Livros até a página 100 :) #2

Olá galera hoje eu trago o livro Sacramento do nosso autor parceiro Felipe Cangussu.


*Primeira frase da página 100:

Não estou muito seguro, por isso tô pedindo ajuda, senão eu me virava. Você pode vir?

* Do que se trata o livro?

O livro conta a história de três super amigos, a forma como se conheceram e como as suas vidas vão sofrendo mudanças, mas as coisas estranhas começam à acontecer quando um de seus amigos recebe um mensagem estranha inusitada da Dona Morte e depois que se suicida tudo pode acontecer.

*O Que está achando até agora?

Eu estou gostando muito, no inicio do livro confesso que me perdi um pouco no sentido do que o autor quis nos levar com a leitura, mas depois me encontrei. Fora que assim que comecei a ler e estava ali próximo a página 50 mais ou menos a música faroeste caboclo surgiu nos meus pensamentos e não sai mais rs.

*O que está achando dos protagonistas?

Estou achando eles muito loucos, são três na verdade. Anderson um menino revoltado e que sofre uma transformação muito louca e inacreditável. Willian o menino filho de pais de classe média e feliz. Johnny o menino franzino e fraco. Nossa nunca imaginei que fosse gostar tanto de uma leitura dessas rs.

*Vai continuar lendo?

Sim sim e sim...

*Melhor quote até agora:

Querido Johnny, o seu tempo de vida expirou, queira entregar o corpo de aluguel para um dos nossos ceifadores. Você poderá fazer essa devolução através de um suicídio comum. Nós disponibilizamos o "Botão". É muito simples, barato, e nenhum cliente voltou até hoje para reclamar. Você adquire uma nove milímetros  coloca o cano na boca e aperta o botão que fica sobre o gatilho. Informamos que a não devolução do produto acarretará juros posteriores.
Remetente: Dona Morte.

*Última frase da página:

Ele apertou o botão de desligar. A voz de Will sumira.

Xero em todos.

Contos #1 - O Novo Mundo - Misael Coelho

Olá galera! Estou aqui para dizer que no grupo Minhas Escrituras do facebook fez o sábado de conto dia 25/05/2013, porém somente eu e o Misael participamos e devido a pouca quantidade de participantes o conto dele foi escolhido para ser publicado aqui. Depois eu vou publicar o meu rs.

Misael Coelho

"O Novo Mundo"

Um garoto cor de caramelo, cabelos encaracolados, calça jeans, camisa branca, casaco e um all star, dormia embaixo de uma árvore. Ele mal sabia que onde estava existiam gigantes, elfos, fadas, magos, bruxas, anões, duendes, animais falantes e misteriosos. Todos andavam pelo novo mundo em que Ryan achava que era um sonho.

Quando ele acordou, pássaros cantavam acima das árvores, flores e gramas o rodeava por todos o lados. Ele se perguntou: “Ainda estou sonhando?” Quem  responderia? Estava ele e apenas ele naquele lugar. Pelo menos era o que ele achava. Ele girou em torno de si mesmo e viu o quão lindo era aquilo. Ele assobiou, sorriu e falou novamente para si mesmo: “Com certeza é um sonho...”

Ele escalou a árvore na qual dormia e olhou a paisagem. Existiam árvores maiores do que aquela que ele escalou e bem lá no horizonte ele viu aves sobrevoando uma cachoeira, a água era tão cristalina que brilhava e criava vários arco-íris ao brilho do sol.

Ele desceu da árvore e falou:

– Tenho que ir até aquela cachoeira antes de acordar...

Ele começou a andar em direção noroeste, onde se encontrava a cachoeira, mas ele foi surpreendido por uma pequenina voz e suave como a brisa:

– Acordar? Como assim, acordar? Isto aqui é real!

– Quem está falando? – perguntou Ryan procurando atrás dos arbustos.

– O que te garante que isso é um sonho? – continuou a suave voz.

– Apareça dona da voz angelical.

– Para que quer saber? Se é um sonho, daqui a pouco acordará e me esquecerá.

– Existem sonhos que nunca esquecemos...

– Até aparecer um melhor.

A voz tinha razão. Sonhos são sonhos, você se lembra do mais belo, até sonhar com um mais belo que aquele e se esquecer do quão bom e gostoso era tentar sonhar novamente, pedindo ao travesseiro que te levasse para ele mais uma vez.

– E se eu jurar nunca esquecer?

– Não jure algo que não pode cumprir garoto... Nem sempre nos lembramos dos sonhos que tivemos. Achamos que foi apenas uma escuridão.

– Quer me levar para a cachoeira? – perguntou Ryan mudando de assunto.

– A cachoeira de Moraine? A fada das águas? Tem certeza?

– Quero ir antes de acordar.

– Acha mesmo que é um sonho?

– Sim. Isso não existe.

– O que te faz provar de que é um sonho? E se esse for o seu verdadeiro lugar? E se você estivesse em coma todo esse tempo que perdeu a noção e acha que o seu verdadeiro mundo é o de lá?

Ryan ficou confuso e assustado “Será verdade? E se essa fosse minha vida real?” pensou ele.

– Tem razão. – assentiu -Isso pode não ser um sonho.

– Ok. Já que você agora acredita que isso não é um sonho eu apareço.

De dentro de um arbusto uma criaturinha brilhante e meiga saiu. Ela estava vestida com um vestido negro, tinha cabelos negros e olhos negros. Ela sorriu e falou:

– Olá. Me chamo Nemesis.

– Ryan. – cumprimentou desacreditado – Você é uma fada? Sério isso?

– Sim – falou Nemesis tirando o sorriso no rosto e colocando uma cara emburrada – Sou uma fada do ar. Por que?

– Nada não. Vai me levar ou não?

– Venha comigo.

Nemesis começou a voar na frente e Ryan a seguiu, a cada passo mais ele ficava admirado com a paisagem. Haviam flores de todas as cores, insetos de tamanhos variados, cogumelos, metros maiores que ele.

Pássaros cantavam alto quando um estrondo sacudiu toda a floresta. Ryan teve que se segurar para não cair. Nemesis ficou apreensiva e se escondeu no bolso do casaco de Ryan. Quando tudo se acalmou os pássaros já não cantavam mais. Tudo ficou em silencio absoluto.

– O que foi isso? – perguntou Ryan apavorado.

