Resenha #149 - Sete Cabeças - Bruno Godoi

Livro cedido pela editora

Título: Sete Cabeças
Autor: Bruno Godoi
Editora: Empíreo
Páginas: 303

A única parte do corpo que ainda parecia funcionar era a razão. O corpo já se fora. Não mais estava, apenas a mente persistindo. Um fantasma, uma sombra, alguém sem presença.

Sete cabeças vem dividido em duas partes: caso 132 e Frigorífico. Podemos observar já de inicio, que a escrita do autor é peculiar e diferente, pelo  menos pra mim. Desde o lançamento deste livro eu sempre tive vontade de lê-lo. Terror e suspense é algo que gosto muito, mas não era acostumada a ler, eu só assistia filmes, depois resolvi arriscar e não me arrependi. tenho lido livros ótimos dessa temática.

Quando soube que consegui parceria com a editora, a primeira coisa que pensei foi, vou solicitar Sete Cabeças, preciso ler esse livro urgente. Pela sinopse, título instigante, eu sentia que seria a leitura e foi por ter altas expectativas que talvez eu tenha me frustrado um pouco. 

O livro vem com algumas imagens que representam o Teste de Rorschach. Em resumo nada mais é do que dar respostas a manchas (imagens abstratas). A partir dessas respostas, dá para fazer uma análise  e estudo psicológico do indivíduo. Esse tipo de teste é utilizado em vários países. 

A história começa no caso 132 com Anton em um banheiro de um restaurante. Ele é um detetive. Não se sabe a idade, isso não é apresentado, mas pelo que posso indagar acho que ele deve ter uns 35 anos. Ele está numa aparente cena de crime. Ainda não se sabe ao certo, só o que vê são as faixas que indicam que o local está sendo investigado. Ele ficou curioso. Olhou para as paredes e lá estavam elas. Manchas. O Teste de Rorschach. Aquilo o deixou um pouco desconfiado e confuso. Logo em seguida reparou um volume coberto de lona, ali dava para se imaginar qualquer coisa, mas ele achou que pudesse ser uma mulher grávida, será que ele deveria olhar e descobrir o que estava por baixo?? Acredito que sim.

Parece que roeu a unha até sangrar. Mas e o frasco marrom? O que é isso? Refletiu. Passou a atenção para os polegares do corpo. Ambos borrados de sangue seco até a metade. E sob as unhas, restos de alguma substância escura.

Algumas coisas estranhas ocorreram neste banheiro, sem muita atenção do detetive, como sombras escuras, que o observava, uma que parecia ter sete cabeças e 10 chifres, será que era verdade ou fruto da imaginação do interlocutor?  Anton ficou bem intrigado com tudo aquilo e também por ver o rosto de Cristo impresso na sujeira. O que poderia ser tudo aquilo? Ou o que significavam? Uma coisa era certa o tempo lhe irritava e muito. Tem muito mistério envolvido, muito suspense. Palavras comedidas e muitas vezes diretas, assustadoras, que podem causar embrulho no estômago, aquele frio na barriga de medo, ou querer fugir dali. Eu eu digo isso como leitora. Acredito que muita coisa nessa primeira parte não é para qualquer pessoa ler. Tem que gostar muito da temática, tem que ter estômago e um pouco de sangue frio.

Anton em sua caminhada, após sair daquele banheiro fétido do restaurante, se encontrava em uma praça, chovia. Na praça ele viu uma velha, ela era bem estranha, e tudo estava bem deserto. Os dois estavam sozinhos debaixo de um abrigo onde ele a encontrara. Parecia que ela era moradora de rua, tinha rugas profundas, o globo ocular disforme, boca escura faltando dentes. Ela cantarolava mesmo assim, de uma forma totalmente desfigurada. Atormentada, causadora de medo. A chuva caia forte e junto o martelar  de sons de tambores ritualísticos em um som gutural. 

O breu, produto da luz. Claro e escuro. A pessoa ainda à frente da porta, inspirando e expirando lentamente. O vapor da respiração era visível. Tenso.

Temos a segunda  parte que se passa em um frigorífico, totalmente assustador e confuso. Três pessoas acordam, não se lembram de nada, apenas o que tem em uma pulseira. Temos o Açougueiro, o Professor e o Detetive. Será que esse detetive tem algo haver com o Anton? Será que eles se conhecem? O que será que tem por trás de tudo isso? Será que é um jogo? 

