Resenha #136 - Arteza Knight e o dragão Obilost - L. F. Nones

Oi! Pessoal, tudo bem com vocês?
Livro cedido pela editora
Hoje trago para vocês um livro da Coleção Novos Talentos da Literatura Brasileira da Editora Novo Século, vamos conhecer um pouquinho sobre o que é essa coleção e da obra em si. Espero que gostem...

Título: Arteza Knight e o dragão Obilost
Título: L. F. Nones
Selo: Talentos da Literatura Brasileira
Editora:  Novo Século
Páginas: 159
Classificação: 2,5

Antes de falar sobre o livro, quero apresentar para vocês algo que me deixou muito surpresa e ao mesmo tempo, muito contente também: o novo selo da Novo Século chamado Talentos da Literatura Brasileira, Esse é um selo voltado só para os autores de primeira viajem e que, ao mesmo tempo também é uma forma de alavancar o cenário da Literatura Brasileira. Além de ser uma oportunidade incrível para quem está começando!

Sinopse: O jovem Arteza Knight esteve isolado em sua vila de Burglen, no interior da poderosa nação de Elderlah, por toda a sua vida. Porém o local é saqueado e Dario, seu pai e importante protetor do lugar, parte em direção a uma suposta mina de ouro, a fim de salvar os moradores de Burglen da miséria que sucedeu o ataque. Passam-se meses e, ainda com a ausência de seu pai, as condições já precárias da vila se agravam e Arteza sente a responsabilidade de acudir a população.
Intrigado pelo desaparecimento do pai, ele resolve seguir os seus passos em busca da mina de ouro. Porém, há um empecilho: para chegar ao local ele terá de atravessar a Floresta de Berloc, a qual muitos sugerem que seja o único lugar das Cinco Nações a ainda possuir criaturas místicas. Acompanhado por três amigos, o garoto embarcará em uma perigosa aventura medieval e descobrirá a razão de ninguém nunca ter voltado vivo daquela floresta.

Pontos Positivos: a leitura foi agradável e a história tem futuro. Se alguns pontos forem melhor trabalhados, essa história vai cativar milhares.
O final foi perfeito, ao mesmo tempo em que ele fecha a história Nones consegue te instigar a ler o próximo, pois enquanto ele encerra você é levado a pensar: 'Isso vai dar zebra e muito pano pra manga!'
A construção dos diálogos é diferente da qual vemos hoje no mercado literário, ela é mais quebrada (o que se colocaria em um parágrafo e colocado de forma mais fluída para não se ter muita repetição, o autor dividi em mais parágrafos). Apesar de estranhar eu gostei desse tipo de construção, justamente por fugir do tradicional.

Pontos Negativos: não consegui me envolver muito devido ao fato de eu ter ido com muita expectativa em relação ao nome... o dragão tem uma participação muito pequena, isso foi bem desanimador.

 A apresentação dos personagens, principalmente os 'o que se colocaria em um parágrafo e colocado de forma mais fluída para não se ter muita repetição', não foi bem trabalhada. Pois, se Arteza estava isolado do restante do mundo ele precisa ser apresentado de forma mais profunda nos personagens, exemplo Druida; porque existem, qual o papel deles e -  um ponto crucial - são amigos ou inimigos dos humanos?

 Outro item que deixou a desejar foi a construção das cenas, a impressão que tive era que pedaços foram cortados da história. Um exemplo é a cena em que eles estão subindo uma montanha cercados por inimigos voadores e pela descrição tive a impressão que eles escalaram um muro de 3 ou 4 metros de altura.

Esse é o primeiro volume de uma série de seis livros que o catarinense Leonardo Filippo Nones escreveu e por ser um livro pequeno e com poucas páginas, a leitura se torna bem  rápida. A capa está linda, possui um trabalho em alto relevo sutil no "Arteza Knight", as páginas são amareladas e a fonte é de tamanho médio. No quesito erros só encontrei um: ele que na verdade era ela, pois a pessoa a quem se referia o personagem é uma garota.

Recomendo para todos que gostam de:
* Ficção,
* Fantasia, e
* Literatura Brasileira.

Não recomendo para quem não é fã de seres mitológicos ou histórias medievais.

 E aí, Pessoal, gostaram? Deixem seus comentários, se já leram esse livro, o que acharam dele e não se esqueçam do Top Comentarista do mês de abril, com um novo livro e novas chances de ganhar. Um super ultra mega blaster abraço à todos!


12 comentários

  1. Oi Ninah!!!!!

    Eu tbm solicitei este livro para a editora NS, mas ele vai para o top comentarista de maio no meu blog!
    Acho que vou tentar lê-lo antes... parece ser bom!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. nunca li nenhum livro sobre dragões, mas acho essas criaturas mitológicas fascinante, gosto de tudo que diz respeito ao passado, principalmente idade média, achei o livro bem legal e nao tem muitas paginas entao é leitura rápida, coisa de um dia.

    ResponderExcluir
  3. Oii, tudo bem??? Eu tenho vários livros do selo novos talentos :) , tenho inclusive muitos autores do selo, heheh
    Mas esse livro eu não conhecia e gostei de conhecer, já que amo fantasia. Mas pena o dragão não ter um papel tão importante, afinal é ele quem "rouba" a capa né?
    beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Não foi uma leitura que me atraiu muito, pois não faz meu gênero, nadinha kkk mas a capa é muito bem feita e bonita, tenho certeza que quem curte o gênero não deixaria passar um livro desse, o enredo também é muito legal.
    Amei a resenha.

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Catharina
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Nossa, o dragão parece ser o elemento chave da narrativa, já que ganhou destaque na capa e no próprio título. Uma pena ele ter aparecido tão pouco. Gosto muito de fantasia e de livros nacionais, mas esse infelizmente não me conquistou! :/

    ResponderExcluir
  6. Oi Ninah, também achei muito legal essa iniciativa da Novo Século! Ando vendo livros com esse selo, e felizmente aparecem cada vez mais (: Esse livro parece muito bom, vou procurar saber mais.
    Beijos!
    Carol - http://www.livrosajaneladaimaginacao.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bom?
    Não sou uma leitora de fantasias e histórias medievais, mas acredito que o livro possa agradar leitores do gênero. Aliás, fantasias são gêneros que os autores nacionais conseguem trabalhar bem.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oieeeeee, preciso de confessar, tenho dificuldade em ler coisas de fantasia, até hoje peno para ler qualquer coisa do universo de Tolkien. Mas curti muito a resenha e a história me parece interessante. Vou dar uma conferida!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?

    Apesar da história parecer interessante, eu não sou muito fã desse tipo de livro então acho que chegaria a ler. Mais gostei muito da resenha :)

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Ninah!
    Eu não conhecia o livro, mas a capa já chamou minha atenção, é uma pena que os dragões tenham um papel pequeno na história... Fiquei curiosa sobre o estilo de narrativa, mas confesso que desanimo um pouquinho por ser uma série...
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi Flor!
    Gostei da dica e principalmente das indicações, amo ficção, fantasia, mitologia, sobrenatural e também nossa literatura nacional! Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oie!
    Confesso que fiquei desanimada quando disse que o livro não envolve... já tive a experiência de concluir livros que não me envolveram desde o começo, e foi uma das piores coisas que já fiz. Pois simplesmente a leitura me desanimava, e não conseguia concluir...
    Bjks!

    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!