– Foi ele! Ele acordou. – falou Nemesis apavorada

– Ah sim! – ironizou – Ele!

– Ele é Condor. O rei dos gigantes. Ele acordou. Mas... Como?

Nemesis saiu do bolso de Ryan cresceu de tamanho e ficou do tamanho dele. Ou um pouco mais alta. Ela estava com um olhar mais sombrio.

– Chega de turismo Ryan Jonson. Está na hora de vir comigo.

– Como sabe meu...

Nemesis fez um gesto com a mão que fez com que todo o ar saísse dos pulmões de Ryan e no mesmo momento ele caiu desmaiado no chão. Ela se abaixou tocou nele e os dois simplesmente desapareceram da floresta.

Ryan acordou de um susto na cadeira do colégio e o professor falou:

- Ryan? Qual a raiz quadrada de 24?

Ryan, atônito falou:

- Sei não. 

Ele se virou para o seu amigo Phelipe e falou:

- Cara, sabe o RPG que nós estávamos planejando? Já sei o que vamos fazer.

Fim!

O que acharam?  Fiquem a vontade para comentar e se quiserem conhecer o blog do Misael é só clicar nesse link:


Resenha #20 - Seguindo em Frente - Angeline Sophie

Titulo: Seguindo em Frente - Parte 1
Autora: Angeline Sophie
Edição Independente.
Páginas: 523

Onde comprar: Clube dos autores - AG book

Sinopse:

Uma chance. Uma nova vida. A descoberta do poder de amar. A jovem Samanta Gonzales tenta prosseguir com sua nova vida buscando se livrar de mágoas, lembranças e traumas passados. Pensa viver sobre absoluto controle ao lado de sua melhor amiga Cristina, com quem divide um apartamento e seus mais íntimos segredos. Mas ao conhecer o experiente e herdeiro do grupo Vasquez, Taylor Matheo Vasquez, ela vê toda sua ilusão de desejado controle se esmorecer e seus pesadelos, os quais mantinha sob sigilo, virem à tona desestabilizando-a emocionalmente e afetando sua vida com a qual julgava estar satisfeita. Samanta aprenderá a vencer seus medos e fantasmas e descobrirá a presença em sua vida da maior das armas para seguir em frente.

Tá eu confesso que eu fiquei meio sem jeito de fazer essa resenha, pois eu não costumo ler esse o tipo de romance erótico rs, mas como esse gênero sempre existiu e agora explodiu de uma forma tão sedutora, nada melhor do que começar resenhando o livro da autora parceira aqui do blog Angeline Sophie.

"Querido Diário,
Aconteceu hoje. Meu primeiro beijo. Estou tão feliz! É ele. Ele, o Marcelo. Ele gosta de mim, mesmo! Ele pode realizar o meu sonho bobo de ser beijada na chuva como no filme romântico que assisti e acabei me emocionando. Risos. Me sinto uma boba, mas como não ficaria? O Marcelo é lindo e ele disse que gosta de mim."


"Querido Diário,
Ele é um monstro. Um monstro. Acabou tudo. Marcelo não irá me querer mais. Acabou tudo. Estou suja. Lágrimas, lágrimas, lágrimas. Ele me tocou. Me tocou! Estou dolorida. Meu corpo dói. Tudo por dentro dói. Ele me tirou sangue. Ele tirou sangue de mim!"

O Livro começa com a narrativa de Samanta Gonzales quando ela tinha apenas 13 anos onde ela contou os pesadelos vividos em sua vida que foi um verdadeiro pesadelo. Sofreu durante uma vida e descobriu as coisas ruins que acontece nos lugares menos prováveis e foi assim até os seus 16 anos. Depois de sofrer um atentado pelo seu próprio pai assim que ele descobriu que ela estava grávida de um filho, um filho dele.

Nesse episódio triste de sua vida Samanta encontra Cris e elas ficam amigas na hora, encontram uma afinidade uma na outra absoluta e é ai que Samanta toma a sua decisão de fugir e sumir, ela encontra na amizade de Cris um refúgio para tentar começar uma nova vida e é adotada automaticamente pelos pais de Cris que a acolhem e a ajuda a seguir realmente em frente.

Passaram-se alguns anos e Samanta estava recém formada e com quase 23 anos ela estava morando com sua melhor amiga Cris em um apartamento charmoso. Ela estava ansiosa e um pouco insegura com a entrevista de emprego que teria no grupo Vasquez uma empresa de grande porte e super respeitada, ela estava tentando a vaga de assistente do gerente de marketing e vendas.

Samanta não sabia que apenas com essa entrevista sua vida iria passar por transformações ainda mais porque diante de todo o sofrimento que passou, de idas em consultas psiquiátricas  se focando completamente nos estudos e infelizmente com os terríveis pesadelos que a consumia e a vergonha de suas cicatrizes, aquelas que não a deixava esquecer de seu passado sombrio, ela ainda buscava por forçar para seguir em frente, mas se fechando totalmente a ter qualquer tipo de sentimento e de demonstração do mesmo, ela não queria envolvimento com ninguém, não queria se expor, tinha medo e vergonha, até conhecê-lo.

"Olho para o relógio novamente, ainda faltam vinte e cinco minutos para a hora combinada. Noto um homem parar ao meu lado ignorando todas as pessoas que aguardam atrás de mim. Eu o olho incômoda com a sua atitude. Espreito seu perfil, o nariz retilíneo, lábios medianos, cabelo num tom castanho escuro bem cortado, tratado e úmido, barba feita, alto e de boa aparência física, bem moldada sob o terno preto, a camisa branca e a gravata azul do mesmo tom do Audi que vi estacionado lá fora, aparentemente uns 30 anos ou um pouco mais. Ele é bastante simpático, quer dizer bonito, está bem, muito bonito!, e isso é perceptível até para mim, que não me importo muito com aparência masculina, mas sua expressão impassível e seu porte imponente o fazem parecer um homem arrogante."

Samanta não tinha muita noção de quem Taylor Vasquez realmente era até encontra-lo na entrevista e no fim   ser a escolhida. Diante do tempo que ia passando ela foi percebendo que ele era muito observador e ocasionou alguns encontros, mas ela sempre arredia e tentando parecer indiferente a ele, mas isso era porque por mais que ela tivesse um escudo protetor contra sensações ele estava conseguindo apenas com seu olhar penetrante ultrapassá-lo e ela não estava gostando daquela situação, porque alguém conseguiu abalar as suas estruturas e fazê-la sentir um desejo desconhecido até por ela.