Quando eles acordam, ficam confusos e mal se olham , só querem saber onde estão, o que estão fazendo ali e o principal, como foram parar naquele lugar sujo e fétido. Logo de cara quando trocaram algumas palavras o Açougueiro e o Professor não se deram muito bem. Logo eles perceberam que estavam em um espécie de jogo doentio, porque ao olharem ao redor, perceberam corpos em sua volta. cada um com uma característica. Com o andar das cenas eles perceberam que teriam que cumprir uma tarefa para saírem dali, o que eu posso dizer que é algo bizarro, mas vou parando por aqui para não soltar possíveis spoilers.

Os três enguiçaram-se lentamente, aprumando o corpo, tocando os membros, massageando os músculos. A posição em que estavam - amontoados no chão - aliada ao desconforto, havia causado-lhes injúrias nos membros, proporcionando demasiada dor e dormência. Um recinto fechado. Três sujeitos desconhecidos despertam. Não sabem como chegaram. Nada sabem um do outro. Mistério.

A leitura não fluiu da maneira como eu imaginava. A escrita de Bruno é diferente. Ela é bem direta, sem rodeios e fria. Claro que todo o livro que contém terror e suspense, tem que ter esse tipo de escrita, mas a forma como a história foi conduzida é que foi difícil para o meu entendimento e confesso que a primeira parte do Caso 132 não entendi muita coisa e olha que a minha leitura foi feita da maneira mais calma possível. Demorei praticamente um mês para ler, porque não entendia e voltava várias vezes para ver se algo entrava na minha mente. Então, por ter que voltar algumas vezes me senti cansada em alguns momentos e parava de ler, depois recomeçava e isso foi se estendendo.

Já na segunda parte as coisas pareceram fluir melhor, parece que tomou outro tipo de proporção e eu comecei a compreender um pouco para onde a história caminhava e entendi um pouco a primeira parte do livro. Infelizmente a forma de escrever do autor não funcionou muito pra mim. Senti que a história é boa, que poderia me prender e me deixar maluca como fico geralmente nas leituras dessa temática. Mas isso não aconteceu muito bem, porém a leitura foi boa. Na segunda parte do livro consegui me prender mais e rapidamente consegui finalizar o livro. O final foi mais angustiante, senti várias vezes o frio na barriga. 

Uma coisa que na minha visão não ficou muito claro foi o sentido de tudo aquilo que aconteceu, geralmente temos uma explicação dos fatos, mas acredito que o autor quis inovar nesse quesito, ou era realmente para as coisas ficarem confusas e instigar a mente do leitor. Pra mim tudo fez parte de uma ceita de magia negra. Quando estava na metade do livro lembrei de um filme um pouco sem sentido que gostei que foi "Cidade das Sombras" o contexto desse livro me fez lembrar do filme. É totalmente sem sentido e apavorante e os momentos finais sem dúvida foram os melhores... foi isso que mais gostei. Senti que o final ficou meio aberto, pode ter sido impressão minha. 

Senti que o livro foi todo escrito em forma de roteiro. Não conheço como deve ser um, mas tive essa sensação. Todas as cenas bem detalhadas, fizeram minha imaginação trabalhar, fora que sempre nos finais dos capitulo tem dizeres como [CORTA] [AVANÇA] [CENSURA] entre outras coisas, isso foi bem legal, senti que fazia parte de alguma produção cinematográfica. Ah não posso me esquecer dos personagens... disso eu tenho que falar... foram bem desenvolvidos, no momento do desespero, foram bem trabalhados cada um com seu medo, cada um com sua reação e isso foi muito bom de ler. Conseguir sentir a angústia deles e até mesmo a mente fria e calculista, fizeram com que a leitura fluísse melhor.



A diagramação do livro é bem simples, mas bem feita. As folhas são amareladas, a fonte de tamanho médio e bem distribuída. Deu para perceber o cuidado da editora. As imagens das manchas também ficaram bem legais. Encontrei raríssimos erros de revisão. Coisa bem simples que talvez tivessem passado sem que eu percebesse se tivesse bem mergulhada na leitura.

Eu recomendo para quem gosta de terror, suspense, quem tem estômago forte e que não tem problemas de entendimento em coisas fora do comum e meio sem sentido. 

