Resenha #205 - Morreu e Não Sabia - José Manuel Fernández

Livro cedido pela editora
Título: Morreu e Não Sabia: A história de um jovem desencarnado
Autor: José Manuel Fernández
Editora: Petit
Páginas: 224
Classificação: 2,5

João é um jovem que acabou de perder o que ele tinha de mais precioso: Elisa, sua paixão, a garota que nasceu para ficar com ele por toda a vida, ela só não tinha se dado conta disso ainda. A pior parte é que foi seu suposto melhor amigo que a roubou, foi como uma apunhalada nas costas.

Enquanto ele seguia o casal algo aconteceu que o deixou atordoado e após voltar para casa, não encontra sua mãe, mas nem pensa sobre isso na hora por estar muito cansado e vai se deitar. Contudo, na manhã seguinte ele se vê em meio a um pesadelo.

— Mas, Deus meu! - exclamou o rapaz. — Como posso me ouvir, se estou morto? Por que, se já não tenho cérebro, sinto e me emociono até mais do que quando contemplava Elisa caminhando pela classe? [...]. Isso é um pesadelo, e se alguém não me esclarecer isso creio que ficarei louco, nunca me explicaram isso na escola ou em casa, nem sequer li ou estudei o tema em livro algum.

Quando essa obra chegou em minhas mãos logo pensei: "Nossa, ele não notou nada? Como será que ele finalmente descobriu?" Essas e muitas outras perguntas ficaram rondando minha mente.

[...]. Enquanto esperava, uma inquietante pergunta se instalou em seu pensamento. Se seu cérebro havia ficado destroçado, se seu coração já não batia havia horas e não se notava o menor sinal de vida naquele corpo, como era possível que ele continuasse pensando e sentindo?

Contudo, logo nas primeiras 25 páginas, ele descobre que morreu e eu fiquei pensando o porquê desse título. Confesso que nesse momento fiquei desapontada, entretanto, conforme avançava na leitura entendi tudo! O livro trata das descobertas de João sobre si, a vida, a morte e tudo mais que ele não sabia antes de morrer.

Sim, esse livro trata sobre espiritismo e não tenta converter ninguém a religião! Ele tem o objetivo de demonstrar a verdade sobre as escolhas que fazemos e, principalmente, que temos nos responsabilizar pelas consequências que elas causaram.


[...] E com relação à sua percepção negativa por não ter dedicado mais tempo à sua família, você tem toda a razão [...]. Esteja certo, Eusébio, que a sensação de vazio que experimentamos é proporcional ao tempo de afeto que deixamos de dar ao outro. É um argumento tão simples em sua formulação quanto complexo em seus efeitos.

O livro possui vários ensinamentos bacanas sobre como ser uma pessoa melhor e como tirar o véu que distorce nossa visão sobre nossa própria vida. É um bom livro para quem deseja conhecer o espiritismo sem muito aprofundamento. Em alguns trechos há explicações sobre o tema, mas nada demorado.

[...]. Espírita é toda pessoa que acredita e pratica a doutrina filosófica do Espiritismo, aquela que estuda a natureza, origem e destino dos espíritos. Seres como você, sem ir tão longe, ou como José, ou simplesmente como eu.

Por que uma classificação baixa então? Porque a história teve uma mudança de ritmos que não me agradaram por já ter certa familiaridade com o tema. É uma história bacana e que mesmo assim não foi capaz de me cativar.

As páginas são brancas, a fonte é média e encontrei só três erros de digitação, como por exemplo: observarr.

Recomendo para quem goste de: romances espíritas, espiritualismo, mudanças e segundas chances.

Não recomendo para quem não goste: de qualquer assunto relativo a vida após a morte.

Pessoal, o que acharam a resenha, do livro se já leram, do tema. Gostaria muito de saber a opinião de vocês.