Samanta foi um personagem que me chamou atenção, porque diante de tudo pelo que ela passou, seus medos, dores, angústias, pesadelos e inseguranças ela estava disposta a crescer e a vencer, mesmo se fechando para o amor e eu tentei me colocar no lugar dela. Eu pude sentir durante a leitura suas emoções e até imaginar seus pesadelos. Chorei já no inicio do livro e em várias situações senti meu coração acelerar. Fora que ela é uma mulher atípica que gosta de carros e até coleciona, toca guitarra e adora futebol.

Taylor... Ah lindo Taylor... eu me apaixonei por ele demais... adoro um tipo marrento e mal-humorado rsrs, mas ele me impressionou e mesmo com esse querer e poder de controle sobre as pessoas, mas  principalmente a Samanta, ele se mostrou um homem totalmente atraído e apaixonado e o que eu mais gostei no desenvolver da história era que ele realmente tinha interesse por ela, queria seu bem estar acima de tudo e que quando se apaixonou não mediu esforços em conquista-la e demonstrar o seu amor.

"Ele continua me atormentando por eu tê-lo dispensado. Eu devia ignorar isso, mas vê-lo ao lado de outra, e saber que pode estar com ela nesse momento me faz querer ir até lá e sequestrá-lo, mantê-lo preso a mim, apenas como uma indicação de posse, pois a sensação de não possuí-lo é desastroso. É horrível se querer o que não pode ter. E agora compreendo a fúria dele relacionada a mim, embora ainda não entenda e aceite o que de fato ele viu em minha pessoa para que se interessasse tanto.
O que está acontecendo comigo? A confusão está tornando-se sinônimo do meu eu. Ele está comovendo-me de um jeito que está me deixando receosa, nervosa, fazendo perder minha estabilidade emocional."


O que eu posso falar mais? A leitura não é cansativa, a gente consegue se aprofundar nas sensações intensas em que os personagens vivem e estou impressionada com a escrita de Angeline, porque ela escreveu de uma forma detalhada e muito intensa, como eu disse senti meu coração pular de alegria e de raiva ao mesmo tempo. Ela passou algumas frases de lição de vida que me preencheu completamente e o romance ardente entre Taylor e Samanta é de perder totalmente o fôlego. agora ficarei a espera da parte II do livro que posso sentir que vai ser mais intenso, porque além do romance erótico que o livro demonstra, fala da amizade verdadeira, tem aventura e também aprendizado. Sem falar que sou uma apaixonada por preto e branco e a capa além de ser assim realmente sugere isso, temos que seguir em frente mesmo com todas as dificuldades e o livro mostra isso também, pois ele é um complemento de mistura de sensações e observações.Gostei de verdade de ler e recomendo.

"Dormimos nus, de conchinha, eu sentindo a respiração dele em minha nuca, seus braços cobrindo minha silhueta, sua mão pousada em meu ventre, enroscados sem chance sequer de uma mínima partícula de ar passar entre nós. Apenas com a extrema necessidade de sentir o conforto, a proteção, e degustar o calor dos nossos corpos, ter a consciência de que estamos aqui, unidos, e que tudo, como até um simples ato de repousar, só será satisfatório se tivermos um ao outro."

Xero!

Resenha #19 - Adeus à Humanidade - Marcia Rubim

Título: Adeus à Humanidade.
Autora: Marcia Rubim
Editora: Novo Século (Novos Talentos) 
Páginas: 388

Sinopse: 

Uma paixão acendendo após mais de um século de escuridão. Uma doença atual apagando a luz de uma vida. Somente sua mordida poderia curá-la. Apenas seu tipo sanguíneo seria capaz de matá-lo. Como um amor tão improvável sobreviveria? Do que você seria capaz de abdicar para salvar e vivenciar, mesmo que por pouco tempo, um amor jamais sentido antes? Da cura de milhares de humanos? Da própria vida? Stephanie tinha todos os motivos do mundo para não acreditar em seres míticos ou na felicidade, mas vai descobrir que estava totalmente enganada. Sua alma-gêmea existe! O problema é que a linha do tempo que a separa do amor eterno é muito tênue. E somente um milagre possa uni-los novamente.


"Não importa a eternidade que leve até que se encontre o verdadeiro amor, e sim a intensidade com que o sentimos quando ele se manifesta em nossas vidas."

Primeiramente tenho que confessar que o nome do livro me chamou muito atenção e graças a Deise, minha amiga blogueira que me indicou esse livro, fui correndo para o skoob procurar a sinopse e me apaixonei. Esse livro foi escrito pela nossa autora parceira Marcia Rubim  e que eu adorei conhecê-la uma mulher muito atenciosa, legal e com muito talento.

Como posso me salvar se meu sangue pode te matar? Como um sangue pode matar um vampiro? Algo inacreditável e totalmente discutível.

O livro é narrado pela protagonista Stephanie, uma garota de vinte e poucos anos que mora com sua mãe, seu meio irmão e seu padrasto, apesar de seu pai estar separado de sua mãe os dois tem uma ótima relação e ela o adora. A vida dela parece perfeita a não ser pelo vazio que sente dentro de si, uma vazio que por mais que ela tente não consegue preencher com exatamente nada. Ela sempre se sentiu desfocada devido a isso como se tivesse nascido fora de uma realidade, mas que tentava viver da melhor forma possível. Ela não acreditava muito no amor, pois nunca havia se apaixonado e nem se quer se interessado por alguém que pudesse fazer pelo menos o seu coração balançar.

Anne a sua melhor amiga desde sempre, elas tem uma amizade sincera e muito rara hoje em dia. Ela é uma garota simpática, cheia de alegria e que torce muito por sua amiga, quer que ela encontre uma pessoa que ela possa amar e ser amada, mas Stephanie não acredita nisso e por mais que as duas sejam fiéis amigas, essa parte vazia ela não consegue revelar para ninguém. As duas chegam fazer uma aposta caso Stephanie se apaixone terá que pagar um rodízio em um restaurante que Anne parecia adorar.

