Resenha #218 - Deuses Americanos - Neil Gaiman

Olá, pessoal. Tudo bem com vocês? Espero que sim.

Título: Deuses Americanos
Título Original: American Gods
Autor: Neil Gaiman
Editora: Conrad 
Páginas: 447
Classificação: 5.0
Livro adquirido pela resenhista

Sinopse: 
Deuses Americanos, o melhor e mais ambicioso romance de Neil Gaiman, é uma viagem assustadora, estranha e alucinógena que envolve um profundo exame do espírito americano. Gaiman ataca desde a violenta investida da era da informação até o significado da morte, mantendo seu estilo picante de enredo e a narrativa perspicaz adotados desde Sandman. Neil Gaiman oferece uma perspectiva de fora para dentro - e, ao mesmo tempo, de dentro para fora - da alma e espiritualidade dos Estados Unidos e do povo americano: suas obsessões por dinheiro e poder, a miscigenada herança religiosa e suas consequências sociais, e as decisões milenares que eles enfrentam sobre o que é real e o que não é.

Trecho contido na contra capa do livro:
"Shadow estava em um lugar escuro, e a coisa que olhava para ele tinha uma cabeça de búfalo, fedida e peluda, com enormes olhos úmidos. O corpo da criatura era de homem, oleoso e pegajoso.
— Mudanças estão vindo por aí - disse o búfalo, sem mover os lábios. — Há certas decisões que precisarão ser tomadas.
Chamas ardiam nas paredes úmidas da caverna. [...]
— Acredite - disse a voz ribombante. — Se você sobreviver, precisa acreditar.
— Acreditar em quê? - perguntou Shadow. — Em que devo acreditar? [...]
Em tudo - rugiu o homem-búfalo."

Shadow é um rapaz que está cumprindo sua pena na prisão quando tem um sonho completamente absurdo com um ser bizarro que lhe dirá coisas sem o menor sentido. Assim, sua vida começa a mudar da água para o vinho.

Notícias trágicas, um emprego suspeito, pessoas querendo usá-lo como garoto de recados, pessoas estranhas querendo encontrá-lo e trazê-lo para o seu lado, tudo pode e vai acontecer nessa nova fase de sua vida, incluindo reencontros nada esperados ou encantadores.

Os imigrantes chegam aos Estados Unidos e trazem eles suas próprias crenças e deuses. Contudo, os anos foram passando e seus descendentes foram se esquecendo de sua cultura, de seus ritos e, principalmente, de seus deuses.

E do quê então sobrevive um deus se não de orações e oferendas? Bem, agora imagine o que acontece com os deuses que não tem mais o "pão nosso de cada dia". Imagine o quão humilhante é se ver quase mendigando por aí em uma terra distante de seu povo depois de ter sido vangloriado e amado por tanto tempo. Imagine como é se sentir esquecido e até ridicularizado. Imagine que novos deuses tenham a atenção dos mortais enquanto você míngua à deriva. Então só neste momento é que  você deve ter uma vaga noção do que os deuses americanos estão sentindo. E o que você faria, até onde iria para sobreviver ou até mesmo reconquistar seu posto?

Demorei muito para conseguir terminar de ler esse livro, muito mesmo! E não é porque a história não é boa ou a escrita é ruim, é o extremo oposto disso. Então por que cargas d'água eu demorei? Não sei explicar, a 5 páginas lidas parecia que eu tinha lido 20 de tanta informação que continham. Essa foi uma experiência nova para mim, ficar quase 3 meses lendo um livro que eu estava AMANDO! E foi uma dor gigantesca quando ele infelizmente terminou, eu poderia continuar indefinidamente vivenciando essa história; Gaiman conseguiu me conquistar de uma forma completa e absoluta e já se tornou o meu autor internacional preferido, superando até a P.C. Cast - e olha que eu nunca me imaginei falando isso!


