Resenha #137 - A Máquina de Contar Histórias - Maurício Gomyde


Tìtulo: A Máquina de Contar Histórias
Autor: Maurício Gomyde
Editora: Novo Conceito
Páginas:191

O céu escuro, preenchido por nuvens carregadas em cinza-cobalto, transformou-se em testemunha de um crime sem culpados: uma família voltando em frangalhos para realidade de uma vida que seguiria ninguém sabia como.

Eu comprei esse livro na bienal de São Paulo em 2014, tive o prazer de conhecer o autor pessoalmente, tirar foto e ter o livro autografado. Isso é muito legal e uma sensação indescritível.  Já tinha lido muitas resenhas positivas sobre o livro, porém por mais que tenha gostado e ficado curiosa, eu tinha receio de ler, porque não é o tipo de leitura que geralmente eu faço, mas mesmo assim adquiri o livro, porque sabia que em algum momento essa leitura seria feita, ainda mais se tratando de nacional.

Me arrependi de não tê-la feio antes. Maurício tem uma forma deliciosa de nos prender na história em um tema super simples e singelo, mas que é transformado em belas palavras e que pode ser cheia de significados, principalmente para cada leitor, porque cada um tem seu jeito e sua maneira de enxergar as coisas.

Vinicius, um escritor famoso por seus romances que emocionam e que tem muitos fãs pelo mundo inteiro. Um cara aparentemente metódico. Já tem tudo muito bem organizado para escrever livros de sucesso e que venderá milhões de exemplares. Um cara bonito, que tem uma "família feliz" e diz se inspirar em suas filhas. Até ai seria tudo perfeito demais não é mesmo?

Cenas plantadas com a intenção deliberada de fazer os leitores chorarem. Que ele havia rascunhado na frieza de seu escritório, esfregando as mãos e feliz por obter o que chamava de "parágrafo perfeito".

Mas não é assim. Vinicius na noite do lançamento de seu mais novo livro, soube que perdeu a esposa, que estava no leito de um hospital e morreu sozinha, sem se despedir dele. Depois disso, tudo desmoronou e ele se viu perdido. Sem a sua esposa, sem o carinho de suas duas filhas, sem muito amigos a qual ele já não tinha e mais nada.

Vinicius devido a sua carreira de escritor famoso, era um pai ausente. Sua filha menor não sentia muito a sua falta e sua filha mais velha o odiava, porque ele as deixou no momento em que elas mais precisavam. Sua mãe estava doente e quem teve que tomar de conta dela foi Valentina. Isso criou uma revolta dentro dela e ela não queria nenhuma aproximação com o seu pai. Ela tinha ódio dele, por tê-las "abandonado" por não estar naquele momento final do falecimento de sua esposa. A mulher que ele dizia amar demais.

Vinicius se virou para Valentina e murmurou cabisbaixo:
-Tudo o que eu sempre fiz foi por vocês.
-Eu percebi. No meio de uma festinha cheia de gente babando seu ovo e a mãe das suas filhas lá, morrendo sozinha... Eu te odeio!
Valentina jogou o guardanapo sobre a mesa e saiu da cozinha.

Conflitos de amor em família é o que se resume a história linda desse livro. Ele fala de um homem que errou por ter deixado a fama subir a cabeça e ele querer sempre mais satisfazer a sede de leitura de seus fãs.  Não é errado, afinal de contas o escritor gosta de escrever e levar as suas histórias para as pessoas, para que elas possam conhecer e se maravilhar... para que elas também possam sonhar e viajar. Só que eu acredito que não se deve deixar tanto assim de lado a família, por mais que você esteja cheio de compromissos, a família ainda assim vem em primeiro lugar. Ele tinha uma mulher doente e que a qualquer momento poderia deixá-los. Fora que ele tinha duas meninas para olhar, e que mesmo doente a mãe jamais as deixou sozinhas, mas elas precisavam de uma força maior, a força daquele homem que era seu pai e que elas precisava de seu carinho e atenção.

