Resenha #216 - Taint - S. L. Jennings


Título: Taint 
Prazer, me chamo Justice Drake. 
Autora: S. L. Jennings
Editora: Charme
Ano: 2015
Páginas: 224

Livro resenhado por S. M.


Olá. Pessoal. Como foram de festas natalinas e de ano novo? Espero que bem. Já estava com saudades de vocês. 

Bom, hoje trago uma resenha de um livro com a história super diferente, pois vocês já ouviram falar de personal trainer, não é? Mas nunca ouvi e nem li nada sobre "personal erótico". Adorei!!! 

Primeiro que a capa é lindíssima, em fundo preto e aveludada. O modelo que está nela chama atenção de longe. Só de olhar esse livro, já quis comprar. 

Vamos ao que interessa...

A história se inicia com esposas troféus de homens americanos muito ricos, sendo enviadas para um "SPA" erótico. São mulheres lindas, casadas com políticos, celebridades, etc e tal. Mas, são mulheres vazias de alma, de amor, de sentimentos. Não porque desejam ser, mas porque são casadas para serem modelos de perfeição. Muitas delas são enviadas para esse "laboratório sexual" pelos próprios maridos, para aprenderem a serem sexys e atraentes a seus olhos. 

O que vocês sentiriam se teu amante, esposo, namorado as mandassem para um lugar desses? Eu certamente o mataria. Bom, mas a história é quente, não no sentido de sexo, essas mulheres terão de aprender na pratica a serem safadas, sexys, atraentes para seus companheiros e vocês devem estar se perguntando: quem é o professor? 

Seu nome? Justice Drake. E ele é o homem mais lindo que elas já viram, porém o homem mais honesto e cruel possível. Chega a doer na gente a sua honestidade. E você se imagina naquela mansão, no meio do deserto, com uma pessoa desconhecida e que fala com você sabendo exatamente quem você é. 

Então... o que exatamente você faz? É professor ou algo parecido?
- Sou mais como um consultor. Vocês compartilham uma questão muito séria e eu espero orientá-las com algumas sugestões que podem corrigir a situação.
- Que situação?
- Vocês não satisfazem seus maridos e é por isso que eles querem trair vocês (...) e eu vou lhes ensinar a se relacionar com seus maridos.
- Quem é você? Quem você acha que é?
- Eu sou Justice Drake.

Ai, ai. Justice Drake é um homem que só pensa no seu trabalho, e que trabalho!!! Ganha dinheiro às custas de mulheres frustadas sexualmente, mas não está nem aí para os sentimentos delas até conhecer a bela, Allison Elliot-Carr, filha e esposa de homens poderosos, mas uma mulher solitária, machucada e traída. Ela não é como as mulheres que estão ali para aprender a arte de seduzir seus maridos, é completamente o oposto que o padrão de beleza americano exige: magra e delicada. 

Ally, como gosta de ser chamada, adora tomar sorvete, comer alimentos gordurosos, é ruiva, cheia de sardas. Não usa maquiagem, tem uma beleza natural que é a vergonha de qualquer dona de casa e esposa de homens poderosos. Não é uma mulher robô, não aceita ser manipulada e nem está se importando com os padrões exigidos pela sociedade americana. 

Por incrível que pareça, essa mulher pequena, sardenta, com cabelo de fogo é a que chamará a atenção de Drake e olha que ele jura de pé junto que nunca se envolveria com uma cliente, sim, cliente. É assim que ele as considera. 

No início eles se estranham, pois Ally não é submissa e não aceita muito bem as colocações do seu personal sexy. Ela o questiona e o desafia constantemente. Ele por outro lado a tem como um enigma, ora a devora com os olhos, ora a odeia por ser quem ela é: uma dondoca rica, cheia de vontades e casada. 

Será possível que mundos tão  diferentes poderão ser unir? 

Allison não aceita essa atração tão poderosa que há entre eles, porém ela vai entrando na vida de Drake, que baixa a guarda e acaba o magoando. Por outro lado, Justice quer se livrar dela, mas a atração é grande demais. E o que será dele quando Allison voltar para seu esposo? 