A história tem uma mistura de elementos tão grande e super bem equilibrados como eu nunca vi! Tem suspense, terror, drama, comédia, reflexões que nos fazem pensar, mitologia de peso e mesmo assim é trazida de uma forma tão suave e natural que chega a encantar. Tem também sexo, mas não é uma leitura hot, não tem nada a ver com qualquer literatura erótica que você já conheceu! Ele traz cenas nas quais o ato acontece, mas são escassas e muito bem trabalhadas, com um linguajar que fica no liminar entre infantil ao indecente, e não chulo ou extremamente vulgar.
Sem indivíduos, enxergamos apenas números: mil mortos, cem mil mortos, "o número de vítimas pode chegar a um milhão". Com histórias individuais, as estatísticas se transformam em pessoas - mas até isso é mentira, porque as pessoas continuam a sofrer em números que, por si só, são entorpecentes e sem sentido. Olhe, veja a barriga inchada do menino e as moscas que andam no canto dos olhos dele, seus membros esqueléticos: vai ajudar se você souber seu nome, idade, sonhos e medos? Se enxergá-lo por dentro? E, se ajudar, será que não estaremos prestando um desserviço à irmã dele, que está ali ao lado, estirada na poeira abrasadora, uma caricatura distorcida e inchada de uma criança humana? E daí, se lamentarmos por essas duas crianças, será que elas agora passarão a ser mais importantes para nós do que as milhares de outras crianças atingidas pela mesma fome, milhares de outras vidas jovens e contorcidas que logo se transformarão em alimento para as moscas?
A capa está bacana, as páginas são finas e brancas, a fonte é de tamanho médio e não há muito espaço entre uma linha e outra, o que dificulta um pouquinho a leitura. E por incrível que pareça tenho que elogiar a contra capa e a sinopse! Elas estão perfeitas!!! Para começar: não tem spoilers, contando sobre a história e ao mesmo tempo não falando nada, nos deixando curiosos e instigados a saber o real significado do trecho escolhido.


Infelizmente, encontrei alguns erros de digitação e tradução/adaptação: algumas frases ficaram bem esquisitas ou com as palavras certas, mas nos lugares errados. Dá vontade de chorar quando vejo uma história tão maravilhosa contendo tantos erros e coisas estranhas na versão brasileira, esse é um livro que faço questão de ter o original, pois a edição brasileira deixa a desejar.

Achei o máximo um aviso que o autor colocou antes do sumário, e foi lendo essa página que tive a certeza que esse autor ficaria gravado em minha memória eternamente. Por isso, separei um trecho para vocês:
Não foi pedida nem dada permissão para usar os lugares verdadeiros que aparecem nesta história. Eu espero que os donos da Cidade de Pedra, da Casa na Pedra e os caçadores que são donos do hotel, no centro dos Estados Unidos, fiquem tão perplexos quanto qualquer outra pessoa ao encontrar suas propriedades aqui.
[...]
Fora isso, nem é preciso dizer que todas as personagens, vivas, mortas ou mortas-vivas, utilizadas nesta história são fictícias ou foram usadas em um contexto fictício. Só os deuses são reais.
Outra coisa muito interessante são as histórias paralelas que nos mostram a vinda dos imigrantes e seus deuses para a América; com elas você terá uma visão mais ampla do que aconteceu e o quanto esses seres eram amados e temidos por seus povos e o quanto eles ajudaram ou foram gentis com quem os adorava com verdadeira fé.

Apesar das críticas negativas que encontrei relativas a algumas "perguntas que ficaram sem respostas" ou com relação a "personagens rasos" tenho algumas considerações a fazer:

  • Esse não é um livro a se ler de qualquer maneira ou com pressa, leituras dinâmicas ou do gênero são completamente infrutíferas. Se esse é seu propósito, nem leia a obra;
  • Não se engane: as respostas estão nas entrelinhas, por isso se você não ler com cuidado e atenção não irá "achá-las". Leia, pense e repense. Estão todas lá;
  • Uma vez que a história é contada a partir da visão de Shadow, você ficará perdido tanto quanto ele e mais uma vez digo: volte e releia. As respostas estão lá, escondidas, e essa foi a parte mais gostosa da leitura;
  • Não se trata de ser ou não"inteligente" para entender e apreciar essa obra, conforme constatei em algumas resenhas. Trata-se, sim, de entender o texto de forma completa;
  • É um livro denso, com muita informação textual, e às vezes você poderá achá-lo cansativo, ou se sentir esgotado(a). Contudo, caso não consiga absorver o conteúdo no mesmo ritmo da leitura, não desanime, pois vale a pena - MUITO a pena!
Neil Gaiman e uma das capas de Deuses Americanos
Neil Gaiman atua em diversas áreas, sendo reconhecido por sua aclamada HQ Sandman e também pela obra Coraline. Ainda escreve e é co-autor de diversos livros, somando 37 títulos publicados, além de 36 HQs, 5 filmes, 6 participações na televisão (como Doctor Who: Nightmare in SilverDoctor Who: The Doctor's Wife) e 2 peças de teatro. É pouco?

