Ação Literária de Agosto: Livro que todo mundo elogiou, mas eu não gostei!

Olá... pessoal, tudo bem??
Hoje eu venho com mais uma postagem do projeto Ação Literária referente ao mês de Agosto. E o tema da vez é falar de um livro queridinho e super elogiado, mas que eu não gostei, ou melhor, devo dizer que, me senti frustrada após a leitura.



Antes de qualquer coisa, gostaria de esclarecer que essa é minha opinião pessoal sobre a obra e o sentimentos que eu tive, após lê-la. Portanto peço que não me matem rs.



Bom não é que eu não gostei do livro, mas gente... a comoção que foi esse livro em 2013, foi uma loucura e eu tentava entender o porque desse livro e o autor serem tão aclamados.

Desde que começou a febre de elogios do livro, eu ficava em dúvida se leria ou não, porque primeiro, a temática do livro fugiria completamente de minha zona de conforto e segundo, eu não via tudo isso pelas resenhas que lia. 

Uma amiga me emprestou o livro no ano passado e como eu tinha ganhado um marcador super lindo e fofo, resolvi me arriscar na leitura.

Fui com muitas expectativas na leitura, afinal, o livro estava em seu auge, ainda mais com o lançamento do filme. Foi ai que as coisas começaram a desandar para a frustração. A história é bonita, emociona e te faz pensar sobre as coisas da vida. Só que eu passei a leitura do livro procurando a que causou total comoção dos leitores. E não consegui encontrar.


Gente, eu juro que não fui em nenhum momento para a leitura na defensiva, fui de coração aberto, até porque o filme iria estrear e eu queria muito assistir, mas preferi ler o livro antes. Quando finalizei a leitura, só tive o sentimento de frustração.  Percebi que não me dei muito bem com a escrita do Green e vi que o livro - pelo menos pra mim - não era aquela coca-cola toda.

Pensei em ler o livro de novo, para ter certeza se o sentimento que ficaria era aquele mesmo, mas não consegui. Sim, caiu algumas lágrimas nas partes finais do livro que achei completamente injusto e fiquei com muita raiva pra falar a verdade. Concordo que o autor construiu muito bem a personalidade de Gus e Hazel, mas eu passei o tempo inteiro da história achando que faltava algo para complementar o enredo e satisfazer minha expectativa de leitora, mas isso não aconteceu.

O livro fluiu, apesar de umas partes que achei cansativas. A leitura foi boa, dei quatro estrelas, mas até hoje continuo frustrada com a leitura do livro. O que me deixa um pouco melhor diante de tudo, é o filme, que ao contrário do livro me fez chorar praticamente o filme inteiro... eu simplesmente amei o filme e é um dos meus favoritos de todos os tempos.

Bom é isso. A minha humilde opinião sobre meu sentimento de frustração na leitura do livro. Mas a leitura foi boa e espero que os fãs da obra não me matem, por eu apenas expressar a minha opinião com respeito. 

Obrigada por ter passado por aqui e lido a postagem, fico imensamente feliz com a sua visita.
Xero no coração de todos!!!


14 comentários

  1. Que pena que você não gostou também.
    Eu fiquei mais ou menos com a obra, chorei muito, mas no geral não é essa coca cola toda.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Diana,
    Eu amo esse livro, mas entendo perfeitamente sua opinião. Quando eu li, não tinha virado essa loucura toda, rs. Acho que todo o movimento acaba dando um pouco de pressão no livro.
    Também passei por uma coisa parecida com "O Duque e Eu", da Julia Quinn. Todas as resenhas falam maravilhosamente bem da história. E eu, fui toda boba ler, me decepcionei amargamente.
    Beijão - Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
  3. Oi Diana ^^
    Li esse livro em 2013 pela fuzuê dos leitores. Eu acho um livro excelente, mas não chorei como muitos blogueiros fizeram. Achei isso exagerado demais da parte deles.
    Hazel foi uma personagem que me cativou, mas que achei desnecessário ela ser tão na defensiva mesmo morrendo.
    O final do livro é um dos mais frustrantes que tive o desprazer de ler. Ninguém esperaria ler aquele final.
    Eu gosto da leitura do Green,mas depois que li ACEDE fui me aventurar em outras obras dele e vi muita semelhança entre os personagens. Green decaiu um pouco no meu conceito.
    Enfim, parabéns por criar coragem e colocar a face a tapa. Bjs :*

    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Diana,

    Então, eu não li o livro e nem irei ler, mais claro assisti o filme, eu simplesmente choro ate hoje com ele, porem sempre ouvi as pessoas reclamando do livro e da escrita do jonh, tentei ler alguma coisa, mais simplesmente não ia, então larguei de mão, mais otimo trabalho, parabéns.