Eu achei que Vinicius errou feio. Acho que ele  poderia sim continuar com a sua carreira, mas se ele quisesse ele conseguiria sim, fazer as coisas de uma maneira que não precisasse se ausentar tanto de sua casa e nem de sua família. Eu fiquei furiosa com ele, por essas atitudes. Eu me consternei com o sentimento de raiva de Valentina e confesso que teria agido como ela se eu estivesse nessas circunstâncias, afinal ela era apenas uma adolescente e estava ali presenciando sua mãe ir embora a cada dia que se passava e não tinha ninguém para conversar ou para obter um abraço. Ela queria que seu pai, quem ela sempre admirou estive ali, do seu lado a reconfortando e dando-lhe forças e também cuidando de sua irmã menor, que ainda não sabia muito bem o que estava acontecendo.

Por mais que eu tenha ficado com raiva de Vinicius, acredito que todos nós somos capazes de nos arrepender e querer concertar um erro e acredito que quando o arrependimento é sincero, devemos sim, dar uma segunda chance. Vinicius se viu em conflito com a perda de seu grande amor e pela falta de amor que recebia de suas filhas, principalmente de Valentina. A família "V" estava desmoronando e por mais que ele sentisse falta de Viviana, sua esposa, ele tinha que fazer algo para reconquistar a confiança e admiração que tinha perdido das filhas, porque naquele momento só eram eles três.

-Tudo bem, isso aqui parece um jogo. Não sei o que estamos fazendo aqui e nem o motivo de você ter escolhido virmos para cá. Só quero saber quanto tempo vai durar essa falsidade.
-O tempo que vocês duas quiserem. Voltamos no dia em que mandarem. E não acho falsidade um pai querer viajar com suas filhas.

Eu gostei muito da história. Adorei o enredo. A forma como Maurício foi conduzindo tudo. Tivemos aqui personagens bem construídos, percebi os sentimentos a flor da pele, de forma bem palpável. Sim tivemos uma família arrasada pela perda de uma pessoa muito querida, mas também percebemos o crescimento de um personagem que precisou passar por isso para perceber o quanto estava errado em suas ações, mas que teve a ombridade de enxergar seu erro e correr atrás para concertar isso. A maneira como Maurício descreveu esse crescimento foi maravilhoso e emocionante. 

Já fazia um bom tempo que algumas lágrimas não desciam na minha face, nesse livro eu me emocionei muito e embora, tenha sido poucas lágrimas, eu senti cada sentimento, cada sensação das pessoas dessa família. A mudança de Vinicius para reconquistar as suas filhas, a resistência de Valentina sendo quebrada aos poucos e a alegria de viver de Vida, uma criança doce e adorável. Me apaixonei por cada um deles.

O livro é escrito em terceira pessoa e traz lições de vida, amor em família, reflexões. Nos mostra que somos capazes e errar, por que somos seres humanos, mas que somos capazes de nos arrepender e de merecer mais uma chance. Que somos capazes de reconstruir uma relação, por mais difícil que ela seja e quando queremos podemos sim, sermos felizes.



 A diagramação do livro é uma beleza a parte. A capa é linda e traduz toda a complexidade da história. Depois que li o livro voltei a olhá-la com outros olhos. O livro é firme e leve. A fonte é de tamanho médio e com folhas amareladas e lisas, causando uma leitura fluida de maneira natural. Eu não encontrei erros de revisão e se tinha foi imperceptível.

A resenha ficou enorme eu sei. Mas eu precisava falar pelo menos um terço de quanto eu gostei dessa história. De o quanto ela me encantou e me emocionou. Me fez refletir sobre alguns valores familiares. Me trouxe lições de vida, amor e perdão. Eu recomendo essa leitura para todos, pois é uma leitura válida que acredito que todos deveriam ler. Para quem gosta de relação familiares, conflitos, drama, perdão. Essa é uma leitura de mão cheia. 