"Eu não era feia, apenas... comum.
Sabia que podia atrair muito rapazes. Bem, digamos que não os mais bonitos. Entretanto, também não era isso o que me interessava, embora não soubesse especificadamente o que buscava neles, ou se realmente queria buscar algo."

Stephanie nunca conseguiu saber o que queria ser, apesar de ter feito vestibular para nutrição a única coisa que a deixava feliz naquele momento era a fotografia que foi influenciada pelo seu padrasto, ela fez curso e tudo e resolveu se inscrever em um concurso ganhando em primeiro lugar uma viagem de ida e volta para Miami e lá era iria encontrar seu pai, queria ir até lá com seus próprios esforços, estava meio cansada de ficar dependendo dele e de sua mãe para obter as coisas. Ao chegar lá conseguiu matar a saudade de seu pai que acabou a convencendo de ficar por lá para estudar e ela decidiu optar para fazer enfermagem, ela fez tudo e vários estágios fazendo seu currículo ficar adequado para trabalhar em qualquer hospital de médio a grande porte.

Mas de repente tudo virou de cabeça para baixo, seu pai sumiu do nada deixando apenas um bilhete suspeito e Stephanie teve que voltar para o Brasil para cuidar de sua mãe e irmão, pois seu padrasto foi assassinado e ela com sua família ficaram em uma situação difícil e desesperadora, praticamente passando fome mesmo. Diante de tudo isso Stephanie resolveu aceitar uma oportunidade de emprego em São Paulo , ela teria que sair do Rio de Janeiro e ficar longe de sua mãe, irmão e amiga e da praia que tanto adorava, mas seria um sacrifício para o bem de todos, pois a sua mãe estava depressiva e ela tinha que tomar as rédias da situação.

"Um mês inteiro de expectativa e a cada dia a esperança de receber alguma notícia positiva ia se esvaindo. Estávamos já bem próximos de chegar a uma conclusão que meu coração teimava em não aceitar: o meu pai não podia ter morrido. Não podia."

Em São Paulo ela conseguiu o emprego e estava morando em  uma pensão bem simples, pois tinha que economizar o máximo que podia e a sua sorte era que no hospital oferecia comida, pois ela só comia uma vez por dia.

Foi daí que ela conheceu o Dr. Richard um médico temido por todos no hospital e com a enorme fama de mal – humorado e motivo de suspiros pelas auxiliares de enfermagem e enfermeiras. Ele era lindo aos seus olhos branco meio pálido, cabelos negros grossos e encaracolados, tinha uma altura super considerável e incríveis olhos azuis diferentes, quase no tom violeta, mas de cara eles não se deram bem, tudo para ele era motivo de crítica com relação as coisas que Stephanie fazia, mas ela ainda o rebatia coisas que suas colegas achavam de coragem, pois nenhuma enfermeira havia permanecido tanto tempo assim com ele em seu auxilio.

"Soltando um longo suspiro de desânimo, o médico logo percebeu a minha presença e disparou a falar sem nem sequer se virar para me olhar.
- Enfermeira, onde estão os exames complementares da Sra. Deise Manzipinni, que não se encontram aqui no prontuário?
Diante de uma hesitação minha em responder à sua pergunta, ele finalmente virou o rosto para me encarar.
Primeiro lançou um breve olhar na minha direção por cima do ombro(...)
Depois, mais parecendo sobressaltado, a cabeça do homem girou rapidamente e ele ficou me observando de um jeito desconfiado por alguns segundos (...)
Parando por um instante seus olhos em meus lábios."

Agora porque será que ele agia dessa forma com Stephanie? Será que ele sentia algo? Ela o achava misterioso demais. Ela o achava atraente e estava completamente fascinada por ele de uma forma assustadora e desconhecida por ela mesma.

Ele tinha um segredo, um segredo que em sua visão era monstruoso e ele não queria ser dessa forma, ao conhecer Stephanie mais profundamente, queria logo lhe dizer o que ele era, queria ter certeza de que ela o aceitaria da forma que ele era, nada mais e nada menos que um vampiro!

Será que ela vai aceitar essa sua condição, depois de estarem tão envolvidos em uma paixão ardente e intensa. Stephanie estava se sentindo perdida e maravilhada com todo aquele sentimento que estava sentindo por ele, logo ele que a infernizou assim que se conheceram.

Esse livro em minha visão é uma forma diferente de romance entre vampiro e humana, as coisas que acontecem são da mesma forma direta, mas ricos em detalhes. Marcia foi incrível nessa escritura, gostei muito de toda a história e do desenvolvimento da personagem, que era aparentemente frágil, mas diante de uma situação difícil se tornou forte e corajosa e não ficou pensando muito nela e nos seus sentimentos de perda aparente de seu pai, estava preocupada com a situação de sua mãe e principalmente de seu meio irmão.
                                                                                                                                                                           
A história desde o inicio já te envolve e te prende, você consegue respirar e perder o fôlego, consegue automaticamente se emocionar com as dificuldades que a personagem principal passa e consegue se familiarizar com sua dor, confesso chorei e muito com algumas situações e com o final do livro também que deixou uma pequena abertura para dar sequência a continuação "Quando a Humanidade Prevalece"


O livro é movido referente a inicio, meio e fim, mas o fim que te deixa ansiosa pela continuação, fico pensando na aventura que Dr. Richard e Stephanie vão enfrentar acredito que esse primeiro livro foi apenas a iniciação de uma história ao mesmo tempo que é arrebatadora vai nos deixar completamente sem fôlego. Por fim o que posso dizer é que esse foi o inicio de um romance totalmente perfeito e mesmo com os altos e baixos que rolam é um tipo de romance que eu gostaria de viver o pude me satisfazer em meu mundo de imaginação cada pedacinho dos personagens e posso dizer que super recomendo essa leitura.



"Se Deus ainda me permitisse conceder um único desejo, pediria que ele não tirasse meu ar... Naquela noite, retribuí ao seu amor com todas as forças, com medo que cada segundo fosse o último"



Xero!

[TAG]: #2 - 11 Coisas

Olá pessoas lindas...
Recebi mais uma TAG do meu querido irmão blogueiro Adriano do blog Geração leitura.com.
Gostei muito disso. O Adriano é muito legal e divertido sempre lembrando do blog e isso me deixa muito feliz!!!

Vamos as regras:

*Falar 11 coisas aleatórias sobre mim;
*Responder às 11 perguntas feitas por quem te indicou;
*Indicar 11 perguntas para alguns blogs.

