Entrevista com Autor: Marcelo Pontes

Olá leitores, lindos... Está tudo bem com vocês???
Comigo as coisas vão caminhando... e torcendo para que fiquem cada vez melhores....
Hoje eu trago um entrevista com o autor parceiro Marcelo Pontes. Já tinha um tempão que eu queria fazer essa entrevista e somente agora eu consegui.... e o autor disponibilizou um pouco de seu tempo para responder para nos leitores e curiosos para saber um pouco mais sobre ele... Vamos conferir???



Oi Marcelo, tudo bem???
Quero agradecer pela sua disponibilidade em responder essa entrevista para o blog Minhas Escrituras, é um imenso prazer.

Minhas Escrituras: Quando começou o seu interesse em escrever? Quando percebeu esse dom?

Marcelo Pontes: Sempre amei a ficção; digo ficção pelo simples fato de contar histórias sem amarras. Uma tela em branco, uma folha vazia que de repente desabrocha para as possibilidades. 
Pequeno, eu lia as obras de Monteiro Lobato; aquilo tirava meu fôlego. Logo seguiram meus primeiros rabiscos que se destacaram entre amigos: textos, histórias em quadrinhos e campanhas de RPG Role-Playing Game. No início da década de 90 concretizei meus primeiros contos que virou um sistema de RPG publicado em 1997.

ME: Como foi o processo de revisão do seu livro e a divulgação do mesmo?

MP: Revisão e reformulação é um processo cansativo. É como esculpir, você nunca está satisfeito com o resultado final; sempre tirando e colocando novas peças. 
Já a divulgação é como empurrar um caminhão ladeira acima. No começo você está sozinho, e parece incapaz de conseguir. Mas com a persistência, cada leitor satisfeito compartilha seu fardo, deixando o caminhão mais leve com o passar do tempo. 

ME: O livro virou gibi como que isso aconteceu?

MP: Tenho paixão por todas as artes, já que elas compartilham a mesma ideia de criarem através de um fundo branco, vazio. Sou desenhista, – responsável pelas capas e artes dos livros – por isso, a transição foi um passo natural com o sucesso da obra. A Modo Editora comprou a ideia, e claro, não perdi a oportunidade. 

ME: Quais são as suas referências literárias?

MP: As minhas referencias literária estão ligadas diretas as etapas da minha vida:
Não vou citar livros, mas autores: Monteiro Lobato (infância), J. R. R. Tolkien (começando a escapar da realidade), Allan Poe (fase terrível da minha adolescência), Érico Veríssimo (redescobrindo a literatura nacional), J. J. Benítez (um período de maturidade) e entre outros autores desconhecidos, agregados nas minhas pesquisas na área de simbologia e profecia. 

Imagem retirada do facebook do autor.


ME: Onde costuma escrever? Tem algum lugar em especial?

MP: Tenho um escritório onde só escuto o som das bromélias. (gostei!)

ME: Eu particularmente gostei da construção dos protagonistas de seu primeiro livro, como foi desenvolvê-los? Espelhou-se em alguém?

MP: Os protagonistas foram criados através de sentimentos trancados a sete chaves; não posso negar que doei parte de minha identidade para eles. Pensamentos e características colocadas em cena fizeram parte da minha vida. Talvez por isso tenha agradado muitas pessoas, pois eram sinceros, e não um modelo típico da literatura com propósito de rebuscar e enganar o leitor.

ME: Para escrever Máscara Revelada você já tinha um enredo pronto? Quanto tempo demorou a finalizá-lo?

MP: Sim, havia um enredo desenvolvido nos meus quatro anos de faculdade. O tempo para finalizar o projeto é difícil de contar, já que houve muitas etapas até que o livro ficasse pronto. Mas se levarmos em conta apenas o desenvolvimento, posso enumerar: 20 anos de pesquisa, 4 anos de rascunhos e mais dois anos para preparar toda a saga de 5 volumes.

ME: Você considera a relação com os blogueiros importante no incentivo a literatura nacional e na divulgação dos livros? 