Quero deixar claro que essa foi apenas a minha opinião pessoal e que pode ser diferente da sua. A escrita não funcionou muito pra mim e algumas partes do livro também não, mas não é ruim, pelo contrário eu terminei gostando. As coisas começaram a fazer sentido pra mim a partir da segunda parte e nos momentos finais do livro, foi ai que me senti presa , foi ai  que percebi que pra mim a história começou a funcionar, mas ela acabou. De qualquer forma não é o livro único do autor e eu gostei da ideia da história e pretendo ler outras obras dele. Afinal leitura nacional é sempre bem vinda. 

A hora marcada.
Ser e não estar. Luz. Sombras. Repetindo. Um ciclo. Um rito. Looping.

Espero que tenham gostado e deixem a opinião de vocês, quero saber se já conheciam o livro, se pretender ler. Xero no coração de todos!!



36 comentários

  1. Oi diana!
    Eu não conhecia esse livro, mas adoro livros nessa temática e pelo que você fala da história, é daquelas que não dá vontade de parar de ler!! Adoro livros com detetives e casos policiais que precisam ser solucionados e adorei a ideia da editora de colocar as imagens no meio do livro, parece bem legal! Vou separar um tempo pra olhar o livro!
    Beijos

    LuMartinho |Face

    ResponderExcluir
  2. Oi Dih!

    Que pena que as suas expectativas não foram saciadas na leitura desse livro, tinha tudo para ser fantástico, mas acabou não sendo tudo isso. Pela sinopse até fiquei com vontade de ler, mas fui desanimando depois de ler a sua resenha. Que triste isso! Quem sabe na próxima leitura né amiga?

    Beijos
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rô minhas expectativas não foram saciadas, porque imaginava algo semelhante ao que li, mas a escrita não me ajudou... a história é muito boa... e para quem gosta de terror é uma excelente pedida... como eu disse é apenas a minha opinião pessoal, eu acredito que outras pessoas ao ler o livro podem ter uma opinião totalmente diferente da minha... li ontem muitas resenhas do livro para saber o que os outros leitores acharam... e percebi que as opiniões divergem sempre para o lado positivo... xero!

      Excluir
  3. Eu não cultivo o hábito de ler terror e suspense, mas esse livro realmente chamou muito minha atenção, quanto mais resenhas eu leio e sei um pouco mais do enredo, fico interessada, curiosa. Me parece uma obra bastante complexa e ousada... Gostei de sua apresentação
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Eu dificilmente leio terror mas estou tentando a um tempo começar a inserir esse gênero na minha rotina para mudar um pouco, só leio romances e estou cansada já, acho que já criei bagagem para escrever um romance e não mais para ler. Gostei da resenha, boa dica para minhas novas leituras.

    luadeneon.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa...
      Diversificar é muito bom viu... eu só lia romances também... e histórias do André Vianco que eu amo de paixão... depois que eu criei o blog as coisas começaram a mudar... conheci romances de época... distopias... romance policial,,, e por ai vai.... xero!!

      Excluir
  5. Oláa,
    Eu conhecia esse livro e sempre fiquei curiosa para lê-lo, mas esse assunto me assusta. Sabe como é, eu morro de medo e as experiências não são nem um pouco boas, hhaahah Então por enquanto eu irei indicar o livro para a minha amiga que gosta desse assunto.
    Adorei a resenha, bem desenvolvida!

    Beijos, Our Constellations

    ResponderExcluir
  6. Oi Dih!

    Uma pena vc ter se decepcionado com o enredo... eu confesso que fiquei curosa, pois tbm gosto deste gênero.não conseguiu me conquistar!

    Ótima resenha vio! Bjobjo^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amiga, tudo bem?
      Nem foi decepção sabe, só fiquei um pouco frustrada com a escrita... na verdade eu estou acostumada com terror, mas com outro tipo de narrativa, ai fui pega de surpresa com essa escrita diferente... o que é um lado bom se for parar para pensar porque se eu me deparar com outro livro de uma escrita semelhante, eu não vou ficar surpresa... na verdade eu acho que faltou entendimento da minha parte... mas ao todo a história é muito boa viu.... dá para sentir arrepios e frio na barriga.... xero!!