"Falando 11 coisas aleatórias sobre mim...
1-leitora compulsiva (tinha que colocar essa primeiro rs).
2-adoro escrever romance.
3-amo estar no meu grupo de leitores e escritores no facebook (Grupo Minhas Escrituras).
4-adoro fígado, muitas pessoas me dizem que sou louca por gostar, mas gosto.
5-gosto de ficar sozinha, nada melhor que o silêncio da solidão.
6-sou impulsiva, faço e só penso depois.
7-não consigo fingir o que sinto, minha expressão me entrega na hora.
8-falo demais, meu Deus como eu converso...
9-gosto de ficar na livraria, mesmo que eu não compre nada, apenas para sentir o cheiro dos livros novos.
10-adoro assistir séries e filmes.
11-quero minha editora.

Agora as minhas respostas que o blog me indicou:

1-Livro físico ou e-book?
Físico, gosto de e-book, mas ultimamente não tenho mais tempo de ler. :(

2-Já comprou algum livro pela capa e se arrependeu?
Não, ainda bem.

3-Mudaria o final de algum livro? Qual?
Sim. Êxtase, não gostei muito do final, mas não quero que isso influencie ninguém, por favor, quero que cada um tire as suas próprias conclusões.

4-Já chorou no final de um livro? Qual?
Sim. Além do Céu e do inferno.

5-Qual livro que você recomenda para leitura, no momento?
Pergunta difícil, são tantos! Mas vou falar do que estou lendo atualmente. Adeus a Humanidade de Marcia Rubim.

6-Quantos livros lidos em 2013.
17. Queria ter tempo de ler mais.

7-Autor Preferido?
Vou falar do primeiro autor a qual me apaixonei. André Vianco esse é nacional e internacional Cassandra Clare.

8-Uma terra fictícia que deveria ser de verdade?
Reino de Avalon.

9-Qual a capa mais bonita da sua estante e a mais feia?
Ah amo as capas dos instrumentos mortais.
Não acho feia, mas diante das outras... The house of night. (mas amo a saga rs)

10-Um livro brasileiro que você adora?
Cores de Outono e Além do Céu e do inferno.

11-Quantos livros você tem?
Poucos, gostaria de ter mais.
90. 

Agora segue as perguntas para os blogs indicados:

1-Qual sua meta de leitura para esse ano?
2-Qual o livro que está lendo agora?
3-Quanto tempo leva para ler um livro?
4-Prefere livro com muitas ou poucas páginas?
5-Qual a sua saga preferida nesse momento?
6-Qual seu autor preferido internacional? E nacional?
7-Consegue ler 2 livros ao mesmo tempo? Porque?
8-Qual o livro que mais gostou de ler em 2013?
9- Quantos livros leu no ano de 2012?
10-Quantos livros você tem?
11-Qual a sua última compra literária?

Blogs indicados:

Xero!

[TAG]: #1 Alfabeto Literário

Oi Galera aqui estou eu mais uma vez super feliz!!!!

Acabei de receber uma TAG bem legal do meu querido irmão blogueiro parceiro Adriano do Blog Geração Leitura.com. Obrigada lindo pela lembrança... Adoreiiiiii. :) 

As regras da brincadeira são as seguintes:

Você deve escolher cinco letras aleatórias e mandar uma sequência diferente para cada blog que você indicar, o blog que receber a TAG deve escolher cinco livros que comecem com as letras que foram indicadas (os artigos não contam! Então se o nome do livro for "O trio" a letra considerada será T), o número de blogs indicados depende de cada um, na ausência da letra indicada o espaço fica em aberto, mas na ausência de todas elas, o blog pode fazer sua própria lista.

O Adriano me indicou as seguintes letras: B, C, M, P, S.



Como o "A" do ínicio não é considerado e sim a letra "B" vamos lá. Eu li esse livro por a caso e achei maravilhoso, a leitura é simples e envolvente. Tem romance que é o essencial em uma leitura e fala de uma forma singular sobre as bruxas envolvendo uma magia que encanta nossos corações.







Fiquei super em dúvida qual livro eu escolheria com a letra "C" mas decidi por cidade de vidro porque não consigo escrever o temor e o frio na barriga que senti ao ler esse livro, sou muito fã de Cassandra ela é maravilhosa e eu indico toda essa saga. Só para esclarecer o outro livro que fiquei em dúvida de colocar foi "Cores de Outono"







Mais um livro que começa com a letra "A" mas que é com a letra "M" rs. Então super recomendo esse livro é maravilhoso, pois é o inicio de uma saga que nos faz entrar dentro de toda a riqueza indiana com seus mitos e costumes, fora o romance delicioso de Ren com Kelsey e Kishan.







Ah esse livro é maravilhoso não podia deixar de indicar, embora seja a sequência de Delirio eu amei ler esse livro, super indico um romance totalmente distópico que nos preenche e nos faz praticamente sentir a sensação dos personagens.








Sou muito suspeita em falar sobre esse livro, foi o inicio de uma paixão por toda a saga, mas confesso que o livro que mais gostei de ler entre os 4 foi Sussurro. A história é maravilhosa e Becca tem um jeito detalhado e maravilhoso de escrever, fora que o Patch é tudo de bom.




Esses foram os livros escolhidos pelas letras indicadas do meu querido amigo blogueiro Adriano, agora segue a minha indicação:

Coração de tinta letras: D, F, G, N, O.
Devoradora de livros letras: A, E, I, L, Q

Xerim em todos!!!

Livros até a página 100 :) #1

Antes gostaria de dizer que essa ideia eu vi no blog de minha amiga parceira Patty do blog Coração de Tinta, não sei quem inciou essa ideia legal, mas como sou nova nesse mundo estou pegando as coisas aos poucos... Bora lá...

Esse é o livro que comecei a ler ontem...
Indicados pela minha amiga Priscila e lendo junto com o Itamar Jo!


*Primeira frase da página 100:
-Venha aqui - disse ele.
O corpo dela obedeceu antes que sua mente registrasse a ordem de mover-se.

*Do que se trata o livro?
Trata-se de uma paixão perigosa entre a personagem Beth uma vampira mestiça e o Wrath um vampiro puro sangue. Ainda não tem muita coisa a revelar, porque a história conta-se entre capítulos intercalados separando um pouco os personagens e contando meio que um pouco a história de cada um, percebo ainda que tem muita coisa para acontecer e descobrir.