MP: Como havia comentado, os blogs fazem parte das mãos e pés que me ajudam a empurrar meu humilde caminhão ladeira acima. Sem eles, não teria pessoas nessa empreitada. 

Imagem retirada do facebook do autor.


ME: Recentemente você lançou Máscara Revelada à sequência de Almas Seladas no Amazon. Diga-nos você acha que será mais efetivo na disseminação da leitura lançando em e-book?

MP: Existe ainda uma forte resistência pelos formatos digitas, entretanto, para novos escritores, as formas digitais tem um grande potencial. Um número cada vez maior de leitores que buscam novidades está crescendo, e através da forma digital – com melhor preço –  obras estão sendo descobertas e compartilhadas. 

ME: Para você qual a maior dificuldade em publicar um livro em nosso país? 

MP: A falta de interesse na leitura e a desconfiança com autores nacionais.

ME: Qual a maior dificuldade que você já encontrou no processo de publicar o livro e na divulgação dele?

MP: Não venho de berço rico, comecei a trabalhar como carroceiro aos 14 anos de idade. Hoje sou formado em nutrição pela UNITAU, exerço minha profissão de forma ativa, mas minha renda não permite investimentos altos em publicidade. Na falta de investimento, o escritor não é ouvido, nem lindo, não importa o quanto seu livro seja bom. Então, a única solução foi apelar para as ferramentas disponibilizadas pela internet. Após muito suor, a publicação através de uma editora comercial só foi possível quando a saga ganhou destaque através do Clube de Autores (editora por demanda). 

ME: Deixe um breve comentário do que os leitores podem esperar de seus livros?

MP: Para quem está cansado dos velhos rótulos e fórmulas literárias venha se surpreender com Algoritmos Sagrados: uma saga instigante, envolvente e perturbadora.

ME: Qual o conselho que você dá para uma pessoa que tem o mesmo sonho de publicar um livro.

MP: A persistência aliada à consciência de crescer são atributos indispensáveis para o sucesso.

Resenha de Almas Seladas Aqui

Sinopse de Almas Seladas:
No ano de 1992, no dia 29 de fevereiro, duas crianças predestinadas nascem: Layla e Victor. Layla passa por todo tipo de sofrimento, pessoas queridas morrem em acidentes bizarros e, a cada morte, uma nova cicatriz aparece em seu corpo. Victor ao contrário, tem uma vida perfeita, um garoto que nasceu incapaz de sofrer. Victor e Layla se encontram e se apaixonam, um amor sem limites. O romance tinha um destino certo, à felicidade, mas eles não sabiam que eram peças de um complexo jogo entre o bem e o mal chamado: Algoritmos Sagrados.

Sinopse de Máscaras Reveladas:
Máscaras Reveladas, o segundo volume da série Algoritmos Sagrados irá te conduzir ao mundo desconhecido e intrigante das mais antigas culturas da Terra, onde uma nova geração de personagens seguirá a procura dos mistérios mais profundos. Rogério deixou seu legado à sua filha Bruna que, junto a Hanz, irão descobrir a misteriosa força por traz dos números. Layla Aina continua seu caminho de sofrimento, mas desta vez confinada. A jovem menina busca desesperadamente liberta-se de sua maldição e, através da morte, ela encontra uma oportunidade de mudar seu destino. Victor Siegfried não é o mesmo, seus olhos agora revelam um novo e obscuro mundo. Perdido, ele conduz sua vida em nome da vingança. Suas vidas seguem suas linhas, e a mórbida realidade continua ordenada pelos Algoritmos Sagrados, um universo secreto pronto a ser revelado.

O Marcelo também lançou o livro Almas seladas em gibi e eu achei essa ideia super legal... ele disponibilizou os dois volumes no Scribd, lá você consegue baixar gratuitamente.


Você pode comprar o livro em grandes livrarias de sua cidade (basta pedir o catálogo) ou comprar no site da Modo ou na página do facebook (autografado) através do pagseguro.


