Resenha #125 - Da Ordem ao Caos - Elizabeth Laban

Livro cedido pela editora para leitura e resenha.

Título: Da Ordem ao Caos
Autora: Elizabeth Laban
Editora: Farol Literário
Páginas: 317

Com toda aquela comoção, me senti excepcionalmente mais livre. Eu não era mais a atração do circo de horrores. Um espetáculo bem mais assustador acontecia atrás de mim. (Tim)

 Essa leitura foi bem diferente das quais estou acostumada a ler e confesso que até me surpreendi por ter gostado da narrativa, apesar que eu esperava uma história um pouco diferente, mas que foi uma leitura inesperada e envolvente, me vi presa nos detalhes e na vida dos dois adolescentes e como as histórias deles foram se entrelaçando e me comovendo com algumas ações.

Da Ordem ao Caos, é um livro com dois tipos de narrativas. Em terceira pessoa sob a visão de Ducan e em primeira pessoa sobre a visão de Tim. Fiquem tranquilos porque a autora linda colocou os nomes dos personagens para que os leitor não se perca em cada capítulo. 

Conhecemos Ducan um adolescente que é terceiranista do Colégio Irving, nessa escola eles tinham certos privilégios que poderiam ajudá-los no ingresso a faculdade, afinal de contas, eles entrariam para a vida adulta. Então eles não dividiriam os quartos como no ano anterior, embora sendo pequenos, os quartos seriam somente para eles. No colégio eles tinhas algumas tradições e uma delas seria que o morador anterior teria que deixar uma espécie de "tesouro" que poderia ser qualquer coisa como boa vindas ao terceiranista que ocuparia o quarto naquele ano.

Ducan estava ansioso  e receoso também, porque tudo poderia acontecer naquele ano e o que todos os alunos da ala masculina não queriam, era ocupar o ultimo quarto do corredor, pois era considerado o pior quarto, mas o inevitável aconteceu e ele foi acometido a ficar neste quarto que foi ocupado por Tim e ele deixou um presente que para Ducan foi um dos piores em seu primeiro momento. 

Ao cruzar o arco de pedra que levava ao dormitório dos terceiranistas, Ducan pensava em duas coisas: qual seria o "tesouro" que haviam deixado para ele e seu ensaio sobre a tragédia. Bom, talvez fossem três coisas: ele também se preocupava com o quarto que lhe caberia.

Tim era um menino que se descrevia um estranho aos olhos dos outros alunos, porque realmente ele era diferente, tinha olhos claros, cabelos bem clarinhos e uma pele sensível e branca. Tinha que andar de óculos escuros durante o dia, porque a claridade machucava sua visão, mas ele era um menino bem teimoso e em algumas situações simplesmente não usava, ele se sentia mais livre quando fazia isso. Ele foi parar no Colégio Irving por a caso no segundo semestre, porque sua mãe se mudou com o padrasto dele que também estudou nessa escola e o diretor que era um de seus amigos concedeu a vaga para ele.

Para que vocês possam compreender Ducan está no presente ocupando o quarto que foi de Tim no passado. A parte de Tim foi um pouco maior, para que possamos entender porque o quarto dele seria o pior de todos da ala além de ser o menor. Ele conta como foi o seu processo de saída de sua cidade para aquele colégio em pleno segundo semestre e confesso que me senti consternada e um pouco incomodada com esse personagem. Eu entendo as dificuldades dele ser diferente das pessoas fisicamente, mas ele não tinha nenhuma deficiência, mas tinha uma estima muito baixa por causa disso e isso me incomodou um pouco, não sei se ele era assim por causa de culturas ou por sofrer bullying em outras escolas que frequentou. O que sei foi que por mais difíceis que as coisas pareciam ser, se auto depreciar com ele fez em muito momentos, foi chocante. Mas olhando todo o contexto eu até entendo porque ele fazia essas coisas.

Tim conheceu Vanessa uma menina que ele achou linda desde o primeiro momento em que a viu no avião e que no decorrer da viagem enfrentaram juntos uma situação inusitada e completamente inesperada para os dois, mas principalmente para ele. Vanessa era sincera, resolvida e de personalidade forte e estar perto dela para Tim era um verdadeiro sonho. Ele nunca se aproximara tanto de uma garota, pelo menos foi o que eu percebi na narrativa e estar perto de uma garota bem legal e descontraída como ela era um máximo e ele queria aproveitar todos os momentos até a partida deles. 