Recomendo para quem goste de: HQ, dramas, comédias, reflexões, culturas pagãs e deuses.

Não recomendo para quem não goste de: histórias bem complexas, de terror ou suspense.

Pessoal, gostaram? Deixem seus comentários, se já leram essa obra e o que acharam dele, etc.



33 comentários

  1. Oi Ninah!

    Nunca li nenhum livro do autor, mas todas as resenhas que leio de seus livros, falam super bem.

    Adorei conhecer mais este livro e claro que vou adicioná-lo na minha lista de desejados!
    Ótima resenha!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nina! Gostei da resenha. Já vi esse livro em promoções e sempre tive curiosidade, ainda mais por ser do Neil mas também sei como é sua escrita e ficava um pouco receosa. Três meses para a leitura não é pouca coisa rs Eu não gosto de ficar muito tempo em um livro apenas, mas infelizmente alguns exigem isso do leitor para acabar não abandonando ou até por questão de costume mesmo.
    De qualquer forma gostei na analise e irei considera-lo mais, mesmo com esse receio.
    Beijos
    SIL ~ Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Li esses livro já faz alguns anos, foi o primeiro do Neal Gaiman que li e gosto demais desse livro, não sou muito de gostar dos protagonistas, normalmente prefiro os coadjuvantes, mas sou apaixonada pelo Shadow eu acho ele um cara tão na dele, que não quer se meter em problemas, mas os problemas parecem querer se meter com ele. Também gosto demais da mulher dele.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oiiie,

    Ainda não li nada do autor, e pela sua recomendação não vou ler, não leio coisas sobre culturas pagãs, terror. É ruim quando a gente encontra erros, pois no meu caso acaba com a vontade de ler. Três meses :O Não consigo ficar tanto tempo, ou eu termino ou abandono e não leio mais rs Parabéns pela sua resenha.

    Bjs

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  5. Oi....

    Que resenha mais incrível! !!! Parabéns!
    Apesar de não ser um estilo que leio eu gostei bastante da premissa. Original, ousada e diferente.

    Pena os erros né? Chato isso....

    Mas se a leitura é boa dá pra superar...

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi, flor!
    Eu adquiri esse livro logo no primeiro ano do meu blog, mas não pude lê-lo ainda... Não tive tempo. Sua resenha resgatou em mim todo aquele desejo de conhecer Deuses Americanos, sabe? Acho que a obra será uma experiência incrível para mim. Gosto de saber que você estava amando a leitura, mas a fez devagar... degustou de cada informação. Não se deixou ler sem um real contato com o conteúdo lido. Espero fazer uma experiência assim também.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Neil é um clássico para mim.
    Não tive oportunidade de ler este livro ainda, mas gostei muito do que encontrei na sua resenha.
    Realmente não é um livro para todo leitor, foi bom suas dicas de como é denso e exige dedicação. Parabéns pela sinceridade.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  8. Oii, tudo bem?
    Eu nunca tive a oportunidade de ler nada do Neil, mas muitas pessoas falam bem, e fico feliz que o livro tenha sido uma boa leitura, apesar dos erros de revisão. Espero sinceramente ter a oportunidade de o ler algum dia.

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Não conhecia o livro e vou ser sincera, não compraria pela capa rs Não gostei, mas lendo sua resenha fiquei encantada como você detalhou e fechou com aquelas observações.
    É um livro para ser lido com calma, degustando aos poucos e desvendando cada mistério... gostei!!!
    beijos
    Conchego das Letras

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Quero muito ler algum livro do autor, mas esse não me interessou muito.
    Mesmo você tendo gostado tanto do livro o fato de ter passado 3 meses lendo ele me desanimou muito e fiquei com medo de ele ser para mim uma leitura arrastada sabe...