      Excluir
  7. olha, eu fiquei curiosa justamente pelas partes que vc não se agradou muito no livro... tipo... eu gosto de livros/filmes que terminam meio sem conclusão, dando ao leitor/espectador a sensação de que há algo mais ou coisa do tipo, amo finais em aberto... *--*
    Não conheço a escrita do autor, mas é provável que eu vá gostar, curti demais a premissa... Esse lance dos 3 personagens acordarem num local com corpos ao redor pra jogarem algum jogo me lembrou Saw *-* <3 hahahaha
    enfim, quero ler *-*
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Não é pra mim mesmo, já na primeira parte eu desistiria... como você disse, não é pra qualquer pessoa ler, e não tenho estômago nem sangue frio, com certeza não ia aguentar. E, mesmo que eu achasse que ia aguentar, provavelmente odiaria esse final sem explicações claras.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  9. Eu por enquanto ainda não li nenhum livro do gênero de terror, mas pretendo ler alguns livros do Stephen King que estão na minha lista de leitura. Já a resenha de Sete Cabeças, me chamou atenção e lendo fiquei super curiosa para saber o desenrolar da história e se o detetive Anton conseguiu encontrar algo, ou alguma prova e já no caso do frigorífico fiquei super curiosa para saber o que o Açougueiro o Professor e o Detetive teriam que fazer com os corpos e o porque deles estarem ali. Adicionei mais este livro na minha lista de leitura. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  10. Olá

    Tenho um outro livro do autor (ainda não lido) aqui na minha coleção. Desde que ele anunciou este lançamento fiquei bem interessado, principalmente pensando se o projeto gráfico teria alguma coisa chamativa como O Grito Vermelho. Sobre essa falta de explicações/sentido, acho que isso não me incomodaria. Eu tenho pra mim que as vezes têm histórias que não foram feitas para serem compreendidas haha Enfim, espero poder ler!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Diana! Tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro, mas adoro histórias de terror e suspense, mas travei em uma que não consigui terminar até hoje. O livro é Grau 26, fiquei tão assombrada com a história que pensava estar sendo perseguida nas ruas, foi bem estranho. hahaha Parei a leitura no meio, ainda preciso criar coragem para terminar.
    Desde então eu ando bastante seletiva com relação aos livros de suspense e terror, mas esse me parece ser bem envolvente, mas ainda fico meio em dúvida com relação ao "estômago forte". Acho que não é uma das minhas melhores características. hahaha

    Beijos!
    www.palavrasradioativas.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Diana, eu morro de vontade de ler esse livro e mesmo vc tendo dito
    que a leitura não fluiu com você, eu acho que iria curtir.
    Já tive o prazer de ler alguns livros escritos como roteiro, com algumas tomadas cinematográficas e adorei .
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Li poucos livros com essa temática policial, mas esse me interessou bastante. Parece com as histórias de Giorgio Faletti. Vou anotar a indicação ;)

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Di!
    Eu já vi algumas resenhas desse livro, e elas não foram tão favoraveis assim. Algumas falavam que o autor se perdeu um pouco na trama e eu acabei perdendo um pouco o interesse. A temática do livro não faz muito meu estilo e acho a capa feia, então, somei tudo e não quis nem saber mais de tentar ler.

    Abraços
    David Andrade
    www.olimpicoliterário.com

    ResponderExcluir
  15. Acho que já tinha ouvido falar desse livro, mas não lembro ao certo.
    Com certeza não leria esse livro.
    Tenho pânico de terror e suspense, mas para quem gosta deve ser uma ótima pedida.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  16. Oi Diana,
    Não leria esse livro, pelo menos não agora. Tenho muito muito muito medo de terror e preciso aprender a lidar com isso kkk
    Parabéns pela resenha

    Beijos
    http://bibliotecacolorida.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia o livro e achei interessante a ideia, mas não sei se leria. Foge um pouco dos livros que leio normalmente. Mas curti a resenha, ficou bem completa :D

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  18. Oii
    Já ouvi falar muito do livro mas realmente não é algo que chame minha tenção apesar desse enredo interessante, a capa é bem instigante, enfim, muito boa a sua resenha, bem explicativa.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Amo livros de suspense. Não conhecia o livro. A escrita do autor parece ser bem diferente e realmente, pelos trechos do livro que você colocou, parece que o livro poderia ser muito bom mas que o escritor não soube desenvolver bem a história. Não vou ler mas fiquei curiosa para saber o que acontece nessas duas partes. Bjus.