Será que vale a pena se entregar e passar apenas alguns dias com um anjo de cabelo de fogo? Será que Allison poderia não cair em tentação? E sua reputação? Como será o futuro para ambos se realmente se entregarem a explosão sexual que há entre eles? 

Taint é uma história onde traições e desafetos são postos à prova. Onde mulheres se descobrem por dentro e sabem que são capazes de ser muito mais do que os  padrões sociais são exigidos. A história é escrita sob o ponto de vista de Drake, o que nos dá um olhar diferenciado, uma vez que estamos acostumados com narrações femininas. Confesso que algumas passagens me deixaram um pouco confusa, pois uma hora ele queria Allison,  na mesma página já não queria mais. Um vai e volta, chove não molha terrível. Nunca vi homem mais confuso. 



Como é uma história estrangeira, não dá pra confiar 100% na tradução. Algumas frases ficam desconexas e você tem que ler novamente para entender. No mais,  gostei do enredo. A leitura flui rapidamente. Dá para ler em uma tarde ou noite. Não há palavras complicadas e nem "mimimis", coisa que odeio em histórias de amor. 

Para esse livro vou dar 3 estrelinhas, pois pela capa esperava mais, muito mais. Espero que gostem da resenha e até a próxima.

Beijos S. M.


26 comentários

  1. Oi Sandra! É a Sandra neh? rsrsrsrsrsrrs

    Meu, tenho medo desses livros, sério! kkkkk Apesar da capa ser chamativa, não faz muito meu estilo de leitura... enfim! Ótima resenha viu!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana. Kkkk. Obrigada pelo comentário beijos

      Excluir
  2. Gente, como assim elas são enviadas a um lugar para serem mais sexys? Que bizarro! hahaha Mesmo assim achei a premissa interessante, vou querer ler! Espero que esse chove não molha do personagem não me irrite muito, odeio gente fazida. rsrs
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero quebrou-se goste da história mais do que eu. Porque odeio não entender 100% do que leio. E estou ficando com um pé meio atrás com a Ed. Charme. Não sei. A capa me deixou com vontade de ler, porém esperava muito, muito mais. Bj

      Excluir
  3. Oi! Tudo bem?

    Personal erótico? Essa é nova para mim! hahaha Olha, não gostei da capa não... Achei meio poluída demais, sabe? Esse livro é geralmente o tipo de gênero que eu passo longe! Já tentei ler, mas sempre acabo abandonando o livro. Sei que três estrelas não é uma classificação ruim, mas, ainda assim não me arrisco não. rsrs Mas sua resenha está ótima, viu?!

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo elogio. A gente vai tentando resenhar aqui e ali, né? Que bom que gostou. Bj

      Excluir
  4. Oii!

    Confesso que torci a cara pra quando você falou em personalidade erótico.
    Mas no decorrer da resenha a estória pareceu legal da forma como você falou. Apesar de ser bem bizarro os caras enviarem as mulheres para um cara treina-las no sexo. Mas com essas 3 estrelinhas... Não sei se foi tão bom assim hein? Estou em duvida se leria ou não o livro, achonque leria, mas não sei se gostaria kkk
    Sua resenha esta ótima!

    Beijos!

    www.cantinhocult.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pamela, na verdade, percebi agora o meu erro: é personal erótico. Kkkk. Dá pra entender pq vc ficou confusa. Desculpe. Bj

      Excluir
  5. Oláa
    Não conhecia esse livro e nossa que livro viu... Como vc é a primeira vez que vejo uma estória com essa premissa..normalmente são estorinhas bem clichês,posso dizer que fiquei bem interessada no livro..mas dai vc mencionou que é um chove não molha dos deusas e isso me desanimou um pouco,independente de quem seja detesto quando ficam de mimimi uma hora quer outra hora não quer e isso torna a leitura bem arrastada pra mim.

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/01/lancamentos-janeiro-editora-seguinte.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chove e não molha irrita de mais. Me dá nos nervos. Já vou direto pra página final, porque muitas das vezes não aguento esse blá-blá-blá.

      Excluir
  6. Olá.
    Gostei da sua resenha, me deu uma ideia legal do que tem no livro.
    Provavelmente eu não o lerei por trazer uma visão visivelmente machista da vida, onde mulheres devem treinar para satisfazer seus esposos para que eles não procurem outras mulheres fora de casa. Pelo menos foi isso que eu entendi.
    Beijos! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, machista mesmo. Eu mataria meu marido se ele fizesse isso comigo. Kkkkk. Daria um tiro no "açúcar". Kkkkk.

