Contos #3 - Te Amar é Tão Pouco - Giovana Silva

Oi Galera hoje teremos o post de mais um conto vencedor do programa contos de sábado do grupo Minhas Escrituras no facebook. O tema da vez foi romance e o conto da Giovana. Cá entre nós ô menina bonita... Gi adorando te conhecer, continue escrevendo!!!!


Te Amar É Tão Pouco 
Giovana Silva

Os dias de escuridão não são eternos. Hoje podemos estar sozinhos e com pensamentos deprimentes e buscando respostas para as questões do próprio coração. Mas amanhã, saiba que alguém está na espera de ser feliz assim como você, e irão se encontrar, para viverem um lindo e dançante conto de amor. 

~ / ~ 

Alexia - Para mim o inverno não passava de uma estação capaz de deprimir as pessoas. Os dias frios maltratavam o meu coração e me traziam lembranças que só queria esquecer. Tudo o que eu sonhava para mim, era viver exatamente como nos contos de fadas, mas diante de como o mundo estava era um sonho perdido impossível de realizar.  Estava bem sucedida no trabalho, vivia bem com meu apartamento pequeno e elegante, muito dinheiro na conta, roupas, tudo que uma mulher gostaria de ter eu pensava que tinha. Mas isso não era tudo, eu sentia um vazio dentro de mim desde que meu noivo Josh havia ido embora dizendo que não me amava mais. Eu vivia trabalhando, desde que me formei era assim, não fazia absolutamente nada mais além de trabalhar, então ele se cansou disso simplesmente. O meu coração o queria comigo mais do que tudo, mas em minha mente fria pensava que existiam prioridades que eu deveria avaliar. Meu coração... Ah! Meu coração. Minha vontade era de largar tudo e me dar chance de ser feliz, de a vida me mostrar como é lindo sorrir e viver ao lado de quem se ama. Era uma luta diária entre a razão e a emoção, eu queria apenas sorrir, me livrando desse vazio de todos os meus dias.  Voltando pra casa, resolvi parar o carro e caminhar pela enorme praça. Final de tarde, o sol de pondo. Casais se beijavam e namoravam por toda parque naquele horário, as folhas secas de inverno caíam sobre mim enquanto avistava as estrelas começando a brilhar no início da noite. Estava embaixo da maior árvore dali, onde eu e Josh ficávamos todos os dias conversando sobre a vida, fazendo planos e sonhando acordados... Senti saudade daquele amor que me completava tanto, parecia complicado para manter tudo aquilo, me arrependo de tudo que fiz e se pudesse voltar atrás, não pensaria duas vezes. Foi nesse momento em que olhei para o céu e lembrei de uma frase, resgatando toda a esperança que precisava. Nunca é tarde para encontrar a felicidade. Naquele momento eu tive certeza de que a minha decisão de continuar meu caminho sozinha tinha sido a pior escolha. Depois de tanto tempo sem notícias de Josh senti vontade de telefonar, procurar saber como ele estava. Com muito medo e insegurança voltei para casa e disquei o número. Minhas mãos suavam e a respiração curta. Até que ouvi uma voz feminina atender urgentemente.  - Quem está falando? - É... Josh se encontra? - Não. Ele está procurando o terno para o casamento, gostaria de deixar recado? - Casamento?  - Sim minha querida. Não tenho todo o tempo do mundo, seja mais direta?  - Desculpe, foi um terrível engano. Desliguei sentindo meu corpo inteiro paralisar analisando aquela situação. Tentando encontrar o rumo certo para tentar seguir em frente.

Josh - 

Casar não era uma escolha que estava me fazendo sorrir, Kathe era uma mulher maravilhosa com inúmeras qualidades que qualquer homem admira. Mas havia outra pessoa que amei mais do que qualquer outra em minha vida, me completava da forma mais perfeita, encaixando-se a cada parte do meu coração. Ah... Alexia. Todos os momentos que tínhamos passado juntos vivia na minha doce lembrança, e a dolorosa falta que ela fazia para mim, se tornou uma prova de que tudo foi real.  Véspera do meu casamento. Eu não podia conviver com essa dúvida perturbante, se eu realmente me sentia feliz ao lado daquela mulher. Perguntava-me se eu e Alexia ainda tínhamos aquela ligação profunda, se todas as promessas ainda viviam dentro de nossos corações... Pois se fosse isso, estava disposto a largar tudo e viver eternamente com a minha pequena. 