O vermelho no rosto de Valentina parecia resultado da mistura de duas colheres de ciúmes, meio copo de raiva, batidos em um litro de indignação e servidos com uma pitada quase imperceptível de curiosidade e colorau.

Olá pessoas, espero que tenham gostado da resenha e deixem a opinião de vocês. Quero saber se já leram o livro, se gostaram ou se pretendem ler. 

Quero mais uma vez pedir desculpas pela minha ausência do blog. Como eu disse um tempo atrás estou me recuperando de uma lesão no ombro. Como eu estou fazendo fisioterapia, as ordens médicas, foi me afastar do PC. Foi difícil fazer isso, mas foi algo necessário.  O médico me liberou para usar o PC a partir de hoje e com moderação. Então estou voltando aos poucos. Quero agradecer a todos que mesmo com minha ausência estiveram passando por aqui e deixando a sua marquinha.

Xero no coração de todos... e que tenham uma excelente semana.



33 comentários

  1. Oi Dih!!!!

    Haaa!!!! Sabia que vc iria gostar! Livro maravilhoso neh? Me apaixonei por ele! rsrsrsrrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Oi! ^^
    Esse livro também não faz parte do que eu estou acostumada a ler, mas você gostou tanto que eu fiquei curiosa para ler. Não sou muito fã de livros que me levam às lágrimas, mas talvez um dia eu resolva ler para ver como esse história termina.

    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa

    ResponderExcluir
  3. Oi! Tudo bem?
    Só passei aqui para lhe avisar que acabei de te indicar para uma tag...
    Confere lá no meu blog que é conhecido como Um baixinho nos Livros.

    Espero que goste. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oiii Di, tudo bem??? Melhoras para seu ombro :)
    Eu tenho vontade de ler esse livro, já que curto histórias com autores =D
    E de certa forma, até entendo o autor. Conciliar família e carreira é algo bem complicado :P

    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. pela resenha o livro é bem emocionante, Talvez eu leia se tiver uma oportunidade.Mas não seria uma prioridade.Ultimamente tenho preferido livros um pouco mais leves.

    ResponderExcluir
  6. Oi Di!
    Tenho muita curiosidade de conhecer a escrita do Maurício. Também o conheci e comprei o livro na Bienal. Mas ainda não consegui encaixá-lo na minha fila de leitura.
    Espero lê-lo em breve e gostar tanto quanto você.
    Beijos

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  7. Oi Dih tudo bem ?

    Já li este livro e gostei muito da história mas a raiva com o protagonista Vinicius não me deixou dar mais do que 3 estrelas rsrs que bom que vc gostou mas ainda acho que os outros livros do autor são melhores!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  8. Meu Deus, o livro parece ser muito legal! Vou tentar comprar, me apaixonei pela resenha que voces fizeram, vou ler o mais rápido possivel! Mto bacana, parabéns, post muito bem feito.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Di. Tudo bem?

    Eu adoro a escrita do Maurício, ele tem uma forma maravilhosa de escrever e eu sempre me emociono em suas histórias. A Máquina de contar Histórias é realmente maravilhoso, também me emocionei com essa história (aquele final me deixou agoniada..rsrsrs). Parabéns pela resenha.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Dih, a máquina de contar histórias me tocou tão profundamente que eu não consegui resenhar o livro. Estou bem ansiosa para o próximo lançamento do Gomyde, agora na Intrínseca.
    Beijos
    Porão da Liesel

    ResponderExcluir
  11. Olá Diana, bem sempre vejo esse livro a história, mas é um autor que ainda não me despertou curiosidade, sua resenha descreve bem o livro, quem sabe um dia consiga ler e tirar a cisma.
    Bjkas
    Dani Casquet - Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho muita curiosidade nesse livro. Sempre que dou uma passada na livraria fico com vontade de levá-lo pra casa, mas acabo deixando pra uma próxima vez. O enredo do livro me chama muita atenção, e agora que sei que os personagens são ótimos, quero ler ainda mais! Vou parar de adiar essa leitura.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Confesso que a primeira resenha, sobre esse livro, a qual é positiva, a maioria que eu li, critivam durante o livro, algo que me estranhou, pois o autor é super elogiado, suas histórias são marcantes e comoventes e fiquei surpresa quando li sabe, mas acredito que tudo seja gosto, afinal, nesta resenha, pude ver uma visão diferente e que me deixou animada, algo que até então eu achava que não era possível a respeito desse livro. Como sorteie meu exemplar a um tempo, vou der que comprar outro. xD

