Resenha #94 - Belleville - Felipe Colbert


Título: Belleville
Autor: Felipe Colbert
Editora: Novo Conceito
Páginas: 301
 

[...] Descobrira um sentimento de superação que não sabia que possuía, e não havia nada antes ou depois em minha vida que valesse a pena contar a não ser aquela aventura.

Bom meus sentimentos ficaram totalmente aflorados com a leitura desse livro... já fazia um tempo que não lia um bom romance e ler um ainda mais nacional foi uma ótima decisão... Quando escolhi a leitura de Belleville não tinha ideia do que realmente esperar. Conheci o Felipe na Bienal e ele foi super atencioso e educado, mas eu tive o despertar pela leitura após ler a resenha no blog Entre Palcos e Livros da querida Juliana. Quando li fiquei fascinada e corri para  a Saraiva on-line e adquiri o meu exemplar no mesmo dia. 

Tive sentimentos estranhos no decorrer da leitura. Repulsa! Algo que eu não sentia já fazia um tempo em minhas leituras... sentimentos humanos. Você pode falar que exagero! Mas não, pois sei que nesse nosso mundo real, temos muitos desses seres humanos que despertam esse tipo de sentimento dentro de nós. Fico imaginando com uma pessoa resolve aparecer assim do nada e transformar a vida da outra pessoa em um inferno. Aproveitar da solidão e até certo ponto de uma fraqueza e fazer o mau? De forma totalmente gratuita? Senti tanto nojo dessa pessoa, infelizmente mentalizei seu rosto pegajoso e nojento da forma como nossa personagem o descrevia. Muitas vezes tive vontade de ir lá e eu mesma dar uns sopapos nele ou um tiro mesmo. Que ser infeliz. 

Antes que eu pudesse pensar em alguma coisa, ele praticamente me arrastou de volta para casa, esbravejando palavras chulas, que me colocavam um patamar abaixo de qualquer animal que rastejavam por quele solo. Não testemunhei mais nada. Durante o trajeto, eu me sentia desorientada, vazia, perdida. Eu já não sabia mais a que mundo pertencia, e se algo pior ainda poderia acontecer.  

Calma pessoas!!! O livro não é apenas isso é só uma parte dele, porque tem toda a beleza do amor, o encanto, a primeira troca de palavras, o reconhecimento do outro. Belleville é um sonho criado por um homem que ama demais a sua filha e em sua homenagem resolveu construir no terreno amplo dos fundos de sua casa uma montanha russa, mas não uma simples montanha, ela tinha um grande significado além do amor, ele queria retratar a homenagem a grande e famosa montanha russa Belleville que foi construída em 1812.

Anabelle tinha apenas 18 anos e vivia no ano de de 1964 sozinha. Após perder o pai para a tuberculose se viu perdida e sem encontrar muito sentido na vida, passava necessidade e não tinha muitas esperanças de que algo melhor poderia acontecer. Mas ela queria muito que em um futuro não muito longe que o próximo morador dessa casa imensa pudesse terminar de construir a tão sonhada montanha russa que seu pai Rodolfo deu inicio a construção. 

Lucius um rapaz de 20 anos segue para Campos do Jordão no ano de 2014 para cursar a faculdade de matemática, um sonho que foi construído junto com seu pai. Ele vai morar em uma casa afastada da cidade e imensa, pelo fato de estar praticamente caindo aos pedaços o dono a alugou por um valor considerável e ele não teve como negar. Ele tinha sonhos em se tornar um bom matemático e ter uma vida melhor e pelas andanças da casa encontra nos fundos do terreno uma construção de montanha russa em fase inicial e os desenhos dela e aquilo mexeu com ele.