    ResponderExcluir
  20. Oi, Diana-linda!
    Como sempre, suas resenhas são incrivelmente completas. Eu sempre quis ler esse livro, porque leio muitos elogios sobre ele, e sua opinião não reduziu meu desejo. Mas confesso que achei muito intrigante saber que o autor não dá explicações claras para os acontecimentos e o leitor acaba preenchendo as lacunas por si mesmo… Não sabia que essa era a narrativa do livro. Tenho medo de me decepcionar, mas vamos lá! Quando tiver a chance, pretendo não desperdiçar e ter minha própria experiência como leitora de Sete Cabeças. :)

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Olá,eu confesso para você que pela capa eu não iria ler esse livro, com a sua resenha até me interessei, ele tem alguns pontos que o livro parece legal e a história também, mas fiquei com um pouco de receio por suas criticas que o livro não saciou suas expectativas, isso torna um pouco chata a leitura!!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Adoro conhecer novos livros e novas editoras. Mas não sei se leria, pois não curto tanto
    terror e suspense. Apesar da vossa resenha, não senti vontade de ler o livro, me deixou curiosa, mas não causou aquela vontade de ler sabe. Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Oi! Não sei se leria este livro não, até curto terror e suspense, mas a forma como foi apresentada a história não me convenceu a ler, peculiar demais.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Eu não conhecia esse livro, mas gostei do enredo, embora eu não seja muito de ler livros de suspense ou terror.
    Acho uma pena o livro não ter sido como você esperava, parece que isso sempre acontece quando a gente coloca expectativas demais em um livro, né?! =[
    Ainda assim, vou anotar aqui para ler quando puder.
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  25. Oi Diana!
    Não é bem meu estilo de leitura, mas achei bem interessante essa ideia do livro ser escrito em forma de roteiro, parece que a narrativa prende mesmo. Pena que você teve alguns problemas com a leitura, e acho que eu também teria hahaha
    Beijos
    http://www.livrosajaneladaimaginacao.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Adoro terror e suspense, principalmente os psicológicos, mas não curto muito histórias "sem noção" não. Sete Cabeças não me chamou atenção, não gostei muito da premissa. Mas adorei sua resenha!
    Beijos http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oii, tudo bem com você?
    Durante a sua resenha, eu lembrei bastante de Jogos Mortais, nessa segunda parte pareceu bem, acho que o autor deve ter usado como inspiração. Enfim, eu achei a premissa do livro interessante, mas um tanto confusa, gosto de filmes de terror e suspense,mas ainda não li livros desse tema, mas quem sabe eu dê uma chance a esse algum dia, vai que eu goste da escrita.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
  28. Este é um gênero que não me agrada, mas o lado investigativo me pareceu bem interessante. Já li um livro que pareceu ser escrito como se fosse roteiro de filme, mas no caso era um chick-lit, então talvez as estruturas ainda sejam bem diferentes entre os dois.

    ResponderExcluir
  29. Oi Dih, tudo bom?
    Não conhecia esse livro ainda, mas terror não é um gênero que eu curto nos livros. Cheguei a lembrar da série Jogos Mortais. Até gosto de narrativas com cara de roteiro, mas fiquei com o pé atrás com o livro.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Oi, flor!
    Adorei sua resenha, muito bem escrita e desenvolvida. Apesar de ter gostado da resenha a premissa não me agradou por não fazer muito meu estilo de leitura.

    Vou deixar essa dica passar!
    Beijocas da Deebs!

    ResponderExcluir
  31. Sua resenha está incrível, porém o livro não me chamou muita atenção. A narativa sem rodeios e bem direta com certeza é um ponto super positivo.
    Abraços, www.likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Oi,
    Infelizmente esse é daqueles livros que esperamos algo e quando lemos e outra, gosto de leituras mais detalhistas, mas as vezes prefiro uma escrita mais direta, sem rodeios, mas a premissa do livro não me ganhou, sou meio ruim pra livros de terror, mesmo assim sua resenha fico boa, explicando inclusive os pontos falhos da obra.
    Dessa vez passo a leitura.
    Beijos
    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  33. Bem, posso dizer que posso fazer parte do público-alvo desse livro. Gosto de terror, suspense, mistério, e aprecio uma narrativa mais clara, direta, crua e fria. O que acho uma pena é que esse livro não tenha funcionado muito com você. Mas quem sabe algum outro do autor possa te conquistar, não é?!?!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!