16 comentários

  1. Oi Ninah!

    Sou grande fã dos livros da Petit, sempre trazem algum ensinamento. Este ainda não li, mas esta na minha lista de desejados!
    Adorei sua resenha, espero que a história não me decepcione!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ninah!
    Não curto muito livros do estilo, mas esse parece ser bem interessante.
    Não sei se irei ler algum dia, mas já mudou algo em mim: eu costumo muito dizer que morri e não sabia hahahahah Depois dessa premissa aí, acho melhor parar.
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Eu gosto de ler livros espíritas, apenas não estou conseguindo ler no momento devido ao meu atraso da leitura. A colunista do blog leu essa história, e gostou muito, principalmente da situação de não saber que morreu. É uma ótima indicação para quem gosta do tema.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  4. Oiee,
    Adoro livros que abordam a vida após a morte, e trazem ensinamentos. São aqueles livros que nos marcam, nos fazem pensar, e acrescentam né? Achei a sua resenha ótima, bem objetiva. Espero ler o livro e gostar!
    Xx

    ResponderExcluir
  5. Oi ninah
    Gosto muito desses livros que nos fazem pensar, vou tentar pega-lo no ano que vem. Obrigada pela dica!!
    Bjsss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu não curto muito esse estilo de livro, mesmo assim a ideia me pareceu interessante. Pena que o ritmo e a mudança dele não te agradou. Isso faz com que eu pense que se for dar uma chance ao gênero não deveria começar com um livro assim e com uma nota tão baixa pois é capaz de não querer ler mais nada depois. Então, esse eu passo.
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ninah!
    Que pena que o livro não justifica o título… 25 páginas e o sujeito já descobre que morreu (rs). Aiai. Mesmo assim, gostei da proposta da obra. Eu não acho que sou a leitora ideal dela, mas sua mensagem é bela e importante. :) Se um dia caísse em minhas mãos, leria o livro sem problemas. Mas não pretendo dele ir atrás.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi....
    Nossa nunca li nada espírita. Confesso que mesmo sem ler nada eu não gosto.
    Tudo que trata de morte ou perda me dá medo....
    Ainda assim tua resenha está muito legal e até desperta a minha curiosidade....
    Quem sabe um dia eu veio coragem e dou uma chance....
    Bjssss

    ResponderExcluir
  9. Eu adoro romance espírita, mas não conhecia ainda esse. Fiquei muito curiosa para fazer a leitura, mesmo alguns pontos que você citou não terem me encantado tanto.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  10. Oiee ^^
    Eu até gosto de livros que abordam segundas chances e mudanças, mas livros espíritas são uns dos poucos que eu não leio. Ver que o livro não te conquistou e ganhou uma nota razoavelmente baixa me desanimou um pouco mais, então estou certa de que não o lerei.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    eu já li muitos livros espiritas quando era mais jovem, mas acabei enjoando um pouco deles. Acredito em vida após a morte e reencarnação, mas como vc deu a entender na resenha esse tipo de livro é muito bom para o autoconhecimento, então é recomendável à todos, eu que não estou mais na vibe de ler. Uma pena essa mudança ter te desagradado :/
    Bjus!!!
    http://www.lendoaestante.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá Ninah,
    Estou lendo o livro e percebendo exatamente isso que você disse: O fato de mudanças abruptas.
    Não gostei de ele ter descoberto que morreu logo no começo e, mesmo o livro ter vários ensinamentos, estou achando ele um pouco fraco e ainda não sei. Faltam poucas páginas pra mim e estou quase desistindo :(
    Adorei a sua resenha e é uma pena não ter te agradado tanto
    Beijos,
    Bru
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  13. Olá Bom dia.

    Confesso que ainda não li nada espirita por pura preguiça, mas nenhum preconceito.
    Achei pela sinopse o livro seria mais interessante, mas você diz que eles não te cativaram é uma pena.
    Todos meus amigos que leem maioria é voltada ao espiritismo, acho legal, bom pensar que existe um depois. Eu sou agnóstica, acredito em Deus e não tenho religião. Mas simpatizo com a doutrina do Kardecismo.
    Beijos e obrigada por mais essa dica.

    Giuliana

    ResponderExcluir
  14. Oi Ninah! Eu li esse livro e gostei bastante, apesar dele não ter me trazido nada de novo. Achei que é um ótimo livro para indicar para quem quer conhecer um pouco sobre espiritismo, já que ele realmente não se aprofunda muito. Essa mudança de ritmo que você citou, sinceramente eu não reparei, talvez pela história ter me cativado e por eu ter me envolvido mais com ela.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  15. Hey!
    Nunca li nada referente ao espiritismo e o livro não me parece tão bom, porém a vida pós morte é algo que eu acho muito interessante de ser tratado.
    Beijos.
    http://aproveiteolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Para ser sincera nunca li nada de espiritismo. Acredito bastante na vida após a morte. Não li essa livro, e não sei se iria pra minha lista de leituras, pois to nem como tempo para respirar...
    Gostei muito da sua resenha...

    bjus

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!