Por ocasião do destino esses dois jovens começam a se comunicar através do tempo por cartas, não vou dizer como se deu essa comunicação, mas garanto que foi bem original da parte do autor e aconselho a leitura do livro para essa descoberta. Como isso pode acontecer? Duas pessoas em tempos totalmente diferentes se comunicar?  Inicialmente se eu estivesse no lugar de Anabelle acharia que estava ficando louca, mas iria achar bem interessante. Talvez no tempo dela fosse mesmo difícil de acreditar. Hoje em dia em nosso século é tão raro receber uma carta escrita a mão. Saber que a pessoa se esforçou para falar de seus pensamentos. Borrou tentando escrever em perfeição e essas coisas. Eu sinto falta disso por isso amei a proposta do livro.

Quanto mais observava os detalhes da imagem, mais próximo eu me sentia daquele tempo, daquele lugar, daquela garota.

Eu quero dar meus parabéns para o Felipe ter escrito esse romance tão lindo. Que me fez acreditar ainda mais no amor... e que por mais que ele hoje em dia não seja tão visto com muita frequência de sua maneira real ele ainda existe e que apesar das circunstâncias em minoria ainda existe pessoas que sabem apreciar a sua real beleza ainda existente. Eu gostei do enredo que o autor criou e ambientação que envolvia um grande sonho. Tudo estava em torno do encanto de Belleville. A história foi toda proposta em cima disso, mas Felipe soube mesclar bem as outras partes para que elas se fundissem e tornou a história linda e envolvente. Eu gostei dos laços criados. Gostei dos personagens secundários e da forma que o autor os uniu para que eu como leitora pudesse perceber que as pessoas ainda pensam no próximo e são capazes de voltar atrás em seus erros ou quando seus instintos são ruins elas não mudam. 

Lucius é um menino doce, gostei da personalidade criada pelo o autor, vi realmente um garoto de 20 anos com todos os seus anseios e duvidas sobre um futuro incerto. Anabelle mesmo com toda as circunstâncias de dificuldades em que ela passava sempre foi muito corajosa e determinada. O amor pode mudar e pode transformar. 

Tinha algo haver com pensar que a Via Láctea é pequena demais para acharmos que estamos tão longe assim um do outro, e que uma simples reta imaginária me ligava a ela, não importava onde ela estivesse.



A diagramação do livro é simples, porém bem feita. A capa tem um formato um pouco grosso e bem resistente. As folhas são amareladas e a fonte de tamanho médio. A imagem da garota na capa retrata bem Anabelle, mas eu gostaria que Lucius fosse retratado de alguma forma também na capa ou pelo menos na contracapa. O desenvolvimento da história foi bem construído e amarrado. A narrativa foi intercalada entre Lucius e Anabelle, talvez alguns leitores não gostem tanto porque não aparece o nome do personagem nas mudanças de capítulo, mas isso não atrapalha em nada, pois assim que você começa a leitura dá para perceber de quem se trata a narrativa. 

Só posso dizer que amei a leitura. Gostei do tema escolhido. De como o autor exemplificou que o amor remove montanhas, ultrapassa tempo e espaço. Mostrou também que a maldade tem a sua consequência e que você pode pagar bem caro por ela. E que as pessoas tem seu lado bom ou ruim e que depende somente de você para fazer suas escolhas e qual caminho você deve seguir. Eu recomendo a leitura demais. Amantes de romances esse é um prato cheio. Aqui eu me emocionei e lágrimas rolaram e não foi só uma vez. Como não se comover em uma situação difícil onde você é obrigada a fazer coisas que não quer e infelizmente por mais forte que você seja existe alguém que é mais que você. Onde uma simples palavra de carinho, amor e compreensão pode te transformar e você tomar decisões que você jamais imaginou que pudesse decidir por elas. Perceber o quanto é importante você se colocar no lugar do outro. Olhar para o lado e perceber que existe algo muito mais além e que você sempre poderá ter um motivo real para lutar. Bom termino aqui uma resenha de um livro que me encantou desde as primeiras páginas... desde a primeira troca de cartas... acompanhar um sentimento nascendo através do limite de tempo e de um final que eu esperava, mas que se deu totalmente diferente do que eu havia imaginado e gostei. 

Imagem retirada no google.


