gostei de saber sua opinião ok!!!numa pena quando nos dedicamos para ler algo que não funciona.
    Desejo boa sorte nas próximas leituras!!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me sinto frustrada quando a leitura não flui. Me sinto cansada e me faltam palavras. Bj

      Excluir
    2. Obrigada. Acho que ainda estou em ressaca. Credo.

      Excluir
  3. ola Diana lindona confesso que protagonistas mimadas me irritam demais, lendo dua resenha so reforçou que não devo ler , pois vou me irritar muito com as atitudes da mocinha. Dessa vez vou deixar passar a dica. beijos


    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  4. Oieee
    Nooossa! !! Que livro doido é esse... kkkkkk
    Tá certo que "a gente" procura romance nos livros, mas assim, tão superficial, já é demais né? Nossa!! Não é pra mim não! !! Kkkkk
    Achei muito sem nexo... e acabei me desinteressando.
    Eu também adoro ler autores nacionais, mas esse livro, vou pular.
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe sua opinião pode ser outra? Rsrsrs. Bj

      Excluir
    2. Ok. Eu pularia se lesse a resenha dele antes. Bj

      Excluir
  5. Oi Dih, lendo a sua resenha fiquei imaginando vc lendo e ter que aturar essas reviravoltas malucas que o livro tem, ele não me agradou. Já li muitos livros em que a pessoa perde a memória depois do acidente e nem por isso saiu por ai se relacionando com um monte de gente. Mas vai entender o que a autora achou ao escrever isso kkkk. Adorei a sinceridade da resenha. Bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querida. Se gosto, eu digo. Se não gosto, digo também. Rsrs .

      Excluir
    2. Pois é, menina. Mais quem sabe você leia e goste? Foi uma opinião sincera, mai cada um tem seu gosto, né? Beijos.

      Excluir
  6. Oiee, tudo bem?

    Pena que o livro não funcionou para você. Não conhecia a obra e nem a autora, então eu não leria. Mas é assim mesmo, não conseguimos gostar de tudo, né? Pena que o livro é confuso.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  7. Diana, vem cá, me dá um abraço!!! Tô juntinho contigo nesse time das pessoas que não gostaram do livro! Hahahaha Eu sequer terminei... Você é na verdade uma guerreira por ter terminado! XD
    Beijo!

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!