A eletricidade que eu sentira no dia anterior havia aumentado. Foi quase como se ela tivesse me tocado com um desfibrilador. (Tim)
Eu gostei de toda a trama, porque Tim narrou todos os acontecimentos de sua estadia na escola até o terrível acidente que foi envolvido e que se sente completamente culpado. Eu consegui entender seus medos, seus anseios e a sua vontade de se encaixar, de estar com as pessoas, delas fazerem parte de sua vida. Só que nem tudo aconteceu de forma esperada, apesar que ele não esperava muita coisa, ele queria outras. A vida desse menino me deixou completamente consternada. Eu percebia que pelas poucas vezes que ele falou com sua mãe que ela o amava e o queria bem. Ele também a amava e sentia que ela era a sua melhor amiga. 

Ducan era um adolescente mais do que normal, ele desejava fazer seu trabalho final da escola que deixava todos os terceiranista ansiosos. Ele começou a namorar uma menina que ele estava interessado e que era recíproco, mas nunca entendeu o que se deu no dia fatídico do acidente em que Tim estava envolvido e depois que descobriu se sentiu culpado, achou que poderia ter evitado e que as coisas fugiram do controle de quase todos. Foi tudo muito rápido e sinceramente senti uma dó danada de Tim, o garoto que só queria e encaixar.

A história é boa, muito boa. Eu realmente gostei de tudo que li. Os relatos de Tim e a ansiedade de Ducan. Tudo foi se encaixando no decorrer da história e me vi presa em todo o enredo e quando percebi o livro tinha acabado. Não soltei lágrimas, mas confesso que meus olhos ficaram marejados e foi uma história totalmente diferente do que estou acostumada e que desta vez eu gostei e muito de ter saído da minha zona de conforto. 



Da Ordem ao Caos foi uma leitura leve e ao mesmo tempo com um grau de intensidade. Ela abordou valores familiares, amizades, drama adolescente e me trouxe reflexões. Mais uma coisa que eu posso dizer que ser diferente não é errado e nem certo... o que se pode fazer por se sentir assim ou ser assim é viver os momentos, é aproveitar os segundos de vida que ela oferece, sem se preocupar com os estereótipos que o mundo coloca nos lugares e com os preconceitos que se pararmos para pensar até contribuímos se nós mesmos nos depreciarmos... acho que andar com a cabeça erguida diante do caos isso sim te faz uma pessoa diferente e única da melhor maneira positiva que existe.



A diagramação do livro está perfeita. Não encontrei erros de revisão, se teve não percebi. As folhas são amareladas e a fonte está em tamanho médio e isso contribuiu para que a leitura fluísse melhor e rapidamente. Eu gostei muito da capa da Farol ela é bem diferente da capa original, mas depois que você lê a história você percebe que se encaixa perfeitamente com todo o contexto e eu adorei a brasileira. Quero agradecer a Farol por me apresentar essa obra que mexeu com o meu coração. O motivo pelo qual tirei um livrinho foi porque foi uma história diferente da qual eu esperava e que embora tenha mexido comigo de alguma forma, ainda não foi aquela leitura que me tirou o chão.

Eu recomendo a leitura para amantes dessa temática e que gostam de dramas adolescentes, reflexões, uma pitada de romance. Eu gostei muito desse livro e a primeira experiência que tive com essa autora só me deixou gás para ler outros títulos que ela publicar. 

Às vezes é difícil, ou até mesmo impossível, saber antes do fim se uma escolha tem ou não caráter elevado.


E ai leitores, o que acharam? Gostaram? Conheciam? Pretendem ler? Deixem seus comentários!!!

Xero no coração de todos!! E uma ótima semana!



39 comentários

  1. Não conhecia esse livro, mas gostei bastante da sinopse e das suas impressões sobre ele. Não gostei dessa capa kkkkk
    Vou pesquisar mais sobre ele, quem sabe em breve eu não leio ele.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Di!
    Gente, não conhecia essa obra da Farol. Confesso que da editora só conhecia a trilogia distopica, mas esse já o terceiro livro deles que eu já desejo <3 Que historia mais cativante. Pelo pouco que você narrou, so consegui me aproximar tanto do Ducan, quanto do Tim. Fiquei muito curioso pelo resto, o livro já vai pra lista de desejados *-*
    Otima resenha flor.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Dih!
    Td bem flor?