*O que está achando até agora?
No inicio mais ou menos até a página 68 eu fiquei achando cansativo a narrativa, mas depois comecei a gostar, tem partes quentes e envolventes...

*O que está achando dos protagonistas?
A Beth ainda não mostrou muito dela, apenas que mora sozinha em um apartamento e trabalha em um jornal pequeno. Sobre Wrath ele é o típico mal-humorado que não dá muita importância as coisas, mas que tem um lado sombrio fascinante.

*Vai continuar lendo?
Sim a minha curiosidade fala mais alto e tem muitos mistérios a ser desvendados ù.ù.

*Melhor quote até agora:
O que estava fazendo? Tomando as medidas para lhe fazer um terno? Deveria estar correndo feito uma louca, tentando alcançar a outra porta.
Mas tudo que conseguia fazer era ficar parada ali, olhando para ele.
Usava uma jaqueta de motoqueiro, a despeito do calor, e suas longas pernas também estavam cobertas por couro. Calçava pesadas botas com ponteira de aço e se movia como um predador.
Beth esticou o pescoço para ver-lhe o rosto.
Caramba, ele era lindo.

*Ultima frase da página:
Rhage apareceu na frente dele. O vampiro vestia um casaco negro longo por cima da roupa de couro e, sem dúvida, o contraste com sua beleza loira era impressionante.

Xero em todos!

Resenha #18 - A Linhagem - Camila Dornas



Titulo: A Linhagem
Autora: Camila Dornas
Editora: Novo Século (Novos Talentos)
Páginas: 334
Onde comprar: Saraiva 

Sinopse: 
Londres do século XVIII. A capital da Inglaterra era um dos mais importantes centros do mundo. Vestidos pomposos, elegância e boas maneiras. Um tempo onde as posses e a reputação regiam a sociedade. A igreja possuía poder absoluto e condenava aqueles os quais pesava a suspeita de bruxaria – a arte oculta temida e repudiada pelo senso comum. Nesse cenário intimidador, surge uma mulher especial, com dons inimagináveis. E um destino grandioso... 


Esse livro de me chamou atenção já fazia algum tempo principalmente pela capa, mas sabe que ele ficou em minha listinha de compras até a autora parceira Camila Dornas colocar uma promoção ótima pelo facebook para comprar direto com ela, ai não resisti e comprei e confesso que foi a melhor coisa que eu fiz.

"Ele se virou para me encarar, os olhos expressaram surpresa e um leve divertimento quando se fixaram nos meus. Ele esfregou a garganta com as mãos esguias e incrivelmente masculinas e respirou fundo..."

A narração do livro acontece discorrendo em Londres - Inglaterra - 1720. Acho incrível quando leio alguma coisa de época, é muito interessante saber porque significa muito estudo também para retratar os tais acontecimentos. Evangeline uma garota que possui dons desde que se entende por gente, atualmente com 20 anos e prometida para se casar com um homem ambicioso e frio Hector Callum.

Evangeline é uma garota de personalidade forte, mas como toda a mulher de sua época sofria com os desmandos de seu pai um homem de confiança do rei e que o status de sua imagem de pessoa soberana era mais importante do que tudo e ela sofria com isso, pois ele sabia de seus dons e a maltratava por isso em todas as oportunidades que ele tinha e ela por ter medo (apesar de seus dons) abaixava a cabeça, contra a sua vontade, mas abaixava.

Evangeline no meio de sua fuga para se esconder de um baile que a deixa totalmente desmotivada e com vontade de vomitar, vai até o estábulo da família para escovar Atena a égua que pertence a sua irmã (que deu um verdadeiro chilique ao ganhar de presente), ela ama cavalos e escova-los a deixava calma é lá que ela conhece Henry Atlee um rapaz rustico, que tinha braços fortes e trabalhados e ao mesmo tempo sensível e a atração entre os dois foi espontânea, será que vem um romance por ai?

"Deixei que meus dedos percorressem a pele de seus braços. Seus olhos imediatamente inflamaram com o meu toque, cheios de desejo. Adorei a sensação de provocar aquela reação nele,  fez-me sentir no controle, e eu adorava estar no controle. Agarrei a sua camisa, trazendo-o para perto de mim. Suas mãos imediatamente agarraram a minha cintura. A proximidade entre nós fez meu mundo girar. Ele se aproximou mais. Os lábios a centímetros dos meus..."

No momento de voltar para a sua casa ela se encontra com um estranho totalmente bestificado com sua beleza e um galanteador de primeira e é através dele que ela conhece  que além dela com os tais dons existiam outros, mas que devido os últimos acontecimentos de bruxaria na cidade eles têm que se esconder para não ter que morrer queimados, Dória o charmoso homem de olhos acinzentados e totalmente belo à apresenta o mundo do conhecimento de sua magia e ela vai com ele mesmo não confiando nele no inicio.

Camila Dornas é uma escritora de mão cheia, ela conseguiu fazer com que eu amasse a leitura. No inicio confesso que estava apenas gostando, mas não estava muito encantada apesar de uma parte bem quente e intensa que rolou, mas conforme fui lendo as páginas o verdadeiro sentido da história foi se intensificando, como se ela quisesse me preparar para as verdadeiras ações e desde então eu me vi sufocada com os acontecimentos, com um frio na barriga pelos desafios, escolhas e descobertas de Evangeline.

"As palmas das minhas mãos estavam suadas. Eu sentia que teria uma taquicardia ali mesmo se não fizesse algo. As palavras do bispo se perdiam sem realmente penetrar em minha cabeça. Eu mal tinha consciência do que estava acontecendo ao meu redor..."

Gostei da intensidade da amizade que ela registrou no livro... Ela detalhou bem como amizades verdadeiras existem sem nenhum tipo de interesse apenas por gostar da pessoa e a personagem principal tinha verdadeiros amigos, cúmplices e acima de tudo companheiros de todas as horas e momentos que você leitor só saberá lendo essa maravilhosa história.

Mais uma vez volto em falar da capa e da diagramação do livro totalmente perfeitos, eu me apaixonei pela história e seus acontecimentos marcantes. A coragem da personagem principal foi o que mais me chamou atenção, ela foi bem diferente de personagens femininas as quais estamos acostumadas nas histórias (deixando claro que tem umas que adoro) mas é que Evangeline realmente me conquistou, adorei conhecer uma personagem como ela e agradeço a Camila por apresenta-la.