Alexia -

Depois de passar a noite em claro pensando no que fazer de minha vida, cheguei a conclusão de que nada mais fazia sentido, cheguei no trabalho e simplesmente disse que não iria mais voltar. Arrumei as malas e fui para velha casa da praia, que eu e Josh sempre íamos namorar, caminhar, ficar juntos olhando a paisagem do mar... Não me restava nenhuma esperança, era tarde demais para lutar. Infelizmente minhas escolhas haviam sido erradas e demorei para perceber isso. 

Josh -

Faltavam algumas horas, e decidi que não era possível seguir com aquilo. Conversei com Kathe e terminamos obviamente eu não disse o motivo verdadeiro, seria cruel demais para ela, e não merecia isso. Não queria causar um desastre maior no futuro, casando com alguém que não amo.  - Me perdoe Kathe.  Foram minhas últimas palavras antes de seguir para casa da praia.  Apesar de tudo meu coração estava tranquilo e aliviado. Uma leve esperança de encontrar Alexia lá invadiu meu peito, mas logo desapareceu por pensar que ela já estava com sua vida feita ao lado de outra pessoa. 

Alexia -

Fiquei sentada na beira do mar, estava realmente frio mas não me importava, era uma forma de entorpecer a minha dor. Comecei a escrever na areia, com letras pequenas, clássicas e legíveis, “te amar é tão pouco”. Senti as lágrimas escorrerem em meu rosto, lembrando como eu repetia tantas vezes para Josh. Então ouvi um carro estacionando na frente da casa, o coração acelerou e avistei ao longe, era ele. Caminhando até mim com expressão misteriosa e ao mesmo tempo surpresa, ficou por alguns segundo encarando os meus olhos em pé, e se sentou lentamente. A forma que me olhava era feliz e aliviada. Eu definitivamente não conseguia entender, mas meu coração sentiu. 

Josh -

Não era possível. Alexia estava mesmo diante dos meus olhos? Não conseguia acreditar, no mesmo dia e na mesma hora, estávamos será com os mesmos pensamentos perdidos quando longe um do outro? Me sentei e encarei seus olhos da maneira que ela poderia entender, estava feliz. A mulher da minha vida comigo novamente. - Estou surpreso por te encontrar aqui. Os olhos calmos e carinhosos aos meus, fazia meu corpo arrepiar. Era como se fosse a primeira vez, a mesma paixão, o mesmo amor.  - Eu também Josh, não tens noção do quanto.  Aproximei-me lentamente do seu rosto, fazendo uma única pergunta, que responderia todas as minhas dúvidas que tanto me perturbavam.  - Você está fazendo o que aqui?  - Eu larguei tudo, nada mais fazia sentido sem você. 

Alexia -

Por que eu não acordei antes desse longo pesadelo que era viver sem ele? Tanto tempo passei sem rumo, sem saber onde estava seguindo meu caminho com aqueles dias iguais e vazios. Ele era tudo, apenas ele era o que eu realmente precisava para ser feliz, pois essa felicidade não há dinheiro que compre, nem tempo que apague. Amor verdadeiro é insubstituível, eterno, indescritível. 

Josh -

Ela ali que eu queria estar. Ao lado dela, da mulher que mudou minha vida, e criou uma nova história. E assim eu queria viver o resto dos meus dias, permaneci olhando os olhos da razão da minha existência, peguei em sua mão como na primeira vez, e mesmo com aquele vento gelado sentia meu coração em chamas por sentir a presença de Alexia. E não encontrava palavras para seguir aquele momento que tanto sonhei, conseguia apenas com me olhar, demonstrar todos os meus sentimentos, e suspirava por saber que ela sentia o mesmo. 

~ / ~

Amar é um sentimento que só entende, quem sente. Tudo cura, tudo preenche. Quando se ama, o mundo passa a ser seu. E o sentimento se torna cada vez maior, e dentro de nós, amar
se torna tão pouco...


Xero!

0 comentários:

Postar um comentário

Bem vindo ao blog Minhas Escrituras...
Fique a vontade para comentar aqui a sua opinião pessoal, sempre com respeito é claro!!! ;)
Você pode deixar o link de seu blog, que faço a retribuição com o maior prazer, mas não retribuo em postagens de promoção, ou seja, não comento.
Mensagem pra pedir que siga o blog, são automaticamente deletadas. Comenta no blog e deixa o link,farei uma visita no seu ok.
Quero agradecer a vocês que passam por aqui e deixam suas marquinhas, isso é muito importante... sintam-se a vontade...
Xero!