    Beijos

    Books And Carpe Diem

    ResponderExcluir
  5. Oi, Di! Tudo bem?
    Olha, eu concordo com você, viu?! Desde a primeira vez que vi a propaganda desse livro no metro eu fiquei com pé atrás e nessa época eu nem lia blogs literários, então não sabia da fama toda. Quando vi que a galera pira e que o filme estava para sair eu resolvi dar a chance ao livro; Apesar de ter achado razoável eu não consigo ver tudo isso. Acho que voce ainda gostou até mais do que eu, e se emocionou com direito a choro! No meu caso nada... foi uma leitura totalmente neutra. :\
    Beijos.
    Blog Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Dih!

    HAAAAA!!!!! Que isso Diana??? Ta doida mulher? O livro é muito melhor que o filme! O.O
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Pois é... acontece neh? Eu gostei demais do livro e do filme, mas ainda prefiro o livro, claro!
    Adorei seu post! Perfeito como sempre!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  7. Oiii!

    Dih, eu só fui ler esse livro no ano passado bem no finalzinho, porque tinha saturado de resenhas e todo mundo parecia amar. Não chorei de amores pelo livro não, mas gostei. Achei o file muito mais fofo do que o livro por sinal!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, Diana!
    Em primeiro lugar quero parabeniza-la pela coragem de falar mal de um livro tão amado por tanta gente. Em segundo lugar eu compartilho do seu sentimento rs Eu nunca escrevi uma resenha sobre A Culpa é das Estrelas, acho que posso fazer algum dia, mas como você eu não achei que foi essa coca cola toda. Eu até gostei, me emocionei em alguns momentos, mas a leitura passou batido para mim. Eu acredito que esse livro tocou muito o pessoal jovem que estava iniciando no mundo literário e isso é bem compreensível, entendo porque tanta gente gosta, mas não foi o melhor livro que eu já li.
    Adorei a resenha! :D

    Luz e literatura!
    Beijos

    cantaremverso.com

    ResponderExcluir
  9. Oie! Nossa, curti a ação! Ainda mais por você esta falando de um livro tão cultuado no meio literário quanto é A Culpa é das Estrelas. Eu não li, não vi o filme, então não posso argumentar. Mas parabéns pelo post. Ficou muito bom.É mesmo complicado quando nos frustamos com uma leitura que (quase) todo mundo fala bem. Mas a vida segue, novos livros surgem rs (to seguindo o blog, adorei)
    Beijos

    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  10. Ola Diana acontece mesmo, eu comecei a ler a Menina que roubava livros e adiei larguei o livro, mas fiquei apaixonada pelo filme. Com relação a ACEDE eu somente assisti o filme e amei. Muitas vezes pode ser o momento que não é propício para determinado livro. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Di, tudo bem?
    Eu li ACEDE tem tempo e gostei muito, mas super te entendo. É horrível temos expectativas e elas não são supridas, o sentimento de frustração é horrível, né?
    Quando li ACEDE não fui com expectativas e chorei muito, assim como no filme.
    Parabéns pela resenha.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  12. Oi Di, sua linda, tudo bem
    Engraçado, eu nunca quis ler esse livro, mas por outro motivo: acho que a história iria acabar comigo, é muito triste. Pedi para uma colega e ela me contou tudo, risos.... E pelo mesmo motivo até hoje também não vi o filme. Agora, como você, já vi algumas pessoas dizendo que o livro não emocionou, que realmente, só conseguiram sentir a história com o filme. Mas não sei se já percebeu, isso acontece com os livros do autor. De todas as resenhas que eu já li dos livros dele, é a mesma coisa: alguns gostam e outros se decepcionam. Por isso, até hoje nunca peguei nada do autor.
    Adorei o tema escolhido dessa vez, se eu fosse responder, colocaria aqui Stephen King, já tentei, mas não consigo gostar.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Diana.
    Esse lance de todo mundo elogiar acaba deixando nossas expectativas altas, por isso eu evito fazer a leitura enquanto rola o zumzumzum, e quando pego o livro procuro esquecer de tudo que li por aí.
    Eu gostei de acede, achei uma história linda e emocionante, não me levou às lágrimas, mas comoveu, consegui me envolver com os personagens, e me apaixonei pelo Gus <3

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  14. Oi Diana, sei como é ir com grandes expectativas e se frustar, acho que é esse sentimento que acaba atrapalhando a leitura. Ao contrário de você eu chorei lendo o livro, chorei fazendo a resenha, vendo o trailer repetidas vezes e vendo o filme, mas sou suspeita para falar pois amo os livros do Green, e sinceramente acho que ele escreve para um público específico e por esse motivo, nem todos ficaram satisfeitos com suas obras. Tente ler "Quem é você, Alasca".

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!