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  14. Esse livro... ♥ Maurício realmente sabe prender e emocionar, até conseguiu me arrancar lágrimas, o que é uma raridade (só 4 livros me fizeram chorar). Recomendo a todos, pq é uma obra prima que precisa ser descoberta pro mais pessoas.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  15. poxa esse foi o primeiro livro que eu li do autor e infelizmente não tive a mesma impressão que você teve.
    achei a história bem chatinha e forçada demais. sem contar que achei o Vinicius um desesperado tentando comprar o amor das filhas com viagem e tatuagem xp sério, achei que seria bem melhor que isso.
    pelo menos pra vc foi uma boa leitura e pra muita gente tbm ^^ isso que importa.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  16. Diana, você demorou demais para ler esse livro! É uma história linda e com a escrita gostosa que o Maurício tem, fica ainda melhor.
    Me apaixonei por esse livro, e precisei me conter para não sair marcando todos os quotes lindos que encontrava. Eu estou ansiosa com o próximo lançamento do autor.. agora eu quero todos! hahahaha

    Beijinhos ;*
    Andressa - Mais que Livros

    ResponderExcluir
  17. Ola Diana eu sou louca para ler esse livro e ainda não consegui, a sinopse já me comove, irei chorar horrores com tanta emoção. Leio muitos elogios a esse livro. Vou correr para ler . Espero gostar assim como você. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  18. Ei Dianaa!!
    Ameei muitooo este livro! Li em março e tb achei q os personagens foram super bem construídos, cheio de emoção o livro! tb senti raiva de Vinicius mas dei uma chance a ele qd percebi a vontade de mudar, o arrependimento.
    Bjos!
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  19. Oii Dih, tudo bem? Sua resenha está perfeita e resume tudo o que eu senti com esse livro maravilhoso e que virou um dos meus favoritos ♥.

    Também senti muita raiva do Vinicius e da forma que ele agia com frieza para escrever seus livros, procurando criar o "parágrafo perfeito" e a forma distante que ele agia com a sua família. É inevitável se sentir como a Valentina, querendo odiar o pai, por tudo que ela teve que enfrentar sozinha, sem a presença dele para dar o apoio que ela necessitava. Mas também é impossível não torcer para que o Vinicius reconquiste o amor das meninas, que a resistência da Valentina vá quebrando e tudo o mais. O livro é perfeito, o Maurício criou todas as cenas na medida certa para nos emocionar e nos fazer refletir e nos apaixonarmos pelos personagens. Enfim, adoro esse livro, e eu que não sou uma pessoa de chorar ao ler livros, não consegui segurar as lágrimas.

    Livro lindo ♥♥♥♥♥ e o Maurício é super simpático, adorei tê-lo conhecido e quero muito ler os seus livros independentes e bem curiosa com o que virá com ele na "Intrínseca" agora.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  20. Já li algumas resenhas ressaltando a qualidade desse livro. É uma premissa interessante. Principalmente, para nós, leitores, por abordar a vida de um escritor. Nós que somos fãs deles.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Mais uma vez, Di, te desejo melhoras! Se cuida, a saúde vem em primeiro lugar!