    Eu não conhecia o livro, mas gostei da resenha! A Farol sempre arrasa neh? rsrsrsrs
    Bem, espero poder lê-lo, pois gostei muito do enredo!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Oi Di, tudo bem?
    Não conhecia o livro e apesar de se tratar de uma trama super desenvolvida e com temas interessantes abordados, não senti vontade de realizar essa leitura. Mas fico feliz que o livro tenha se tornado uma grande surpresa para você.

    Beijos
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
  5. Oii Di, tudo bem???? Adorei a sua resenha. Já tinha ouvido falar do livro, mas não sabia bem do que se tratava. E gostei de conhecer. Particularmente, gosto bastante de livros com dramas (desde que eles me convençam). Vou tentar conferir essa história <3
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. OOOi,

    Di eu não conhecia o livro então não sei o que esperaria dele. Não li nada da editora mas todos os livros dela parecem ser ótimos e bem feitos. A capa realmente ficou linda e fico feliz em saber que ela tem a ver com toda a história.
    Eu fiquei meio confusa mas bem curiosa com a história, acho que uma boa parte das narrativas são divididas em dois tempos, estou gostando disso principalmente quando não é algo que confunde os leitores.


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  7. Eu não conhecia esse título. A história parece bem interessante.
    Tenho visto muitas novidades aqui. Adorei sua resenha.

    http://cafeecomletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Di!
    Eu tinha visto o livro quando a Farol anunciou pros parceiros e fiquei interessada pela sinopse, mas até então não tinha lido nenhuma resenha. A sua foi a primeira opinião a que tive acesso e confirmou a minha expectativa pra esse livro. Pretendo pedir mais pra frente, porque ainda tem vários que quero ler. Os temas abordados não apenas servem pra entreter, mas também pra refletir, e gosto de livros assim.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia esse livro da Farol, mas lendo sua resenha tive a certeza de que é mais um excelente livro da editora. Por´´em essa alternância de tempos precisa ser muito bem delineada e instigante para que eu goste, mas senti que neste livro funciona de forma perfeita. Irei procurar mais sobre a narrativa e quem sabe me aventurar e ler :) http://blogliterata.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oie
    Nao conhecia o livro e eu fiquei genuinamente interessada!
    Gosto do genero! Adoro um drama e sempre um romance (mesmo q seja uma pitada como vc disse)
    Me agrada muito quando o autor brinca com capitulos, intercalando os personagens narrando e nesse ainda mais diferente né, pq um é em 1 pessoa e outro em 3... GOSTI!
    Vou add aos meus desejados!

    Bjinhos
    Pam
    Meus Livros Preciosos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Diana, tudo bem?
    Uau, eu nem sabia da existência desse livro. Fui correndo pesquisar... lançamentos de março. Já quero! rs
    Fiquei curiosa para saber que "tesouro" o Tim deixou para o Ducan e o que aconteceu nesse tal acidente.
    Sua resenha conseguiu (e com louvor) despertar minha curiosidade. Parabéns!

    Beijos,
    Amanda
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Pelo que li em sua resenha o livro fugiu bastante do modelo de histórias sbre adolescentes,parese ser mais profunda e mais intensa,e agora quero conhecer Tim e Ducan e saber que acidente foi esse que marcou a estadia de Tim,a trama parece envolver o leitor e acho que sair da zona de conforto na leitura e se surpreender favoralmente é uma delicosa surpresa.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  13. Oi flor, não conhecia esse livro, e apesar de ter achado tudo muito curioso, e de você ter achado o livro intenso e ter gostado muito da leitura, eu não me senti muito atraída para ler o livro, não achei que a trama, a história seja tão intensa assim a ponto de que eu fique louca para lê-lo.Pelo menos nesse momento.

    Mas como nunca digo nunca a um livro, quem sabe mais pra frente eu pense diferente e o leia.

    bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi Di!
    Primeira resenha que leio sobre o livro e confesso que adorei!
    À princípio achei meio complicado, mas ao decorrer da resenha consegui compreender bem a premissa da história. Adoro um drama adolescente, ainda mais quando nos fazem refletir.
    Parabéns pela resenha!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Dih, tudo bem? Esse parece ser um livro bem interessante. Gostei da narração dos dois personagens e essa alternância de tempo. Fiquei curiosa sobre o que aconteceu com o Tim e porque o Duncan se sente culpado e acha que poderia evitar. Adorei os quotes!! Ótima resenha!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  16. Ola Diana eu gostei da premissa do livro, e mesmo se tratando de adolescente e com temas mais profundos, além dos mundo deles .me chamou atenção. Fiquei bem curiosa para conhecer os personagens . Já anotado para uma leitura em breve . beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Di, tudo bem?