Essa foi a imagem que eu achei na minha pesquisa pela montanha russa, fiquei super curiosa e queria saber um pouco mais. Ela foi construída  em uma das companhias de Les Montagnes Russes à Belleville em Paris, 1812.

Campos do Jordão. 26 de Fevereiro de 1964.
Caro morador do futuro.
Você acertou na mosca! Eu realmente estou considerando isso uma loucura.


Então leitores, o que acharam? Deixem seus comentários.... Gostaria de saber quem leu se gostou e quem não leu se já conhecia o livro. Xero no coração de todos.

12 comentários

  1. A capa desse livro é linda, Diana. Estou há um tempo querendo ler este livro, a história parece ser muito boa. Que bom que mais um autor nacional está conquistando o seu espaço. Adorei sua resenha e a sua dica!
    Beijo,
    http://pactoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Diana, tudo bem?

    Não é de hoje que eu quero ler esse livro e, agora com sua resenha, com certeza irei dar uma chance. Parabéns, ficou ótima. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oh Dihhhh!!!!! Jesus! Preciso ler o meu exemplar logo!
    Que resenha linda e cheia de sentimentos! Fiquei encantada! Sério!
    Vou passar o meu na frente, preciso ler logo este livro! rsrsrsrsrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Oii,

    Sabe, esses dias eu li uma resenha desse livro, gostei mas nada muito especial. Vendo a sua resenha, nossa mudei totalmente de opinião!!
    Curti deeemais! Gostei de saber da construção da personagem e da forma como vc adorou o livro, gosto das suas resenhas pois elas sempre me transmite sinceridade. Já adicionei na lista com certeza!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bom?
    Não conhecia o livro, mas parece ser legal. Achei a capa linda!!
    Sua resenha ficou ótima!!

    Beijos,
    Juh ~ http://umminutoumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Me arrependo taaaaaaanto de não ter comprado esse livro na bienal! E o Felipe tava lá para autografar, mas foi tão caótica a bienal que nem tive como mesmo. Mas, agora lendo sua resenha quero mais do que nunca ler esse romance, ele é tão fora da caixa que eu fiquei preocupada de não ser bom, mas por todos esses sentimentos que ele despertou em você, acho que não tem como não ser hahaha!
    Adorei você ter achado a foto da montanha russa!

    ResponderExcluir
  7. Ah, Di, que lindo que minha resenha te fez ter vontade de ler!! Belleville é um livro que eu amo demais!!! Realmente, dá muita repulsa desse ser infeliz, mas o que mais chama atenção no livro é mesmo o amor, e o fato de ele conseguir ultrapassar até a barreira do tempo!! Senti toda a emoção de novo ao ler sua resenha! *-* Fico feliz que tenha amado a história tanto quanto eu. =)

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  8. oi Dihhh tudo bem?
    Mulher, quando li a sinopse pensei realmente em não comprar o livro. Acredita nisso? O que foi revelado ali não me chamou nem um pouco a atenção. Mas com sua resenha fiquei mais do que encantada e quero esse livro para ontem! Que fofo e lindo ele deve ser!

    bjus

    ResponderExcluir
  9. Oiee

    Que bom que o livro passa boas mensagens adoro livros assim fiquei morrendo de vontade de ler .

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  10. Ao mesmo tempo que quero muito ler Belleville, tenho um certo receio porque não curti A Última Nota. Mas já ouvi falar tão bem, mas tão bem, que vou dar uma chance com certeza!
    Que bom que o livro te tocou e te emocionou. Fico feliz ao ver o sucesso da nossa literatura. ♥
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Olá, moça
    Parabéns pela resenha, está incrível, eu mesmo fiquei louco de vontade de ler e descobrir o que essas páginas guardam além do que já foi dito por ti. O livro me pareceu bem tocando e que mexe com o leitor de forma surreal, desperta sentimentos tantos de revolta como de coisas boas.

    Att,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Eu realmente não esperava tudo isso desse livro! Você conseguiu me deixar curiosa e me fazer passar este livro à frente na minha pilha de futuras leituras :)

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!