    Sobre o livro, eu li e me apaixonei pela história. Também acho que o Vinícius errou feio, sim, mas é muito bonito vê-lo tentando recuperar o amor das filhas. O livro me arrancou lágrimas também, não muitas, mas algumas, como no seu caso. É muito mais meu gênero de leitura que o seu, então fico feliz que tenha curtido tanto!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Eu comprei esse livro esses dias, por causa das resenha super positivas, mas ainda não li. Passei por uma experiência parecida com a sua essa semana, de ler um livro que estava parado a quase um ano, e me perguntar Por que demorei tanto para ler?
    Esse livro tem um dos elementos que mais adoro em um drama, que é a questão de problemas familiares. Quero muito ver como esse pai vai ser reaproximar das filhas

    Melhoras para você
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi, Dih!
    Esses livros do Maurício acabam com a gente, de uma maneira boa, claro. rsrs
    A escrita dele é maravilhosa, e as historias são sensacionais.
    Com personagens muito bem construídos e de uma sensibilidade sem igual, Maurício conquistou facilmente o lugar de autor nacional favorito no meu coração. Leio qualquer coisa dele. rsrsr

    Beijinhos!
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  24. Oi Diana! Eu gosto muito do trabalho do autor, mas minha falta de conexão com o protagonista foi responsável por não ter sido a melhor obra dele que li, não acreditei em nenhum momento que Vinicius estivesse sendo sincero, ele me pareceu tão falso, foi sua filha mais velha que despertou sentimentos bons em mim. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  25. Então ,rsrs, eu não pretendo ler esse livro, a sinopse não me conquistou e ao ler sua resenha pude constatar que não é o tipo de livro que curto, rrsrsr
    www.muchdreamer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Olá Diana, tudo bem?
    Eu adoro o autor e já li alguns livros dele, e todos me conquistaram e me emocionaram, mas o mesmo não aconteceu com a máquina de contar histórias.
    Preciso refazer essa leitura e tentar identificar o que deixei passar, porque pelo que tenho visto, eu sou a única que não se encantou completamente com esse enredo.
    A parte que mais me agradou foi relativa a rotina de um autor e o processo de criação.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  27. Olá Diana, lembro que a um tempo atras eu li dezenas de resenhas positivas desse livro e com a sua resenha voltou a vontade de eu lê-lo, a historia dele parece ser bem comovente e muito bem escrita *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  28. Oi, Dih!
    É uma história real e tenho certeza que deve ser incrível, mas eu não leria. Não é por nada não, é que eu simplesmente fujo da vida real e por isso prefiro investir em fantasias e aventuras. Fico feliz que você tenha gostado da leitura.
    Melhoras! Ouça o fisioterapeuta, assim você fica boa rapidinho.
    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  29. Oi Dih,

    O Mauricio é um querido, ele dá uma atenção toda especial a todos os seus leitores, está sempre disponível e é uma delícia dialogar com ele. Eu o conheci na Bienal e participei de um bate papo super legal com ele e o Felipe Colbert, para mim outra fera nacional.

    Bom, eu comprei o livro na Bienal e ainda não o li, mas será um dos próximos e lendo sua resenha creio que o passarei na frente de outros que tenho para ler.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  30. Oi Di, tudo bem?

    Ainda não li nada do Gomyde. E o interessante desse livro é que eu não dava nada por ele, mas as resenhas que leio dele são sempre tão cativantes, que hoje em dia, morro de vontade de ler. Sei como é essa empolgação de querer escrever tudo o que sentiu por aquele livro que amamos. Vou dar uma chance para a leitura

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  31. Oi Dih, ainda não li nada do autor, mas leio sempre ótimas críticas sobre esse livro na blogosfera, então tenho muita curiosidade de conhecer a história.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  32. Oi Dih!
    Desde o lançamento desse livro eu fiquei curiosa sobre ele, mas infelizmente ainda não consegui ler... A história parece ser mesmo muito bonita e emocionante, além de trazer uma lição importante sobre a família. Você conseguiu me deixar ainda mais curiosa!
    Bjs

    ResponderExcluir
  33. Oi Diana, tudo bem?

    Eu não tinha me interessado pelo livro na época do lançamento, mas depois de ler tantas resenhas sobre ele acabei ficando curiosa para ler também. Quero poder conhecer essa história e espero gostar tanto quanto todo mundo está gostando.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!