No mais o que posso dizer é que ela conseguiu me surpreender e fazer com que a falta de encanto no inicio da leitura se transformasse em uma verdadeira paixão e vou confessar que eu estou ansiosa pelo novo livro, mas com a visão de Ághata e para saber quem é essa personagem marcante também de uma forma singular, tem que ler o livro mesmo!!! Super recomendo!!! 


Xerim em todos!!!!

Resenha #17 - Cores de Outono - Keila Gon

Titulo: Cores de Outono
Autora: Keila Gom
Editora: Novo Século (Novos Talentos)
Páginas: 440

Sinopse:

O inesperado, o impossível, o destino... Quem ama escolhe seus caminhos, vence o medo, ultrapassa a razão, duela com a dúvida entre o certo e o fácil para seguir seu coração. Melissa encontrou em um olhar revelações de toda uma vida  e longe da lógica escolheu o caminho confuso, mas surpreendentemente do amor. Ela chegou à pequena cidade da montanha com a responsabilidade de cuidar de Alice, sua irmã caçula, esperando uma vida simples. 
Mas se viu envolvida por Vincent, um estranho arrogante, dono de irresistíveis olhos turquesa que vai levá-la através da sombra e da luz para revelar surpresas inimagináveis de um Mundo Mágico perigoso e fascinante. A cada encontro este homem misterioso amedronta e encanta; desperta sentimentos e a faz duvidar de sua coragem. Mas, antes que Melissa seja arrebatada por esse amor, ela precisa enfrentar elfos, magos e intrigas em um mundo inóspito que testará seu coração. Cores de Outono é o primeiro volume de uma mágica que vai instigar emoções e paixões.

Cores de Outono é um livro realmente mágico, com uma escrita simples, porém maravilhosa e gostosa de se ler... a cada trecho que eu lia eu me encantava cada vez mais. Keila tem um jeito doce, sincero e ávido em escrever e detalhar as palavras de maneira que faz com que a gente se apaixone e se entregue totalmente ao contexto e a história que o livro proporciona.

O livro começa com Melissa uma garota de 21 anos péssima no volante e com tendência a desastres que após perder sua mãe e padrasto ficou totalmente responsável  em cuidar de sua vida e principalmente de sua irmã caçula Alice de apenas 5 anos. Ela resolve voltar para sua cidade natal Campo Alto onde ela morava na montanha. George Wels seu avô o que restou de sua família onde ela sabia que poderia se refugiar sem medo onde ela poderia se sentir segura e poder cuidar de sua irmã com mais tranquilidade. Adorei a forma carinhosa que Mel chama seu avô "Opa" que é avô em alemão.

"Soltei o ar, derrotada. Por quanto tempo ainda me sentiria assim? Uma estranha perdida em minha própria vida. Por quanto tempo tempo o frio polar ocuparia meu peito? Quando as rachaduras do meu coração iriam parar de doer? Não tinha estas respostas... e me assustava por não tê-las."

Melissa sentia muito a falta de sua vida estruturada de antes, mas agora com essa nova vida ela teria que manter o foco, pois com essa nova responsabilidade ela não poderia falhar, não com Alice, ela não poderia vê-la sofrendo, ela precisava de conforto e segurança. A chegada de Melissa já foi envolvida em um desastre ela quase fora atropela por uma SUV gigantesca que havia aparecido do nada e aquilo a deixou muito irritada.

Tem o Arthur seu amigo de infância que roubou seu primeiro beijo a qual Melissa não queria reencontrar, mas não teve como fugir, pois na primeira oportunidade que teve foi correndo vê-la causando uma irritação descontrolada nela e os dois logo começaram um desentendimento, mas Arthur logo se tornou um amigo a qual Melissa queria muito bem,mas talvez Arthur quisesse um pouco mais.

Melissa de repente se viu no meio de uma loucura quando encontrou os olhos do mais puro azul Vincent Dippel, o homem mais alto que ela já vira e que era rabugento, mal-humorado, sem educação, mas que era forte, lindo, que tinha um rosto perfeito e lábios que a chamava. O inicio dos dois não foi dos melhores e Melissa ficou irritada com cada encontro inusitado que tinha com ele, pois ele é um verdadeiro mistério, aparece do nada e some da mesma forma, ela não conseguia entender porque ele causava todo aquele formigamento em seu corpo com um simples toque e aquele olhar turquesa que a deixava tonta. Só que com isso vinha uma verdadeira história a família misteriosa da montanha os Von Berg. Todos na cidade eram intimidados por essa família, todos falavam que era uma família assustadora e amaldiçoada e aquilo por mais que assustasse Melissa a deixava fascinada também.

"Ele pegou gentilmente em minha mão e sustentando meus olhos me conduziu pelo salão, não sabia como estava andando. (...) Vicente colocou a mão livre em minha cintura, concentrado em seus movimentos. Eu me arrepiei ao sentir o calor de seu toque atravessar  o tecido fino e nesse momento, sensações que nunca havia experimentado percorreram todas as células do meu corpo. Levantei meus olhos e quando encontrei os seus, tudo mudou... Neste momento estávamos sozinhos, o mundo externo não existia."

Entre encontros e desencontros Melissa foi descobrindo coisas que era bem distante de sua realidade "normal" e "segura" e entrando em mundo totalmente desconhecido a qual sua pequena e sensível irmã estava envolvida, a qual Vincent estava envolvido e que ela com relutância se viu obrigada a se envolver. O livro retrata a magia, de uma forma inspiradora e distópica, fazendo com que o leitor mergulhe na bela escrita rica em detalhes da querida autora Keila Gon. Confesso que tive medo de começar a leitura porque fui cheia de expectativas, mas ela superou todas elas, esse livro é o tipo de história que aprecio demais em ler, porque é um romance que envolve o sobrenatural, a magia, o encanto e o amor. Keila escreveu tudo em um universo detalhado cheio de explicações e promessa para uma continuação totalmente ansiada.