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maiara, tudo bem e com você?

      Eu demorei a ler porque são muitos detalhes, muitas mensagens ou dicas "secretas", é preciso extrair toda a informação, caso contrário, no final você ficará perdida. De forma alguma é uma leitura arrastada, mas para ser feitas aos poucos.

      Abraço

      Excluir
  11. eu sou apaixonada por Gaiman, mas ainda não tive o prazer de ler Deuses americanos... Amo os elementos que ele usa em suas histórias, são universos únicos, e não acho a leitura cansativa...
    bem, não teria hot mesmo na história, porque não é o gênero que o autor escreve...

    pena a edição ter esses errinhos, mas - mesmo assim - pretendo comprar essa edição, porque ler em inglês não rola comigo TT_TT

    ResponderExcluir
  12. Amiga eu sinceramente achei a resenha muito bem escrita
    Gostei muito. Mas eu não sei se leria ele nesse momento de agora sabe?
    Eu até gosto de um livro que trás reflexão e até mesmo dramas e comédias, mas eu acho que não me senti assim atraída pela estória sabe? Não sei. Eu teria que ler os primeiros capitulos pelo menos para ver se me convence, porque as vezes a gente lê uma resenha e tem um ponto de vista e depois acaba que se surpreendendo assim que lê logo as primeiras paginas. Acho que vou ter que fazer isso pra ter certeza, porque nunca li nada desse autor.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/resenha-filha.html

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bem?
    Confesso que pela capa e pela sinopse eu não compraria pois não me chamou tanta atenção... Mas depois de ler sua resenha com toda certeza vou comprar!
    Só não sei se vou ter a sua paciência de ler ele em 3 meses kkk espero não demorar tanto senão vou acabar largando a leitura como fiz com A estrada da noite :(
    Como ele superou a sua autora favorita eu vou dar uma chance de olhos fechados a ele e espero que ele me surpreenda também!
    Muito obrigada pela dica <3

    Beijos :*
    Jess*
    http://www.lovebooks2.com.br

    ResponderExcluir
  14. Eu adoro a escrita do autor, e esse é um livro que eu sempre quis comprar, mas acabava colocando outros no carrinho. Que pena que não comprei afinal, pois sua resenha me deixou extremamente empolgada para conhecer a trama, principalmente por ter mitologia no meio, o que eu amo! Assim que tiver oportunidade irei ler!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  15. Ola Ninha lindona ainda não li nada do autor acredita, leio muito sobre a densidade de sus livros e temas sempre abordados profundamente, dessa vez a premissa desse livro não me chamou a atenção, mesmo com sua ótima resenha, dessa vez vou deixar passar a dica. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  16. Olá querida
    Eu gosto de ler esse tipo de gênero, mas após ler sua resenha eu vou declinar a leitura desse livro, pois você disse ser uma leitura arrastada e não gosto disso.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Olá, Michelle.

      Eu não disse que era uma leitura arrastada, e sim densa. Esse autor não escreve como vemos geralmente: "Olá, sou a deusa indiana X" durante o texto ele vai dando dicas sobre quem realmente é cada personagem e se você não ler com cuidado vai chegar no final e não vai entender muita coisa. Ele toca em alguns pontos que são importantes no final, você ficaria chocada em saber o quão sutil ele pode ser ao dar as respostas sobre o final durante o livro e você nem vai perceber.

      Se você se interessou recomendo ler outras obras do autor como os Filhos de Anansi.

      Excluir
  17. Oiee ^^
    Eu também tenho vontade de chorar quando vejo erros num livro que eu gosto muito *-* E vontade de xingar quem revisou também...haha'
    Ainda não conhecia esse livro, mas li um livro do Neil já, e gostei. Não totalmente, mas gostei. Ver que você amou esse (mesmo tendo demorado para terminar) me deixou curiosa para ler. Fiquei um pouco receosa ao saber que ele é denso, mas vamos que vamos!
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá, eu morro de vontade de ler essa obra do autor, eu já li O oceano no fim do caminho e me apaixonei pela escrita dele, tenho certeza que não irei me decepcionar com outras obras, ainda mais que é bem do jeitinho que eu gosto. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  19. Oiii!