    Gostei dos temas que o livro aborda. Ele parece ser mesmo bem complexo em alguns momentos. Não sei se eu leria por agora. Mas talvez mais para frente. Os livros da Farol trazem sempre uma temática bem legal

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi Di, amiga tudo bem?
    Eu lembro de ter visto o lançamento desse livro no seu blog e quando li a sinopse, eu me interessei na hora. Achei diferente e com um título instigante. E agora? Uma história perturbadora! Fico imaginando, o universo com regras que não se aplicavam, fora do eixo, ou seja, o caos, e ele está gostando disso? Quem é Tim? Um garoto diferente? Fora do eixo? Cujas regras não se aplicavam a ele? E acontece uma tragédia, ou seja o caos? Não sei se estou fazendo a comparação certa, mas foi inevitável não pensar assim. Como sempre você me fez enxergar além do texto, pois apresenta tão bem o argumento dos personagens que me leva a refletir. Pode não ter sido um livro inesquecível, mas depois dessa resenha, não tem como não dizer que é um texto inteligente, que eu quero conhecer. Adorei sua resenha!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oii...
    Confesso que não foi uma capa que me chamou a atenção, mas gostei muito da sinopse e das suas opiniões sobre ele, me animou a procurar mais informações.

    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi, Dih!
    Eu não conhecia o livro, mas a trama realmente parece ser ótima!
    Os temas abordados são atuais e a historia realmente parece ter te conquistado.
    Vou anotar a dica de leitura.

    Beijinhos
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  21. Oie, Di!
    Amei demais o enredo do livro. Pensei de cara que não ia dar muita coisa a ele, que não gostaria e etc, mas a capa me conquistou e errei em pensar que apesar disso não seria grande coisa... Então provavelmente vou ler. O mais engraçado de tudo é que não tem nada dos gêneros que amo, mas mesmo assim me atraiu. Isso foi bem inusitado.
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando ❤

    ResponderExcluir
  22. Olá, Diana! Tudo bem?

    Vi esse livro na lista de lançamentos da Farol Literário e admito que fiquei com muita vontade de lê-lo. Agora, lendo sua opinião, definitivamente quero tê-lo comigo. Fiquei muito curioso, haha! Espero poder adquiri-lo logo.

    Até mais,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Oiee ^^
    Ufa, fiquei aliviada ao saber que a autora explica qual personagem está narrando. Sempre me confundo quando não há o nome lá *-* Ainda não conhecia esse livro, mas a sua resenha me deixou bastante curiosa, e como eu adoro dramas, acredito que vou gostar do livro.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi Diana, ainda não conhecia o livro e nem a autora, e embora tenha odiado a capa, gostei bastante de tudo falado na resenha. Adoro livros com dramas adolescentes e reflexões.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  25. Oi Xero!

    Achei o livro bem reflexivo e instigante! É o tipo que não me atrairia pela capa, mas me encantou pela resenha!

    ''Eu recomendo a leitura para amantes dessa temática e que gostam de dramas adolescentes, reflexões, uma pitada de romance. Eu gostei muito desse livro e a primeira experiência que tive com essa autora só me deixou gás para ler outros títulos que ela publicar. ''

    Amei! Parabéns flor!
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Oi Dih, tudo bom?
    Eu adoro bons dramas e fiquei bem impressionada com esse livro. A premissa me deixou confusa no início, mas depois acabei ficando curiosa sobre a obra. Por ser um drama adolescente eu poderia pensar que não tem profundidade, mas sua resenha me mostra o contrário.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oiee,
    Eu as vezes faço isso também, saio da minha zona de conforto em algumas leituras.. na maiorias das vezes é um experiência muito boa e vale pena.
    Não conhecia o livro e fiquei intrigada com a história, adoro quando o autor faz isso de coloca dois pontos de vistas, mas mencionando de quem é a visão, assim não ficamos perdidos rs.
    Gostei muito da resenha e anotei a dica, também vou sair da minha zona de conforto e espero que goste.
    Beijos



    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  28. Oii, tudo bem?
    O livro a primeira vista não tinha me agradado, porém ao ler a sua resenha tenho certeza de que eu vou amar ele. Ele parece ter de tudo o que eu gosto em uma boa historia, eu estou bem ansiosa para saber o que aconteceu no tal acidente.