Marcelo termino a entrevista muito feliz... Eu gostei da leitura de Almas Seladas e logo darei inicio a Máscara Revelada... Sinto que terei mais aventuras. Obrigada mais uma vez por conceder um tempo para responder as perguntas para o blog. Xero!!!


E meus lindos? O que acharam??  Eu particularmente fiquei assim de "boca aberta" com o tempo de pesquisa, leitura, escritura que o Marcelo disse que demorou para completar os 5 livros da série... E ainda mais de saber que ele fez as artes da capa.... Show... Aguardo a opinião de vocês... 
Xero no coração de todos!!! 



19 comentários

  1. Oi, Di, tudo bem?

    Adorei a entrevista, adorei poder conhecer um pouquinho melhor do autor. Todo o sucesso para ele. Mas discordo com ele na questão do pouco interesse pela leitura. Os jovens hoje estão lendo muito e é super legal ver esse interesse crescendo.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb discordo nesse ponto... vejo por ai muitas pessoas lendo nos ônibus coisa que era bem raro... geralmente só tinha eu kkkkkk hoje em dia vejo pessoas lendo no metrô.... no ponto.... na praça... nas lanchonetes.... e isso me deixa maravilhada... fora os eventos literários e a mostra disso a bienal desse ano que deu hiper lotação...

      Excluir
  2. Oi Dih!

    Cara, não conhecia o autor, mas já havia visto o primeiro livro na página da MODO. Parabéns pela entrevista, ficou maravilhosa!
    Claro que fiquei mega curiosa neh? rsrsrsrsrsrrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  3. OI Dih! Adorei o trabalho das capas destes livros, adorei ainda mais a entrevista, parabéns! Adorei chegar aqui e conhecer mais sobre o autor! Sucesso para ele!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    Gostei da entrevista, para mim que não conhecia o autor, a entrevista está completa e amei conhecê-lo. Tanto ele quanto as suas obras.
    É verdade que há resistência aos formatos digitais. Meu oculista me proibiu :/ só leio digital em último caso. Sem falar que mesmo que tivesse a visão perfeita, não seria adepta dos e-books. Amo o cheiro dos livros, as folhas amarelados do tempo. É um caso de amor kkkkk.

    Beijooos!
    Vivendo em Livros

    ResponderExcluir
  5. Os formatos digitais estão bombando. Falta mais busca dos leitores nesses formatos e mais facilidade para adquirir um leitor digital que funcione bem e que seja barato

    ResponderExcluir
  6. Falta a popularização de bienais e eventos literários pois aqui no meu estado não há muitos eventos literários. E a feira de livros do Sesc tá precária. Mas os leitores resistem a isso. rsrsrs
    Ah! Os filmes estão ajudando muito na criação de novos leitores.

    brendovieira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Amiga primeiramente tenho que confessar que gostei bastante da sua postagem, porque está bem completa e isso é muito bacana pra poder divulgar os nossos autores nacionais, mas eu nunca li os livros do autor e espero ter oportunidade de conhecer, embora eu não saiba se o gênero do livro vá me agradar, mas mesmo assim não custa nada estar conhecendo né? Pela sinopse eu gostei bastante, mas preciso tirar as minhas conclusões com a leitura mesmo =] Parabéns pelo capricho da postagem. Você faz tudo com tanto carinho que dá até prazer de passar aqui.

    Se cuida minha querida e fica com Deus
    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Dih, tudo bom?!

    A antiga colaboradora do blog fez a resenha do livro e gostou bastante. Eu não tive a oportunidade de lê-lo ainda. Gostei muito da entrevista, mas discordo com a parte de que os jovens não gostam de ler. Eu incentivo os meus alunos a lerem SEMPRE. Mas enfim... Parabéns pela postagem!