    Ninah, estava mesmo procurando esse livro! Uma amiga minha fez um TCC inspirado nele e eu fiquei super curiosa para a obra.
    Adorei! A resenha ficou muito bem descrita e consegui entender um pouco mais sobre ele e o porque minha amiga o escolheu.

    Espero ler em breve!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Quero muito ler Deuses Americanos, e preciso lhe agradecer por ter destacado a preferência pelo livro na versão original. Agora eu tenho certeza que vou ler em inglês!

    Abraços, Heitor Botti
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br/2016/01/novidades-de-janeiro-josy-stoque.html

    ResponderExcluir
  21. Oiii
    Eu achei a resenha muito bem escrita! Gostei muito do seu ponto de vista. Mas eu não sei se leria ele nesse momento.
    Eu gosto de livros que nos fazem refletir,mas eu não senti atração pela historia.
    Nunca li nada do autor,mas a capa me passou outra impressão, acho que é o costume de ler só livros sobre homens bonitos kkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Olá Ninah,
    Ainda não conhecia essa obra do Neil, mas confesso que não fiquei curiosa em relação à leitura.
    Concordo com você, esse tipo de livro não pode ser lido com muita velocidade, pois torna a leitura infrutífera. Até hoje, li uma obra do autor: Um Oceano no fim do Caminho e achei a leitura bastante densa e complicada.
    Infelizmente, como disse anteriormente, por conta dos pontos negativos e por já conhecer o autor, não sinto curiosidade em relação a esse livro.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá, tudo bem??

    Eu nunca li nada do autor, mas tenho muita vontade e espero ter alguma oportunidade em breve! Uau, 3 meses? Realmente, deve ser um livro com um peso enorme... Gostei muito da sua resenha, transmitiu bem as suas impressões e a essência do livro!

    XOXO
    Umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Adorei sua resenha! É a primeira resenha escrita que leio sobre esse livro. Do Neil eu li apenas O Oceano no Fim do Caminho, que é um dos meus queridinhos da vida. Deuses Americanos já entrou para a wish list! Apesar de ser uma leitura mais "complicada" acho que irei adorar.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  25. Olá!

    Gostei muito da sua resenha! Está bem explicada!
    Não me tinha despertado ainda o interesse de ler esse livro, mesmo me interessando pelas obras do autor. Talvez por ser HQ (ele é hq tradicional?) talvez por imaginar a complexidade e o tempo estar regulado. Eu não gosto dessa capa, e você tem toda a razão de querer outra versão! Todas as suas considerações foram de peso! Parabéns!

    Bjus
    blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Andréa.

      Sim, Neil Gaiman ganhou destaque com o HQ Sandman, mas hoje possui um acervo equilibrado entre HQ e livros publicados, entre outras obras.

      Excluir
  26. Oi, tudo bem?
    Ainda não li nada do autor e ainda não sei bem por qual livro pretendo iniciar. Sempre vejo muita gente citando a complexidade como característica de suas obras, o que me chama bastante atenção. Gosto de livros complexos que despertem a minha atenção unicamente para a estória. Mas, como citei, não sei se começarei lendo por esse. Aceito sugestões de qual é o melhor para adentrar nesse mundo.

    Beijos,
    Andy!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andy,

      Sugiro que comece com algumas releituras feitas por ele como A Bela Adormecida.

      Abraço

      Excluir
  27. Oi!
    Sou louca par ler um livro do Gaiman, esse eu ainda estou em dúvida sobre ler ou não, mas já é um super incentivo você ter curtido a leitura, mas tenho outros livros do autor que quero ler mais, então se eu gostar da sua escrita com certeza também lerei esse :)
    Beijos,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  28. Oie!!!
    Ainda não li nenhum livro do Neil Gaiman, mas confesso que morro de vontade. Afinal um autor que é tão amado quanto ele, deve ser realmente muito bom. Porém Deuses Americanos não é o que mais tenho interesse. Na verdade não me identifiquei muito com o livro. Mas adorei sua resenha ;)
    bjs

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!