    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  29. Eu gosto muito de narrativa alternada, mas confesso que fico meio confusa quando alternam entre primeira e terceira pessoa, acho que nem os nomes dos personagens iam resolver esse problema pra mim... rs... Mas adoro um drama adolescente que traga reflexões, então fiquei interessada no livro mesmo assim. Não curti a capa inicialmente, mas se ela se encaixa na história provavelmente gostarei dela depois de ler.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  30. Esse livro parece ser bem interessante mas achei um pouco denso, talvez por não ser uma coisa na minha zona de leitura. Mas não deixa de parecer bom, principalmente por essa mistura de narrativas.

    beijos
    http://pobreleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Oi!
    Eu tenho gostado bastante dos livros da Farol, apesar de (ainda) não ter lido nenhum... As resenhas sempre me conquistam!
    Apesar de não ter gostado dessa capa, a história parece ser bem interessante. Gosto bastante de narrativas alternadas (parece que é moda agora, né?!), e tenho lido muitos livros com temáticas reflexivas adolescentes, o que, percebi, me atrai!
    Beijos,
    Deia!
    Own mine

    ResponderExcluir
  32. Oi!
    A sua foi a primeira resenha que li desse livro! Até fiquei interessada pela história, mas não chegou a ir para minha lista de prioridades. Gosto bastante quando os autores conseguem trabalhar temas complicados e ainda assim deixar a escrita leve, como aconteceu em Da ordem ao caos. Imagino que a mistura de drama, com mistério e romance ia me agradar...
    Bjs

    ResponderExcluir
  33. Oiee..

    Nossa que bacana a ideia do livro. A capa é triste e feia, mas a escrita deve ser mesmo boa e cativante. Espero um dia conhecer os personagens.

    Beijos
    http://www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  34. A história parece ser bem intrigante e emocionante. Eu já tive uma amiga albina na quinta série, e ela sofria muito. Fiquei realmente interessada no livro. A capa realmente está linda e fico feliz em saber que ela tem a ver com toda a história.
    Eu fiquei meio confusa mas bem curiosa com a história, acho que uma boa parte das narrativas são divididas em dois tempos, estou gostando disso principalmente quando não é algo que confunde os leitores.Fiquei curiosa para saber que presente o Tim deixou para o Ducan e o que e o que tem nos CDs.

    Beijos!
    Viviane Gonçalves
    vsg_caue@hotmail.com

    ResponderExcluir
  35. Nossa! Pela sua resenha, percebi que esse título se encaixa perfeitamente com a trama. Gosto de narrativas divididas, e acho que a autora acertou em cheio nessa. Dois protagonistas e passado e presente se encaixando. Só posso dizer que fiquei bem curioso pra saber como foi e as consequências desse acidente e o porquê do Tim se sentir culpado.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  36. Olá!
    Apesar de sua resenha ser muito boa, eu não gostei do livro. A história não me prendeu.
    Não é o gênero que costumo ler. Mas pra quem gosta deve ser muito bom.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  37. Olá tudo bem?
    Então, vou confessar que esse livro me enganou um pouco, achei que fosse uma distopia, mas não e mesmo assim consegui me surpreender com a temática. Gostai muito da forma da narrativa e isso me intrigou bastante, além disso adoro livros que vão desenrolando os mistérios pouco a pouco de um forma bem agradável. Gostei da resenha e da forma como você mencionou os fatos positivos do livro. Já era um desejado e agora é ainda mais.
    Abraços, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  38. Oi Diana, tudo bem?

    Fiquei meio confusa com esse negócio de em que pessoa foi escrito. Terceira pessoa pra mim é quando há um narrador por fora, observando tudo e nos contando. Mas se tem a visão de cada um deles impressa, o mais certo é que seja em primeira pessoa, certo?

    Outro ponto. Reconheci vários trechos do livro em outros que já havia lido, como em Cidades de Papel. O protagonista é todo certinho, mas a vizinha louca faz ele mudar rapidinho. Vou deixar aqui anotado.

    Beijos

    ResponderExcluir
  39. Olá DIana,
    Da Ordem aos Caos é um livro no qual nunca me interessei antes pela capa, nunca tinha nem sequer lido sua sinopse. Agora é diferente, depois de sua resenha tenho um interesse absurdo pelo livro, acredito que adoraria a história e quero muito poder conhecer de perto Ducan e Tim. Espero ter a chance de lê-lo em breve.
    Abraços.
    http://www.ler-e-ser-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!