Ler esse livro foi maravilhoso, consegui voltar no universo mágico e consegui mais uma vez colocar minha imaginação a prova criando um cenário da montanha com seus jardins coloridos em vermelho, amarelo azul, com seus mistérios e portais secretos, com magos, duendes, elfos... A leitura foi leve e gostosa, foi intensa com sentimentos aflorados e descobertas inusitadas, simplesmente amei. A capa do livro em minha visão é inspiradora e a diagramação é bem feita e estruturada.

O que eu posso dizer para finalizar é que recomendo demais esse livro. Para quem quiser viajar para um mundo mágico cheio de emoção, aventuras e descobertas esse livro é o conjunto perfeito, pois a autora tem um jeito próprio de escrever, ela é doce, é totalmente inspiradora...

"Não posso desistir do meu coração" amei essa frase demais!!!!!


Eu jamais podia deixar de ressaltar que durante toda a leitura que fiz do livro em meus pensamentos veio esse ator... ele é mais que perfeito para ser o Vincent, quem já leu o livro concorda comigo??? E para quem não leu não perca tempo porque é uma leitura maravilhosa...

Para comprar o livro "Cores de Outono" Pode clicar nesse link: Cores de Outono - Site Saraiva. Xero!!!



Resenha #16 - Cidade das Cinzas - Cassandra Clare

Titulo: Cidade das Cinzas - Vol. 2
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 406

Para comprar os livros cliquem nesse links abaixo:

Sinopse: 

Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Se Clary deixasse o mundo dos Caçadores de Sombras para trás, isso significaria mais tempo com o melhor amigo, Simon, que está se tornando mais do que só isso. Mas o mundo dos Caçadores não está disposto a abrir mão de Clary — especialmente o belo e irritante Jace, que por acaso ela descobriu ser seu irmão. E a única chance de salvar a mãe dos dois parece ser encontrar o perverso ex-Caçador de Sombras Valentim, que com certeza é louco, mau... e também o pai de Clary e Jace.

Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo. Será que Valentim está por trás dessas mortes? E se sim, qual é o seu objetivo? Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar — e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai?

Nessa sequência de tirar o fôlego da série Os Instrumentos Mortais, Cassandra Clare atrai os leitores de volta para o lado mais obscuro do submundo de Nova York, onde amar nunca é seguro e o poder se torna a mais mortal das tentações.

Obs: Esse é o segundo livro e pode conter spoilers.
Clique nesse link: Cidade dos Ossos para ler a resenha.

Eu estava muito ansiosa para ler esse segundo livro, pois o primeiro foi de tirar o fôlego, fiquei imaginando como eu me sentiria após lê-los e Cassandra me surpreendeu mais uma vez. 

Nesse volume Clary só quer voltar ao normal, mas como isso poderia acontecer diante de tantas coisas sobrenaturais acontecendo ao seu redor e ela exatamente no ponto central de tudo isso? E Jace cada vez mais revoltado com tudo que acontecia e seu seguimento. Sua decepção em descobrir que Clary era a sua irmã, sua irmã e sua irmã. Descobrir que o maior inimigo de todos era o seu verdadeiro pai e como ele poderia agir diante de tudo isso se ele o amava. E o momento de tensão que sempre rola entre eles Clary pelo sentimentos que os envolve tão intensamente e eles não podem nem se chamuscar nesse fogo que acende a cada troca de olhar.

Quando você não consegue falar a verdade para as pessoas com quem mais se importa no mundo, eventualmente deixa de conseguir dizer a verdade para si mesmo.

Nesse período quem está levando a sorte é Simon já que conseguiu conquistar Clary em partes e está vivendo momentos com ela que sempre teve vontade. Mas ele sabe dos sentimentos dela, sabe como ela se sentiu quando descobriu que Jace era seu irmão e o que mais gostei nesse contexto foi exatamente isso ele sabe de tudo isso, mas por ama-la quer conquista-la e fazer com que ela esqueça. Posso garantir que nesse livro Simon cresceu ricamente em seu personagem, mas para descobrir aconselho a leitura do livro rs.


Luke e seu bando também tiveram uma participação essencial nesse livro destacando a licantrope Maia. Juro que acho que ela e Simon podem ter algo no futuro o que seria bem legal devido ao fato deles dois se darem bem e ele merecer alguém que sinta o mesmo por ele. Será que pode rolar algo???  Nossa as batalhas que acontece em todo o enredo do livro são sensacionais misturando sentimentos confusos em uma dimensão totalmente desafiadora. Valentim, como tenho raiva desse homem, não posso negar que ele tem uma personalidade forte e sólida, totalmente seguro de si e que não mede esforços para atingir o seu real objetivo.

(…)- Por que eu tenho que te contar tudo sobre como me sinto se você nunca me conta nada? É como dar com a cabeça na parede, só que, se pelo menos eu estivesse batendo com a cabeça na parede, poderia parar.

A relação de Jace e Clare está me deixando cada vez mais sufocada e ansiosa pelo desfecho. Não gosto nem de imaginar se de repente descubro que o homem que eu amo é meu irmão isso se tornaria uma verdadeira loucura para mim, não sei como eu reagiria ou me sentiria por isso tento imaginar como deve ser para eles. A troca de olhares a intensidade que isso acontece, o jeito como se tratam tentando camuflar seus corações batendo violentamente dentro deles. Clary tem crescido e amadurecido muito diante desses desafios e dificuldades e com sua novas descobertas de poderes e afinidades ela tem buscado se fortalecer cada vez mais.




[…] Eu não te odeio, Jace.

-Eu também não te odeio.

Ela olhou pra ele aliviada.

-Fico feliz em ouvir isso.
-Gostaria de conseguir odiá-la -disse ele. A voz era suave, a boca curvada em um meio sorriso despreocupado, os olhos doentes de tristeza.- Quero odiar. Tento odiar. Seria muito mais fácil se odiasse. Às vezes acho que odeio, e depois quando te vejo e eu…"
No fim amei a leitura, me envolveu em um total fascínio pela a escrita de Cassandra, fora que a capa é maravilhosa, cheia de detalhes e brilhos, como não se apaixonar pelo livro primeiramente pela  capa e depois que a leitura te consome você e não consegue parar de ler nem por um minuto. Algumas vezes tive que fechar o livro para conseguir respirar fora as  vezes que conversei sozinha que nem uma louca no ônibus. Essa é uma leitura que realmente recomendo. Se você já leu o primeiro livro, por favor não deixe de ler essa sequência maravilhosa.
Xero em todos!!!