      Excluir
  7. Kkkk. Verdade. Chove não molha irrita muito. Obrigada.

    ResponderExcluir
  8. Oi Sandra,
    Adorei o novo layout de vocês, o blog ficou lindo. (É novo ou eu que não venho aqui a muito tempo???)
    Eu li esse livro antes dele ser publicado aqui. Achei a sinopse dele incrível e até o meio da história gostei bastante, mas eu acho que ele acabou caindo no clichê.
    Tem umas surpresinhas mas nada tão empolgante.
    Na época também dei 3 estrelinhas.
    bjs,
    Luana Lima
    http://blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana, o lay é o mesmo, estou juntando dindin para mudar o lay no final de março se der tudo certo rs.. xero!!

      Excluir
  9. Oi Diana...
    Olha, eu fico muito feliz por você ter curtido a leitura, ter achado legal e tal. Mas, sinceramente, eu não vejo noção em livros assim, com temática tão sem enredo, tão futil, tão sexual sem amor.. Eu adoro livros eróticos, mas hot não são meu tipo.
    Bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, ISA. Nao é um livro hot. Mais o mocinho é personal erótico. Mais sério: não chama tanta atenção assim.

      Excluir
  10. Oiii,
    não conhecia esse livro, e admito que não sou muito fã de livros eróticos, mas esse me chamou atenção. Muitos livros desse tipo repetem a mesma história, e isso acabou me enjoando, mas esse parece diferente, mais criativo. Quem sabe né? Vou dar uma chance!

    Xx

    ResponderExcluir
  11. Uma coisa boa desse livro definitivamente é a narração masculina, afinal, isso é bem diferente, nesse tipo de livro principalmente. Mesmo que o dito cujo seja tão indeciso. kkk Sobre o enredo em si, confesso que esse lado da traição, mesmo que mostre a descoberta da mulher de que a vida é muito mais do que as aparências, não me agrada muito não. Infelizmente...

    Beijos
    Vento Literário / No Facebook / No Twitter

    ResponderExcluir
  12. Muito surreal uma história em que os maridos mandam as esposas para um spa erótico, hein! Imagina se essa moda pega! Olha, para ser bem sincera, não faz muito o meu estilo de leitura. A capa é muito bonita mesmo, mas foi isso apenas que me chamou a atenção. Então vou deixar passar essa dica. Gostei muito da sua resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Gostei da sinopse do livro. Achei interessante e diferente e eu teria vontade de ler se o livro fosse um dos meus gêneros favoritos, mas infelizmente não é. Talvez no futuro eu consiga ler, mas por agora só fiz anotar o nome para quem sabe ler um dia.
    Um beijo,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  14. Oi Diana!
    Eu já fiquei de ler esse livro várias vezes. Essa autora escreveu também uma séries sobrenatural muito boa que eu adorei, daí surgiu o meu interesse por esse livro. Mas as resenhas no skoob não me animaram muito.
    Você apresentou uns pontos de vista interessantes, talvez eu dê uma chance pra ele no fim das contas.
    Esse cara que faz o Justice é um gato, né? Ele sempre tá nas convenções da autora kkkkkkkk
    Ótima resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. A coisa que mais me chamou a atenção neste livro, após ler sua resenha, foi o fato dele ser narrado do ponto de vista do Justice Drake, e não da protagonista feminina como é tão comum. Acho que eu leria só por isso - para ver até que ponto vai a indecisão masculina no sentido de dar ou não vazão ao que está sentindo.
    De resto, me reconheci na ruivinha arretada que desafia e agrada ao mesmo tempo. hahaha Não sou pequenininha, mas tenho um gênio de cão. hahaha

    Adorei a resenha!!
    beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Ooi,
    Esse livro me deixou meio assustada... não sei... não é algo que eu leria. A premissa é interessante mesmo sendo beem incomum. A capa também não e agradou muito, se visse em uma livraria diria que é uma biografia kk
    Vitória Zavattieri
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!