    Beijos, Rob

    ResponderExcluir
  9. Oi, Di! Não conhecia o autor nem os livros, mas gostei da entrevista. Uma coisa bem bacana foi ele citar as referências literárias, bem diferentes, mas coesas dentro da vida dele. Outra coisa de que gostei foi a metáfora que usou pra divulgação. Não sou autora, mas acompanho amigos que escrevem e sinto que é bem assim mesmo.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Di! Eu não conhecia o autor mas fiquei bem interessada nos livros. A forma como ele respondeu as perguntas, tão gentil e simpático, foi bem legal. Legal também ele apoiar e valorizar nós, blogueiros. Adorei a entrevista

    Beijos
    Leitora sempre

    ResponderExcluir
  11. Ola Diana adorei a entrevista , não conhecia o autor e gostei da premissa dos livros, muito bacana lançar em quadrinhos a história, confesso que fico triste em ler que ainda existe muita resistência em livros nacionais temos tantos talentos. Muito sucesso ao autor, beijos lindona

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Dih
    O Marcelo foi um dos meus primeiros parceiros e ainda não tive oportunidade de ler o livro dele. Adorei saber essas coisas sobre o processo de escrita, revisão e sobre o livro ter sido adaptado aos gibis. Muito bacana o reconhecimento que ele devota a importância dos blogs parceiros no trabalho de divulgação.

    Abraços
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Dih, tudo bem? Adorei a entrevista, não conhecia o autor e nem os livros, mas achei bem legal, ele criou um universo bem interessante, achei bem legal o livro ter sido transformado em gibi, e pude olhar, está muito bom. Achei interessante também as inspirações dele, Monteiro Lobato <3... e o tempo em que tudo foi produzido, realmente deve ter resultado em um ótimo trabalho. Achei interessante como ele comparou a divulgação de um livro, é realmente bem isso mesmo... primeiro você começa sozinho e depois mais pessoas vão ajudando a divulgar através de indicações, leituras, resenhas e etc.

    Bom, não concordo muito com o que ele disse que as pessoas não estão lendo, pelo contrário, a leitura está crescendo bastante e isso é muito bom, em cada lugar que você vai está alguém segurando um livro ou um e-reader, etc. Tudo bem muita gente ainda não lê livro nacional, mas também está aumentando.

    Adorei a entrevista!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  14. Olha, não sei se gostei da sinopse do primeiro livro ou se fiquei assustada! rs... Mas também fiquei de boca aberta com o tempo de pesquisa e escrita da série, e achei bem legal ela já estar finalizada, isso me anima a ler, mesmo que seja uma série grande. Adorei o fato dele ser responsável pelas capas e pelas artes e ter até lançado a história em gibi!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia o autor, mas sempre curto conhecer as referencias e entender um pouco do que essas pessoas que escrevem nossos amados livros pensam. Acho que a um tempo atrás essa posição de que há pouco interesse na literatura cairia muito bem, mas agora, cada dia existem mais leitores por ai. Ainda somos uma parcela pequena da sociedade, mas estamos em constante crescimento ;D

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  16. Olá Diana,
    menina que entrevista legal. Eu não conhecia o autor - que vergonha - e nem sua obra. Porem fico imensamente feliz de estar conhecendo aqui no seu blog.
    Olha, eu acho que nos leitores devemos valorizar mais os nossos próprios autores, mas infelizmente não é assim. E o que o autor disse, sobre persistência e ir atras é a pura verdade. Espero que nosso país cresça neste quesito.
    Eu simplesmente amei as capas dos livros dele.
    Parabéns pela entrevista, e adorei conhecer o autor. Vou procurar pelas obras dele e conhecer a sua escrita.

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
  17. Oi Di,

    Amo entrevistas, já ouvi falar muito desse livro, mas ainda não tive a oportunidade de ler ele! Gostei bastante de conhecer o autor, e fiquei bem curiosa com a leitura do livro, gostei de saber que tem gibis, gosto muito de gibis também! Não sou muito fã de e-books, mas de vez em quando eu leio, gostei bastante das capas!

    Mayl

    ResponderExcluir
  18. Adorei a entrevista, pois gosto muito do Marcelo! Já li o primeiro livro e o gibi e amei!
    Ainda não tive a oportunidade de ler o segundo mas espero que seja em breve!
    As referências literárias dele são demais!

    Beijokas
    Lara - Magia Literária

    ResponderExcluir

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!